Nosso convidado na série de entrevistas é Zito Augusto; mais um pretenso candidato ao cargo de prefeito em Canaã dos Carajás Destaque

Depois de muitos anos militando no PT, com breve passagem pelo PCdoB, e agora recém filiado ao PDT, Zito falou ao Carajás o jornal, integrado ao portal de notícias on-line, contando sua história pessoal e política vivida naquele Município, onde hoje se habilita a almejar o posto maior na hierarquia político administrativa.

Na foto, respectivamente, da esquerda para a direita estão, Luís Henrique Pereira Correia (filho), Zito Augusto Correia, sua esposa, Rosângela Pereira  Correia e Renan Pereira Correia (filho).  

Carajás O Jornal (COJ): Quando e como se deu seu primeiro contato com Canaã dos Carajás?

Zito Augusto (ZA): Desde o dia 28 de março de 1990 estou neste Município onde cheguei bem jovem acompanhando meus pais. Viemos para esse lugar com o propósito de produzir, fazer roça com a força do braço, o que era comum para nossas condições.

Canaã ainda era uma pequena Vila como nome de CEDERE II, onde todos estavam focados na produção rural com a atividade de pequenas lavouras plantando aquilo a que o solo é propício.

Carajás O Jornal (COJ): Como foi sua juventude aqui e o que fez até se tornar adulto e ingressar na vida política?

Zito Augusto (ZA): Quando cheguei aqui cursava a 5ª série primária, nomenclatura que hoje corresponde ao 6º do Ensino Fundamental. Na 7ª série parei de estudar pela falta de condições financeira; por isso, fui para a zona rural (Vila Feitosa) onde tinha a intenção de trabalhar na roça com meus pais. Porém, ao chegar lá fui convidado para ser professor de turma mista da 1ª série a 4ª série. Sem opção, topei o desafio e fui lecionar na Escola Três Colchetes na Fazenda Brasília.

Assim iniciou meu primeiro emprego e minha vida profissional. Dei também sequência a meus estudos através do Projeto Gavião I, vindo a concluir o Ginásio, que hoje é chamado de Ensino Fundamental; em seguida, através do Projeto Gavião II, cursei o 2º Grau profissionalizante em Magistério. Iniciei o curso superior em pedagogia, mas, decidi parar, ingressando em seguida na vida política.

Carajás O Jornal (COJ): O que lhe atraiu a ingressar na vida política?

Zito Augusto (ZA): Através da profissão e da formação como educador comecei a militar no movimento social em busca de organizar os direitos dos profissionais do magistério e isso foi nos dando um incentivo e despertando interesse pela política.

Assim, na primeira eleição municipal ocorrida em Canaã dos Carajás, em 1996, disputei uma vaga na Câmara Municipal, quando fiquei como primeiro suplente de vereador. Não desisti e na eleição ocorrida em 2.000 fui eleito o vereador mais bem votado.

Em 2004 fui reeleito a vereador, sendo presidente da Câmara por dois mandatos. Em 2010 disputei uma vaga na Assembleia Legislativa do Pará, porém, não consegui me eleger apesar de ter obtido expressiva votação.

Em 2013 fui convidado pelo prefeito Jeová Andrade, para comandar a Secretaria Municipal de Obras, quando tivemos a oportunidade de fazer uma transformação na cidade de Canaã dos Carajás até o ano de 2016. 

Carajás O Jornal (COJ): Como foi a transformação daquela “pequena Vila” no que hoje é uma cidade de mineração?

Zito Augusto (ZA): Com a chegada da atividade mineral foram gerados aqui grande demanda de empregos e isso atraiu, naturalmente, muitas pessoas; muitas delas vieram para trabalhar e decidiram ficar por aqui para onde trouxe suas famílias ou constituiu uma, outras vieram para investir e conseguiram ampliar seus negócios. Enquanto isso, os interesses dos que vieram com a intenção de apenas exercer a agricultura mudou, tendo muitos deles mudado para a cidade onde se tornaram empresários ou apenas empregados.

Carajás O Jornal (COJ): Com toda essa mudança que atraiu tanta gente houve, naturalmente, um desequilíbrio em relação a oferta e procura de mão de obra; como fazer para gerar emprego e renda para se reequilibre?

Zito Augusto (ZA): O poder público tem uma importância muito forte nisso. Assim, cada centavo que o Município gastar deve se ter uma visão de na ponta gerar emprego e renda o que possibilita melhor qualidade de vida para as pessoas.

E isso só consegue fomentando o comércio com financiamentos, pensando em gerar oportunidade a quem busca emprego.

Carajás O Jornal (COJ): Como criar outras alternativas econômicas fora da atividade mineral?

Zito Augusto (ZA): Os caminhos são vários; porém, é preciso investir forte na agricultura familiar dando condições ao pequeno produtor a produzir com custos que possibilite comercializar seus produtos com boa margem de lucro. Assim, é indispensável que subsidiemos por um bom período a produção agrícola dando a eles viabilidade econômica além de investir em tecnologia.

É preciso ainda buscar parcerias juntos aos órgãos federais como, por exemplo, o INCRA, para que se confira a titularização das terras, o que permitirá que os agricultores busquem financiamentos.

Carajás O Jornal (COJ): Como investir em atendimento de saúde de média complexidade?

Zito Augusto (ZA):  Podemos unir os municípios vizinhos e criar uma espécie de Consórcio e assim regionalizar a saúde através de um completo hospital.

Carajás O Jornal (COJ): como melhorar a educação da básica, média e até superior?

Zito Augusto (ZA): Temos toda a estrutura financeira o que nos dá condições de continuar a preparar os educadores e assim levar o ensino em período integral para nossas crianças e jovens elevando assim os índices da educação.

Isso é possível, já que temos tantos recursos, além de buscar parcerias com o governo estadual para que se amplie as vagas para o Ensino Médio; e em sequência trazer cursos superiores.

Carajás O Jornal (COJ): Como fazer assistência social sem assistencialismo?

Zito Augusto (ZA): Hoje o que acontece é que muitas famílias fiquem a mercê de esperar a entrega de uma cesta básica; por isso, nosso objetivo é criar distribuição de renda digna através de cartão social com valor creditado para comprar no comércio local.

Além de instalação de cursos profissionalizantes e práticas esportivas, inserindo também as artes marciais para que nossas crianças sejam protegidas das armadilhas do tráfico.

Carajás O Jornal (COJ): Como recuperar a segurança pública?

Zito Augusto (ZA): É preciso que haja uma “polícia cidadã”; aquela que visita a comunidade e vive com ela seu dia a dia. Além disso, faz parte de meus planos a criação da Guarda Municipal para auxiliar na segurança pública e institucional.

O monitoramento também é uma excelente ferramenta que, além de coibir os criminosos, ajuda a desvendar os crimes praticados no município; por isso, investiremos no total e completo monitoramento de Canaã dos Carajás.

Carajás O Jornal (COJ): O que te fez por seu nome como pretenso candidato a prefeito?

Zito Augusto (ZA): Foi o incentivo de amigos que reconhecem minha história em todos os âmbitos; minha experiência e o traquejo político me credencia a isso. Nosso lema é trabalho, nosso objetivo é realizar o melhor para o bem do povo. Faremos isso discutindo um amplo projeto que seja economicamente viável e contemple todas as classes sociais e econômicas; transformando esse Município com referência na saúde, na educação, na agricultura familiar e demais setores.

(Francesco Costa e Carlos Refribom)

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2019.CORRIDA_DOS_PAIS_RODAPEgk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016