Amapá registra em abril o primeiro saldo em contratações de 2016

Amapá teve saldo em contratações em abril de 2016 (Foto: Heloise Hamada/G1) Amapá teve saldo em contratações em abril de 2016 (Foto: Heloise Hamada/G1)

Pela primeira vez em 2016, o Amapá registrou saldo na geração de empregos, com 50 novos postos de trabalho em abril. O número é a diferença entre a quantidade de carteiras assinadas e as demissões informadas ao Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Apesar do número positivo, o estado ainda acumula uma variação negativa com a perda de 1.849 empregos em 2016, uma redução de 2,48% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Nos últimos 12 meses, a quantidade de pessoas que foram demitidas é ainda maior. Foram 4.187 trabalhadores desligados. O pior mês foi março, com 521 empregos perdidos.

De acordo com o Caged, o comércio foi o principal responsável pelo saldo positivo para o Amapá em abril, com a admissão de 191 pessoas. Também houve contratações para a atividade mineral, com 31 novos trabalhadores.

Por outro lado, agropecuária (-1), indústria (-7), construção civil (-71) e serviços (-92) registraram demissões.

A pesquisa do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados analisa as admissões e desligamentos de pessoas com carteiras de trabalho assinadas em municípios com população superior a 30 mil habitantes.

No caso do Amapá, estão nessa condição três das 16 cidades, mas apenas Macapá teve registro de saldo na diferença entre contratados e demitidos. Foram 64 novos postos de trabalho. Laranjal do Jari (-12) e Santana (-3) fecharam no vermelho.

Avalie este item
(0 votos)
Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink