Um corpo foi encontrado na manhã desta segunda-feira (10), às margens do rio Tucuntuda, na Universidade Federal do Pará (UFPA). A vítima, do sexo masculino, ainda não teve a identidade revelada. 

De acordo com o estudante Matheus Barros, o corpo estava próximo à reitoria da universidade. 

“Provavelmente esse corpo está desde madrugada. Ele foi encontrado hoje pela manhã por uma rabeta que estava passando pelo rio. Os seguranças foram avisados e acionaram a polícia”, disse o estudante.

O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves foi acionado para remover o corpo.

O DOL entrou em contato com a Polícia Civil e aguarda mais informações.

Fonte: DOL

A Universidade Federal do Pará (UFPA) lançou o edital do concurso público para o preenchimento de 15 vagas de nível superior para o cargo de técnico-administrativo. As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 22 de maio de 2019 até às 17h do dia 17 de junho de 2019, no site do Centro de Processos Seletivos da (CEPS).

Os cargos disponíveis são para Administrador (4); Auditor (1); Bibliotecário Documentalista (1); Enfermeiro (1); Estatístico (1); Farmacêutico (1); Médico nas áreas de Medicina do Trabalho (1) e Clínico Geral (1); Nutricionista - Alimentação Coletiva (1); Programador Visual (1); Técnico em Assuntos Educacionais (1) e Tecnólogo na área de Conservação e Restauro (1).

As 15 vagas são para atuar em Belém, com jornadas semanais de 20h ou 40h. A remuneração é de R$ 4.180,66, podendo ser acrescidos de percentual de Incentivo à qualificação, para os candidatos que possuam escolaridade superior à exigência mínima para ocupação do cargo, mais auxílio alimentação no valor de R$ 458, além de outros benefícios.

Fonte: G1

Na véspera do dia do índio, a Universidade Federal do Pará (UFPA) publicou dois editais com a oferta de mais de 287 vagas específicas para indígenas, quilombolas e integrantes de povos tradicionais da Amazônia. As inscrições para o concursos são gratuitas, online e um dos prazos de inscrição já começa nesta sexta-feira, 19 de abril.

Indígenas, seringueiros, quilombolas, membros de assentamentos rurais e qualquer integrante de populações tradicionais podem se inscrever a partir desta sexta-feira (19) no segundo Processo Seletivo Especial 2019 da UFPA. O concurso oferta 45 vagas para o curso especial de Etnodesenvolvimento, que forma profissionais para atuar na em projetos que tratam da diversidade sociocultural da região.

No dia 23 de abril começam as inscrições para o Processo Seletivo à Mobilidade Acadêmica Afirmativa (Mobaf). Por ele, a UFPA oferta 242 vagas para indígenas e quilombolas da instituição que desejam trocar de curso. Alunos do último ano e calouros não podem participar da seleção.

O objetivos dos novos concurso é "incentivar a entrada, participação e permanência de estudantes indígenas, quilombolas e integrantes de populações tradicionais na Universidade, o que torna mais plural a própria UFPA", garante Edmar Costa, pró-reitor de Ensino de Graduação da Universidade.

 Serviço

Inscrições para o curso de Etnodesenvolvimento da UFPA
De 19/04 a 03/05
Inscrições gratuitas no site do concurso

Inscrições para indígenas e quilombolas trocarem de curso na UFPA
De 23/04 a 06/05
Inscrições gratuitas no site do concurso

Fato: G1

Um grupo de alunos da Universidade Federal do Pará (UFPA) realiza neste sábado (13) um passeio ecológico de bicicleta na Ilha do Marajó. Os universitários da turma 2017 do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas criaram uma trilha para promover a conscientização ambiental.

“A ideia é promover a sustentabilidade por meio do incentivo ao uso de bicicletas e o contato com o meio ambiente. Além disso, também estimula as pessoas a evitarem o consumo de material plásticos descartável”, conta a professora do curso, Fernanda Biancalana.

O passeio tem 5 km de bicicleta e outros 2 km de trilhas na fazenda São Jerônimo, a mesma onde foi filmado o programa “No Limite” da Rede Globo.

A programação é gratuita para estudantes e os demais participantes devem pagar a taxa simbólica de R$ 5, normalmente o passeio custa mais de R$ 100.

Fato: G1

Tendo em vista que o último Processo Seletivo Especial (PSE) da Universidade Federal do Pará (Ufpa) para o campus de Parauapebas foi realizado em 2014 e que as últimas turmas oriundas deste processo seletivo formam em março deste ano, eis a grande pergunta que não quer calar: “O Centro Universitário de Parauapebas está ou não com os dias contados?”

Esta é a grande preocupação dos jovens estudantes do município que veem a possibilidade de fazer o tão sonhado curso superior sem ter que se ausentar do seio familiar e se aventurar em outras cidades. Foi o que o Ceup possibilitou desde a época da sua implantação no município, em 2001, formando jornalistas, administradores, gestores, professores, advogados, engenheiros e outros, pessoas estas que na época não tinham condições de pagar ou se manter em outra cidade para cursar uma faculdade.

Pensando nisso a equipe de reportagem do Portal Carajás O Jornal foi em buscar de respostas e em entrevista exclusiva com o Secretário de Educação, Luiz Vieira, apresenta algumas propostas do governo para o Ceup.

Secretário de educação, Luiz Vieira fala sobre o destino do Centro Universitário de Parauapebas. 

“Aquele espaço vai continuar cheio de alunos”, afirmou o recém-nomeado Secretário Municipal de Educação de Parauapebas, Luiz Vieira. O comandante da pasta da educação também afirmou que prefeitura e Secretaria já se articulam para contratação de novos cursos e até mesmo a implantação de um campus interino da Universidade Estadual do Pará (Uepa), dentro do CEUP, mas a firma ainda que há um longo caminho pela frente.

Durante a entrevista o secretário disse que  já recebeu uma proposta da Ufpa para a possível contratação de mais quatro cursos para o município, sendo estes de  Direito, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Contabilidade, porém, de acordo com Luiz Vieira, antes de tomar qualquer decisão acerca das contratações destes cursos é necessário saber se os mesmos atendem a demanda do município.  “Esses cursos são o que a Ufpa está nos oferecendo agora, mas nós precisamos analisar essa oferta com a equipe pedagógica e posteriormente chamar a comunidade para debater se de fato precisamos de mais engenheiros, advogados contadores, se a demanda nos direciona para outas áreas”, disse.

Luiz Vieira esclareceu que, após a escolha dos possíveis cursos, o processo de tramitação para a implantação efetiva é de aproximadamente 06 meses e que a ingressão dos candidatos se dará por meio de “Processo Seletivo Especial aberto (PSE)”, como vem sendo realizado desde concursos anteriores. Embora a prefeitura de Parauapebas pague por estes cursores, pessoas de outras cidades não ficarão restritas de participar, no entanto ressaltou que se estuda uma forma para que o maior número de vagas possível, possa ser ocupado por parauapebenses.

 “Quero ver aquele centro universitário lotado de estudante, quero ver a UEPA funcionando aqui com urgência sem ter que esperar a construção do tão sonhado campus e também quero ver universidades particulares, vindo implantar seus polos em nossa cidade”, disse o secretário.

Implantação do Campus Universidade Estadual do Pará (Uepa) em Parauapebas

Quando indagado sobre a implantação do campus da Uepa em o Secretário Municipal de Educação falou que há uma série de trâmites que ainda precisam ser percorridos, entre eles a aprovação da Lei de Cargos e Salários para que se amplie o número de vagas para a contratação de profissionais.  “A Uepa não pode abrir um campus aqui e não ter como contratar professores ou técnicos, por exemplo. Foi feita uma documentação e encaminhada para a Assembleia Legislativa e foi colocado em pauta, mas o Governo Estadual anterior se deparou com o orçamento e não foi possível a aprovação da lei”, disse.

Luiz Viera também falou que estão sendo elaboradas novas documentações para que o novo governador do Estado, Helder Barbalho, sancione “rápido” as leis necessárias para a implantação do campus da Uepa em Parauapebas.

Utilização do Ceup como campus interino da Uepa

Quanto à utilização interina do Ceup como campus da Uepa, o secretário afirmou que o Centro universitário oferece todas as condições técnicas de infraestrutura para atender aos requisitos de qualquer universidade e que tem condição de acelerar o processo de implantação do polo.

 “Já temos o espaço e orçamento. Digamos que, as obras do campus começassem hoje, em dois anos ela ainda não estará concluída, e nós enquanto prefeitura e secretaria não pretendemos esperar todo esse tempo para implantar os cursos da Uepa no município”, explicou o secretário.

Na visão do secretário, com pequenas adaptações, o Ceup se equipara as melhores infraestruturas do Estado. “Muita gente não sabe que no Ceup funciona uma universidade, que lá dentro tem alunos e pessoas trabalhando, além de laboratórios importantíssimos”, frisou o secretário, acrescentando que a intensão da secretaria é que mais cursos sejam ofertados pela instituição, resta apenas saber quais.

Até a decisão de quais cursos ofertar, a contratação dos mesmos e também a realização do processo seletivo, o Centro ficará em standby por mais de seis meses.

 Agora a pergunta a ser feita é, quais cursos você, estudante de Parauapebas, gostaria que fossem ofertados pelo Ceup?

(Reportagem: Fernando Bonfim/Revisão: Ingrid Cardoso)

 

A Universidade Federal do Pará (UFPA abriu edital para o processo seletivo do Programa Permanência nas modalidades Permanência e Moradia, destinados a estudantes de cursos de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica. As inscrições serão realizadas no período das 8h do dia 20 de fevereiro até às 17h do dia 27 de março de 2019. Para este ano, estão sendo ofertadas 1.570 bolsas no valor de R$ 400. Do total de auxílios, 40% são destinados a candidatos novos e 60% a candidatos em renovação e assistidos com auxílio-emergencial.

Os auxílios são destinados a estudantes que estejam cursando, prioritariamente, a primeira graduação, na modalidade extensiva e não possuam condições financeiras de arcar com o custeio integral ou parcial de despesas como moradia, alimentação, transporte e material didático. A vigência dos auxílios é de 12 meses.

 

Inscrições

 

Para participar, o estudante deve acessar o Sistema Gerencial de Assistência Estudantil (SIGAEST) e inscrever-se no Programa Permanência/2019. Os alunos podem solicitar somente a modalidade Permanência, somente a modalidade Moradia ou ambas as modalidades. Em seguida, deve realizar o preenchimento completo dos questionários socioeconômico e pedagógico, referentes aos auxílios solicitados.

 

Documentos

 

Os estudantes matriculados nos Campi de Belém, Ananindeua e Tucuruí devem enviar, exclusivamente, de forma on-line, no Sigaest, os documentos exigidos pelo edital em arquivo de imagem, no formato JPG e tamanho máximo de 500 kbytes.

Os alunos dos Campi de Abaetetuba, Altamira, Bragança, Breves, Capanema, Castanhal, Salinópolis e Soure podem enviar a documentação, tanto de forma on-line, por meio do Sigaest, quanto presencialmente, no Núcleo de Assistência Estudantil (Naest) ou na Coordenação de Extensão do campus.

Calouros – Os estudantes que ainda não possuem matrícula no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa) podem inscrever-se utilizando um número de matrícula provisório, que será gerado no Sigaest durante a inscrição.

Para evitar sobrecarga no Sigaest, a Saest orienta os estudantes a não deixarem para realizar a inscrição nos últimos dias. A Saest informa que não se responsabilizará por possível falha de conexão da internet, a qual impossibilite o cumprimento das etapas do processo seletivo.

Serviço

Programa Permanência 2019 – Modalidades Permanência e/ou Moradia. Inscrição: de 20 fevereiro a 27 de março de 2019. Contato: (91) 3201-7346. Acesse o edital aqui.

Fonte: G1

A Universidade Federal do Pará estendeu até o próximo dia 27 de novembro o prazo de inscrição no PS2019, principal concurso com oferta de vagas na UFPA. A medida foi publicada por meio de uma retificação no edital.

Além da prorrogação do prazo, que seria encerrado nesta terça (20), a retificação cria um novo grupo de candidatos com direito a pedir a isenção da taxa de inscrição que, este ano, é de R$ 50. Agora, além de quem cursou todo o ensino médio na rede pública e dos estudantes que cursaram todo o ensino médio com bolsa integral na rede privada, quem possui CadÚnico também pode participar do concurso de graça.

Vagas no PS 2019

Além da oferta do novo curso de Graduação em “Conservação e Restauro”, a UFPA decidiu retomar sua Cota PcD e, por meio dela, oferta 132 vagas adicionais para Pessoas com Deficiência. Para essa cota, podem se inscrever candidatos oriundos tanto da rede pública, quanto da rede privada de ensino.

Também há oferta de 16 turmas flexibilizadas para 12 cidades paraenses. São turmas que serão ofertadas apenas para 2019 e, juntas, disponibilizam 610 vagas. “Elas diversificam as opções para os candidatos que vivem fora de Belém”, afirma Edmar Costa.A UFPA também anunciou que vai retificar o valor da taxa de inscrição para R$ 50 reais. A mudança é feita a pedido do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e das demais representações estudantis da Universidade a fim de garantir que o maior número possível de candidatos possa concorrer às vagas da Instituição. “Temos a menor taxa de inscrição entre as universidades federais do Brasil. O valor proposto inicialmente era mais próximo do praticado por outras IFES, mas decidimos manter o valor do ano passado a pedido dos alunos”, explica o presidente da Coperps.

(Fonte: G1)

Na última sexta-feira (14) o vereador e Presidente da Associação Comercial e Industrial de Canaã dos Carajás (ACIACC), Anderson Mendes (PTB) esteve na capital do Estado, Belém-PA, protocolando dois abaixo assinados no intuito de garantir a implantação de dois polos de ensino superior, um federal (UFPA) e um estadual (UEPA), no  município.

Na UFPA, Anderson Mendes foi recepcionado pelo Vice-reitor, Horácio Schindler, que prometeu encaminhar a solicitação para o setor competente. Depois Anderson se dirigiu ao Gabinete da Casa Civil do governo do estado, onde protocolou outro abaixo assinado com 15.000 assinaturas pleiteando uma  Universidade Estadual do Pará (UEPA).

O vereador, representante do empresariado canaense, mais uma vez reforça o compromisso com o desenvolvimento da educação no município, atendendo às necessidades da juventude e do mercado de trabalho local, no que diz respeito à qualificação da classe trabalhadora da cidade.

(Com informações do Fala Cidade)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016