Coluna Construindo Cidadania: Como ser um Voluntário Destaque

Coluna Construindo Cidadania: Como ser um Voluntário Foto: Pxhere

Você já deve ter pensado em ser voluntário, mas muitos deixam passar este pensamento mais rápido do que chegaram a ele, 54% dos jovens brasileiros pensam ou tem vontade em fazer um trabalho voluntario, mas não tem ideia de como começar.

Eles pensam em como seria bom ajudar a resolver problemas sociais do Brasil, pensam em ser valorizados, em sentir-se útil e fazer algo diferente no dia a dia.

Muitos pensam e decidem ser voluntários em uma organização, que é uma das inúmeras possibilidades de trabalho voluntário que descreveremos aqui no decorrer do tempo.

Quando a decisão está tomada começa um caminho muitas vezes difícil e neste momento temos o grande desafio, como um pretendente a ser voluntário e como organização a receber este candidato a trabalho voluntário.

A maioria das organizações sociais no Brasil são muito pequenas, e não têm programas estruturados de voluntariado.

O não ter um programa estruturado não é o maior desafio, pois podemos ter voluntários sem um programa, mas com condições básicas para tê-los, e é isso que os candidatos a voluntários devem buscar em uma organização ou até mesmo ajuda-las a cria-las:

  • A organização deve ser legalmente constituída;
  • Descrição e local do trabalho voluntário definidos;
  • Carga horária definida do trabalho; (não existe uma determinação legal, mas minha sugestão é não exceder as 6h semanais)
  • Termo de adesão ao trabalho voluntário (existe um modelo na internet);
  • Condições mínimas de higiene, salubridade e segurança;
  • Ter um interlocutor definido para conversar sobre as atividades;

 Para ter este mínimo você ao escolher uma organização deve fazer uma visita, conversar com outros voluntários, conversar com funcionários e observar o trabalho que vai desenvolver, para ter certeza de que os requisitos mínimos serão atendidos e seu desejo também.

Qualquer pessoa pode ser voluntária, independente do grau de escolaridade ou idade, o importante é ter boa vontade e principalmente responsabilidade.

Existem milhares de organizações sociais espalhadas pelo país e lógico, certamente existe uma perto da sua casa ou trabalho, veja se a área de atuação da organização se está de acordo com a sua intenção de trabalho, e depois da escolha marque um dia para conhece-la pessoalmente.

Se não der certo com a primeira entidade, não desista, tem muita gente precisando da sua ajuda. Tente outra vez.

E se tudo der certo, ótimo! Sinta como a entidade funciona, e do que ela necessita, talvez você possa ajudar em outras áreas mais importantes e que tenham a ver com suas competências e com o tempo você poderá sugerir estas tarefas.

Seja humilde. O fato de você estar ajudando os outros não significa que você será paparicado e que seu trabalho não possa ser criticado.

O trabalho voluntário exige o mesmo grau de profissionalismo que em uma empresa, se não maior, pois na maioria dos casos lidamos com pessoas.

Existem regras a seguir e não desanime se nem todos vibrarem e baterem palmas pelo seu trabalho.

E se você ainda não havia pensado nesta possibilidade de ser voluntário, vou dar um motivo para começar:

Estudo da Universidade de Michigan constatou que homens que faziam menos trabalhos voluntários eram significantemente mais propensos a morrer e que pessoas que ajudam os outros têm consistentemente melhor saúde. Oito em dez dos entrevistados afirmaram que os benefícios para a saúde retornavam quando eles se lembravam da ação feita em anos anteriores.

E aí, que tal esta força para pensar no assunto?

Sobre o autor da coluna Construindo Cidadania:

O autor é Roberto Ravagnani, palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor de voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário como palhaço hospitalar há 18 anos, fundador da ONG Canto Cidadão, consultor associado para o voluntariado da GIA Consultores para América Latina, sócio da empresa de consultoria Comunidea, curador do site varejo consciente, conselheiro Diretor da Rede Filantropia e fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo.  www.robertoavagnani.com.br

 

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016