Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

A Celpa (Centrais Elétricas do Pará) voltou a ser motivo de protesto nesta terça-feira (13) na Câmara Municipal de Parauapebas. De acordo com os manifestantes, a concessionaria estaria cobrando valores abusivos, sobre a taxa de iluminação pública, acima dos limites estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Morador do bairro Caetanópolis, José Roberto estava na manifestação, de acordo com ele há indícios de que a concessionária está realizando a cobrança de forma indevida. “Há um erro na base de cálculos porque estão sendo cobrados impostos em cima de outros impostos. Estivemos na Celpa e na prefeitura e nem eles mesmos sabem explicar como é feito o cálculo. Corremos atrás e protocolamos uma denúncia no Ministério público e outra na câmara”, disse José Roberto.

Ainda de acordo com o morador, o Pará, por ser um dos maiores produtores de energia elétrica do país, não deveria pagar Bandeira (tarifa de cobrança que aumenta de acordo o nível de água nos reservatórios das hidroelétricas) e ICMS flutuante que pode variar de 12% a 30 %. “O ICMS não pode ser cobrado desta forma; ele tem que ser uma taxa fixa. Além disso, a cobrança do ICMS está sendo embutida no valor da bandeira, ou seja, está sendo acrescentada ao consumo, quando na verdade ela já é o próprio imposto e não deveria ser cobrada novamente (outro imposto sobre imposto)”, explicou.

Na oportunidade vereadores debateram a possibilidade de se realizar um departamento especializado na aferição dos medidores de energia no município, tendo que os mesmo, quando necessário, são levados para análise em Belém, capital do Estado.

Em nota a Celpa informou que está à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários a respeito dos valores cobrados na conta de energia elétrica.

Confira a nota na íntegra

“Com relação a matéria publicada nesta terça-feira (13) sobre a Sessão Ordinária na Câmara Municipal de Parauapebas, em que houve alguns questionamentos sobre os serviços da Celpa, a concessionária informa que está à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários a respeito dos valores cobrados na conta de energia elétrica.

A empresa esclarece que o valor da conta de energia é definido pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL. Para definir os valores, a ANEEL avalia os custos da Celpa com a compra de energia, transmissão e encargos setoriais, que representam o grupo chamado “Parcela A”, na qual os agentes citados anteriormente não são gerenciados pela concessionária e no caso dos encargos setoriais e tributos, a Celpa funciona apenas como agente arrecadador.

A ANEEL também atualiza a “Parcela “B” (que representa a parte da tarifa que efetivamente fica com a CELPA, para ampliar, operar e manter seu sistema) para que seja corrigida pela inflação (IGP-M), descontada dos ganhos de produtividade, conforme determina o Contrato de Concessão”. E neste ano, essa “Parcela B” está abaixo da inflação: ou seja, 2,5%, sendo que a inflação anual foi de 8,24% (IGP-M).

Então, cabe à ANEEL avaliar as informações, realizar suas próprias análises, propor e homologar as tarifas da Celpa. Com o reajuste tarifário que ocorreu em agosto deste ano, a parcela que fica com a CELPA de uma conta de energia ficou em 22,42%. Ou seja, de uma conta de R$ 100, apenas R$ 22,42 é o valor que fica com a Celpa.

Morador do bairro Caetanópolis, José Roberto estava na manifestação

 

 

(Reportagem: Fernando Bonfim)

Vendedores ambulantes agora poderão ter mais três lugares para realizar a comercialização de suas mercadorias. Na sessão ordinária da câmara municipal, nesta terça-feira (13), o Vereador Rafael Ribeiro (MDB) solicitou que fossem encaminhados ofícios ao prefeito, Darci Lermen, com cópia ao Secretário Municipal de Serviços Urbanos, solicitando a construção de duas feiras livres nos bairros Cidade Jardim e Da Paz, além de um centro comercial no Complexo VS-10.

Feiras dos bairros Cidade Jardim e Da Paz

Através das indicações, 346/2018 e 348/2018, o parlamentar solicitou que fossem construídas as duas feiras nos determinados bairros, levando em consideração o grande número populacional destas localidades, pois já existem feirantes que comercializam seus produtos ao ar livre em ambos os locais.

Rafael Ribeiro destacou que a solicitação é um pedido das comunidades e terá consequência benéfica no desenvolvimento encômio, gerando renda, bem estar mais facilidade para ambos os bairros.

Centro Comercial no VS-10

Ainda no sentido de dar mais participação e locais dignos aos comerciantes, Rafael Ribeiro solicitou através da Indicação Nº 347/2018, a construção de um Centro Comercial no complexo de bairros VS-10, com espaços para açougues, peixarias, box para mariscos, praça de alimentação, hortifrúti, e salas comerciais.

O complexo VS-10 é composto por mais de 25 bairro, que de acordo com o vereador, a construção deste centro comercial irá contribuir com todo o complexo. “Dentre as necessidades latentes, encontra-se a de construção e a implantação de um grande Centro Comercial que possibilite além do abastecimento da comunidade local, o poio a produção agroalimentar”, disse Rafael Ribeiro.

(Reportagem Fernando Bonfim)

O prefeito de Davinópolis (oeste do Maranhão), Ivanildo Paiva (PRB), foi assassinado na noite de ontem (11). De acordo com postagem no perfil do prefeito no Facebook, Paiva foi vítima de sequestro quando estava em sua chácara no povoado Jussara, no distrito de Davinópolis.

Segundo a nota na rede social, o corpo do prefeito foi localizado por volta das 9h, no povoado Mata Grande.

A mensagem detalha que o prefeito foi levado na própria caminhonete, mais tarde foi localizada com manchas de sangue, nas proximidades do 50º Batalhão de Infantaria de Selva (50º BIS) em Imperatriz. A casa na chácara teria sido “revirada” e foram vistas manchas de sangue humano.

O inquérito sobre o assassinato está a cargo da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoas. A polícia ainda não se manifestou sobre o caso.

Fonte: Agência Brasil 

Acamada em Teresina/PI, Jhackelyne Rodrigues, 21 anos de idade, que mora em Parauapebas/PA, está com uma bala alojada na coluna desde o último dia 1º de maio quando foi alveja durante uma tentativa de assalto em sua residência. Ela precisa realizar urgentemente uma complexa cirurgia para a retirada do projétil. O valor procedimento cirúrgico é de R$ 20 mil, e familiares pedem ajuda para custear a operação.

Jhackelyne foi vítima da crueldade terrível de um assaltante que invadiu sua residência, onde mora com os pais no bairro Casas Populares I, em Parauapebas. O assaltante exigiu que ela entregasse um colar que ela usava no momento. A moça, que tem a parte da visão comprometida e enxerga com o auxílio de óculos, não conseguiu abri a trava da joia, momento em que sua mão puxou a peça de seu pescoço e jogou aos pés do bandido, que, mesmo assim a alvejou com um tiro.

 A bala atingiu a coluna, um dos rins, parte do pulmão, o baço e o fígado. Após ter sido baleada a jovem, de imediato, perdeu o movimento das pernas e foi levada ao hospital municipal e posteriormente transferida para Belém, capital do Estado.

As doações podem ser feitas por meio de depósito na seguinte conta:

Banco: Caixa

Agência: 3145

Opção: 013 (Conta Poupança)

Conta: 51.783-5

Em nome de: Fernanda de Moraes Rodrigues

Mais informações pelo celular (94) 99237-3627 ou (94) 9106-6353

 

Foi realizada no início deste mês, no Museu de Arte Moderna em São Paulo – SP, a segunda edição do “Guia Melhores ONGs”, promovida pelo Instituto Doar e a Rede Filantropia. Entre as 100 melhores ONGs selecionadas, sete são vinculadas a Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer – CONIACC.

Além de figurarem nesta lista, a CONIACC também destaca o selo de Melhor ONG 2018 recebido pela Casa Durval Paiva, localizada em Natal - RN. Na edição passada, em 2017, a Durval Paiva foi contemplada como Melhor ONG do Nordeste. As outras seis instituições selecionadas que estão na lista das melhores, são:

- Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro – RJ;

- Fundação Sara Albuquerque Costa – Montes Claros e Belo Horizonte – MG;

- GRAACC – Vila Clementino – SP;

- Instituto do Câncer Infantil – Porto Alegre – RS;

- Instituto Ronald McDonald – Rio de Janeiro - RJ;

- Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre – RS;

Para Rilder Campos, presidente da CONIACC e também presidente da Casa Durval Paiva, esse reconhecimento é resultado da dedicação de milhares de pessoas que abraçam a causa quando o assunto é o câncer infantojuvenil. “Só temos a agradecer! Receber esses prêmios é de extrema relevância para todos nós. É o saldo da união de forças de centenas de doadores, parceiros, voluntários, colaboradores e simpatizantes da nossa causa que buscam, juntos a cada uma dessas instituições, a transparência e o exercício da solidariedade em prol das crianças, adolescentes e seus familiares na luta contra o câncer”, expõe o presidente, Rilder Campos.

A premiação “Melhores ONGs” foi criada com o intuito de valorizar as organizações filantrópicas que se destacam pelo trabalho oferecido a sociedade e que atuam com boas práticas de gestão e transparência, nas quais são avaliados os processos administrativos, contábeis, financeiros e de comunicação. Foram recebidas mais de 2.500 inscrições de todo o país. Com esse trabalho, o Instituto Doar e a Rede Filantropia buscam estimular a melhoria contínua da gestão das entidades e criar espaços de visibilidade para que as ONGs encontrem mais doadores.

Sobre o Instituto Doar

O Instituto Doar tem como missão ampliar a cultura de doação no Brasil. Em cinco nos de existência, criou o Selo Doar, que certifica organizações em gestão e transparência, trouxe para Brasil o Dia de Doar (27/11), uma iniciativa que já está em mais de 20 países e agora lança a segunda edição do Guia Melhores ONGs, cujo objetivo é além de reconhecer ONGs exemplares, oferecer às pessoas um leque de opções de doação por todo o Brasil e das mais diversas causas. Saiba mais em: https://www.institutodoar.org/

Premiação Melhores ONGs

Com o objetivo de aproximar a comunidade acadêmica e profissional das novidades no ramo da engenharia, o Dia da Engenharia chega à sua 3ª edição. Inicialmente, era apenas um dia de evento. Porém, devido à grande quantidade de palestras e minicursos, o evento foi estendido a partir da segunda edição, sendo composto desde então por quatro dias.

Neste ano, com o tema “Um olhar para o futuro”, as comemorações do Dia da Engenharia acontecerão no período de 28 de novembro a 1º de dezembro no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), com as palestras “Argamassa autonivelante”, “Energia renovável”, “Tecnologias sustentáveis aplicadas na engenharia”, “Gestão de projetos: Competências técnicas e emocionais”, “Lixiviação do concreto”, “Como comunicar-se com o mercado com eficiência”, “Bioconcret: Concreto autocicatrizante” e “BIM – Um novo conceito de produção”, além dos minicursos “Introdução ao AutoCad”, “Excel para orçamentos”, “Empreendedorismo”, “GPS” e “Introdução ao hydros”.

Haverá ainda visita técnica e muitos sorteios, entre eles, dois ingressos para o show de Gustavo Lima, seis rotas turísticas e livros.

As inscrições para participar dos quatro dias do evento podem ser feitas no site https://www.even3.com.br/de2018, com pagamento de taxa no valor de R$ 15,00, com o direito a receber um kit. Para participar de cada minicurso, o interessado deverá doar 1 quilo de alimento não perecível. Apenas os inscritos no evento poderão participar dos minicursos.

O Dia da Engenharia será realizado pela Universidade Federal do Pará (UFPA), com o apoio de diversos parceiros.

 

Por Francesco Costa

Os complexos penitenciários de Marituba e Santa Izabel, na região metropolitana de Belém, estão ocupados desde a última segunda-feira (5), por tropas do Comando de Missões Especiais da Polícia Militar. Cerca de 200 policiais participam da ação para evitar novas ocorrências de libertação de presos.

Os dois maiores complexos prisionais do estado reúnem 12 unidades com mais de 7.200 presos. Na quarta-feira (7), foram apreendidos 24 celulares, barras de ferro, drogas e outros objetos durante uma revista na Central de Triagem Metropolitana 4, em Americano.

Também foram feitas revistas simultâneas em centros de detenção de todo o estado para frustrar possíveis planos de fuga e apreender materiais proibidos nas unidades prisionais.

Fonte: G1

A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) iniciou dia 1º de novembro a segunda etapa da Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa, em todo território paraense. Nesta etapa, serão vacinados apenas bovinos e bubalinos com idade de 0 a 24 meses. Em Parauapebas a ADEPARÁ pretende imunizar mais de 120 mil animais, número equivalente ao rebanho do município.

A campanha acontece em todo o Estado, com exceção do Arquipélago do Marajó e dos municípios de Faro e Terra Santa, que possuem etapas específicas de vacinação.

O produtor tem até o dia 30 de novembro para imunizar seus animais e até 15 de dezembro, informa à ADEPARÁ, onde também deverá realizar a atualização do rebanho. Quem não vacinar está sujeito a pagamento de multa.

Denilson Lima, Médico Veterinário e fiscal da ADEPARÁ, em Parauapebas explica que a agência pretende atingir 99% dos animais na faixa etária especificada pela campanha e orienta aos produtores sobre a compra o medicamento que devem ser realizadas apenas em casas agropecuárias autorizadas pela agência. “Nas lojas de produtos agropecuárias autorizadas, quando o produtor compra a vacina é gerada uma nota fiscal que é encaminhada ao nosso sistema. Após a vacinação, o produtor deve procurar a ADEPARÁ para dar baixa nesta nota; é o que comprova que ele, de fato, vacinou”, explica.

Ele também alerta aos produtores sobre os cuidados com outras doenças que também atingem o rebanho, como a Brucelose e a Clostridioses (Manqueira), doenças que são tratadas por meio de vacinas, que também são obrigatórias e podem ser aplicadas no mesmo dia.

O administrador de casa agropecuária, Bruno Henrique Oliveira afirma que a procura pela vacina é alta e que somente nos primeiros oito dias da campanha cerca de 2 mil doses do produto já foram vendidas. “Algo em torno de 25% do nosso estoque já foi vendido e a procura tende a aumentar a partir do décimo quinto dia”, disse Bruno.

Denilson Lima, Médico Veterinário e fiscal da ADEPARÁ.

O administrador de casa agropecuária, Bruno Henrique Oliveira afirma que a procura pela vacina é alta.

 

(Reportagem: Fernando Bonfim)

 

 

COMUNICADO/SAAEP

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep) informa que o reservatório Bela Vista passará por manutenção preventiva nesta sexta-feira, 09 de novembro.

Para que a serviço aconteça, será interrompido o fornecimento de água para os bairros Novo Horizonte, Betânia, Vale dos Carajás, Altamira, Vila Rica, Jardim Canadá, Popular I e II, Alto Bonito e parte do Tropical. A interrupção será entre 12 horas da sexta-feira e 6 horas do sábado, 10.

O Saaep conta com a compreensão de todos e pede que reservem água durante o período necessário para a estabilização do sistema.

Assessoria de Comunicaçãoo – Ascom/PMP

Comerciantes que atuam no Mercado Municipal do bairro Rio Verde realizaram nesta terça-feira (6), uma reunião para pedir melhorias na infraestrutura do local. As demandas são antigas e os comerciantes temem que com o início do período chuvoso a situação possa se agravar ainda mais.

 Entre as principais demandadas de melhorias solicitadas pelos microempreendedores, estão:

  • Melhorias nas bancas;
  • Construção de um novo piso;
  • Construção de mureta medindo 1 metro de altura;
  • Construção de uma grade sobre a mureta medindo 2,40 metros de altura;
  • Construção de 4 portões de acesso;
  • Construção de banheiros externos na praça de alimentação;
  • Linhas de créditos para os feirantes que trabalham no mercado municipal, através do Banco do Povo;
  • Construção de área para escoamento de água da chuva;
  • Construção de um abatedouro de aves;
  • Aumentar os boxes dos açougueiros;
  • Padronização das bancas para a venda de pescados;
  • Instalação de Caixa 24 Horas;
  • Instalação uma casa lotérica;
  • Instalação de bebedouros;
  • Destacamento permanente de guarda municipal no mercado;
  • Agencia de venda passagens do trem de passageiros da Vale;
  • Terminal de integração de transporte público;
  • Abertura de linha de crédito através do Banco do Povo para os microempreendedores que trabalham no mercado municipal.

O comerciante, Bonfim José Pinto expôs que a situação do local é precária; a falta de saneamento básico, segurança, e infraestrutura deixam a desejar. “O esgoto escorre por debaixo das barracas e o lixo acumulado causa um mau cheiro quase insuportável, até fezes podem ser observadas. Sofremos também com a falta de segurança, pois ficamos com medo de trabalhar aqui, como se pode perceber, não temos a mínima estrutura para oferecer um serviço de qualidade para nossos clientes”, conta o comerciante.

Novo Mercado Municipal

Na oportunidade também estiveram presentes na reunião, o Secretários Municipal de Urbanismo, Edmar Cruz, o Coordenador do Distrito Industrial João Maciel, e representantes do gabinete da prefeitura municipal, que falaram sobre o projeto da construção de um novo mercado municipal, que será apresentado ainda este mês (Novembro).

O Secretário Municipal de Urbanismo afirmou que a recuperação do espaço seria um desperdício de recursos e que a elaboração do projeto do novo mercado está em fase final de elaboração. “A expectativa é que o projeto básico e complementar como, projeto elétrico, civil, prevenção de incêndio e hidro sanitário seja concluído até o final deste ano e, em 2019, se comesse o processo licitatório”, disse Edmar Cruz.

O comerciante, Bonfim José Pinto expôs que a situação do local é precária.

Edmar Cruz , Secretário Municipal de Urbanismo.

Em alguns lugares e esgoto escorre por baixo das barracas.

 

 

 

 

(Reportagem: Fernando Bonfim)