On Screen Facebook Popup by Infofru

Receba todas as atualizações via Facebook. Basta clicar no botão "Curtir" abaixo.

Fechar

  

Mulher que perdeu dois filhos de forma brutal em Curionópolis conta a história do crime. Destaque

Adriana Matos, falou com exclusividade com a equipe do Portal Carajás O Jornal. Adriana Matos, falou com exclusividade com a equipe do Portal Carajás O Jornal.

A equipe do Portal Carajás O Jornal foi recebida na tarde da última sexta feira, 7, por Adriana Matos Alves, a mulher sobrevivente da tentativa de assassinato, ocorrida na madrugada do dia 28 para o dia 29 do mês de maio, no Município de Curionópolis, onde o nacional José Anjos dos Santos matou a paulada seus dois enteados, deixando Adriana, sua ex-esposa, em estado grave com partes do corpo quebradas. Ele também espancou uma outra vítima, de apenas seis anos, mas que felizmente sobreviveu e foi encaminhada, juntamente com Adriana, para a UTI em Marabá. 

Em uma entrevista exclusiva, Adriana relatou com detalhes como o crime aconteceu e como foram os dias que passou na UTI.

Portal Carajás O Jornal: Naquela noite, em que houve o fato na sua residência, o que aconteceu realmente? 

 

Adriana Matos: Na verdade não tinha acontecido nada, estávamos bem.  Viemos para casa da minha mãe e ele se prontificou de pagar uma grade de cerveja, falou que era o aniversário do filho dele e como não podia estar lá, iria pelo menos beber. Ele comprou a grade e não bebeu, ficou apenas conversando com alguém no celular. Durante o tempo que ficamos na casa da minha mãe ele ficava falando para mim: “Aproveita que hoje é um dia e amanhã será outro”. Por volta das 22:30h fomos para casa onde morávamos. Quando chegamos lá ele disse: “Todo menino vai dormir”, disse para ele deixar os meninos quietos e ele falou “Eu estou mandando dormir e a casa é minha eu que mando”, até estranhei a forma que ele falou, por que eu sustentava a casa e a família, porém não discuti e pedi pros meus filhos irem dormir.  Eu fui banhar meu filho mais novo e quando voltei, sentei na cama para vestir a cueca dele. De repente ele pegou no meu cabelo e deu uma joelhada no meu rosto, nesse momento o meu nariz quebrou e eu perdi a visão. Só me lembro depois que acordei e fiquei passando a mão no meu pescoço e o sentia molhado. Como eu estava sem a visão não sabia o que era, mas tinha sido uma paulada, que ele deu em mim. Pensava ser só uma, porém quando estava no médico, fui informada que foram quatro pauladas, eu estava muito machucada. Não teve discussão antes de acontecer isso, até no depoimento ele relata. Depois de ele fazer isso comigo, tendo meu filho presenciado tudo, ele disse: “Deixa a mamãe ai no chão, ela está bêbada”, e meu sangue derramando e ele falando: “Eu estou matando um rato”. 

Portal Carajás O Jorna: O que aconteceu no outro dia? 

 

Adriana Matos: Depois que eu voltei para casa, minha mãe me contou o que aconteceu. Ele veio de manhã cedo, deixou o meu filho mais novo (ele não fez nada com essa criança, ela era a única que ele tinha registrado no seu nome) com a minha mãe e ainda pediu dinheiro para ela. Agora não sei o porquê de ele ter pedido, pois ele levou R$ 690,00 de mim, três celulares, o meu e dos meus filhos, além dele ter R$ 6,050 em casa. Antes deu vir no domingo para casa da minha mãe eu contei desse dinheiro para ele. Depois de algumas horas ele ligou para minha irmã e disse: “Vai lá em casa e leva teus irmãos para arrebentar a porta, porque eu dei uma pisa na sua irmã e sei lá se ela escapa”, minha irmã não acreditou e desligou, ele então ligou novamente e falou: “Eu estou falando sério, chama logo o SAMU e arrebenta a porta porque eu troquei a chave e tenho certeza que dessa ela não escapa”, meus irmãos então foram desesperados e quando chegaram lá se depararam com a cena. Ele tinha dito no telefone para minha irmã que só eu estava machucada e não disse nada sobre meus filhos. Quando meus irmãos chegaram encontraram além de mim, meus três filhos machucados, entre eles, os dois que o José matou. 

Portal Carajás O Jornal: A senhora passou quantos dias no hospital?

 

Adriana Matos: Passei 24 dias dentro do hospital, sete dias na UTI e os demais dias dentro de uma sala esperando por uma cirurgia na cabeça e na perna. A do rosto tive que esperar meu maxilar desinchar para fazer 

Portal Carajás O Jornal: Depois disso tudo, agora que a senhora voltou para sua casa, como está sua vida?

 

Adriana Matos:  Minha vida está meio estranha, estou morando com minha mãe depois do que aconteceu, perdi minha casa, perdi meu trabalho, meus filhos que eram tudo para mim. Não dou conta de trabalhar, não consigo ainda ficar em pé direito, tenho tonturas às vezes e acabo desmaiando. A falta dos meus filhos é o pior de tudo. E apesar de tudo que aconteceu, têm pessoas me culpando, dizendo eu ter ajudado a matar meus filhos. É muito dolorido ouvir isso depois de tudo. 

Portal Carajás O Jornal: Como aconteceu a prisão dele, você ficou sabendo?

 

Adriana Matos: Me disseram que ele teria se entregado, porém ele estava dentro de um ônibus e uma mulher viu a foto dele nas redes sociais. No momento ela achou estranho e ficou andando no ônibus e observando. Com medo ela resolveu falar para o motorista a história, então o condutor do ônibus deu a volta e parou na frente de uma delegacia. Os policias então foram falar com ele, questionaram, e o José sempre negando as perguntas que eram feitas, até que os polícias mexeram nas coisas dele e viram uma passagem com a identificação de Belém.  No momento ele ficou agoniado e fizeram a digitação nele, depois foi comprovado que se tratava do assassino dos meus filhos.

Portal Carajás O Jornal: Qual o estado da sua filha que sobreviveu?

 

Adriana Matos: Está numa situação complicada. Tem medo de tudo, não quer falar com ninguém, não pode nem deixar ela dentro do banheiro sozinha, que ela começa a gritar. Ela fala não querer vir para casa da minha mãe. No momento está tendo acompanhamento com uma psicóloga, devido estar sempre muito nervosa. Minha filha foi a única que viu tudo, ela conta como as coisas aconteceram: “Estávamos deitados e ele chegou com um pau já batendo na gente”. 

Portal Carajás O Jornal: quando foi que a senhora ficou sabendo que tinha perdido seus dois filhos?

 

Adriana Matos: Fiquei sabendo cinco dias depois. Logo no começo eu não podia saber e quando eles me encontraram na casa eu ficava falando que queria lavar o rosto e queria meus filhos. Teve um momento no qual eu ouvi uma enfermeira dizendo: “Vamos cuidar dela, porque as crianças já eram”, fiquei muito desesperada, pensei que tinha sido meus quatro filhos. Me levaram para o hospital e deram remédio para eu dormir. Quando fez cinco dias do ocorrido, deixaram meu irmão e minha irmã entrarem na UTI, junto com a psicóloga. Foi nesse momento que fiquei sabendo da morte dos meus filhos. No momento de desespero voltaram a me dar remédio novamente para eu dormir.  

Portal Carajás O Jornal: O que a senhora espera das autoridades?

 

Adriana Matos: Espero que ele apodreça na cadeia até os últimos dias da vida dele. Pela tentativa de homicídio comigo e minha filha pequena talvez ele não fique, mas pelos meus dois filhos mortos de forma brutal, eu espero que ele fique.

Dias após o crime, o assassino José Carlos Anjo dos Santos foi preso em Mongaguá, município da Baixada Santista, no estado de São Paulo, onde se encontra até os dias de hoje. Ainda não há previsão da data em que ele será recambiado para o estado do Pará.

As marcas ainda estão presentes no rosto de Adriana Matos. 

Seu cabelo teve que ser cortado, além de passar por cirurgias. 

 

Texto: Jussara Alves

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/2M.gk-is-100jpeglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/FAMAPPPPgk-is-100.pnglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/coisadecrianarodape.gk-is-100jpeglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016