Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

A PA-27 e Rua E nas proximidades do Bairro Parque dos Carajás serão interditadas para a realização de serviços de infraestrutura e melhorias nas vias. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras (Semob), será construído um muro de arrimo para a contenção do talude.

A interdição será na faixa esquerda da Rua E, e também na faixa direita da PA-275, começando na ponte localizada nas proximidades do Supermercado Hipersena e seguindo 250 metros, no sentido Espaço Food Pebas.

Ainda de acordo com a Semob a via ficará interditada até dia 25 de outubro de 2019, data prevista pra a conclusão das obras.

Aproveitando o clima frio em meio a floresta amazônica, dezenas de praticantes da corrida de rua reuniram-se na manhã deste domingo (14), no Núcleo Urbano de Carajás, em Parauapebas, para praticar realizar mais um circuito nas ruas do Núcleo. As ruas sem ladeiras e bem sinalizadas do local propiciam um agradável campo de treino para quem pretende se preparar para as competições que acontecem na região, ou até mesmo para quem vai apenas praticar uma atividade física.

Em entrevista ao Portal Carajás o Jornal, Otaviana Domingues de 58 amos de idade disse que pratica corrida de rua há um ano e meio e disse que viu no esporte uma maneira de praticar exercício físico e também de descontrair. “Devido a minha idade a gente fica mais sozinha; os filhos crescem. Eu digo que consegui outra família. A gente participa treinos, viaja para competir, isso acaba aproximando muito a gente”, disse a corredora.

O longão de cerca de 10 km foi supervisionado pelo professor de educação física, Giuvam Pantaleão, responsável por instruir os atletas quanto ao preparo físico e cuidados durante todo o percurso.

O próximo grande evento que contemplará a modalidade esportiva é a Corrida dos Pais,  que será realizada no dia 11 de agosto (Feriado de Dia dos Pais). O evento será realizado em Parauapebas e distribuirá R$ 3.600 em premiação para os  cinco melhores das categorias geral feminino e geral masculino.

Giuvam Pantaleão, professor de educação física, junta Otaviana Domingues, corredora de rua.

 

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR TODAS AS FOTOS DO EVENTO EM NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK.

(Por Fernando Bonfim)

Há quem vá apenas para praticar uma atividade física, mas também há quem vai para se prepara para as competições que acontecem em Parauapebas e região e até mesmo outros estados. Todos os sábados dezenas de corredores de rua se reúnem durante a madrugada para fazer aquele longão nas ruas de Parauapebas.

Na manhã deste sábado (13) a concentração do grupo foi na “Praça do W Torres”, logo às 5h30 da manhã. O circuito que os atletas realizaram foi de cerca de 10km e ao final dele, logo depois do nascer do sol e com direito a café da manhã os atletas confraternizam, comemorando os resultados dos treinos, como por exemplo a redução do tempo gasto na realização do percurso. 

Em entrevista Portal Carajás o Jornal, Osvaldo Silva Júnior, falou um pouco sobre a Associação de Corredores de Parauapebas e Região (ACOPER) entidade que vem fomentando a modalidade esportiva em Parauapebas. Segundo o entrevistado, o movimento surgiu entre quatro ou cinco anos atrás e iniciou através de um grupo de WhatsApp.  “Nesse período alguns corredores se juntaram e formaram um grupo que foi crescendo e com aproximadamente um ano de formação foi fundamos a ACOPER”, relembrou o atleta.

Sobre a estrutura da associação, Osvaldo explicou que é formada por oito membros, cada um desenvolvendo uma atividade diferente, e desde então iniciou-se a praticar, de forma organizada, a corrida de rua em Parauapebas. “Começamos a identificar os circuitos, a estabelecer distancias, ajudar nos treinos e agregar também os professores de Educação Física, como Fábio Quaresma e professor Gilvan, que também fazem parte da diretoria, eles ajudam a instruir os atletas”, explicou. 

Para finalizar, Osvaldo disse que os longões ocorrem todos os sábados, com exceção dos que antecedem corridas e quem quiser participar é só aparecer nos longões  que já será incluído no grupo. 

Os atletas se reuniram na "Praça do W Torres"

 

O atleta, Osvaldo Silva Júnior, membro da ACOPER falou um pouco sobre a entidade à nossa reportagem. 

 

Parauapebas no sudeste paraense, por várias décadas é conhecida como a ‘Capital do Minério’, título este concedido desde descoberta da maior mina de minério de ferro a céu aberto do mundo, em 1967, o que hoje é conhecida como a província mineral de Carajás, operada pela mineradora multinacional, Vale.

O município lidera à produção de minério de ferro no país e no ano passado [2018] foi o 3º maior exportador do país totalizando de U$$ 6,25 bilhões de dólares, gerando o saldo comercial para o país de U$$ 6,15 bilhões de dólares, de acordo com Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, pasta hoje integrada ao Ministério da Economia.

Tendo ainda a extração mineral com carro chefe da economia local, nos últimos anos o ecoturismo tem ganhado destaque na cidade: águas termais, enormes cachoeiras, e diversidade na fauna e flora com espécies únicas que não são encontradas em outro lugar do mundo, reforçam ainda mais este potencial.

Catalogadas como ‘rotas’, os diversos pontos turísticos de Parauapebas apresentam uma grande variedade de atrações que podem proporcionar uma agradável conexão com a natureza. Reunimos aqui as mais importantes que para você possa conhecer um pouco mais sobre as riquezas naturais de Parauapebas.

Rota Carajás - principais atrativos e curiosidades (Fonte: Departamento Municipal de Turismo)

Parque Zoobotânico Vale - Com área equivalente a 30 campos de futebol, possui cerca de 270 animais entre mamíferos, aves e répteis, de 75 a 80 espécies diferentes soltos no parque, em um habitat muito próximo do natural, em regime de semi-cativeiro. A distância da Portaria de entrada da FLONA Carajás até o Parque é de 26km

Trilha Lagoa da Mata - Esta é uma trilha de fácil acesso, com cerca de 800mts que dá acesso a uma lagoa sazonal (Que surge no período chuvoso), formando um espelho d’água de 2 metros de profundidade com uma vegetação que lembra uma floresta sob a água.

Savana Metalófila e Cavernas De N1 - Esta é uma região impar, onde o visitante pode observar dois tipos de bioma, sendo a floresta ombrófila densa e área de vegetação rasteira, conhecida por canga ou savana Metalófila, que é formada devido ao alto índice de ferro no solo, o que impossibilita o crescimento de vegetação densa e alta. Neste atrativo podemos observar a Flor de Carajás (Período chuvoso) que é uma flor endêmica, só vista neste ambiente do planeta. Neste local também é possível visitar duas cavernas ferríferas, que é uma particularidade da região que concentra a maior quantidade de cavidades ferríferas do planeta, sendo mais de 1.000 (mil) cavernas catalogadas. Atrativo distante cerca de 50km a partir da portaria da FLONA Carajás.

Águas Claras - Este é um atrativo que possui duas trilhas (Peito de Aço e Timborana) de fácil acesso com cerca de 750 metros de comprimento que levam a bela cachoeira de Águas Claras. No percurso pode-se observar aves e ouvir os sons da floresta, como é o caso do pássaro Peito-de-Aço. Na localidade há uma base rústica que serve de apoio, cedida gentilmente pelo ICMBio – Que é um dos parceiros do ecoturismo em Parauapebas. (Este atrativo está dentro da área do PARNA Campos Ferruginosos, Unidade de Conservação Federal, criada em junho de 2017. A base fica cerca de 90 km da Portaria da FLONA.

Pedra da Harpia - Uma formação rochosa em granito que permite uma exuberante vista da floresta numa altitude de cerca de 600 metros. Para acessar este atrativo é necessário um veículo do tipo 4x4. (Atrativo também localizado no PARNA Campos Ferruginosos) Este atrativo está distante cerca de 110 km da portaria da FLONA Carajás.

Rota das Águas - principais atrativos e curiosidades (Fonte: Departamento Municipal de Turismo)

Garimpo das Pedras – comunidade e piscina e águas termais - A vila de Garimpo das Pedras está localizada em uma região conhecida como contestado, cerca de 80km do centro do município. Atualmente há um termo de cooperação entre os dois municípios que fazem divisa nessa região, Parauapebas e Marabá. Neste atrativo o visitante pode conhecer um pouco sobre a história da comunidade, a forma rustica como extraem pedras semipreciosas e trabalham para criar peças. Há uma lojinha de souvenires na Vila. O principal atrativo é uma piscina de água termal, localizada a poucos metros da vila, com água em temperatura que varia entre 35 e 40 graus, dependendo do horário do dia.

Estância Águas de Maria - Um recanto encravado na mata. Assim podemos definir este atrativo localizado em uma área particular na comunidade de Vila Sanção, situada a cerca de 65 km da cidade. Piscinas com águas vindas de uma pequena cachoeira, comida típica da roça e chalés para pernoite fazem do local um atrativo a parte na Rota das Águas.

Espaço da Família - Atrativo em área particular, com espaços voltados ao lazer em família, com lagos artificias, quiosques, canoas e cavalos, onde o visitante pode desfrutar de um dia de tranquilidade e muita diversão. O espaço está localizado cerca de 20 km do centro de Parauapebas, na estrada que liga as comunidades de Palmares I e Palmares II.

Balneário do Jóca - Este Balneário localizado em área particular, distante cerca de 16 km do centro do munícipio, alia lazer a preservação da natureza. No local há piscinas de águas captadas do igarapé que corta o local. Há quiosques, churrasqueiras, restaurante, vestiários, sombra e muita água para diversão dos visitantes.

Sítio Cachoeira - Atrativo localizado na Área de Proteção Ambiental do Igarapé Gelado – APAIG, um local simples, mas com gastronomia que agrada, e um banho com uma pequena cachoeira de águas limpas e temperatura agradável. O sítio está localizado cerca de 50 km do centro da cidade.

Parque das Cachoeiras - Este atrativo está sendo prospectado pela equipe técnica do Departamento de Turismo. Por ser uma região rica em biodiversidade, águas e alguns sítios, deverá em breve ser mais ponto turístico dentro da Rota das Águas. Cerca de 20 km da cidade.

Rota do Búfalo - principais atrativos e curiosidades (Fonte: Departamento Municipal de Turismo)

Sítio Boa Esperança (Abacaxi – Mel De Abelha) - Nesta propriedade particular, onde uma família inteira divide os cuidados da terra, temos uma plantação de abacaxi com cerca de 300 mil pés, tornando-os um dos maiores produtores da região. Nesta propriedade também há produção de mel de abelha da espécie sem ferrão, conhecidas como “Meliponíneos”. Os visitantes são recebidos com um farto café da manhã, servido pelos simpáticos irmãos que cuidam da propriedade. Ali o visitante pode se deliciar com produtos da roça. O sítio está distante cerca de 30km do centro da cidade, na localidade de CEDERE I.

Sítio Açaizal - Nesta propriedade particular o grande atrativo é a criação de búfalos, animais de grande porte, porém dóceis, podendo inclusive o visitante chegar bem próximo, e até mesmo acompanhar a ordenha. No sítio há também uma Queijaria que produz queijos derivados do leite de búfala, sendo a Mozzarella de Búfala considerada a melhor do Brasil. Um dos grandes atrativos deste sítio é o Rock in Roça, evento dedicado aos amantes do Rock, que reúne pessoas de todas as idades, tendo o objetivo de gerar oportunidades de valorização de artistas locais e regionais de vários ramos. O evento acontece sempre no segundo fim de semana de dezembro. O sítio está localizado distante cerca de 22km do centro da cidade.

Balneário e Restaurante Fogão de Minas - Um espaço aberto ao público que tem como principal atrativo a culinária. Com pratos diversificados da comida típica da roça, servidos em um espaço agradável às margens do rio Parauapebas. Neste local há um trapiche, mesas e locais para redes na margem do rio. Piscina, vestiários, e uma boa infraestrutura para receber os visitantes. O espaço fica localizado no Complexo VS10, distante cerca de 16km do centro da cidade.

Rota indígena - principais atrativos e curiosidades (Fonte: Departamento Municipal de Turismo)

Terra indígena Xikrin do Cateté - Esta é uma rota voltada exclusivamente para a cultura do povo indígena. Parauapebas possui uma terra indígena dividida em três aldeias, Ô-odjá, Djudjêkô e Cateté. Neste atrativo o visitante faz uma imersão na cultura indígena.

A visita acontece na aldeia Djudjêkô e lá o visitante além de conhecer como vivem os índios, tem acesso às pinturas, artesanato, bijuterias, banho de rio e passeio de canoa pelo rio Cateté, que banha a terra dos xikrins.

Este passeio tem duração de dois dias devido a distância da cidade, sendo necessário pernoite. O acesso é feito partindo de Parauapebas seguindo pelos municípios vizinhos de Canaã dos Carajás e Água Azul do Norte, logo em seguida voltando para a área do município de Parauapebas. A distância é de cerca de 360km do centro de Parauapebas.

Rota City Tour - Principais atrativos e curiosidades: Prédios públicos, cultura, artesanato, história (Fonte: Departamento Municipal de Turismo)

Esta Rota tem como finalidade mostrar ao visitante a história de Parauapebas. Com visitação em alguns atrativos públicos, que é o caso do prédio da Prefeitura Municipal, Pórtico Jubileu de Prata, onde há uma capsula do tempo, Praça da Bíblia e Centro de Abastecimento, o visitante é levado a conhecer um pouco da história do município.

Um ponto interessante desta rota é o Centro Mulheres de Barro, onde os visitantes tem a oportunidade de conhecer de perto o trabalho destas mulheres artesãs que produzem peças baseadas em achados arqueológicos e tem um trabalho social muito importante. Ali o visitante conhece desde o showroom, ao preparo da argila e a fabricação das peças até o momento de irem ao forno.

Nesta rota há também a possibilidade de visita ao Citypark Tênis Clube, ou ao Núcleo Urbano de Carajás com o Doce Norte Esporte Clube. Nesses dois últimos atrativos a distância do centro da cidade é de 8 e 25 km respectivamente. 

 

(Por Fernando Bonfim com informações do Departamento Municipal de Turismo)

No último dia 23/06 foi realizada a 3ª edição da Corrida da Cidade de Parauapebas, evento realizado anualmente em comemoração ao aniversário da cidade. No entanto, devido a problemas técnicos com os chips utilizados para realizar a cronometragem do tempo dos corredores, apenas as categorias, geral Masculino e Feminino receberam prêmios no dia do evento.

Para dar posse às medalhas e brindes de participação a Associação de Corredores de Rua de Parauapebas e Região (ACOPER) realizou na noite desta quarta-feira a premiação de colocação das outras 10 categorias.

Confira a classificação

GERAL MASCULINO

1 ANTONIO KENNEDY DE SOUSA LIMA

2 ANTONIO SILVA DA SILVA

3 MANOEL MOURA DAS CHAGAS FILHO

GERAL FEMININO

1 IONE VIEIRA GUEDES

2 HIALEA PRISCILA LIMA DE OLIVEIRA ROSA

3 JOCYANNE SATOMI TACHIBANA

FEMININO DE 16 ATÉ 29 ANOS

1 ANA PAULA SILVA DOS SANTOS

2 MAIARA DOMINGUES PEREIRA NUNES

3 MARIA DA CONCEICAO DE LIMA SOUSA

FEMININO DE 30 ATÉ 39 ANOS

1 MARINALVA R. DA SILVA

2 PAULA FRACINETE RIBEIRO ALCANTARA

3 ELIETES NERES SANTOS

FEMININO DE 40 ATÉ 49 ANOS

1 LAURA LIMA DOS SANTOS

2 MARIA MERCES LIRA DE OLIVEIRA

3 ILDINE DA SILVA GOMES

FEMININO DE 50 ATÉ 59 ANOS

1 DAGMA RODRIGUES TREVISAN

2 SANDRA SUELY SOARES DA SILVA

3 RENILDA BENEVIDES

FEMININO DE 60 ATÉ 99 ANOS

1 DORIANA DOS SANTOS ARAUJO

2 OTACILIA M. V. MORAIS

MASCULINO DE 16 ATÉ 29 ANOS

1 RAILTON SOUSA SILVA

2 MARCIO SANTOS NASCIMENTO

3 ADRIELSON SANTOS SIQUEIRA

MASCULINO DE 30 ATÉ 39 ANOS

1 IOMAR OLIVEIRA DOS SANTOS

2 KLEZIO OLIVEIRA DO NASCIMENTO

3 VALDINEIS DA SILVA DUARTE

MASCULINO DE 40 ATÉ 49 ANOS

1 MANOEL DA SILVA DUARTE

2 CLEBER PEREIRA DA SILVA

3 ANTONIO DE BARROS FERREIRA

MASCULINO DE 50 ATÉ 59 ANOS

1 ARY MATIAS DE BARROS

2 ROBERTO COSTA LIMA

3 ANTONIO DENILSON TREVISAN

MASCULINO DE 60 ATÉ 99 ANOS

1 ROMUALDO LEANDRO BONFIM

2 LEONCIO MACHADO RODRIGUES

3 RAIMUNDO NONATO DE OLIVEIRA

Robervaldo Vieira de Freitas, Presidente da ACOPER

Os atletas se reuniram no plenarinho da Câmara Municipal de Parauapebas

 

(Por Fernando Bonfim)

A Receita Federal na segunda região fiscal vem esclarecer que não há qualquer ação em curso que tenha por objetivo o fim da Receita Federal em Belém, ainda que haja um processo de reestruturação, que trará maior eficiência operacional à Secretaria, alinhado às diretrizes do Governo Federal de racionalização e redução de custos para a sociedade, além do cumprimento do Decreto n. 9.679 de 2 de janeiro de 2019, que determina o corte de 22% nos cargos e funções.

Uma das definições do processo de racionalização prevê a redução de 10 para 5 Superintendências no Brasil, sendo essa, a única estrutura que está prevista para ser encerrada na cidade, porém, suas atribuições passarão a ser desempenhadas pela Delegacia de Receita Federal em Belém e/ou Alfândega do Porto de Belém, uma vez que todas as demais estruturas operacionais, como por exemplo, de atendimento, de fiscalização e de controle aduaneiro permanecerão em funcionamento na cidade. Logo se vê que não haverá qualquer prejuízo à sociedade, nem ao combate ao narcotráfico e tráfico de armas, pois nenhum serviço de interesse local será descontinuado.

A reestruturação em curso decorre da busca contínua por eficiência, sendo resultado de estudos voltados ao mapeamento de processo de trabalho, de experiências exitosas da regionalização de equipes e tarefas, da incorporação de novas ferramentas tecnológicas aos processos de trabalho, além da necessidade de adaptação ao novo cenário restritivo, representado por cortes orçamentários e pela diminuição da força de trabalho.

Por fim, esclarecemos que não existiu nenhuma convocação por parte do superintendente da atual primeira região fiscal aos servidores da atual segunda região fiscal, mas sim, um convite, conforme imagem 01, enviado pelo Gabinete da Superintendência da atual segunda região fiscal aos seus servidores para comparecimento facultativo de reunião interna de trabalho, tendo como foco alinhar as informações acerca do processo de integração das duas regiões, e não de “incorporação da região fiscal da Amazônia à região do Centro-Oeste”, conforme afirma o referente jornal.

Nesse sentido, esta região fiscal repudia toda e qualquer informação que vise a desconstruir os esforços dos servidores das duas regiões fiscais para um trabalho harmonioso e cooperativo como o que já vem sendo feito.

 

Era por volta das 10h quando secretários da mais diversas pastas do município, juntamente com o prefeito, Darci Lermen, chegaram ao prédio administrativo da Prefeitura de Parauapebas, nesta quarta-feira (10). O local estava ocupado desde a noite de ontem por cerca de 120 índios das etnias Kayapó e Xikrin.

Os indígenas bloquearam o acesso à prefeitura e por isso todos os trabalhos  administrativos  foram paralisados nesta quarta-feira. O motivo da manifestação, de acordo com os indígenas, é a má conservação das estradas vicinais que interligam as aldeias Djudjêkô, Cateté e Ô-ODjá, o que tem ocasionado, inclusive, acidentes.

O ponto mais crítico, segundo os índios, é a estrada que interliga as três aldeias aos municípios de Ourilândia do Norte, Água Azul do Norte, e Tucumã, local onde um carro da comunidade colidiu com uma viatura da CELPA – Centrais Elétricas do Pará, ferindo duas índias.

A reunião teve início às 10h30 e logo em seguida a Assessoria de Comunicação da Prefeitura emitiu uma nota esclarecendo sobre os encaminhamentos e acordos realizados durante a reunião.

Confira a nota

Na manhã desta quarta-feira (10) o prefeito  de Parauapebas, Darci Lermen, acompanhado dos secretários municipais, está reunido com os índios da aldeia Djudjêkô que reivindicam obras de infraestrutura na estrada para a aldeia e a conclusão do convênio com o Instituto Indígena Botiê Xikrin, que prevê repasse de verba da prefeitura para atividades sociais e culturais dos indígenas, entre elas a realização dos jogos indígenas que ocorrerão entre os dias 20 e 26 de julho.

As obras em questão foram iniciadas no início de junho, na aldeia Kateté, e atenderão todas as quatro aldeias indígenas, localizadas no município de Parauapebas. Conforme o cronograma da Secretaria Municipal de Obras (Semob) os serviços específicos para a aldeia Djudjêkô estão programados para a próxima segunda-feira (15). O prefeito e o secretário de Obras visitarão a localidade para acompanhar de perto os serviços.

Sobre o contrato para o convênio com o instituto, a documentação foi protocolada na prefeitura de Parauapebas na semana passada. Desde que a gestão recebeu a documentação do instituto, tem dado toda a celeridade possível nos trâmites legais para firmar o convênio. Ficou acordado na reunião de hoje que os indígenas ficarão até amanhã, no prédio da prefeitura, para a  de assinatura do contrato, que ocorrerá às 10h da manhã.

O município de Parauapebas conta com quatro aldeias indígenas, localizadas na divisa com o município de Água Azul do Norte. A prefeitura de Parauapebas sempre deu todo o apoio necessário aos indígenas, inclusive com a construção e manutenção de escolas dentro das aldeias e disponibilidade de profissionais e estrutura para atendimentos de saúde.

Os indígenas realizam danças e cantam canções de guerra a todo momento. 

(Por Fernando Bonfim)

 

O sonho de fazer uma boa pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e conseguir ingressar em uma universidade está mais próximo do cidadão canaense. Por meio do Pacto por Canaã, a Prefeitura de Canaã dos Carajás realizará um curso pré-vestibular gratuito no município. O principal objetivo do governo é ofertar aos vestibulandos melhores condições para disputar uma vaga em uma instituição de ensino superior. A expectativa é que os participantes do preparatório obtenham resultados expressivos na prova do Enem, que será realizada em novembro, e em outros processos seletivos para instituições de ensino superior.

Jovens e adultos que estejam cursando ou que já tenham concluído a terceira série do ensino médio em escola pública podem se inscrever e concorrer a uma das vagas disponíveis. Alunos de escolas particulares que sejam bolsistas também poderão passar pelo processo seletivo. Vale destacar que somente residentes em Canaã serão aceitos no preparatório.

No total, 160 vagas estão sendo ofertadas. Para selecionar os cursistas, uma prova de múltipla escolha com 50 questões interdisciplinares será aplicada. Os candidatos com maior pontuação, dentro do limite de vagas ofertadas, serão selecionados para o cursinho. Além das aulas, os alunos terão material didático (apostilas com o conteúdo que será ministrado) e uniforme garantidos.

Inscrições

Os candidatos devem procurar o Centro Municipal de Formação de Profissionais da Educação (Cemforpred), localizado na Avenida dos Pioneiros, número 154, Centro, até as 18h desta terça-feira (9).

Para a inscrição, é necessário que o candidato esteja em posse de todos os documentos exigidos no edital.

Aulas

As aulas terão início no dia 16 de julho, terça-feira. Os alunos serão divididos em dois turnos, vespertino, das 15h15 às 18h30, e noturno, 19h às 22h15.

Erratas

Verifique abaixo algumas correções no edital do curso.

Errata edital

 

Por: Kleysykennyson Carneiro

O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), localizado em Santarém, no oeste do Pará, é pioneiro na Região Norte em dois procedimentos cardíacos. Os pacientes, com cardiopatia congênita, já usufruem do sucesso das cirurgias, que lhes proporcionaram uma vida normal.

Bruna Silva, 19 anos, nasceu com um problema cardíaco. "Chamamos de doença ou anomalia de Ebstein. É quando a válvula está em um posicionamento patológico diferente do normal, o que impede de exercer a sua função corretamente", explicou o cirurgião cardiovascular Renê Augusto Gonçalves, chefe da equipe do HRBA.

Segundo ele, a Técnica do Cone, aplicada na cirurgia de Bruna, é inovadora. "No Norte, ninguém tinha realizado essa técnica antes. São poucos os casos que acontecem, porque a incidência dessa doença não é muito grande. É uma cirurgia que não tem muita oportunidade para se fazer", acrescentou o cirurgião. O procedimento realizado em Bruna é denominado Plastia Valvar Tricúspide, e foi realizado em abril deste ano. Para a paciente, o procedimento representou a correção de um problema que a acompanhava desde o nascimento. "A cirurgia foi um sucesso. A minha recuperação está indo muito bem, sem complicações. Só tenho a agradecer à equipe de profissionais que realizou a cirurgia e ao Hospital Regional", destacou Bruna Silva.

A aplicação da técnica foi importante para evitar complicações. "Existem, basicamente, dois tipos de cirurgia para tratar esse problema. E, com essa técnica, conseguimos evitar algumas complicações. A mais grave seria o bloqueio do Iatricular total, que, nesse caso, precisaria colocar um marca-passo e o paciente ficaria dependente", informou Renê Augusto Gonçalves.

Valve-in‐valve - Em junho, mais uma técnica rara foi aplicada durante um procedimento cardiovascular. O autônomo Elias Lopes, 51 anos, era cardiopata crônico. Morador do interior de Belterra – município da Região Metropolitana de Santarém –, ele já havia passado por duas cirurgias cardíacas, realizadas em Belém, em 2001 e 2010.

O paciente havia trocado a válvula mitral duas vezes, e teria de trocar novamente, mas devido à gravidade a cirurgia oferecia um alto risco. A única opção encontrada foi realizar o procedimento com uma técnica nunca utilizada no Norte do Brasil, o Implante Valvar por Cateter. Esse implante pode ser feito pela artéria femoral, pela virilha ou pelo pescoço, ou pela ponta do coração. "Tudo isso sem parar o coração ou colocá-lo na máquina", destacou o cirurgião.

Elias Lopes reagiu bem à cirurgia. O procedimento, por ser menos agressivo, possibilitou uma recuperação rápida. "Eu passei uns dois meses para me recuperar da primeira cirurgia, e essa aqui, após sete dias, eu já estava me sentindo muito bem. O coração está batendo bem", afirmou o paciente.

Após a terceira cirurgia, o paciente deseja apenas qualidade de vida. E isso ele já consegue ao realizar todo o tratamento perto de casa. "Aqui na terra, o hospital foi 100%. De tudo que eu tenho vivido, esse foi o melhor hospital pelo qual eu passei. Estou muito, muito feliz com o atendimento aqui", garantiu Elias Lopes, acrescentando que só tem "a agradecer. Que eles continuem neste mesmo nível. Sei que o potencial do ser humano é limitado, mas Deus dá a condição para eles serem bons".

A inovação da técnica Valve-in‐valve (uma válvula dentro da outra) é oferecer tratamento a pacientes que não teriam possibilidades terapêuticas. "Antes, ou a gente tentava uma ação heroica, com grandes chances de o paciente não suportar, ou ele iria esperar um transplante, que é muito difícil. Ou pior ainda, o paciente simplesmente morria de insuficiência cardíaca. E agora conseguimos tratar pacientes graves ou pacientes idosos", disse Renê Augusto.

Estrutura - O Hospital Regional do Baixo Amazonas é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). A unidade atende casos de média e alta complexidade, e presta serviço 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

No Norte do País, o hospital avança em serviços de saúde, com a implantação de programas de transplantes renais, cirurgias cardíacas e consolidação do tratamento oncológico. A unidade atende uma população estimada em mais de 1,1 milhão de pessoas, residentes em 20 municípios do oeste do Pará.

Fonte: Agencia Pará

Durante todo este mês de julho, a Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon) mantém equipes de fiscalização de prontidão, nos principais terminais rodoviários e hidroviários, para garantir uma viagem tranquila aos usuários. Os fiscais estão atentos, principalmente, à qualidade dos serviços oferecidos pelas empresas operadoras do transporte intermunicipal aos passageiros.

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016