Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

Ao juntar Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci em um filme sobre as relações profundas da máfia italiana com a história recente dos Estados Unidos, o diretor Martin Scorsese chega, de certa forma, ao ápice de sua carreira – mesmo que esta não seja sua melhor obra.

A produção, que estreia nesta quinta-feira (14) em 19 cinemas de 15 cidades brasileiras para depois entrar no catálogo da Netflix no dia 27, consegue as esperadas atuações gigantescas de seu trio de protagonistas, com um imenso destaque ao trabalho de Pesci.

Mesmo assim, é difícil negar que o diretor tenha corrido muito poucos riscos ao longo das inacreditáveis três horas e meia de duração do filme. Mais do que retornar a um dos temas pelo qual se tornou mais conhecido, ainda recrutou dois dos atores mais importantes de sua geração. Não tinha como dar errado.

A tecnologia usada para rejuvenescer os atores pode até ser vista como um grande desafio – que os veteranos tiram de letra. Mas "O Irlandês" é Scorsese jogando seguro como poucas vezes se viu em sua rica filmografia.

Quem matou Jimmy Hoffa?

A adaptação do livro de mesmo nome escrito por Charles Brandt conta a história de Frank Sheeran (De Niro), o Irlandês do título, desde seu começo como um simples gângster e matador até a amizade com o líder sindical Jimmy Hoffa (Pacino).

Com isso, constrói uma teoria para um dos desaparecimentos mais conhecidos da história americana, ao mesmo tempo em que narra o (possível) envolvimento da máfia italiana com outros eventos notórios, como a eleição de John F. Kennedy à presidência.

Tudo isso enquanto se preocupa mais uma vez com o lado humano da organização criminosa, em uma discussão sobre poder e legado.

A tecnologia – que dá aos septuagenários a possibilidade de interpretarem seus personagens desde os 30 anos até o fim de suas vidas – funciona bem, por mais que a primeira impressão seja a de estar assistindo a um video game moderno.

Tirando a novidade, o resto do filme funciona como a grande obra de arte que se pode esperar da reunião de Scorsese com a dupla de "Os bons companheiros" (1990) e "Cassino" (1995) e a adição de Pacino, em seu primeiro trabalho com o diretor.

Genialidade sem novidade

Dos três, que obviamente ganharão merecidas indicações ao Oscar, Pesci se destaca no papel do chefe mafioso calmo e sábio, o oposto de seu Tommy DeVito do clássico de 1990. Afastado do cinema desde 2010, o ator apresenta uma terna porém poderosa atuação, melhor exemplo da humanidade por trás dos gângsters de Scorsese.

O cineasta, aliás, produz mais uma narrativa violenta e bem-humorada a partir do roteiro do ganhador de uma estatueta por "A lista de Schindler" (1993), Steven Zaillian. Marca do trabalho do diretor, o equilíbrio entre sangue e leveza destacam sua conhecida genialidade.

Fácil prever que ele também deve ser lembrado pela Academia – assim como o filme.

Outro ponto que reforça sua grandeza é a duração da produção. As três horas e meia poderiam parecer intermináveis nas mãos de alguém com menor destreza, mas Scorsese faz com que elas passem sem grande impacto sobre o público (tirando, é claro, as corridas apressadas ao banheiro).

Por isso que a maior decepção seja a falta de riscos corrida pelo projeto, que parece se apoiar na força de seu elenco e em elementos já testados e aprovados pelo diretor.

Após a publicação de seu texto no jornal "New York Times" sobre filmes de heróis e como o cinema, para ele, é "trazer o inesperado", é um pouco decepcionante.

"O Irlandês" é genial como todos podiam esperar de uma produção envolvendo todos esses nomes (o filme ainda conta com participação de Harvey Keitel!), mas também parece, às vezes, um pouco com déjà vu.

 

Fonte: G1

O Indicador de Clima Econômico (ICE) da América Latina caiu pelo terceiro trimestre seguido, passando de 26,4 pontos negativos em julho de 2019 para 28,2 pontos negativos em outubro.

Os dados foram divulgados ontem (11) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), em parceria com o instituto alemão Ifo.

Já o Indicador de Expectativas (IE) para a região, apesar de se manter positivo, caiu de 17,2 para 15,5 pontos no mesmo período. O Indicador da Situação Atual (ISA) da América Latina também piorou, passando de -61,3 para -63,0.

Na média anual, 2019 apresentou piora em relação a 2018, com IE médio de 16,7 pontos, ante 21,9 pontos no ano passado. O ISA terminou 2018 com média de -35,3 e este ano a média caiu para -52,3.

A maior queda na América Latina foi registrada na Argentina, aonde o ICE passou de -21,2 para -55,4. Já o ISA argentino caiu de -84,6 para -100,0 e o IE despencou de 76,9 pontos positivos para 9,1.

Apesar de ter apresentado queda, o Paraguai subiu para a primeira posição na região, com ICE passando de 18,6 para 11,8. O Chile caiu de primeiro para segundo lugar, ao ter o ICE reduzido de 19,1 para 6,8 pontos no mesmo período.

Brasil

O indicador para o Brasil também apresentou piora, com o ICE caindo de -23,2 em julho para -25,0 em outubro. O ISA ficou estável em 75 pontos negativos e o Índice de Expectativa caiu de 50,0 para 45,0 pontos positivos.

De acordo com a pesquisa, os principais problemas enfrentados pelo Brasil são inadequação da infraestrutura, demanda insuficiente, falta de competitividade internacional, falta de inovação, corrupção, barreiras legais para investidores, falta de mão de obra qualificada, instabilidade política, aumento da desigualdade de renda e barreiras às exportações.

Mundo

Segundo o Ibre/FGV, a América Latina está com clima econômico menos favorável do que a média mundial desde 2013. O dado para o mundo fechou outubro com 18,8 pontos negativos, piora em relação aos 10,1 pontos negativos registrados em julho. A situação atual passou de 5,4 pontos negativos para 16,4 pontos negativos no mesmo período e o IE caiu de 14,7 pontos negativos para 21,1 pontos negativos.

Nos Estados Unidos, o ICE passou de 5,2 pontos positivos para 9,7 pontos negativos no período.

 

Fonte: Agência Brasil

“Um país se faz com homens e livros”. A frase do escritor Monteiro Lobato destaca a importância do conhecimento e da literatura para a construção de uma sociedade melhor. Pensando nisso e com o objetivo de estimular a leitura e proporcionar o acesso da população local às mais variadas obras literárias, a prefeitura de Canaã, por meio da Secretaria Municipal de Educação, realiza nos próximos dias a 20, 21 e 22 a 1ª edição do Festival Literário e Artístico de Canaã dos Carajás (Flacc).

O evento terá programação variada, com exposições, conversas com autores, apresentações artísticas e culturais, contação de histórias, teatro com marionetes, oficinas de caricatura, e comercialização de livros.

A abertura oficial do Festival será com um show do rapper carioca Gabriel, o Pensador. Artista mais conhecido do gênero no Brasil, Gabriel, o Pensador tem sete discos lançados e grandes sucessos que renderam a ele, por exemplo, dois prêmios da MTV e um do Multishow. O rapper, que também é escritor, ganhou ainda o Prêmio Jabuti de Literatura pelo livro infanto-juvenil “Um garoto chamado Rorbeto”.

Também vão participar das programações o contador de histórias João Marcos, que é um dos roteiristas da Maurício de Sousas Produções, nas revistas infantis da Turma da Mônica; a escritora mineira Lilian Teixeira; a escritora Elizete Lisboa, que produz livros em braile; e o escritor e cordelista Fabio Sombra, que é membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel; além do escritor paraense Luiz Peixoto Ramos (Jabotigão). Também será homenageado o escritor de Canaã dos Carajás Pedro Luis, escritor de Canaã dos Carajás.

 

Fonte: Ascom PMCC

A Caixa Econômica Federal começou a receber, nesta segunda (11), as apostas para a Mega da Virada 2019. A estimativa de prêmio para quem acertar as seis dezenas do concurso 2.220 da Mega-Sena é de R$ 300 milhões. O sorteio será realizado no dia 31 de dezembro.

Como nos demais concursos especiais, o prêmio principal da Mega da Virada não acumula. Caso nenhuma aposta seja premiada com os seis números, o prêmio será rateado entre os acertadores de cinco números ou, ainda não havendo ganhador, de quatro números.

As apostas do concurso especial custam o mesmo valor da Mega-Sena regular, R$ 4,50, e podem ser feitas por maiores de 18 anos em qualquer lotérica do Brasil, usando o volante específico da Mega da Virada. Também é possível apostar pelo portal Loterias Online e pelo aplicativo Loterias Caixa, disponível para usuários da plataforma iOS. Os titulares de conta corrente na Caixa ainda podem fazer suas apostas utilizando o Internet Banking.

Bolão

Os apostadores da Mega da Virada também podem concorrer nos bolões. Basta formar um grupo, escolher os números da aposta, marcar a quantidade de cotas e registrar em qualquer uma das lotéricas do país. Ao ser registrada no sistema, a aposta gera um recibo de cota para cada participante que, em caso de premiação, poderá resgatar a sua parte do prêmio individualmente.

Os bolões da Mega têm preço mínimo de R$ 10. Porém, cada cota não pode ser inferior a R$ 5. É possível realizar um bolão de no mínimo duas e no máximo 100 cotas. O apostador também pode adquirir cotas de bolões organizados pelas lotéricas. Basta solicitar ao atendente a quantidade de cotas que deseja e guardar o recibo para conferir a aposta no dia do sorteio. Nesse caso, poderá pagar uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota, a critério da lotérica.

 

Fonte: Agência Brasil

O governo municipal enviou à Câmara de Vereadores o Projeto de Lei que torna oficiais e reconhecidas, legalmente, as rotas turísticas: Carajás, do Búfalo, City Tour, das Águas e Indígena em Parauapebas. Além de fortalecer o turismo local, também tem como objetivo a implantação de mecanismos de educação ambiental e o incentivo ao empreendedorismo turístico, por meio do incentivo à organização produtiva das comunidades objetivando a geração de novas fontes de emprego e renda.

As rotas turísticas mencionadas já existem e recebem visita tanto de munícipes quanto de turistas do Brasil e do mundo. Com a lei em vigor, elas devem ser inseridas no calendário oficial de eventos de lazer, turístico e esportivo do município. Isso vai contribuir com a promoção e divulgação do desenvolvimento turístico, cultural, ecológico, econômico, social e sustentável de Parauapebas.

O coordenador do Departamento de Turismo de Parauapebas, Marcos Alexandre, falou sobre a importância do Projeto.

“O objetivo é oficializar o que existe para que possamos fazer os investimentos necessários com base em uma situação real. Assim, será possível criar uma padronização com estrutura adequada para todos os atrativos turísticos. O Projeto de Lei deixa claro as responsabilidades do governo e também do setor privado. Além de trazer ordenamento e dar segurança para o Fundo Municipal de Turismo e as empresas investirem em algo que é real”, ressaltou Alexandre.

O Projeto de Lei 49/2019 foi aprovado pelos vereadores na terça-feira, 9, e aguarda sanção do prefeito Darci Lermen para entrar em vigor.

 

Assessoria de Comunicação - Ascom/PMP

Uma carreata realizada no último sábado, 09, iniciou a divulgação da campanha “Natal da Sorte”, em Canaã dos Carajás, que traz para os munícipes um grande show de prêmios. A carreata foi a primeira de muitas que ainda serão realizadas durante o mês de novembro e dezembro.

O sorteio acontecerá no dia 12 de janeiro e além de aquecer as vendas no comércio local, os lojistas poderão presentear seus clientes com o sorteio de um carro 0km, duas motos, uma batedeira, quatro tanquinhos, duas bicicletas, um notebook, uma geladeira e três TVs de 39 polegadas.

Para participar, os lojistas têm como opção quatro pacotes: Diamante, Ouro, Prata e bronze, cada pacote traz, além dos cupons, divulgação do empreendimento na TV, Rádio Sites e Redes Sociais.

 As empresas participantes também serão premiadas.  A loja que der o cupom premiado do carro, ganha uma TV de 39 Polegadas, também haverá prêmio para quem sortear as duas motocicletas. As lojas poderão concorrer ainda como a loja mais bem decorada para o Natal, através da enquete nas redes sociais do Portal Carajás o Jornal.

Equipe de vendas marcou presença no programa Fala Cidade e falou do Show de Prêmios da ACIACCA

 Esse ano o “Natal da Sorte” também conta com a parceria com a Prefeitura de Canaã dos Carajás, o que irá contribuir ainda mais com o sucesso da campanha. A equipe da Agência de Publicidade e Marketing Brasil (Carajás O Jornal) é responsável pelas vendas dos pacotes aos empresários.

 (Samara Guimarães)

A capital paraense poderá ganhar até o final de 2020 um voo da companhia aérea Cabo Verde Airlines. A primeira conversa sobre a nova rota foi articulada pela Associação Brasileira de Agentes de Viagens (Abav-Pará) e Secretaria de Turismo do Estado do Pará (Setur-Pará) durante visita do CEO da empresa africana, Mário Chaves, ao 31º Festival de Turismo de Gramado (Festuris 2019), uma importante feira de turismo do Brasil realizada neste final de semana, no Rio Grande do Sul.

As tarifas acessíveis praticadas pela empresa africana são uma das vantagens para as agências de viagens que atuam com o emissivo do Pará, que poderão oferecer aos clientes paraenses novas alternativas para a oferta de pacotes turísticos para fora do país.

Embora seja um contato inicial, o secretário de turismo do Pará, André Dias, informou que a meta será levar a empresa africana para Belém. “A Cabo Verde é uma empresa que está em franca expansão no mundo, operando em várias rotas. A gente sabe que disputa com muitos destinos internacionais, mas vamos encaminhar o descritivo do aeroporto de Belém, com as informações econômicas e turísticas do estado para avaliação da companhia”, informou ele.

O CEO da Cabo Verde também anunciou o início das operações na Ilha do Sal (SID), hub internacional da companhia, para Porto Alegre (RS), que vai conectar Lisboa, Paris e Milão, na Europa a Washington e Boston, nos Estados Unidos.

A nova rota começa a operar a partir de 12 de dezembro, com três voos semanais, saindo de Porto Alegre na terça, quinta e sábado e retornando na segunda, quarta e sexta. A rota será mais uma opção da companhia para os passageiros brasileiros que já contam com voos em Recife, Fortaleza e Salvador.

 

Fonte: DOL-Com informações Prazer em viajar

A prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria Municipal de Obras, já iniciou os trabalhos para pavimentação do morro da entrada da cidade, que fará parte da Nova Avenida Avenida Weyne Cavalcante, que será inteiramente revitalizada.

No local, já estão sendo feitas obras de drenagem pluvial e terraplanagem. Nas próximas etapas, a prefeitura vai iniciar a pavimentação da área, que vai interligar o centro da cidade ao Distrito Empresarial e ao Polo Educacional. As obras estão sendo feitas com 100% de recursos próprios e a previsão é de entrega até o fim do 1º semestre de 2020.

A obra de asfaltamento do morro e a revitalização da Weyne Cavalcante integram o pacote de obras do Pacto por Canaã, uma iniciativa que une a administração e a sociedade civil com o objetivo de definir prioridades para transformar o município em referência em qualidade de vida até 2035.

 

Fonte: Ascom PMCC

A fim de que todos tenham direito a um ambiente ecologicamente equilibrado e essencial para a vida saudável da população, o governo municipal quer ouvir a sociedade a respeito da criação do Código de Meio Ambiente. Para isso, realizará na próxima quinta-feira, 14, às 10h, no Plenarinho da Câmara Municipal, uma Audiência Pública sobre o referido assunto. A ocasião será propícia também para esclarecer dúvidas.

Durante a Audiência, será apresentado o anteprojeto do Código de Meio Ambiente do Munícipio que objetiva criar instrumentos e mecanismos de normatização das relações entre o poder público, sociedade civil e o meio ambiente.

Participe! Sua opinião é importante para a construção desse Código.

 

Assessoria de Comunicação - Ascom/PMP

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada em maio pelo plenário, que proíbe o trabalho de gestantes em atividades com qualquer grau de insalubridade.

Também de modo unânime, os ministros decidiram sequer apreciar, por questões processuais, um segundo recurso em que Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde) pedia o adiamento dos efeitos da decisão para dar tempo de o governo reavaliar a real insalubridade em diferentes atividades e ambientes hospitalares.

No julgamento de maio, os ministros do Supremo entenderam, por 10 votos a 1, ser inconstitucional um trecho da reforma trabalhista de 2017 que previa a necessidade de recomendação por meio de atestado médico para que gestantes pudessem ser afastadas de atividades insalubres em grau médio e mínimo, e em qualquer grau para lactantes.

A partir de então, passou a valer a regra anterior da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), cujo artigo 394-A prevê o afastamento de gestantes de atividades com qualquer grau de insalubridade.

Por meio de um embargo de declaração, tipo de recurso que busca esclarecer pontos de uma decisão, a AGU pediu ao Supremo para declarar que a gestante poderia se manter na atividade formalmente classificada como insalubre se houvesse comprovação científica de que não haveria risco à gravidez ou ao bebê.

“Isso porque pode haver, por meio de estudos científicos carreados por órgãos oficiais, comprovação acerca da ausência de risco à saúde da mulher e do feto”, escreveram o advogado-geral da União substituto, Renato de Lima França, a secretária-geral de Contencioso da AGU, Izabel Vinchon Nogueira de Andrade, e a advogada da União Maria Helena Martins Rocha Pedrosa.

Eles pediram que a decisão sobre o afastamento de gestantes surtisse efeito somente daqui a seis meses, permitindo assim que os órgãos competentes pudessem auferir o risco real à saúde de gestantes e fetos em diferentes atividades, sobretudo na área de saúde e no ramo hoteleiro. O embargo da AGU levantou também o impacto aos cofres públicos do aumento no pagamento de salário-maternidade, benefício cujo ônus é arcado pelo Estado.

Os ministros do Supremo, porém, não acolheram os argumentos, e mantiveram o efeito imediato da decisão. Votou por rejeitar os embargos inclusive o ministro Marco Aurélio Mello, único que havia votado, em maio, contra a proibição de gestantes em atividades insalubres.

Desse modo, as mulheres grávidas devem ser afastadas de imediato de toda atividade insalubre, em qualquer grau. Caso não seja possível realocá-la em outro tipo de serviço, a gestante deve deixar de trabalhar e passar a receber salário-maternidade, nos termos da lei que regulamenta o benefício, prevê a decisão. 

Em nota, a CNSaúde disse ter se reunido com o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Renato Vieira, no fim de outubro, para pedir que seja regulamentado o pagamento do salário-maternidade por período superior aos 120 dias previstos na lei, de modo a dar maior segurança jurídica aos empregadores.

Segundo a confederação, as mulheres representam hoje 76% dos contratos formais de trabalho no setor de saúde, o equivalente a mais de 1,7 milhão de postos de trabalho.

 

Fonte: Agência Brasil

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016