Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

De autoria da vereadora Joelma Leite (PSD), o Projeto de Lei n° 59/2018, que inclui no calendário oficial de eventos de Parauapebas a Semana Municipal de Luta pelos Direitos da Pessoa com Deficiência, foi aprovado na sessão da Câmara Municipal, realizada na última terça-feira (19).

A proposição estabelece que a semana seja comemorada no período de 21 a 28 de setembro de cada ano, visando o desenvolvimento de conteúdos para conscientizar a sociedade sobre as necessidades específicas de organização social e de políticas públicas para promover a inclusão social desse segmento populacional, bem como para combater o preconceito e a discriminação.

No entendimento da autora da matéria, a criação da referida semana pretende chamar a atenção da população para as questões que envolvam a inclusão das pessoas com deficiência, proporcionando momentos de reflexão e respeito.

Esse projeto partiu dos próprios interessados, que me procuraram e pediram para encaminhá-lo. Achei a pauta extremamente relevante e acredito que os nobres pares também vão concordar, porque essa semana vai proporcionar que eles captem recursos para melhorar a atuação deles na luta pela garantia de direitos e por mais qualidade de vida”, destacou Joelma Leite.

Encaminhamento

Aprovado por unanimidade, o Projeto de Lei n° 59/2018 agora será encaminhado para sanção do prefeito Darci Lermen.

Texto: Nayara Cristina / Revisão: Waldyr Silva / Ascomleg

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento ao habeas corpus em que a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva contestava uma decisão monocrática (individual) do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Jusitça (STJ), na qual foi rejeitado recurso especial do ex-presidente no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Entre os argumentos, com os quais negou a tramitação do recurso especial no STJ, Fischer afirmou que, para verificar as diversas ilegalidades processuais suscitadas pela defesa de Lula, seria necessário reexaminar provas, o que não seria possível nas instâncias superiores, segundo escreveu.

Os advogados recorreram então ao STF, sustentando que Fischer não poderia rejeitar a apelação de forma individual, sendo necessário o exame do caso pelo colegiado competente, no caso a Quinta Turma do STJ, composta por cinco ministros.

Para Fachin, porém, a defesa não poderia entrar com habeas corpus no Supremo enquanto outra contestação da decisão de Fischer, um agravo regimental, não for analisada no próprio STJ, sob pena de haver supressão de instâncias.

Relator do caso no STF, Fachin também argumentou que o regimento interno do STJ “confere ao relator atribuição para negar trânsito a recurso especial que contrarie prévio entendimento firmado por aquele Tribunal”, motivo pelo qual Fischer não violou o princípio da colegialidade, segundo sustentava a defesa.

Ao negar seguimento ao HC, Fachin também afastou a possibilidade da concessão de uma liminar (decisão provisória) pedida pela defesa para que Lula fosse libertado.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba desde 7 de abril, quando começou a cumprir a pena de 12 anos e um mês imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Neste mês, Lula foi alvo de uma segunda condenação na Lava Jato, desta vez a 12 anos e 11 meses, no caso do sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. A responsável pela segunda sentença foi a juíza Gabriela Hardt, que substituía interinamente o juiz Sergio Moro na 13ª Vara Federal de Curitiba.

 

(Agência Brasil)

O carnaval de Parauapebas, este ano, será realizado de 01 a 06 de março na Praça de Eventos do Bairro Cidade Nova. O evento não terá grandes atrações como em anos anteriores e o destaque, desta vez, será dos artistas locais.

A programação oficial só começará no próximo mês, mas atividades já começam nesta sexta-feira: Confira programação.

  • 22/02 - Sexta-feira - 19h
  • Lançamento do voto online pra Musa do Carnaval de Parauapebas
  • Local: Partage Shopping

 

  • 24/02 - Domingo - 15h
  • Previa dos blocos oficiais e independentes
  • Show com Aline Praiano
  • Local: Lago do Nova Carajás

 

  • 01/03 - Sexta-feira - 19h
  • Abertura oficial do carnaval
  • Entrega da chave ao Rei Momo
  • Escolha da Musa e Rainha do Carnaval
  • DJ Mimoso
  • Participação da Bateria Nota 10
  • Show: Vitor Ferraz
  • Local: Centro Cultural de Parauapebas

 

  • 02/03 - Sábado - 20h
  • DJ Rodrigo Libra
  • X-Free
  • Shows: banda Star Dance, Fernando BG e Leo Bruno
  • Local: Praça de Eventos

 

  • 03/03 - Domingo
  • Matinê das crianças
  • Dj Mimoso
  • Show: Wanberto e Banda
  • Local: Centro de Desenvolvimento Cultural de Parauapebas (CDC)
  • Desfile das escola de samba
  • Dj Saimon
  • Shows: Wesley Solluo, Faby Almeida, Lucas e Kauan
  • Local: Praça de Eventos

 

  • 04/03 - Segunda-feira - 20h
  • Passagem dos blocos independentes
  • DJ Rodrigo Libra
  • Axé e Cia
  • Shows: Dany Rodrigues, e Pedro Coutinho
  • Local: Praça de Eventos

 

  • 05/03 - Terça - feira
  • Passagem dos blocos oficiais
  • DJ Saimon
  • The Trink’s
  • Shows: Cléo Andrade e Josy Leal
  • Local: Praça de Eventos

 

  • 06/03 - Quarta-feira - 15h
  • Apuração dos carnaval 2019
  • Show com Samuray e Banda
  • Local: Centro de Desenvolvimento Cultural de Parauapebas (CDC)

(Por Fernando Bonfim)

A coordenação do Sintepp Parauapebas informa aos educadores que, na manhã de ontem, 20/02/19, ocorreu a reunião agendada previamente para a discussão da pauta da educação.
 
Sobre os pontos apresentados pela coordenação, o governo se manifestou da seguinte forma: 1. Assédio moral: o secretário de educação informou que não serão tolerados comportamentos que afrontem os direitos dos educadores, tais como assédio moral e perseguição política, casos em que a demanda tem aumentado, principalmente contra os novos concursados e no período de lotação; 2. Descumprimento da portaria de lotação e transferências arbitrárias: o governo garantiu que não partiu da Semed a orientação para transferir professor ou reduzir carga-horária sem o consentimento do mesmo. A princípio, se mostrou relutante em rever os casos, alegando que causaria transtornos pra rede, uma vez que as aulas já iniciaram. O Sintepp informou que os direitos devem ser garantidos e que é inadmissível essa prática. O secretário se comprometeu a rever cada caso e responder oficialmente ao Sintepp; 3. Reformas das escolas: a SEMED informou que está em fase final no processo de adesão da ata para contratação da empresa responsável pelas reformas e que até o dia 1° de março tudo estará pronto para iniciarem os trabalhos, porém fará primeiramente reuniões com as comunidades escolares para estabelecer prazos para essas reformas acontecerem.
 
O secretário se comprometeu a entregar ao Sintepp o cronograma das reuniões e a relação das escolas que passarão por essas reformas; 4. Readaptação: o governo acolheu a tese do Sintepp e reconheceu que os servidores não poderão ter perdas salariais quando das suas readaptações e se comprometeu a publicar o decreto até o dia 11/03, com a mesma redação já prevista no PCCR; 5. Progressão horizontal: o governo garantiu que o retroativo das progressões de 2009 serão pagos juntamente com o salário de março; 6. Licenças prêmio e estudo: o governo se comprometeu a rever cada caso e garantiu que elas seriam concedidas mediante apreciação de cada caso; 7. Professores em fase de aposentadoria: o governo se comprometeu a manter carga-horária máxima aos professores que estão com o processo de aposentadoria em andamento para que estes não tenham prejuízos em seus benefícios;  8. Revisão do PCCR: o Sintepp informou que pretende manter a discussão do PCCR unificado para que sejam garantidos os direitos dos educadores, não só os profissionais do magistério, mas de todo o conjunto de funcionários que trabalham na educação.
 
O governo se mostrou relutante quanto a ideia, mas aceitou a proposta de reativar a comissão para dar continuidade nos estudos; 9. Vices- diretores para escolas de educação infantil: o governo reconheceu a legitimidade do pleito e se comprometeu a nomear vices para as escolas que se enquadrarem nos requisitos estabelecidos pela portaria de lotação; 10. Equiparação salarial para diretores de EMEI e Creches: infelizmente tivemos que ouvir do governo a desculpa de que o trabalho de gestão dessas unidades não equivale ao desempenhado por gestores das EMEFs. O Sintepp contestou essa argumentação por entender que as responsabilidades são as mesmas e por isso não podemos aceitar tratamentos distintos a servidores em funções equivalentes. O governo solicitou estudo de impacto para se manifestar a respeito; 11. Campanha salarial: o governo apresentou a proposta de reposição inflacionária baseada no IPCA que equivale a 3,75%, isso tanto para o salário quanto para o reajuste do auxílio alimentação. O Sintepp ressaltou que essa proposta não contempla os anseios da categoria, pois se trata apenas de uma reposição de perdas e não ganho real; 12. Hora-atividade: o governo propôs pagar 3% da hora-atividade de imediato, passando de 25% para 28%; folha analítica: o Sintepp reiterou que os dados constantes no portal da transparência são insuficientes para estudos técnicos e solicitou relatórios mais detalhados conforme orientação da assessoria contábil do Sintepp. O secretário alegou que nem todos os documentos podem ser disponibilizados, mas disse que solicitou um parecer da PGM a respeito e caso não haja impedimento legal, os relatórios serão disponibilizados.
 
Esse é um breve resumo da reunião com o governo, mas informamos que as negociações não se encerraram por aqui. Hoje, 21/02 termos assembleia para apreciarmos e deliberarmos a respeito e uma nova rodada de negociação está agendada para a manhã do dia 25/02.
Todos a assembleia para fortalecer a luta!!!
 
Rosemiro Laredo
Coord. Sintepp Parauapebas

A Polícia Civil de Parauapebas abriu inquérito policial para apurar o assassinato do nacional Paulo Nascimento Farias Júnior, popularmente  conhecido por Paulo Jr,  27 anos de idade, o mesmo faleceu no Hospital Geral de Parauapebas, (HGP), ao ser atingido por 5  disparos de pistola, provavelmente 380, efetuados  por dois indivíduos em uma moto de cor e modelo não anotados.

De acordo com informações o caso aconteceu por volta das 18h00, de quarta-feira, 20, no lava jato de propriedade da vítima localizado na esquina das ruas Marabá com  Mato Grosso, no bairro Da Paz.

Ainda segundo informações Paulo Jr, estava em seu local de trabalho quando os assassinos chegaram ao local e o garupa que estava trajando  uma jaqueta verde  desceu da moto e,  após caminhar na direção da vítima, efetuou  vários disparos dos quais cinco a acertaram.

Socorrido por um amigo que se encontrava no local e conduzido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde recebeu os primeiros socorros e, minutos depois,  devido aos graves ferimentos, Paulo Júnior foi transferido ao (HGP) onde veio a óbito pouco tempo depois de dar entrada na unidade.

Informações que estão sendo apuradas pela polícia, dão conta que Paulo Nascimento tinha envolvimento  com drogas e já esteve preso pelo crime de tráfico. A Polícia Civil ficou de requerer imagens das câmeras dos estabelecimentos  nas imediações do local do crime. De acordo com o delegado José Aquino, a polícia trabalha com a hipótese de acerto de contas. A reportagem tentou conversar com uma irmã da vítima que esteve na delegacia para registrar o ocorrido, no entanto a mesma disse não saber os motivos que levaram seu irmão a ser assassinado.

 

(Caetano Silva)

Por volta das 19h30, de quarta-feira, 20, a guarnição da Ronda Ostensiva Com Apoio deoto ROCAM III, apresentou na 20^ Seccional Urbana de Parauapebas, ao delegado plantonista José Aquino, cinco pessoas, duas mulheres e três homens acusados de envolvimento no tráfico de entorpecente, entre as mulheres uma adolescente de 13 anos de idade.

Jordison assumiu ser o dono da arma e da droga.

Segundo os policiais a prisão dos mesmos se deu após a averiguação de uma denúncia recebida via Centro de Controle Operacional (CCO), de que na rua Q-1, quadra 28, havia um indivíduo vendendo drogas. Ao chegar no local a guarnição se deparou com cinco pessoas, três homens e duas mulheres, uma delas menor de idade. Mediante a denúncia a GU realizou buscas no logradouro onde foi encontrado 8 gramas de crack, pois para os PMs o traficante já havia vendido a maior parte do entorpecente. Além da droga a policia apresentou também uma balança de precisão e 289 reais em dinheiro e um revólver calibre 38 com 4 munições intactas.
Na ocorrência, ainda segundo os PMs os mesmos se depararam com uma situação de pedofilia na qual um dos residentes do imóvel mantinha relacionamento conjugal com a jovem de 13 anos de idade.

Diante do flagrante todos que estavam na casa foram conduzidos para 20ª Seccional.

Os apresentados foram
Jordison Lucas Rocha da Silva Lima, que assumiu ser o dono da droga e da arma, Welington Dyego Portela Santis,
Danilo de Paulo da Silva, Elissandra Teixeira e a adolescente de 13 anos de idade, que após serem ouvidos em depoimento foram liberados, enquanto que Jordison Lucas ficou recolhido enquadrado por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de entorpecente.

(Caetano Silva)

No norte do Brasil, o Pará é o Estado que registrou o maior índice de geração de empregos formais em 2018, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Foram quase 11 mil novos postos de trabalho gerados, com 90.979 admissões e 80.196 desligamentos. O setor de maior destaque foi o de serviços, com 4% de crescimento. A perspectiva é que em 2019 o número de vagas aumente em diversas áreas.

“A expectativa é que esse número seja ainda maior este ano. Além do setor de serviços, que é muito rotativo por conta das datas comemorativas, devemos ter um aquecimento muito grande na construção civil, com a nova frente de atividades e projetos no Pará. Só nas obras da nova BR, por exemplo, vamos ter mais de 3 mil novos empregados”, explicou Esmerino Batista, secretário adjunto de Trabalho.

Layane Costa, que trabalhou por quatro anos no comércio, com varejo e atacado, acredita que a geração de mais empregos no setor vai ajudar muitos trabalhadores que estão fora do mercado. “Trabalhei quatro anos com a venda e confecção de joias. Saí do emprego há pouco tempo e pretendo, em um futuro próximo, criar meu próprio negócio. Acho que esses dados motivam todo mundo. O comércio está sempre gerando novas oportunidades pra gente. Com isso, o País todo ganha”, acrescentou.

Menor Aprendiz - Outra iniciativa que pode contribuir para a geração de mais postos de trabalho é o Programa Menor Aprendiz, que promove a inserção de jovens estudantes no mercado de trabalho. “Quando nós apresentamos a ideia de estimular o programa para o governador (Helder Barbalho), passou a ser um dos pontos principais do governo nessa área social. Nossa expectativa é chegar ao número de 11 mil menores aprendizes no Estado.

No futuro, essa meta pode alcançar até 20 mil. No setor de serviços, por exemplo, estamos conversando com os empreendimentos com mais de sete funcionários para aderirem ao programa como um fator social, mesmo que não tenha obrigatoriedade. Isso  sendo muito bem aceito”, disse Esmerino Batista.

Auxílio ao trabalhador - O Sistema Nacional de Empregos (Sine), vinculado ao Ministério do Trabalho, também desempenha um papel fundamental no auxílio ao trabalhador que busca emprego. O Sine tem duas funções primordiais: a Intermediação da Mão de Obra (IMO), responsável por cadastrar e mapear gratuitamente, a partir de um banco de dados, possíveis vagas de emprego dentro do perfil de cada trabalhador, e o Atendimento para Garantia do Seguro Desemprego, que posteriormente requalifica e recoloca o profissional no mercado de trabalho pela IMO.

No Pará, o Sistema conta com 41 pontos de atendimento em 36 municípios, e atendeu 436 mil pessoas em 2018. Desse total, 328 mil procuraram pelo serviço de Intermediação de Mão de Obra. Além disso, 33.800 pessoas foram encaminhadas para entrevistas em empresas. Cada empresa avalia de três a quatro trabalhadores por vaga, o que resultou em 6.700 trabalhadores recolocados no mercado de trabalho.

Para Marluci dos Santos, que realizou nesta quarta-feira (20) seu primeiro cadastro no Sine, esta é a melhor oportunidade de voltar a trabalhar o mais breve possível. “Estou há três meses desempregada. Trabalhava em uma fábrica de castanha. A partir do cadastro e da ajuda do Sine, acredito que não vou ficar muito tempo desempregada”, afirmou.

 

Por Raphael Graim

Em sessão de abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Eldorado do Carajás nesta última segunda-feira (18) o assunto em pauta foi a valorização dos professores. Oito dos nove parlamentares compareceram à sessão, também marcaram presença secretários do governo municipal e vários seguimentos da sociedade eldoradense. Coronel Juniso que hoje comanda o CPR ll Comando de Policiamento Regional com sede em Marabá e Tenente Honorato do Comandante da Policia Militar de Eldorado estiveram na abertura dos trabalhos legislativos em apoio aos projetos de desenvolvimento que alí tem sido apresentado.


Além da presença notável de várias autoridades e especialmente a participação da sociedade eldoradense como um número expressivo de professores e profissionais da educação, a noticia que soou bem aos ouvidos de todos, veio do pronunciamento do gestor municipal Celio Rodrigues da Silva (Célio Boiadeiro). Célio disse que já estão nos cofres do município mais de R$ 800 mil reais para a reforma do hospital municipal e que já está garantida a aquisição de equipamentos novos e modernos para a unidade hospitalar do Km 100.


A sessão da câmara nesta segunda feira estava mesmo cheia de boas novidades. Quem esteve presente e recebeu condecoração da casa de leis, foi o ex-vereador de Eldorado Eurípedes Reis da Cruz Filho, popularmente conhecido como TOTA. Tota atualmente responde pela ARCON – Agência Reguladora e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará. Ele recebeu o título de honra ao mérito por relevantes serviços prestados ao município de Eldorado do Carajás.

 

Por Salém Campos

Em temporada nos Estados Unidos, o atleta paraense Daniel Braga conquistou a sua primeira medalha em disputa internacional. Fazendo a sua estreia no Open Winter Atlanta Internacional Jiu-jitsu, este mês, Daniel levou o segundo lugar na disputa.

Agora o paraense segue em preparação para o World Championship Jiu Jitsu - em Long Beach Califórnia. Sem perder o ritmo dos treinos, ele conta com o apoio da equipe Túlio do Rosário Jiu Jitsu.

“Desistir nunca será uma opção, vou representar o Jiu Jitsu do meu Estado e da minha equipe no mundo e vou chegar lá no topo”, avisou Daniel.

 
 

(Fotos: Arquivo Pessoal)

(DOL)

O presidente Jair Bolsonaro entregou ontem (20) a proposta de reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Acompanhado dos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, ele chegou por volta das 9h30 ao prédio do Congresso Nacional.

O texto elaborado pelo governo propõe idade mínima para aposentadoria para homens (65 anos) e mulheres (62 anos), além de um período de transição. Inicialmente, a proposta será submetida à análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, e depois será discutida e votada em uma comissão especial da Casa, antes de seguir para o plenário.

No plenário, a aprovação do texto depende de dois dois turnos de votação com, no mínimo, três quintos dos deputados (308 votos) de votos favoráveis.Em seguida, a proposta vai para o Senado cuja tramitação também envolve discussão e votações em comissões para depois, ir a plenário.

Veja o que propõe a reforma da Previdência:

Idade mínima

O texto propõe idade mínima de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, com contribuição mínima de 20 anos.  Atualmente, aposentadoria por idade é 60 anos para mulheres e 65 anos para os homens, com contribuição mínima de 15 anos.

A idade mínima para a aposentadoria poderá subir em 2024 e depois disso, a cada quatro anos, de acordo com a expectativa de vida dos brasileiros.

Nessa proposta, não haverá mais aposentadoria por tempo de contribuição.

Contribuição

Os trabalhadores da iniciativa pública e privada passarão a pagar alíquotas progressivas para contribuir com a Previdência. E quem ganha mais, contribuirá mais. As alíquotas deixarão de incidir sobre o salário inteiro e incidirão sobre faixas de renda, num modelo semelhante ao adotado na cobrança do Imposto de Renda. No fim das contas, cada trabalhador, tanto do setor público como do privado, pagará uma alíquota efetiva única.

Pela nova proposta, quem ganha um salário mínimo (R$ 998) contribuirá com 7,5% para a Previdência. Acima disso, contribui com 7,5% sobre R$ 998, com 9% sobre o que estiver entre R$ 998,01 e R$ 2 mil, com 12% sobre a renda entre R$ 2.000,01 a R$ 3 mil e com 14% sobre a renda entre R$ 3.000,01 e R$ 5.839,45 (teto do INSS). Dessa forma, um trabalhador que receber o teto do INSS contribuirá com alíquota efetiva (final) de 11,68%.

De acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, as alíquotas efetivas ficarão em 7,5% para quem recebe o salário mínimo, de 7,5% a 8,25% para quem ganha de R$ 998,01 a R$ 2 mil, de 8,25% a 9,5% para quem ganha de R$ 2.000,01 a R$ 3 mil e de 9,5% a 11,68% para quem recebe de R$ 3.000,01 a R$ 5.839,45 (teto do INSS).

No setor público será aplicada lógica semelhante. Pelas novas regras, o sistema de alíquotas progressivas será aplicado, resultando numa alíquota efetiva (final) que variará de 7,5% para o servidor que recebe salário mínimo a 16,79% para quem recebe mais de R$ 39 mil.

Regras de transição

O tempo de transição do atual sistema de Previdência para o novo será de 12 anos. A regra de transição para a aposentadoria prevê três opções:

1) A soma do tempo de contribuição com a idade passa a ser a regra de acesso. O tempo de contribuição é 35 anos para homens e 30 para mulheres. Em 2019, essa soma terá que ser 96 pontos para homens e 86 anos para mulheres. A cada ano, será necessário mais um ponto nessa soma, chegando a 105 pontos para homens e 95 para mulheres, em 2028. A partir deste ano, a soma de pontos para os homens é mantida em 105. No caso das mulheres, a soma sobe um ponto até atingir o máximo, que é 100, em 2033.

2) A outra opção é a aposentadoria por tempo de contribuição (35 anos para homens e 30 anos para mulheres), desde que tenham a idade mínima de 61 anos (homens) e 56 anos (mulheres), em 2019. A idade mínima vai subindo seis meses a cada ano. Assim, em 2031 a idade mínima será 65 anos para homens e 62 para mulheres. Os professores terão redução de cinco anos na idade.

3) Quem está a dois anos de cumprir o tempo de contribuição para a aposentadoria – 30 anos, no caso das mulheres, e 35 anos, no de homens – poderá optar pela aposentadoria sem idade mínima, aplicando o fator previdenciário, após cumprir o pedágio de 50% sobre o tempo restante. Por exemplo, uma mulher com 29 anos de contribuição poderá se aposentar pelo fator previdenciário se contribuir mais um ano e meio.

 

Fonte: Agência Brasil

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016