Ações de enfrentamento à violência ganham força com Centro de Inteligência

Com sede na capital paraense, o CEII já tem espaço físico definido e a presença confirmada das divisões de inteligência de todos os órgãos do Estado. Com sede na capital paraense, o CEII já tem espaço físico definido e a presença confirmada das divisões de inteligência de todos os órgãos do Estado.

O Centro Estadual Integrado de Inteligência (CEII), anunciado pelo governador do Estado, Simão Jatene, como uma das diversas ações para o enfrentamento da violência, já está em fase de implantação. Com sede na capital paraense, o CEII já tem espaço físico definido e a presença confirmada das divisões de inteligência de todos os órgãos do Estado, como Polícia Civil, Polícia Militar, Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará, Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac) e Ministério Público do Estado.

Além dos órgãos estaduais, devem também integrar o Centro de Inteligência as polícias Federal e Rodoviária Federal, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Receita Federal, Forças Armadas e demais órgãos que possuam equipe de inteligência e tenham interesse em somar com os demais.

“Hoje a inteligência atua não apenas na repressão ao crime, mas sobretudo na prevenção. Então, atuar nessa linha no âmbito estadual e federal, em apoio aos municípios e em conexão com outros Estados da região será fundamental”, afirmou Simão Jatene.

O objetivo principal do CEII é integrar todos esses órgãos, realizando um acompanhamento sistemático das ações criminosas na área do tráfico de drogas e de armas, lavagem de dinheiro, roubo de cargas e veículos, criminalidade em presídios, além de criar forças-tarefas para a investigação de homicídios, crimes contra agentes públicos e crimes correlatos, dando ainda mais qualidade às investigações e reduzindo o tempo de resposta das polícias.

A atuação preventiva também será uma tônica da atuação do Centro, que também será um instrumento para identificar oportunidades e ameaças quanto à atuação das organizações, mapeando características. Tudo sempre com ações integradas, especializadas e orientadas, dando subsídios às investigações policiais, fazendo o planejamento operacional, assessorando as autoridades dos órgãos integrantes e definindo conjuntamente políticas de enfrentamento da criminalidade organizada.

“Não recuaremos na luta contra a criminalidade e estamos tomando medidas para reverter a situação, que em certos momentos podem gerar reação e até aumentar a tensão, mas, tenho certeza que, com a compreensão e apoio de todas as pessoas de bem e do bem, o estado superará esse momento, contribuindo para que no País e, particularmente em Belém e no Pará, volte a reinar a paz”, concluiu o governador.

Outros investimentos

Em recente reunião com o presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antonio de Souza, o governador propôs a compra, pelo Estado, de unidades habitacionais junto à Caixa para viabilizar moradia com mais segurança aos agentes de segurança e seus familiares. Segundo Nelson Souza, a sugestão é diferenciada e será estudada com agilidade pela equipe técnica, com resposta sendo apresentada nos próximos dias.

Dentre outras ações implementadas está, por exemplo, o aumento imediato do efetivo, com as seguintes medidas: realização de concurso público, capacitação e nomeação de 600 novos policiais civis, incluindo delegados e investigadores, e que já estão em ação nas unidades de todos os municípios; a manutenção do sistema de duas promoções anuais aos policiais, o que garantiu quase 15 mil promoções nos últimos sete anos; a etapa final da conclusão de formação para dois mil novos policiais militares e que estarão em breve já atuando nas ruas de todo o Estado e aumento em dobro do valor da jornada extraordinária, objetivando reduzir a exposição dos policiais nos chamados “bicos”.

Por Heloá Canali

Avalie este item
(0 votos)
Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.11gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.1gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.10gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.2gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.3gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.4gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.5gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.6gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.7gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.8gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.9gk-is-100.jpglink