On Screen Facebook Popup by Infofru

Receba todas as atualizações via Facebook. Basta clicar no botão "Curtir" abaixo.

Fechar

  

Blog do Refribom

Carlos Refribom: Morador da cidade de Parauapebas desde 1997 iniciou sua carreira no jornalismo como representante comercial nos jornais locais, depois foi repórter de polícia e cidade por dois anos, em agosto de 2004, fundou o Carajás o Jornal e segue até os dias de hoje com esse trabalho reconhecido no sul e sudeste do Pará. Graduado em pedagogia pela FACIBRA em 2014, Refribom, segue curso de Pós-graduação em Marketing e MBA em Comunicação Eleitoral e Marketing Político pela faculdade Estácio, coloca a disposição dos seus leitores, um Blog de referencia em informação politica da microrregião do Carajás.

O jogo começou a virar e vieram os aplausos ao prefeito Valmir Mariano

Lembro-me muito bem quando foi anunciado pelo então prefeito de Parauapebas, Darci José Lermem, a construção do novo Hospital Municipal de Parauapebas. Foram vários momentos de alegria e também de decepções quando o assunto era o Hospital de Parauapebas.
No meu entendimento, a empresa responsável pela obra naquela à época, nunca, mas nunca mesmo, tinha feito um serviço daquela envergadura. Os projetos foram trocados várias vezes, o estrutural, elétrico e outros.
Tenho convicção de que o ex-prefeito Darci Lermem tinha uma vontade muito grande de inaugurar esse hospital. Mas, diante de tudo que aconteceu, não foi possível. Teve uma época que o Ministério Público interviu na obra e os problemas foram se agravando e a obra ficou 50 % pronta, em uma avaliação pessoal. Esse mérito tem que ser creditado ao Darci Lermem, que apesar de não concluir a obra, teve vontade dele de inicia-la, trazendo esse benefício para nossa região. É necessário aplaudir essa iniciativa, também! Porém, o mérito final ficou com o atual prefeito Valmir Mariano. ,
Ontem, no momento da inauguração do HGP (Hospital Geral de Parauapebas), que recebeu o nome de Evaldo Benevides, um ex-secretário de saúde de Parauapebas que trabalhou honestamente nos anos de 2005-2011 e que sofreu um acidente automobilístico em fevereiro de 2015, vindo a falecer. Um nome de hospital que foi mais justo possível. Evaldo doou seu tempo, mais que podia, para conseguir fazer uma saúde razoável e que tinha os atendimentos básicos. Apesar das dificuldades que têm a saúde em todo Brasil, ele fez sua parte. Era um amigo querido de todos e muito honesto na sua forma de tratar com todos, inclusive com a imprensa.
Com a chegada da inauguração do hospital, eu estive presente no evento e escutei as palavras do “velho guerreiro” Valmir Mariano: falou que teve vontade muitas vezes de desistir dessa obra, tamanha eram as dificuldades que ali foram encontradas; disse ainda que a empresa que tinha o contrato abandonou as obras e ele mesmo, através de um TAC assinado com o Ministério Público, assumiu as obras por conta própria e colocou seu povo pra dentro com o objetivo de concluí-la.
Valmir disse ainda que só foi adiante com a obra por duas razões: primeiro, ele não poderia deixar desperdiçar o que já tinha pronto, já que, por ser engenheiro, sabia na prática como tirar aquele nó que existia ali. Na verdade, o atual prefeito Valmir Mariano precisa merecer nossos parabéns, pois uma obra dessa envergadura vai ficar pra sempre na memória das pessoas.
Ainda teremos vários problemas para serem enfrentados para o funcionamento do hospital. Um deles, e pra mim e o mais grave, serão os médicos que ali trabalham. E isso não é de hoje, é um problema antigo de Parauapebas. Disseram-me ontem, nas imediações do evento, que tem médicos com salários de quase 100 mil reais/mês e ainda reclamando e não querendo fazer os plantões. Essa informação eu vou checar com o atual secretário de saúde, e se for verdadeira será preciso colocar isso para o limpo, para que o povo de Parauapebas conheça esse lado da coisa pública. Até porque até agora só temos colocado matérias contra o governo, sem saber se isso é realmente verdade. De uma coisa eu tenho certeza porque já vi, não foi ninguém que me falou, tem médicos ali no hospital, não quero generalizar, já que existem bons profissionais, mas tem deles lá que se eu fosse prefeito estariam desempregados há muitos dias. São arrogantes e atendem mal os pacientes. Alguns deles chegam a pensar que depois de Deus, os donos do mundo são eles. Poderia citar pelo menos um dez profissionais da medicina que se enquadram nesse perfil.
Eu já disse uma vez em minha coluna aqui no Carajás O jornal, na época do Evaldo Benevides: construa uma vila médica e tragam os profissionais de “fora”. Trabalham uma semana e voltam pra casa. Aqui teriam casa mobiliada e alimentação. Eles viriam aos montes!
Dizem se tratar de uma classe muito difícil de trabalhar. Mas, muitas vezes também eles não têm o devido atendimento às coisas básicas de trabalho, o que gera o aumento do stress e tudo isso contribui para que alguns médicos ajam dessa maneira. Mas esse é um caso longo e antigo em Parauapebas. Então, temos que dar uma atenção e os parabéns ao término dessa construção. Só de saber que teremos atendimentos de média e alta complexidade em nosso município, e que teremos uma UTI para colocar nossos pacientes quando houver necessidade, isso é um grande avanço para nossa saúde.
Segundo o prefeito Valmir Mariano, quando ele pediu ao governador uma turma de medicina na UEPA, Simão Jatene disse pra ele: “inaugura o hospital que eu mando medicina para seu município”. Segundo Valmir Mariano, agora ela já vai cobrar esse curso. Ele ainda disse que a pedra fundamental será lançada em setembro do campus da UEPA, e a obra vai durar dois anos. Ou seja, no final de 2018 já teremos uma universidade aqui em nossa cidade. Pode até não parecer nada, mas não será mais necessário que nossos filhos saiam daqui para se formar, e só quem sabe o valor disso é quem já precisou deixar seus filhos saírem para buscar estudar fora.
Outro problema que eu vejo que será resolvido será essa falta de médicos em nossa cidade, pois, a partir da primeira turma de médicos formada aqui, será um problema resolvido.
No final de tudo isso, se a gente for imaginar e der à César o que é de César, não seremos ingratos com a vida e com a gente mesmo. Também não seremos hipócritas querendo fazer um bem se transformar num mau. Eu tenho minhas convicções politicas. Tenho meu grupo politico e não vejo no Valmir Mariano o politico dos meus sonhos, mas sou obrigado a reconhecer o bem que ele está fazendo para a sociedade de Parauapebas e num futuro bem próximo para nossos filhos. Eu mesmo tenho duas gatinhas aqui, que com certeza não será mais necessário que saiam de Parauapebas para estudar medicina, já que uma delas já me disse, aos nove anos, que deseja fazer esse curso, Então, vendo tudo isso e fazendo justiça dentro de mim, não posso falar diferente. Vou dar meus parabéns ao prefeito Valmir Mariano e sua equipe da secretária de obras que encarou e realizou a obra. Vamos para a segunda etapa do projeto. Valmir Mariano, Meus parabéns !

Avalie este item
(0 votos)
Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/2M.gk-is-100jpeglink