Túmulos tornam-se atrações turísticas

Túmulos tornam-se atrações turísticas Imagem: Divulgação

Você já ouviu falar em turismo cemiterial ou necroturismo? E em arte tumular? Se esses termos parecem estranhos ou mesmo mórbidos à primeira vista, saiba que eles fazem parte de uma tendência cada vez mais crescente em todo o planeta: o turismo em cemitérios.

Com cada vez mais visitantes deixando de lado os receios e passando a enxergar estes locais com um olhar histórico e artístico, os túmulos e jazigos tornam-se atrações turísticas bastante procuradas nas grandes capitais do mundo e também em cidades menores.

Arte tumular, mortos famosos e curiosidades

Locais como o Cemitério da Consolação, em São Paulo, são verdadeiros museus a céu aberto. Além de concentrar centenas de esculturas de artistas como Victor Brecheret, além de construções desenhadas por nomes do porte de Ramos de Azevedo. Ali também estão sepultados grandes personalidades da história do país, como o escritor Monteiro Lobato.

Em Salvador, capital da Bahia, há um passeio especializado, o Circuito Cultural do Campo Santo, realizado pela Santa Casa da Bahia. O cemitério Campo Santo é um dos mais importantes do Brasil, e um dos que mais concentram obras de arte em seu perímetro. A visita guiada pode ser agendada com antecedência - inclusive por grupos.

Necrópoles menores também guardam muita história local e abrigam figuras importantes do entorno. Lugares como o Cemitério Arcanjo São Miguel e Almas em Porto Alegre, Campo da Esperança em Brasília, e o Cemitério Municipal São Francisco de Paula em Curitiba são alguns deles.

Pelo mundo também há muito o que se ver e se conhecer pelos cemitérios. O Neptune Memorial Reef em Miami (EUA) é um cemitério submarino, em formato de recife artificial. As cinzas das pessoas falecidas são moldadas em formato de concha e depositadas no local. Outro cemitério que merece a visita do turista é o Cimitirul Vesel, em Săpânța, na Romênia. Muito diferente das necrópoles tradicional, o “Cemitério Alegre” é repleto de cores vivas e desenhos que representam a história dos mortos que ali jazem.

Para quem pretende visitar túmulos famosos, o Père-Lachaise (Paris, França) é a última morada de personalidades como o roqueiro Jim Morrison, a cantora Edith Piaf e o escritor Oscar Wilde. O Hollywood Forever Cemetery abriga famosos como George Harrison (Beatles) e Johnny Ramone (The Ramones).

 

Avalie este item
(0 votos)