On Screen Facebook Popup by Infofru

Receba todas as atualizações via Facebook. Basta clicar no botão "Curtir" abaixo.

Fechar

  

Lipocavitação: o tratamento que elimina gordura localizada

Atualmente, é crescente o número de pessoas que recorrem a tratamentos estéticos em busca de melhorias em alguns detalhes do corpo, que, por um motivo ou outro, as incomodam. Eles são, inclusive, o caminho ideal para quem não deseja se submeter a uma cirurgia plástica.

E, hoje, boas opções de tratamento não faltam. Tanto que muitas pessoas se veem em dúvida sobre qual é a opção mais indicada para cada caso.

Entre os tratamentos estéticos mais comentados atualmente está a lipocavitação, também chamada por algumas pessoas de “lipo sem corte”, bastante indicada para quem deseja eliminar gordura localizada de partes do corpo como, por exemplo, abdômen, cintura ou coxas.

Regiane Salinas, fisioterapeuta dermatofuncional da Clínica Ame-se! Saúde e Estética, explica que a lipocavitação é um tratamento estético não invasivo e sem dor, que utiliza o ultrassom para eliminar o acúmulo de gordura localizada em determinada região.

Como é feita a lipocavitação

Foto: Getty Images

No procedimento, um ultrassom é emitido através de um aparelho diretamente na área a ser tratada. É necessária a utilização de um gel para que o ultrassom seja transmitido adequadamente.

Regiane explica que as ondas emitidas pelo ultrassom atingem a camada subcutânea, atingindo as células de gordura. “Essas ondas geram uma agitação nas células ao produzirem bolhas em seu interior. Com a agitação, os adipócitos se rompem, liberando a gordura de seu interior, que se divide agora em ácido graxo e glicerol. O ácido graxo se liga a uma substância chamada albumina e é eliminado pelo fígado; já o glicerol é solúvel em água, portanto, é facilmente eliminado pelo sistema linfático e urina”, diz.

Em outras palavras: “lipocavitação é uma tecnologia de ultrassons que provoca a geração de microbolhas de vácuo no interior do líquido que está entre as células, provocadas por ultrassons de baixa frequência. As microbolhas explodem para dentro, pressionando o tecido adiposo até romper a membrana das células gordurosas e faz com essa gordura acumulada saia sem provocar danos aos tecidos envolventes. A gordura vai ser eliminada naturalmente pelo organismo, através do sistema linfático, aparelho urinário e excretor”, diz Suelli Domingues, cosmetóloga e proprietária da Deep Laser.

Ou seja, o grande diferencial da lipocavitação é que, diferentemente de outros tratamentos conhecidos no mercado, este possui a capacidade de eliminar as células de gordura.

Natasha Costa, fisioterapeuta, especialista em lipocavitação e gerente do The Spa, explica que o tratamento é realizado em uma área específica do corpo. “O ultrassom pode ser aplicado de 10 a 30 minutos, dependendo da quantidade de gordura regional (a avaliação do tempo adequado será feita pela fisioterapeuta). A próxima aplicação só poderá ser feita após 72 horas”, diz.

Regiane acrescenta que o número de sessões é indicado pela profissional de acordo com cada caso, após uma avaliação. Mas, geralmente, são recomendadas 10 sessões do procedimento.

Para que o tratamento é indicado?

Foto: Getty Images

A fisioterapeuta Regiane explica que a lipocavitação é indicada em casos de gordura localizada e melhora do contorno corporal. “Não é um tratamento para perda de peso, ou seja, não é indicado para casos de obesidade”, diz.

“Com a melhora da gordura localizada, consequentemente, também há uma melhora na aparência da celulite, mas esse não é seu foco principal”, destaca Regiane.

Natasha acrescenta que o tratamento é uma boa opção para que tem gordura localizada e está com dificuldades em perdê-la somente com dieta e atividade física.

O procedimento é indicado para locais em que haja excesso de gordura, como áreas abdominais, cintura e coxas, e também costas (onde ficam as conhecidas “gordurinhas do sutiã”).

Sueli acrescenta que a lipocavitação é muito eficiente onde a prega de gordura é mais espessa.

Vale destacar que o tratamento deve ser aliado a uma alimentação saudável e a exercícios físicos, a fim de potencializarem os efeitos e permitirem a manutenção dos resultados da lipocavitação.

 

Fonte: dicasdemulher.com.br

Avalie este item
(0 votos)