Professores e doutorandos de Farmácia da Universidade Federal do Pará tomaram a iniciativa de produzir álcool gel para suprir as necessidades de higiene das unidades acadêmicas da Instituição e dos hospitais universitários. O anúncio foi feito nesta terça-feira (24).

A proposta da produção semanal, inicialmente, será de 200 quilos, no entanto poderá ser aumentada de acordo com as demandas da Administração Superior da UFPA.O álcool gel será destinado para uso dos Hospitais Universitários João de Barros Barreto (HUJBB) e Bettina Ferro de Souza (HUBFS), e para unidades acadêmicas, como núcleos, institutos, faculdades, prédios administrativos, bibliotecas, entre outros.

O processo de produção do álcool será realizado no Laboratório de Tecnologia de Fitoterápicos (LTFito) da Faculdade de Farmácia, seguindo as diretrizes das Boas Práticas de Manipulação.

A iniciativa foi idealizada pelos professores José Otávio Carréra, farmacêutico responsável e coordenador do projeto; Mauro Sérgio Marques, da disciplina de Tecnologia Farmacêutica; e Roseane Ribeiro, da disciplina Garantia da Qualidade de Produtos e Insumos Farmacêuticos e Cosméticos. A equipe envolvida na produção é formada por docentes e discentes de pós-graduação que trabalham na área da Saúde. A proposta foi apresentada na última semana à Reitoria da UFPA, que a aprovou e viabilizou os meios para a produção.

 
Fonte: G1 Pará

A Universidade Federal do Pará (UFPA) divulgou nesta quinta (20) a segunda lista de repescagem do Processo Seletivo 2020. Confira a lista dos convocados.

As vagas abriram de acordo com o número de faltosos no processo de habilitação e outras vagas ainda podem compor novas listas que devem ser divulgadas.

Os convocados devem comparecer, a partir das 8h, no dia 27 de fevereiro para realizar o processo de habilitação. Os convocados para os cursos de engenharia florestal, letras - língua inglesa e letras - língua portuguesa devem comparecer no dia 28.

Habilitação

É obrigatório realizar o Cadastro On-line de Calouros (COC), que deve ser impresso e apresentado no dia da habilitação, com fotografia.

A UFPA recomenda também a verificação dos documentos necessários. Caso o candidato não apresente todos os documentos, a habilitação pode ser indeferida.

Indeferimento

O candidato que tiver habilitação indeferida pode recorrer no prazo de 24 horas, a partir da data de indeferimento.

Para solicitar o recurso, é necessário comparecer ao Espaço de Ensino Mirante do Rio, na Sala 101, em Belém, ou às secretarias acadêmicas dos campi, portando documentos para justificar nova análise. Recursos solicitados fora do prazo não serão aceitos, e o candidato perderá a vaga.

O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) vai inaugurar no dia 06 de agosto, às 9 horas, mais uma unidade do Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc), que funcionará no Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Resultado de uma parceria entre o Judiciário paraense e a UFPA, a unidade será o 7º. Cejusc da capital e terá a coordenação da juíza Josineide Pamplona.

Entre os serviços oferecidos pelo Cejusc UFPA à comunidade estão a resolução de demandas pré-processuais e processuais por meio de sessões de conciliação e mediação, feitas por conciliadores e mediadores capacitados nas práticas de autocomposição, bem como o atendimento e a orientação aos cidadãos que possuem dúvidas sobre questões jurídicas.

A implantação das unidades dos Cejuscs integra a política de pacificação social do TJPA, que tem como presidente o desembargador Leonardo de noronha Tavares, e conta com a parceria do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), unidade articuladora de todos os Cejuscs, coordenada pela desembargadora Dahil Paraense.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa 

Texto: Andrea Cordeiro 

A Universidade Federal do Pará oferece gratuitamente o serviço de educação alimentar e oficina de culinária para pessoas com diabetes. Os pacientes são captados de forma contínua, por meio de divulgação do projeto e na sala de espera do ambulatório de endocrinologia do Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB). As oficinas são agendadas de acordo com a disponibilidade dos pacientes e da equipe.

O projeto “Educação Alimentar e Nutricional para Pessoas com Diabetes Mellitus Tipo 1”, tem o objetivo de atender crianças, adolescentes e adultos, auxiliando na adesão à dieta e na prevenção de complicações metabólicas.

“A dieta é um dos aspectos mais desafiadores de todo o tratamento, pois, além de algumas substituições necessárias, há muitos mitos e tabus alimentares envolvidos que podem prejudicar a adesão do paciente ao tratamento nutricional”, explica Daniela Gomes, da Faculdade de Nutrição.

Serviço

Os interessados em participar podem entrar em contato por meio das redes sociais, e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou telefone (91) 98155-0828 para realizar agendamento. Os atendimentos são feitos às terças, das 14h às 17h, e às sextas, das 8h30 às 12h.

Fonte: G1

 

O Time Enactus da Universidade Federal do Pará conquistou o título de primeiro lugar no Evento Nacional Enactus Brasil (ENEB), campeonato nacional que ocorre anualmente e premia as melhores iniciativas empreendedoras do País. O grupo de alunos da UFPA que trabalha com projetos sociais em Belém competiu com outras 47 universidades brasileiras e garantiu a classificação em competição mundial no Vale do Silício, Estados Unidos, em setembro.

A Enactus, rede presente em mais de 37 países no mundo, reúne estudantes universitários em times que, por meio da ação empreendedora, empoderam comunidades em situação de vulnerabilidade socioeconômica, estimulam a geração de renda e promovem um mundo mais sustentável. A competição entre os times existe para avaliar o desempenho dos projetos sociais e premiar as iniciativas de maior sucesso, que ganham o reconhecimento nacional e internacional e o apoio financeiro de grandes empresas.

O Time Enactus UFPA, fundado em 2014 com o apoio do Universitec/UFPA, mantém cinco projetos sociais que atendem a diferentes comunidades em Belém. Entre as iniciativas do time estão o projeto Minerva, que desenvolve uma plataforma que conecta mulheres prestadoras de serviços de reparos domésticos a mulheres que necessitam de mão de obra, mas não se sentem seguras ao contratar um homem, e o Amana Katu, que universaliza o acesso à água potável na Amazônia por meio do desenvolvimento de um sistema de captação de água da chuva sustentável e de baixo custo.

Essas e outras iniciativas empreendedoras levaram o time à qualificação na competição nacional. Além da vitória na liga principal, os alunos conquistaram também o título de embaixadores do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU n°6, com o Projeto Amana Katu; Professor Universitário do Ano Tilibra, com o professor conselheiro do time, Augusto Lacerda; primeiro lugar no Prêmio Inova Cidade, patrocinado pelo Instituto Center Norte, com o Projeto Minerva; e segundo lugar no Prêmio Alimentação em Foco, patrocinado pela Cargill, com o Projeto Fiero.

Agora o Time Enactus UFPA deve se preparar para representar o Brasil na etapa mundial e disputar, entre outros Times Enactus do mundo inteiro, na Enactus World Cup, no Vale do Silício, em San Francisco, California (EUA).

Saiba mais sobre o Time Enactus UFPA.

Texto: Mariana Vieira - Assessoria de Comunicação / Time Enactus UFPA

Um corpo foi encontrado na manhã desta segunda-feira (10), às margens do rio Tucuntuda, na Universidade Federal do Pará (UFPA). A vítima, do sexo masculino, ainda não teve a identidade revelada. 

De acordo com o estudante Matheus Barros, o corpo estava próximo à reitoria da universidade. 

“Provavelmente esse corpo está desde madrugada. Ele foi encontrado hoje pela manhã por uma rabeta que estava passando pelo rio. Os seguranças foram avisados e acionaram a polícia”, disse o estudante.

O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves foi acionado para remover o corpo.

O DOL entrou em contato com a Polícia Civil e aguarda mais informações.

Fonte: DOL

A Universidade Federal do Pará (UFPA) lançou o edital do concurso público para o preenchimento de 15 vagas de nível superior para o cargo de técnico-administrativo. As inscrições podem ser feitas a partir das 14h do dia 22 de maio de 2019 até às 17h do dia 17 de junho de 2019, no site do Centro de Processos Seletivos da (CEPS).

Os cargos disponíveis são para Administrador (4); Auditor (1); Bibliotecário Documentalista (1); Enfermeiro (1); Estatístico (1); Farmacêutico (1); Médico nas áreas de Medicina do Trabalho (1) e Clínico Geral (1); Nutricionista - Alimentação Coletiva (1); Programador Visual (1); Técnico em Assuntos Educacionais (1) e Tecnólogo na área de Conservação e Restauro (1).

As 15 vagas são para atuar em Belém, com jornadas semanais de 20h ou 40h. A remuneração é de R$ 4.180,66, podendo ser acrescidos de percentual de Incentivo à qualificação, para os candidatos que possuam escolaridade superior à exigência mínima para ocupação do cargo, mais auxílio alimentação no valor de R$ 458, além de outros benefícios.

Fonte: G1

Na véspera do dia do índio, a Universidade Federal do Pará (UFPA) publicou dois editais com a oferta de mais de 287 vagas específicas para indígenas, quilombolas e integrantes de povos tradicionais da Amazônia. As inscrições para o concursos são gratuitas, online e um dos prazos de inscrição já começa nesta sexta-feira, 19 de abril.

Indígenas, seringueiros, quilombolas, membros de assentamentos rurais e qualquer integrante de populações tradicionais podem se inscrever a partir desta sexta-feira (19) no segundo Processo Seletivo Especial 2019 da UFPA. O concurso oferta 45 vagas para o curso especial de Etnodesenvolvimento, que forma profissionais para atuar na em projetos que tratam da diversidade sociocultural da região.

No dia 23 de abril começam as inscrições para o Processo Seletivo à Mobilidade Acadêmica Afirmativa (Mobaf). Por ele, a UFPA oferta 242 vagas para indígenas e quilombolas da instituição que desejam trocar de curso. Alunos do último ano e calouros não podem participar da seleção.

O objetivos dos novos concurso é "incentivar a entrada, participação e permanência de estudantes indígenas, quilombolas e integrantes de populações tradicionais na Universidade, o que torna mais plural a própria UFPA", garante Edmar Costa, pró-reitor de Ensino de Graduação da Universidade.

 Serviço

Inscrições para o curso de Etnodesenvolvimento da UFPA
De 19/04 a 03/05
Inscrições gratuitas no site do concurso

Inscrições para indígenas e quilombolas trocarem de curso na UFPA
De 23/04 a 06/05
Inscrições gratuitas no site do concurso

Fato: G1

Um grupo de alunos da Universidade Federal do Pará (UFPA) realiza neste sábado (13) um passeio ecológico de bicicleta na Ilha do Marajó. Os universitários da turma 2017 do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas criaram uma trilha para promover a conscientização ambiental.

“A ideia é promover a sustentabilidade por meio do incentivo ao uso de bicicletas e o contato com o meio ambiente. Além disso, também estimula as pessoas a evitarem o consumo de material plásticos descartável”, conta a professora do curso, Fernanda Biancalana.

O passeio tem 5 km de bicicleta e outros 2 km de trilhas na fazenda São Jerônimo, a mesma onde foi filmado o programa “No Limite” da Rede Globo.

A programação é gratuita para estudantes e os demais participantes devem pagar a taxa simbólica de R$ 5, normalmente o passeio custa mais de R$ 100.

Fato: G1

Tendo em vista que o último Processo Seletivo Especial (PSE) da Universidade Federal do Pará (Ufpa) para o campus de Parauapebas foi realizado em 2014 e que as últimas turmas oriundas deste processo seletivo formam em março deste ano, eis a grande pergunta que não quer calar: “O Centro Universitário de Parauapebas está ou não com os dias contados?”

Esta é a grande preocupação dos jovens estudantes do município que veem a possibilidade de fazer o tão sonhado curso superior sem ter que se ausentar do seio familiar e se aventurar em outras cidades. Foi o que o Ceup possibilitou desde a época da sua implantação no município, em 2001, formando jornalistas, administradores, gestores, professores, advogados, engenheiros e outros, pessoas estas que na época não tinham condições de pagar ou se manter em outra cidade para cursar uma faculdade.

Pensando nisso a equipe de reportagem do Portal Carajás O Jornal foi em buscar de respostas e em entrevista exclusiva com o Secretário de Educação, Luiz Vieira, apresenta algumas propostas do governo para o Ceup.

Secretário de educação, Luiz Vieira fala sobre o destino do Centro Universitário de Parauapebas. 

“Aquele espaço vai continuar cheio de alunos”, afirmou o recém-nomeado Secretário Municipal de Educação de Parauapebas, Luiz Vieira. O comandante da pasta da educação também afirmou que prefeitura e Secretaria já se articulam para contratação de novos cursos e até mesmo a implantação de um campus interino da Universidade Estadual do Pará (Uepa), dentro do CEUP, mas a firma ainda que há um longo caminho pela frente.

Durante a entrevista o secretário disse que  já recebeu uma proposta da Ufpa para a possível contratação de mais quatro cursos para o município, sendo estes de  Direito, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Contabilidade, porém, de acordo com Luiz Vieira, antes de tomar qualquer decisão acerca das contratações destes cursos é necessário saber se os mesmos atendem a demanda do município.  “Esses cursos são o que a Ufpa está nos oferecendo agora, mas nós precisamos analisar essa oferta com a equipe pedagógica e posteriormente chamar a comunidade para debater se de fato precisamos de mais engenheiros, advogados contadores, se a demanda nos direciona para outas áreas”, disse.

Luiz Vieira esclareceu que, após a escolha dos possíveis cursos, o processo de tramitação para a implantação efetiva é de aproximadamente 06 meses e que a ingressão dos candidatos se dará por meio de “Processo Seletivo Especial aberto (PSE)”, como vem sendo realizado desde concursos anteriores. Embora a prefeitura de Parauapebas pague por estes cursores, pessoas de outras cidades não ficarão restritas de participar, no entanto ressaltou que se estuda uma forma para que o maior número de vagas possível, possa ser ocupado por parauapebenses.

 “Quero ver aquele centro universitário lotado de estudante, quero ver a UEPA funcionando aqui com urgência sem ter que esperar a construção do tão sonhado campus e também quero ver universidades particulares, vindo implantar seus polos em nossa cidade”, disse o secretário.

Implantação do Campus Universidade Estadual do Pará (Uepa) em Parauapebas

Quando indagado sobre a implantação do campus da Uepa em o Secretário Municipal de Educação falou que há uma série de trâmites que ainda precisam ser percorridos, entre eles a aprovação da Lei de Cargos e Salários para que se amplie o número de vagas para a contratação de profissionais.  “A Uepa não pode abrir um campus aqui e não ter como contratar professores ou técnicos, por exemplo. Foi feita uma documentação e encaminhada para a Assembleia Legislativa e foi colocado em pauta, mas o Governo Estadual anterior se deparou com o orçamento e não foi possível a aprovação da lei”, disse.

Luiz Viera também falou que estão sendo elaboradas novas documentações para que o novo governador do Estado, Helder Barbalho, sancione “rápido” as leis necessárias para a implantação do campus da Uepa em Parauapebas.

Utilização do Ceup como campus interino da Uepa

Quanto à utilização interina do Ceup como campus da Uepa, o secretário afirmou que o Centro universitário oferece todas as condições técnicas de infraestrutura para atender aos requisitos de qualquer universidade e que tem condição de acelerar o processo de implantação do polo.

 “Já temos o espaço e orçamento. Digamos que, as obras do campus começassem hoje, em dois anos ela ainda não estará concluída, e nós enquanto prefeitura e secretaria não pretendemos esperar todo esse tempo para implantar os cursos da Uepa no município”, explicou o secretário.

Na visão do secretário, com pequenas adaptações, o Ceup se equipara as melhores infraestruturas do Estado. “Muita gente não sabe que no Ceup funciona uma universidade, que lá dentro tem alunos e pessoas trabalhando, além de laboratórios importantíssimos”, frisou o secretário, acrescentando que a intensão da secretaria é que mais cursos sejam ofertados pela instituição, resta apenas saber quais.

Até a decisão de quais cursos ofertar, a contratação dos mesmos e também a realização do processo seletivo, o Centro ficará em standby por mais de seis meses.

 Agora a pergunta a ser feita é, quais cursos você, estudante de Parauapebas, gostaria que fossem ofertados pelo Ceup?

(Reportagem: Fernando Bonfim/Revisão: Ingrid Cardoso)

 

Página 1 de 2
Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink