Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

A Câmara Municipal de Parauapebas reprovou com 12 votos contra por dois a favor, o projeto de lei municipal que incluiria a modalidade de Táxi-lotação no sistema de transporte urbano do município. Mesmo com o apoio da sociedade, a modalidade passa ser considerada clandestina ao transporte de pessoas na cidade.

Uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Educação do Trânsito (NET), órgão subordinado ao Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT) entrevistou 382 pessoas sendo que, destas, 353 optaram pela legalização do serviço de táxi-lotação. O Projeto de Lei 014/2018 que alteraria a Lei Municipal n° 4.551, de 20 de dezembro de 2013, foi o principal debate da sessão ordinária desta terça-feira (14). Centenas de pessoas prós e contra a legalização da novo meio de transporte urbano lotaram o auditório da Câmara Municipal.

Apenas os vereadores, Rafael Ribeiro (MDB) e Luiz Castilho (Pros) votaram a favor da legalização da nova modalidade, já os demais: Horácio Martins (PSD), Eliene Soares (MDB), Francisca Ciza (DEM), Ivanaldo Braz (PSDB), João Assi (PV), Joel Pedro (DEM), Joelma Leite (PSD), José Pavão (PSDB), Marcelo Parcerinho (PSC), Kelen Adriana (PTB), Maridé Gomes, e Zacarias Assunção (PSDB) votaram contra. O vereador Elias Ferreira (PSB), não votou em nenhum dos lados, pois de acordo com o regimento interno, só há necessidade do voto do Presidente da Casa de Leis em caso de empate.

O Vereador Rafael Ribeiro foi um dos que votou a favor da adição do taxi-lotação na cidade. De acordo com ele, o seu voto foi por toda a população parauapebense. “Nós estamos aqui para votar pelo bem comum da coletividade. Tenho muito respeito por todas as categorias de transporte do município. Nós precisamos fazer um debate amplo a respeito do transporte público em Parauapebas. Eu procurei transmitir o meu voto atendendo os anseios da nossa população”, esclareceu o vereador. Ele ainda reforço que agora, o passo é debater alternativas. “Temos que fortalecer as classes existentes visando entregar mais agilidade aos usuários do transporte público e uma solução para os trabalhadores do taxi-lotação que esperavam que o projeto fosse aprovado, o que infelizmente não aconteceu”, concluiu o vereador.

De acordo com o vice-presidente da Associação dos Taxistas de Lotação (Astal), Francisco da Silva (Neguinho do lotação), a classe tem uma luta de cerca de sete anos na tentativa de regulamentar a categoria em Parauapebas. “Nós somos pais de famílias, moramos e votamos aqui e temos o direito de lutar pelos nossos direitos. Parauapebas era para ser uma cidade onde todos deveriam ter oportunidades. Na cidade vizinha, Marabá, todos aprovam o serviço prestado pelo taxi-lotação de lá, aqui em Parauapebas está tendo toda esta dificuldade. Nós também precisamos trabalhar e a cidade não tem emprego. Nós somos mais de 120 pais de família que precisamos desta renda. Eu mesmo estou desempregado e com o meu carro preso há quase seis meses com uma multa absurda para pagar”, diz Neguinho.

  

Apenas os vereadores, Rafael Ribeiro (MDB) e Luiz Castilho (Pros) votaram a favor da legalização da nova modalidade.

 

 

Cerca de 150 Militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais (MTR) ocupam desde ontem, domingo (12), uma área pública em Parauapebas. O terreno é uma área de aproximadamente 120 hectares destinada à construção da Universidade Estadual do Pará UEPA.

De acordo com os ocupantes, a área está sem uso há anos, e que fazendeiros usam do terreno para criação de gado. Ainda, de acordo com eles, foi uma promessa do atual prefeito municipal, doar uma área para que eles pudessem desenvolver a agricultura familiar, o que não teria sido comprido até agora.

Na manhã desta segunda-feira, nossa equipe de reportagem esteve no local, mas ninguém quis falar oficialmente sobre a ocupação. Homes da guarda florestal da Vale fazem rondas constantemente pelo local, tendo em vista que em frente a ocupação, há uma área de preservação ambiental (APA) administrada pela empresa.

A nossa equipe de reportagem entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Parauapebas, para pedir um posicionamento, haja vista que a mesma é a proprietária do terreno, mas até o fechamento desta matéria, não obtivemos resposta. 

 

O grupo começou a ocupar a parte dos fundos do terreno

 

(Reportagem: Fernando Bonfim)

Equipes de profissionais do Hospital Geral de Parauapebas (HGP) e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) participaram de uma capacitação de implantação do Sistema de Apuração e Gestão de Custos do SUS - ApuraSUS, no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup). 

A iniciativa  do treinamento é uma estratégia do Ministério da Saúde (MS), por meio do Departamento de Economia de Saúde (Desid), para auxiliar os hospitais e as UPAs a controlar e gerenciar melhor o seu custo por meio de um sistema gratuito para controle e visualização da unidade ApuraSUS. 

“Essa capacitação junto ao Ministério da Saúde só vem a agregar ainda mais a Saúde e o controle de custos do nosso município, sendo que esse trabalho vem sendo coordenado pelo Núcleo de Planejamento e Gestão do SUS, com atuação da Coordenação de Controle e Acompanhamento Orçamentário (Cacor)”, destacou a diretora de Planejamento, Wanúzia Duarte. 

O coordenador de Acompanhamento e Controle Orçamentário, Alexandre Santos, afirmou que o ApuraSus irá se tornar parte importante da gestão dessas unidades, a partir do incentivo da gestão da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). “Seremos capazes de controlar e melhorar os processos-chaves dessas unidades”, frisou ele. 

Alexandre Santos observou que, com o sistema, será possível saber quanto custou aos cofres públicos cada serviço oferecido ao usuário, como a consulta médica, os exames, a internação e a medicação aplicada ao paciente. “Quem sabe futuramente possamos prestar contas em tempo real ao cidadão daquilo que foi utilizado em seu atendimento, fruto dos recursos provenientes dos seus impostos. O caminho que desejamos é este: qualificar nossas unidades a prestar o melhor atendimento de maneira transparente sendo eficientes e eficazes", disse o coordenador.

A Prefeitura de Parauapebas aderiu à iniciativa do Programa Nacional de Gestão de Custos (PNGC) em dezembro do ano passado, realizando o primeiro treinamento metodológico, após seis meses de várias etapas de implantação internas, como melhoria de processos, levantamento de custos e mapeamento de produção.


Texto: Janaina Ravanelli | Semsa
Foto: Alexandre Santos
Assessoria de Comunicação - Ascom | PMP

Cerca de 120 professores da Rede de Educação do Campo participaram de um seminário de capacitação em enfrentamento à violência contra a mulher. A atividade foi realizada na manhã deste sábado (11) no Instituto Federal do Pará (IFPA) e faz parte do “Agosto Lilás”.

A atividade consiste na formação de multiplicadores, juntamente com os parceiros da Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher. Até o dia 21 deste mês, serão quatro seminários, que irão abordar os principais itens da Lei Maria da Penha, sensibilizando e proporcionando a reflexão e o olhar de gênero sobre as políticas públicas desenvolvidas em diferentes setores. O público alvo são os profissionais da saúde, assistência social e educação, contemplando educadores, técnicos e alunos.

De acordo com a secretária Municipal de Mulher, Maria Angela da Silva, o principal objetivo do seminário é trabalhar ainda mais a conscientização para que os profissionais possam levar as informações adquiridas à sala de aula. “Hoje a violência esta em toda a sociedade e a nossa programação está focada em cima da Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher. Uma aula muito proveitosa com os nossos educadores do campo que foram bastante participativos”, diz a secretária.

A Coordenadora Pedagógica da Educação do Campo, Heloisa Elena, destaca que o campo tem menos acesso à Rede de Proteção que existe na cidade, pelo fato de ficar mais afastado, dentre outra diversidade de fatores, como distancias geográfica e dificuldade de acesso. Ela acrescenta que toda sociedade deveria participar do evento. “Importantíssimo para toda a sociedade, principalmente para nós professores e educadores temos um papel intransferível de multiplicação”, diz.

 

De acordo com a secretária Municipal de Mulher, Maria Angela da Silva, o principal objetivo do seminário é trabalhar ainda mais a conscientização para que os profissionais possam levar as informações adquiridas à sala de aula. 

A Coordenadora Pedagógica da Educação do Campo, Heloisa Elena, destaca que o campo tem menos acesso à Rede de Proteção que existe na cidade, pelo fato de ficar mais afastado, dentre outra diversidade de fatores, como distancias geográfica e dificuldade de acesso.

Reportagem: Fernando Bonfim

O empresário Roque Francisco Dutra, foi nomeado na manhã desta sexta-feira (10) o mais novo Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal de Parauapebas. Roque Dutra, com é conhecido na cidade tem vasta experiência em cargos públicos e é um dos pioneiros do município.

Roque Dutra disse se sentir honrado pela oportunidade e confiança de todos. “Para mim representa o inicio de uma nova jornada, será um grande desafio e uma responsabilidade enorme assumir a chefia do gabinete. O que me motiva é a confiança, as manifestações de apoio. Não tenho duvidas que agindo juntamente aos agentes políticos e a população de Parauapebas, nós iremos realizar um bom trabalho”, disse.

Em sua carreira profissional e pública Roque Dutra desenvolveu atividade empresarial, no setor no mercado de material de construção e agropecuária; participou ativamente de várias diretorias da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (ACIP); foi eleito, três vezes presidente da Liga Esportiva de Parauapebas (LEP) e é um dos fundadores do Parauapebas Futebol Clube (PFC), também foi presidente do Partido Progressista (PP), por três mandatos e Secretário Municipal de Urbanismo entre os anos de 2011 e 2012.

Para o Prefeito Darci Lermen o  histórico profissional público  de Roque o torna uma pessoal capacitada para assumir a chefia. “É um cara muito conhecido na cidade pelas suas ações. Com certeza irá nos dar muita força, uma vez que se trata de uma pessoa que é amada, é estimada nas áreas do comercio e futebol”, disse Darci.

Moradora de Parauapebas há mais de 20 anos, Marinalva Almeida destaca que conhece de perto os trabalhos já desenvolvidos pelo novo chefe de gabinete. “Ele, como secretário e presidente do esporte sempre tratou a população muito bem e com muito carinho, foi uma excelente escolha”, disse.

O Vereador Rafael Ribeiro também parabenizou Roque Dutra por assumir a chefia da Casa. “Quero parabenizar o governo por essa escolha muito acertada, tendo em vista que o Roque já tem uma experiência de trabalho, é uma pessoa de bons relacionamentos e, acima de tudo, alguém com boa articulação politica. Não tenho nenhuma duvida de que ele saberá conduzir muito bem o gabinete do prefeito e ajudará muito na gestão”, disse o vereador.

 

Roque Dutra disse se sentir honrado pela oportunidade e confiança de todos.

Para o Prefeito Darci Lermen o  histórico profissional público  de Roque o torna uma pessoal capacitada para assumir a chefia.

Moradora de Parauapebas há mais de 20 anos, Marinalva Almeida destaca que conhece de perto os trabalhos já desenvolvidos pelo novo chefe de gabinete.

O Vereador Rafael Ribeiro também parabenizou Roque Dutra por assumir a chefia da Casa.

(Reportagem: Fernando Bonfim)

A Missão da Pastoral da Criança é promover o desenvolvimento das crianças desde o ventre materno até os seis anos de idade em todo o Brasil. Na Diocese de Marabá, a Pastoral da Criança está presente há 25 anos atuando com os líderes voluntários que assumem a tarefa de orientar e acompanhar as famílias.

A sede localizada em Curitiba, conta com um lindo espaço idealizado pela Dra. Zilda Arns, o chamado Museu da Vida, onde apresenta exposições mostrando a realidade das crianças. A exposição dos "Primeiros 1000 dias de vida" é um novo espaço interativo do Museu, que traz a importância dos cuidados com a saúde antes e após o nascimento.

A Pastoral da Criança Nacional estará realizando nos dias 15 e 16 de agosto, em Curitiba um encontro para Jornalistas Católicos, sobre os primeiros 1000 Dias, no Museu da Vida. O evento tem por objetivo capacitar o comunicador que atua diretamente com bispos e com a Pastoral da Criança em suas Dioceses.

A jovem jornalista Jussara Alves, que também trabalha e faz parte da Pascom em Parauapebas foi convidada a participar do encontro e assim repassar a formação para os membros da igreja.

De acordo com Wanessa Dias, coordenadora da Pastoral da Criança na Diocese, é muito importante a presença de um comunicador na capacitação. “O Nacional informou que precisaria de um comunicador da diocese neste evento para contribuir e sempre manter esse contato com a mídia e a Pastoral da Criança. A Pastoral da Diocese de Marabá é modelo em todo Estado do Pará, com isso teremos grandes avanços dentro da Pastoral e suprir nossas metas”, disse Wanessa, acrescentando que nos dias atuais um dos grandes desafios são os voluntariados.

Vale ressaltar que a capacitação será repassada em toda a Diocese de Marabá, através da jovem comunicadora. No próximo dia 18, a formação será repassada em Parauapebas, às 8h no Centro da Pastoral da Paróquia Cristo Rei, a formação será em nível de cidade. É importante a participação de todas as lideranças e membros das comunidades de Parauapebas.

 

No período de 20 a 23 deste mês, a Secretaria Municipal de Cultura (Secult), em parceria com a Escola de Dança Ana Tereza Moraes e empresa Vale, irá promover a IV Semana de Dança – edição Balé -, em Parauapebas.

O evento tem como convidada a bailarina internacional Mariana Moraes. Na programação, oficinas e mostra de dança, palestras e bate-papos, com o objetivo de possibilitar a reciclagem, aperfeiçoamento, intercâmbio e o convívio entre os profissionais e alunos participantes de modalidades como balé clássico, dança moderna e contemporânea.

As inscrições para as oficinas irão começar na próxima segunda-feira, 13, e vão até sexta-feira, 17. As vagas são limitadas. Podem se inscrever interessados a partir de 10 anos de idade, diretamente pelo site https://sites.google.com/view/secult/p%C3%A1gina-inicial

A Semana de Dança irá ocorrer entre os dias 20 e 23 deste mês, no novo Centro Cultural de Parauapebas, localizado no bairro Alvorá.

 Estão abertas as inscrições para o primeiro “Aulão” ProPaz 2018, em Parauapebas. O evento será realizado dia 18 de agosto no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (CEUP). As aulas terão conteúdos voltados para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As inscrições são gratuitas e estão sendo realizadas na Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ); Rua Rio Claro; 202; Beira Rio, ou pelo site da Fundação Propaz, entre os dias 09 a 16 de agosto. Os participantes podem ainda, adquirir os cadernos de atividades (Caderno 1) e (Caderno 2) para acompanhar o conteúdo das aulas que serão ministradas.

 

Texto: Fernando Bonfim

Ansiedade, desânimo, insônia, sensação de desamparo, desespero, falta de esperança, sentimento de solidão. Oito em cada dez estudantes de graduação relataram que já tiveram algum desses problemas emocionais, segundo levantamento feito em todas as regiões do país pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

Outras questões apresentadas pelos jovens foram sensação de desatenção, desorientação, confusão mental, tristeza permanente, além de timidez excessiva. Pelo menos 10% dos graduandos também já tiveram dificuldades alimentares, sentiram medo ou pânico. Mais de 6% dos alunos relataram ter ideias de morte e cerca de 4% já tiveram pensamentos suicida.

O resultado aponta para um problema que tem desafiado as universidades do país: a saúde mental dos estudantes. O desafio tem ficado mais exposto com a divulgação, nos últimos meses, de vários casos de suicídios e tentativas de autoextermínio em diferentes faculdades do país.

Construção de política

A ausência repentina e inesperada de jovens tem comovido a comunidade acadêmica de vários estados onde o problema tem extrapolado os limites dos campi. Na Universidade de Brasília (UnB), por exemplo, os casos mais recentes de suicídio, principalmente um que ocorreu nas dependências da universidade, ganharam repercussão e acenderam mais uma vez o sinal de alerta para o assunto.

A direção evita falar em números, mas reconhece que o tema não pode ser ignorado pela academia. A reitoria está tentando criar medidas de redução das situações de pressão que não contribuem para a formação dos cidadãos nem para a produção de conhecimento.

“É um assunto que tem angustiado a todos. Nosso entendimento é que, como uma instituição educadora, devemos trabalhar pelo aprimoramento dos nossos serviços no campo do ensino, da pesquisa, da extensão com a perspectiva de criar um ambiente mais acolhedor, mais estimulante para o desenvolvimento de competências, de habilidades sociais e emocionais dos estudantes, professores, técnicos administrativos para lidar com as situações de estresse que atravessam a vida de todos nós”, declarou Mônica Nogueira, assessora de assuntos estratégicos da reitoria da UnB.

Segundo a assessora, a UnB está formulando uma política de atenção à saúde mental e à situação psicossocial dos estudantes. A proposta está sendo desenhada por uma comissão temporária criada no fim do ano passado. O grupo mapeou os serviços de apoio psicológico já existentes na universidade, experiências exitosas na área de saúde mental de outras universidades do país, fez uma sondagem inicial da situação emocional dos alunos e elaborou um conjunto de recomendações.

“Todas as recomendações no campo da saúde mental que foram produzidas pela comissão vão passar a contribuir com a construção de uma ampla política relativa à vida estudantil, para repensar e aprimorar os mecanismos de recepção dos nossos estudantes, de orientação para a jornada acadêmica, de monitoramento dos indicadores que nos auxiliem a identificar precocemente estudantes que estejam em sofrimento e trabalhar com a prevenção, explicou Mônica.

Fonte: Agencia Brasil 

 

Por volta das 12h30, de quarta-feira 08, a Polícia Militar prendeu e apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, o nacional, Gilvan Silva Lima, 31 anos de idade, natural de Vitória do Mearim (MA), acusado de tráfico de entorpecentes.

De acordo com a Polícia Militar, Gilvan Silva foi preso em flagrante delito no bairro Tropical. "Fomos informados por um cidadão que não quis ser identificado, sobre uma casa no bairro Tropical que estava sendo usada para comercialização de drogas e, com base nessas informações realizamos diligências no local, onde foi constatado a veracidade das informações”, informou.

Ainda segundo a PM, na revista realizada no logradouro foi encontrado 44g de uma substância esverdeada com características de maconha, momento em que o mesmo recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas. Em seguida o mesmo foi conduzido até a Depol para realização de procedimentos cabíveis ao caso.

(Caetano Silva com informações da Polícia Militar)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016