Blog do Refribom - Capa

Carlos Refribom: Morador da cidade de Parauapebas desde 1997 iniciou sua carreira no jornalismo como representante comercial nos jornais locais, depois foi repórter de polícia e cidade por dois anos; em agosto de 2004, fundou o Carajás o Jornal e segue até os dias de hoje com esse trabalho reconhecido no sul e sudeste do Pará. Graduado em pedagogia pela FACIBRA em 2014  e pós graduado em comunicação eleitoral e marketing político, pela faculdade Estácio, Refribom coloca a disposição dos seus leitores, um Blog de referência em informação política da microrregião do Carajás.

 

 Final do campeonato rural de Canaã dos Carajás tem abertura com futebol feminino

Antes do início da partida válida pela final do campeonato rural do município de Canaã dos Carajás, times feminino entram em campo ainda em comemoração ao dia internacional da mulher.  A seleção de Canaã enfrentou a equipe do Harpía time vice-campeã da copa Maria da penha 2014 em Parauapebas, e perdeu por 2 a 0.  O jogo foi no estádio de futebol Benezão no dia 28 sábado as 16:00. Com vantagem de mando de campo a seleção feminino do municio iniciou a partida com várias chances de gols. O primeiro gol saiu aos 20 minutos do 1 primeiro tempo de bola rolando, Leticia marco de cabeça abrindo o placar para a equipe do pebas, a seleção ainda tentou duas vezes empatar a partida com um chute fora da área e uma falta defendida pela goleira. O segundo tempo de jogo, conceição ampliou o placar com um chute de fora na área no canto esquerdo do goleira de Canaã, fechando placar de 2 a 0.                                                                                                

 

Por: Williane Souza

 

 

O prefeito de Canaã dos Ca­rajás, Jeová Andrade, destacou a necessidade de se unir forças – em uma relação republicana e apartidária – para bus­car alternativas que preparem o município para diversificar a eco­nomia após a implan­tação do projeto de mi­neração S11D, que está em curso. A preocupa­ção foi demonstrada durante o Seminário de Desenvolvimento de Canaã, que come­çou na última quarta­-feira (25) e termina nesta sexta (27), na Casa da Cultura. O se­minário é uma parce­ria da prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Eco­nômico (Semdec), com o governo do Estado. O tema da discussão é: “A sociedade discu­tindo estratégias para seu desenvolvimento socioeconômico”. São parceiros ainda na re­alização do encontro a Agência Canaã, Ema­ter, Senai, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato dos Produtores Rurais. (Sicampo), Sebrae, Fe­deração das Indústrias do Pará (Fiepa) e As­sociação Comercial e Industrial de Canaã (Aciacca). O secretário de Desenvolvimento Econômico de Canaã dos Carajás, Jurandir José dos Santos, en­dossou, no evento, que é “responsabilidade de todos buscar solu­ções que venham após a implantação desse projeto [S11D]. “Pro­blema todo lugar tem e Canaã não é diferen­te. Por isso precisamos da presença do gover­no do Estado”, pediu. Já o secretário de De­senvolvimento Econô­mico e Mineração do governo estadual, Ad­nam Demachki, pre­sente na abertura do evento, compartilhou a experiência de Para­gominas, cidade que ele administrou por dois mandatos e hoje é considerada mo­delo no Estado Pará. Ele assegurou que “o Estado é parceiro na implantação de novas alternativas econômi­cas” para Canaã. O pedido de união tam­bém marcou discurso do prefeito Jeová An­drade, que lembrou o ano difícil para a eco­nomia brasileira. “É o momento de darmos as mãos e abraçarmos, todos nós, a causa co­letiva de um municí­pio promissor. Juntos, nós temos muito mais condições de atraves­sar essa maré de difi­culdades que bate as portas de todos os go­vernantes Brasil afo­ra”, disse. Jeová en­dossou a necessidade de utilizar o ciclo da mineração para im­pulsionar outras ati­vidades econômicas. “Em nunca pedi e nem quero que Canaã cres­ça, isso é inevitável, mas espero que ela se organize para que as famílias que vivem aqui tenham qualida­de de vida”, pontuou. “Quando acabar essa fase de CFEM [impos­to sobre a mineração] e ISS [imposto sobre serviços] altos, o mu­nicípio tem que sobre­viver e ter outras alter­nativas”, concluiu.

 

 

Por: Ascom / PMCC

Representantes da multinacional brasileira Votorantim estiveram, nesta quinta-feira (19), na prefeitura de Canaã dos Carajás em reunião com o prefeito do município, Jeová Andrade. A visita de cortesia foi intermediada pela representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Canaã, Telmissa Marques de Oliveira. Estiveram presentes o coordenador de sustentabilidade do projeto Alumina Rondon, Sérgio Augusto, além dos colaboradores Fábio Ferreira e Bernardo Caires, que atuam na área de meio ambiente na empresa. Todos eles atuam no projeto que deve ser implantado no município de Rondon do Pará. Participaram do encontro, ainda, o chefe de Gabinete da prefeitura, Edilson Valadares, e o secretário de Finanças, Agnaldo Pereira.

O objetivo do encontro foi trocar experiências com a prefeitura a respeito da implantação de um grande projeto mineral e os impactos sociais e ambientais para a comunidade. Canaã dos Carajás já abriga o projeto de extração mineral do Sossego, da mineradora Vale, e as obras de implantação do maior investimento da mesma empresa na história, o S11D, que vai extrair minério de ferro.

“Estamos à disposição da prefeitura para trocar experiências e a nossa ideia é aprender também”, destacou Sérgio Augusto, durante o encontro. Segundo ele, em Rondon, a expectativa é que a extração de bauxita, matéria prima do alumínio, comece em 2019. O investimento deve mudar a cara do município, a exemplo do que ocorreu em Canaã na última década.

O prefeito Jeová relatou a experiência vivida em Canaã e a necessidade do poder público se aproveitar do ciclo da mineração para criar condições de crescimento sustentável. “Temos que utilizar esses recursos que chegam e preparar as cidades para as futuras gerações”, destacou.

 

 

Por: Ascom / PMCC

Realizamos nos dias 07 e 08 de março o 1º seminário de Krav Maga, sistema de combate e defesa pessoal Israelense em Canãa dos Carajás, voltado para todas as pessoas acima de 18 anos.

O Krav Magá:  é uma arte marcial criada pelo exercito Israelense, com a finalidade de defesa e ataque da forma mais eficiente,  preparando o aluno para as situações de riscos do seu dia, buscando a sua defesa da forma mais simples possível, possibilitando até o aluno se defender um uma moeda de 1 Real.

O Professor Flavio Miranda, que ministra o curso tem um currículo bastante extenso, graduado em Educação Física-Pará (ESAMAZ) e com formação em Primeiro Socorros de Urgência (ESP), representante oficial na Confederação de Krav Maga, Instrutor Nivel ll de Krav Maga, Preta 5º dan de Karate, Fx. Preta 3º dan de Kick boxing, Faixa Roxa de Jiu- Jitsu, Instrutor de defesa pessoal credenciado pela P. Federal Nº08660.003900/2014-35  e outras entidades ligadas as Artes Marciais, Defesa Pessoal e Segurança Privada.

O seminário teve como objetivo principal mostrar na prática como uma pessoa pode defender-se de agressões, intimidações e até situações de risco eminente de maneira segura e eficaz, mas sempre focada em sua própria segurança e dos demais.

Os alunos participaram  ativamente  em todas as atividades, os quais foram colocados em situações de risco e sentiram na prática os golpes do Krav Maga e já estão aguardando o segundo seminário, que já está sendo programado para ainda este semestre. Os interessados devem entrar em contato com Ricardo Mesquita pelo nr. (94) 99269-8560.

 

A Câmara municipal de Canaã dos Carajás presidida pelo vereador Jean Carlos Ribeiro tem em seu planejamento desenvolver um trabalho diferenciado para o biênio 2015/2016. Ações internas que valorizam os servidores já começaram a ser desenvolvidas como, por exemplo, a comemoração do aniversariante do mês que tem o objetivo de valorizar e reconhecer cada servidor da câmara em sua data natalícia, a comemoração estende-se para os vereadores que também terão seu aniversário celebrado, o primeiro vereador homenageado foi Ailson da White (PSC) que aniversariou no último dia oito (8).

 Embora o recesso parlamentar só tenha acabado dia dois de fevereiro, desde o dia cinco de janeiro que o presidente empossado automaticamente no primeiro dia do ano Jean Carlos Ribeiro tem trabalhado incansavelmente para adaptar a casa e os servidores a sua maneira de conduzir a casa de leis.

Ações externas também estão sendo desenvolvidas com muito empenho e responsabilidade, reuniões já foram realizadas entre legislativo e representantes da VALE cobrando a contratação da mão de obra local. Na última sessão ordinária ocorrida dia doze de Fevereiro os vereadores foram enfáticos em pedir o fechamento do SINE (sistema nacional de emprego) em Canaã, uma vez que as terceirizadas não respeitam o órgão e fazem suas contratações de maneira aleatória.

 “No ano passado tivemos várias reuniões com a direção da Vale do Projeto S11D, assim também com diretores das terceirizadas, e desde janeiro deste ano estamos buscado diálogo para tentar amenizar o índice de desemprego local, como representante do povo somos cobrados.

Está difícil é gabinete cheio o tempo todo de pessoas a procura de emprego, sabemos do momento é início de ano período chuvoso, as vagas realmente são limitadas, mais o problema não é esse. É que as contratações estão sendo feitas nos escritórios das terceirizadas, descumprido um compromisso feito em reuniões com a própria Vale, que era pra ser 70 % dos empregados fosse do município, mais sabemos que não temos todas essa mão de obra, e que todos os contratados seria via SINE conforme o perfil de cada candidato e das necessidades das empresas, do qual a própria Mineradora fortalece.

 não temos o poder de ir lá na empresa, diz a elas que são obrigadas a isso ou aquilo, mas a Vale como responsável da grandeza do Projeto S11D, dentro do munícipio pode, pedimos para os responsável do Projeto que converse com as terceirizadas, que existe o SINE no município e que a mão de obra tem que passar por lá, vale lembrar que toda área administrativa da empresa são formada por empregados de fora, já que não seleciona profissionais dessa área de Canaã, que contrate pelo menos a  mão de obra “mais pesada” ajudante, pedreiro, carpinteiro, armador se não contratar esses profissionais então que vai ser empregado em Canaã?

 Mas segundo as terceirizadas não tem interesse de selecionar de Canaã por que não querem ficar alojados, mas geralmente que mora em Canaã, não vai quere mesmo ficar, é claro que dormir em casa com sua família, tem os seus negócios e quem vem de fora de outros estados, fica e só volta quando seu contrato terminar e ou em seus férias. O queremos é que a Vale seja realmente uma parceira de verdade, que ela possa chamar as terceirizadas e falar que existe esse compromisso com o município, no ano que se passou as coisas andaram um pouco, mas atualmente as coisa tem desandado, em nosso município também existem profissionais qualificados,  e quem recebe essa cobrança somos nós que fomos eleitos, prefeito, vereadores para representa a população de deste município, e como vereador e presidente dessa Casa de Leis, vou continuar a cobrar uma resposta da Vale, é inadmissível estão passando por cima da necessidade do nosso povo, afetado a assim, geração de emprego e renda para o nosso povo local, não somos contra a ninguém que vem a Canaã trabalhar, sonhar e ter uma vida melhor, de formar alguma, estamos dizendo que povo de Canaã não está tendo oportunidade, se as coisas não melhorarem, vamos mobilizar a população e fazer uma audiência pública, como presidente da Câmara de vereadores de Canaã dos Carajás, estou ao lado do povo”, Finalizou Jean Carlos Ribeiro.

 

Juntos os vereadores tem acompanhado obras, visitado repartições públicas, criado projetos de leis e indicações que vão somar para o desenvolvimento da cidade em curto prazo. É notória a preocupação dos edis com a especulação que gira em torno de Canaã que faz com que os serviços oferecidos à população local não seja suficiente e satisfatório. Na última sessão de quarta-feira (11) os vereadores falaram também dos números do último senso realizado em Canaã, e de quanto esses números estão defasados, o que impossibilita repasses proporcionais do governo federal. “O último senso registrou vinte e oito mil habitantes em Canaã, e é baseado neste número que recebemos repasse do governo federal, sendo que na verdade Canaã já tem quase o dobro de habitantes”. Afirmou o vereador Walter Diniz quando se referia dos repasses do governo federal a saúde, educação, segurança pública.

Da Redação.

Por: Redação Carajás O Jornal

A Câmara Municipal de Canaã dos Carajás, através do presidente da Casa Jean Carlos Ribeiro (PDT) em sessão ordinária do dia 11 de fevereiro de 2015, cobrou mais respeito da mineradora Vale e suas prestadoras de serviços, em relação ao recrutamento de mão de obra local.

Em entrevista para o jornalista do Carajás O Jornal, falou o que acha e o que é preciso se fazer para resolver problema das pessoas que ainda estão desempregadas no município de Canaã dos Carajás.

“No ano passado tivemos várias reunião com a direção da Vale do Projeto S11D, assim também com diretores da terceirizadas, e desde janeiro deste ano estamos buscado o diálogo para tentar amenizar o índice de desemprego local, como representantes do povo somos cobrados.

Está difícil é gabinete cheio o tempo todo de pessoas a procura de emprego, sabemos do momento é início de ano período chuvoso, as vagas realmente são limitadas, mais o problema não é esse.       É que as contratações estão sendo feitas no escritório das terceirizadas, descumprido um compromisso feito em reuniões com a própria Vale, que era pra ser 70 % dos empregados fosse do município, mais sabemos que não temos todas essa mão de obra, e que todos os contratados seria via SINE conforme o perfil de cada candidato e das necessidades das empresas, do qual a própria Mineradora fortalece.

não temos o poder de ir lá na empresa, diz a elas que são obrigadas a isso ou aquilo, mas a Vale como responsável pelo da grandeza do Projeto S11D, dentro do munícipio, pedimos para os responsável do Projeto que converse com as terceirizadas, que existe o SINE no município e que a mão de obra tem que passar pelo SINE, vale lembrar que toda área administrativa da empresa são formada por empregados de fora, já que não seleciona profissionais nessa área local, que contrate pelo menos a  mão de obra “mais pesada” ajudante, pedreiro, carpinteiro, armador se não contratar esses profissionais então que vai ser empregado em Canaã? Mas segundo as terceirizadas não tem interesse de selecionar de Canaã por que não querem ficar alojados, mas geramelmente que mora em Canaã, não vai quere mesmo ficar, é claro que dormir em casa com sua família, tem os seus negócios e quem vem de fora de outros estados, fica e só volta quando realmente seu contrato terminar e ou em seus férias.

o queremos é que a Vale seja realmente uma pareceria de verdade, que ela possa chamar as terceirizadas e falar que existe esse compromisso com o município, no ano que se passou as coisas andaram um pouco, mas atualmente as coisa tem desandado, em nosso município também existem profissionais qualificados,  e quem recebe essa cobrança somos nós que fomos eleitos, prefeito, vereadores para representa a população de deste município, e como vereador e presidente dessa Casa de Lei, vou continuar a cobrar uma resposta da Vele, é inadmissível estão passando por cima da necessidade do nosso povo, afetado a assim, geração de emprego e renda para o nosso povo local, não somos contra a ninguém que vem a Canaã, trabalhar, sonhar e ter uma vida melhor de formar alguma, estamos dizendo que povo de Canaã não está tendo oportunidade, se as coisas não melhorarem, vamos mobilizar a população e faz uma audiência pública, com presidente da Câmara de vereadores de Canaã dos Carajás, estou ao lado do povo”, Finalizou Jean Carlos Ribeiro.

O município de Canaã dos Carajás foi mais um da região sudeste do Estado beneficiado com o programa habitacional Cheque Moradia, do governo do Estado, coordenado pela Companhia de Habitação do Pará (Cohab). Na manhã de sábado, 7, na Escola Estadual João Nelson, 69 famílias compareceram para receber o recurso, que permite a compra de material de construção para reforma, melhoria ou construção de habitação.

Antes da cerimônia de entrega, o engenheiro da Cohab José Ribamar Mendes explicou aos beneficiados como usar o Cheque Moradia, os prazos de validade, a execução das obras e a prestação de contas, entre outras informações.

Elza Fernandes da Silva, uma das beneficiadas, agradeceu em nome das famílias, durante a cerimônia. Para ela, receber o benefício é uma grande vitória, porque finalmente vai poder dar mais conforto para o filho de 11 anos. Elza faz parte do grupo de prioridades do programa por ser mãe mantenedora do lar. “Quando chove, preciso mudar a cama de lugar porque a casa está cheia de goteiras, mas com o Cheque Moradia vou poder sair desse sufoco. Vou enfim construir uma casa do jeito que eu e meu filho precisamos”, disse

A aposentada Rita Pereira Maciel, 72 anos, também comemorava o recebimento do Cheque Moradia. O marido dela, Eurico Maciel Sobrinho, 80 anos, ficou paralítico depois de uma queda e agora precisa de alguns cuidados especiais. “O dinheiro que a gente recebe só dá para pagar a pessoa que me ajuda a cuidar dele. Esse programa é muito bom, porque vai ajudar a gente a construir uma nova casa. Meu genro vai ser o pedreiro”, disse a idosa, que já conta com esse apoio para a mão de obra.

A parceria entre o governo do Estado e as prefeituras municipais possibilita o levantamento das demandas, visitas técnicas às casas das famílias inscritas e todo o processo de emissão do cheque. As famílias selecionadas obedecem aos critérios definidos pelo programa, que limita a renda familiar em três salários mínimos, para que os mais carentes possam ser beneficiados.

Também no sábado foi entregue o Cheque Moradia em Ourilândia do Norte e Cumaru do Norte, contando com a presença do vice-governador Zequinha Marinho. Neste domingo, 8, é a vez de famílias dos municípios de Pau D’Arco e Redenção receberem o cheque, também em cerimônia presidida pelo vice-governador. Na segunda-feira, 9, a equipe da Cohab fará a entrega em Rio Maria para 28 famílias, que receberão a segunda etapa do benefício.

Agência Pará de Notícias

Página 11 de 11
Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink