On Screen Facebook Popup by Infofru

Receba todas as atualizações via Facebook. Basta clicar no botão "Curtir" abaixo.

Fechar

  

1° dia do festival Jeca Tatu é marcado por misturas da cultura do Pará e Maranhão. Destaque

Bandeirinhas, foguetinhos, música nordestina e muitas comidas típicas. É chegado o momento das festas juninas na cidade de Parauapebas e uma das programações culturais mais aguardadas pela população é o festival Jeca Tatu, um evento tradicional do município, que já está em sua 15ª edição.  

A programação iniciou às 15h desta quarta-feira, 21, com a tradicional “carroçada” pelas ruas da cidade. Trata-se de um evento popular, onde brincantes fantasiados vão convidando os munícipes para participar da folia. A carroçada teve início na Praça da Escola Faruk Salmen, bairro Guanabara, passou pelas principais avenidas de Parauapebas e terminou na Praça de Eventos, local onde a festividade Jeca Tatu irá acontecer, com apresentações de quadrilhas, bandas locais, danças juninas e barracas recheadas de comidas típicas desse mês de junho. 

Beto é um dos organizadores da quadrilha Rabo de Palha, campeã parauapebense de 2016, ele diz que toda a sua equipe está preparada para levar o prêmio esse ano mais uma vez. Para ele o evento é tradição anual, que não pode ficar de fora do calendário local. “Assim como o carnaval faz parte do Brasil, o festival Jeca Tatu juntamente com todas as suas atrações já se tornaram parte de Parauapebas”, diz Beto. 

A noite da Praça de Eventos teve uma programação intensa. A festa começou com apresentações de quadrilhas, concursos de casamento na roça, além de shows no palco armado do local, tudo acontecendo simultaneamente. Neste ano, pela primeira vez a festa foi organizada em um espaço totalmente aberto, com uma arena de dança e um palco de apresentação, onde em todo o entorno o público pode assistir ao evento.  

O Secretário Municipal Cultura Wandernilson Santos da Costa, o conhecido “popó”, tem orgulho de participar da organização do evento cultural. “A programação fortalece o folclore e a cultura da nossa cidade, ela tem uma função social importante porque também movimenta a economia do município. E claro, o mais importante, a festa promove alegria, paz e ânimo para a nossa população”, declara o secretário. 

Um diferencial visto na programação deste ano é o intercâmbio cultural folclórico Pará-Maranhão. As apresentações misturaram as culturas dos dois Estados, exibindo danças de boi, carimbo, curimbó, dança portuguesa, entre outras. Um dos espetáculos mais aguardados da noite foi a atração nacional “Boi da Maióba”, um grupo folclórico natural do Maranhão, com mais de 120 anos de história, que contagiou o público, apresentando batuques, matracas, e o personagem icônico Boi Bumbá da Maiobá.

José Gomes é professor de matemática em Parauapebas e nunca perde a chance de prestigiar o festival. No meio de uma dança empolgada, ele afirma que as festas juninas são as melhores porque todos se divertem. “Toda festa é boa, mas o São João é ainda melhor, pois é uma festa popular, aonde o povão, principalmente os mais humildes, tem oportunidade de participar”, diz o professor, morador do município há 27 anos.

A população lotou as arquibancadas para prestigiar as apresentações.

Bandas locais também se apresentaram no palco do evento.

Boi Bumbá da Maiobá entrou no corredor da folia para abrilhantar as apresentações.

 

Texto: Bruno Menezes

Foto: Fernando Bonfim

Avalie este item
(0 votos)
Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/2M.gk-is-100jpeglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/FAMAPPPPgk-is-100.pnglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/coisadecrianarodape.gk-is-100jpeglink