Copa do Mundo 2018: França derrota a Bélgica e volta para uma final após 12 anos

França e Bélgica se enfrentaram nesta terça - AFP França e Bélgica se enfrentaram nesta terça - AFP

Rússia - A França é a primeira finalista da Copa da Rússia. O gol de Umtiti garantiu a vitória de 1 a 0 sobre a Bélgica, nesta terça-feira, no Estádio Zenit. Campeão em 1998, na França, na final com o Brasil, Didier Deschamps tem a chance de igualar Zagallo e Beckenbauer, vencedores como jogadores e técnicos, na decisão de domingo, às 12h, em Lujnick. À espera de Inglaterra ou Croácia, os Azuis celebram a volta à final após 12 anos.

Quem esperava um grande clássico na primeira semifinal não se decepcionou. Com a presença do rei Filipe e da rainha Matilde nas tribunas, a Bélgica começou melhor, apostando na troca de posições e movimentação de Fellaini, Hazard e De Bruyne, que tanto confundiram a marcação do Brasil nas quartas de final. Na melhor chance, Lloris fez uma espetacular defesa no chute de Alderweireld. Em outra oportunidade, Varane desviou para escanteio o venenoso chute de Hazard.

Ciente dos riscos, a França teve competência para se defender e, nos pés de Mbappé, depositou a confiança das melhores jogadas. A arrancada no início do jogo foi apenas um cartão de visita do camisa 10. E de sua assistência, Pavard quase abriu o placar. Dessa vez, foi Courtois que fez uma defesaça com os pés. Com uma boa chance clara para cada lado, o gol ficaria para o segundo tempo.

Logo no início, os belgas provaram do próprio veneno usado contra o Brasil. De cabeça, Umtiti abriu o placar, aos seis minutos, após cobrança de escanteio de Mbappé. A bola ainda desviou de leve em Fallaini. Mais participativo, Mbappé mostrou o repertório de arrancadasm, dribles e passes, como o de letra que desmontou a defesa da Bélgica. Giroud demorou a finalizar e deu tempo da recuperação de Dembélé.

Contra o relógio, os Diabos Vermelhos foram à frente, com tudo o que podiam. Com a marcação implacável sobre Hazard e De Bruyne, e Lukaku apagado, a bola área virou um trunfo. E assim, Fellaini assustou Lloris. Na bomba de Witsel, o goleiro francês voltou a fazer grande defesa. A pressão acabou abrindo espaços... Pogba deixou Griezmann e Tolisso na cara do gol. Courtois levou a melhor, mas infelizmente não pôde evitar a justa vitória da França.

FICHA TÉCNICA
FRANÇA 1 X 0 BÉLGICA

Local: Arena Zenit, São Petersburgo em (Rússia)
Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)
Gols: Umtiti (6 minutos do segundo tempo) 
Cartões amarelos: Kanté e Mbappé (França); Hazard, Alderweireld e Vertonghen (Bélgica)
Público: 64.286

FRANÇA: Lloris, Pavard, Varane, Umtiti e Lucas Hernández; Kanté, Pogba, Matuidi (Tolisso), Mbappé e Griezmann; Giroud (N'Zonzi). / Técnico: Didier Deschamps

BÉLGICA: Courtois, Alderweireld, Kompany, Vertonghen e Dembélé (Mertens); Witsel, Fellaini (Carrasco), Chadli (Batshuayi), De Bruyne e Hazard; Lukaku. / Técnico: Roberto Matínez.

 

(Fonte: https://odia.ig.com.br

Avalie este item
(0 votos)