Neste sábado (08) as atrações culturais do município ficarão concentradas na já tradicional Feira do Lago, no Nova Carajás, com a peça “A Socorro quer Casar”, da Associação de Teatro de Parauapebas (ATP), e no Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC), com a 1ª edição do festival “Rock Gathering”, que reunirá oito bandas do município, também neste sábado.

Veja mais sobre os eventos:

Feira do Lago- Peça: a Socorro quer casar

Neste sábado, 08, às 20h, na Feira do Lago do bairro Nova Carajás, terá a encenação da engraçadíssima comédia de costumes paraenses, “A Socorro quer casar”. A peça é uma produção a Associação de Teatro de Parauapebas (ATP). A montagem teatral já se apresentou em alguns eventos do município, entre eles, Escola de Agroecologia em Palmares II e durante o Movimento Ocupa CDC.

O texto “A Socorro quer Casar” é uma comédia de costumes interioranos paraense, em que se descortinam situações cômicas, durante um casamento realizado na roça. O texto é rico e ágil, por trazer para cenas e personagens caricatos ao longo do conflito. O sotaque explorado na cena é característico da cidade de Cametá, fonte de pesquisa vocal dos atores, para a produção dessas montagens.

Baseado nos tradicionais casamentos que acontecem na roça, durante a quadrilha junina, esta peça prima por resgatar elementos da cultura popular ou do imaginário social, valorizando hábitos e costumes do homem rural, que lentamente vai desaparecendo a sombra de uma pós-modernidade urbana. Em que muitas vezes a cultura popular é relegada e hostilizada, como formas ingênuas, primitiva e rusticas de se fazer arte.

Sinopse da peça

Socorro Ducurina é uma típica garota interiorana, mora com seus pais, até que é seduzida por um jovem de mesma idade e vem a engravidar, porém os pais do noivo não aceitam o casamento e farão de tudo para impedir a cerimônia. As famílias vivem em uma cidade fictícia chamada Pomba Preta, que é administrada pela corrupta prefeita, Luiza Bocão Passa a Mão e o seu atrapalhado secretário Frederico que vive reafirmando os atos positivos da prefeita. O seu oponente, o doutor Juízo é chamado às pressas para efetuar o casamento, já que o padre Antônio, que é fã de uma cachaça, desapareceu no meio da confusão da chegada de Lampião e Maria Bonita.

Para completar a felicidade dos jovens, ainda tem a velha Mundica, que dizem que nas noites de lua cheia vira porco. Ela também aparece grávida, mas ninguém sabe se é do noivo ou da lua. Para saber, só vendo onde irá terminar este casamento.

Tempo de apresentação 45 minutos.

Ficha técnica

Ronalld Vasconcellos- Frederico / Junior Miranda –Padre /Eliana Martins - Socorro Ducurina/ Nerveson Silva-Pai da Noiva/ Gabriel Morais – Lampião/ Magna Ribeiro -Luiza Bocão -Prefeita de Pumba Preta/Kannando Oliveira - Gezuino (Pai do Noivo)/Rosa Mendonça-  velha Mundica Camila Mendonça-  Maria Bonita/ Amanda Cutrin - Blescontina mãe do noivo/ Noivo - Marcos Vinicius/Paulo Corrêa- "Suplanilza"/ Stefany Martins - Jerusa Rocha mãe da noiva/ Eduardo Abreu – Juíz/ Sonoplastia - Jadi Mendonça e Edmundo Melo/Cenografia - Cláudio luz e Robson Lima e Edmundo melo/ Adereços de cena – elenco/ Texto e direção - Doddy Amancio

Festival Rock Gathering

Vem aí o Rock Gathering , mais um grande festival de música da cena Underground do município e região. O evento é uma realização do coletivo Heavy Metal Force, que selecionou oito bandas do cenário musical local de diversos estilos musicias, entre eles o Reggae e o Rap, além de mais seis bandas de rock e pop rock local, tanto autoral, como covers.

O evento se fundamenta no fomento à cultura alternativa de Parauapebas, que tanto necessita de visão e apoio, assim como outros gêneros musicais.

O evento é uma produção independente e contra com a parceria da Secretaria Municipal de Cultura (SECULT) que além de visar o desenvolvimento cultural, tem foco também na questão social, uma vez que, além do ingresso, a produção está arrecadando alimentos não perecíveis, para ajudar famílias carentes de Parauapebas.

Saiba mais:

Através do contato: (94) 99227 1919 ou no local do evento:

Ingressos:

R$ 10,00 + 1 kg de alimento não perecível.

Entrada somente a partir de 18 anos.

 (Texto: Ingrid Cardoso)

O encerramento da 4ª semana da Dança de Parauapebas – Edição Balé encerrou com um espetáculo de apresentações de grupos culturais da cidade. O evento foi realizado na noite destra quinta-feira (23) e contou com a presença da bailarina e coreografa internacional, Mariana Moraes.

A oportunidade alunas e alunos da primeira oficina de balé do Centro Cultual colocaram em prática todo conteúdo ministrado em sala de aula. Também foram certificados, com reconhecimento Revelação, os alunos: Dailan Patrick, Mascote, Daviny Kaiany; Talento Masculino: Carlos Alberto; Talento Feminino: Lizandra Ferreira; Surpresa: Michela Leite.

A bailarina e coreografa internacional Mariana Moraes foi a responsável por ministrar oficina de dança, ela destaca que foram dias intensos e que foi muito gratificante ministrar o treinamento. “Quando você ensina pessoa que tem vontade de aprender é muito bom, faz com que a aula fique mais interessante e participativa”, destaca a professora. Ela ainda agradeceu todo o carinho e afeto que recebeu de todos.

O coordenador do Centro Cultural de Parauapebas, Jadson Vasconcelos destacou a importância de incentivar os jovens a propagar a cultura. “O Governo Municipal acha importante o incentivo da cultura, pois nós entendemos que estamos contribuindo com o aprendizado da cultura em seu contexto geral”, destaca Jadson.

 

 

 

 

 

 

A oportunidade alunas e alunos da primeira oficina de balé do Centro Cultual colocaram em prática todo conteúdo ministrado em sala de aula. Também foram certificados, com reconhecimento Revelação, os alunos: Dailan Patrick, Mascote, Daviny Kaiany; Talento Masculino: Carlos Alberto; Talento Feminino: Lizandra Ferreira; Surpresa: Michela Leite

 

 

 

 

 

 

O coordenador do Centro Cultural de Parauapebas, Jadson Vasconcelos destacou a importância de incentivar os jovens a propagar a cultura.

 

 

(Reportagem: Fernando Bonfim)

A 4ª edição da Semana de Dança – edição Balé de Parauapebas abre as atividades do Centro Cultural do Município. O evento que iniciou hoje, segunda-feira (20) teve como convidada a bailarina internacional Mariana Moraes. Na programação, oficinas e mostra de dança, palestras e bate-papos, com o objetivo de possibilitar a reciclagem, aperfeiçoamento, intercâmbio e o convívio entre os profissionais e alunos participantes de modalidades como balé clássico, dança moderna e contemporânea.

O Centro Cultural é um anseio antigo dos parauapebenses e agora passa a funcionar com os grandes eventos a serem realizados pela Secretaria Municipal de Cultura e através do termo de gestão compartilhada entre Prefeitura Municipal e Vale.

Estiveram presentes no evento o Prefeito Darci Lermen, A professora de dança e coreografa, Mariana Moraes; O Secretário Municipal de Cultura, Wandernilson Costa (Popó) e o Gerente de Relações institucionais da Vale, Luiz Veloso.

De acordo com o Prefeito Darci Lernen o vento marca o retorno das atividades culturais no Município. “Esse espaço foi criado justamente para servir como um espaço para o estudo, para a cultura e também que todas as manifestações culturais possam ser manifestadas aqui, e por isso nós estamos muito felizes por este momento. Esperamos que o teatro cresça, que a música cresça e que a dança cresça em nosso município”, diz o prefeito.

A bailarina internacional, coreografa professora de dança, Mariana Moraes, será a responsável por ministrar as aulas Balé e Dança Contemporânea para 40 alunas e alunos nas oficinas do evento, ela diz se sentir lisonjeada  em poder contribuir com o que sabe fazer de melhor. “Eu estou ensinando o que eu aprendi. Passar para as outras pessoas o que é viver em outro lugar e não só a questão de coreografa professora, mas também à vida. Como você aprende e depois quer passar pra outras pessoas, que também querem uma oportunidade de seguir em frente com a dança, pois todos os professores que passaram pela minha vida, marcaram de certa forma, o que quero ser tanto quanto”, diz  a professora.

Junior Miller já trabalha como dançarino e destaca que o minicurso irá gerar mais experiência para ele. “Eu já trabalho com dança há 10 anos e a partir destas aulas eu terei um peso a mais no meu currículo como dançarino, levando o nome da nossa cidade nas viagens de apresentações que fazemos pelo Brasil”, fala o aluno.

De acordo com o Prefeito Darci Lernen o vento marca o retorno das atividades culturais no Município.

A bailarina internacional, coreografa professora de dança, Mariana Moraes, será a responsável por ministrar as aulas Balé e Dança Contemporânea para 40 alunas e alunos nas oficinas do evento.

 

 

 

Junior Miller já trabalha como dançarino e destaca que o minicurso irá gerar mais experiência para ele.

(Reportagem: Fernando Bonfim)

O Centro de Desenvolvimento Cultural do Ipiranga está com inscrições abertas para as oficinas artísticas que serão realizadas no segundo semestre pela prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura (Secult). Para participar, é preciso residir nos bairros do Complexo Tropical, Ipiranga e área do linhão.

As oficinas são divididas nas áreas de artes plásticas, artesanato e música. As inscrições começaram hoje, 20, e seguem até sexta-feira, 24, no horário de 9h as 14h, diretamente no centro. Os interessados só precisam apresentar os seguintes documentos: RG, CPF e comprovante de residência e, se for o caso, a RG do responsável.

O centro cultural fica localizado na rua G8, quadra 133, lote 14, bairro Ipiranga.

ESCOLHA A OFICINA:

Desenho artístico (Iniciação)
• Vagas: 20
• Público: A partir de 10 anos de idade
• Dias e horário: Segunda e quarta-feira - 15h

Pintura artística (Iniciação)
• Vagas: 20
• Público: A partir de 10 anos de idade
• Dias e horário: Segunda e quarta-feira - 9h

Cerâmica
• Vagas: 20
• Público: A partir de 14 anos
• Dias e horário: Terça e Quinta-feira – 15h

Arranjos
• Vagas: 20
• Público: A partir de 14 anos
• Dias e horário: Terça e Quinta-feira - 09h

Adorno de sementes e pedrarias
• Vagas: 20
• Público: A partir de 14 anos
• Dias e horário: Segunda e Quarta-feira - 09h

Violão
• Vagas: Encerradas- apenas lista de espera
• Público: De 10 a 18 anos
• Dias e horário: Terça e Quinta-feira - 15h

Canto Coral
• Vagas: 25
• Público: País ou mães com filhos a partir de 07 anos
• Dias e horário: Segundas e quarta –feira - 19 h

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

A Cooperativa de Trabalho em Ecoturismo de Carajás (Cooperture) juntamente com demais movimentos do artesanato de Parauapebas realizou na manhã desta quarta-feira (15) o Primeiro Festival do Ipê de Parauapebas. A atividade consiste em apresentar para a cidade os trabalhos realizados pelos artesãos do município.

O nome é uma referencia a flora dos ipês de Parauapebas que nesta época do ano, florescem e deixam a cidade mais atrativa.

De acordo com Lennyel Santos, um dos organizadores do evento, a ideia surgiu a partir do atrativo turístico que os ipês apresentam esta época do ano. “Este festival foi feito para que nós possamos mostra um pouco da cultura da cidade, seja turística ou artesanal. Muitas  pessoas falam que Parauapebas não tem cultura, é tudo misturado. Este evento é exatamente para mostrar para estas pessoas que em Parauapebas a cultura e o turismo são fortíssimos”, destaca Lennyel.

Erika Bezerra uma das coordenadoras do Grupo Ipê explicou que o evento é uma forma de homenagear a florada dos Ipês de Parauapebas.  “O Grupo Ipê é formado por artesãos nascidos em Parauapebas. O nome do grupo é uma homenagem a tradicional florada dos Ipês da cidade, admirada por todos, tanto por visitantes como por moradores”, diz. Ao falar sobre o objetivo do evento Erika explicou ainda, que ele foi idealizado para divulgar o trabalho dos artesãos da cidade, e em contrapartida, fomentar a economia criativa existente na cidade.

  

 

 

 

  

De acordo com Lennyel Santos, um dos organizadores do evento, a ideia surgiu a partir do atrativo turístico que os ipês apresentam esta época do ano.

Erika Bezerra uma das coordenadoras do Grupo Ipê explicou que o evento é uma forma de homenagear a florada dos Ipês de Parauapebas.

    

 

 

            

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reportagem: Fernando Bonfim)

 

A segunda reunião do Movimento Dança de Parauapebas (MDP) será realizada neste sábado (11), às 19h. A reunião, que visa discutir a criação da Associação do seguimento da dança da cidade será realizada na Rua Gabriel Pimenta, número 59, atrás da loja Maranata, único prédio de dois andares da rua.

 O MDP Foi organizado por produtores culturais, que trabalham com dança no município de Parauapebas e tem como objetivo: acolher, refletir e discutir soluções, propondo encaminhamentos sobre o fazer artístico deste segmento e busca também o fortalecimento desta linguagem cultural.

E para isso o Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC) propôs essas reuniões com representantes do Movimento de Dança de Parauapebas, com intuito de ouvir e discutir propostas e encaminhá-las, transformando-as demandas para políticas públicas culturais, ações e projetos de fomento a cultura.

Todos que fazem parte do movimento da dança do município estão convidados à participar das discussões de grande importância para este segmento cultural do município.

(Da redação)  

 

No período de 20 a 23 deste mês, a Secretaria Municipal de Cultura (Secult), em parceria com a Escola de Dança Ana Tereza Moraes e empresa Vale, irá promover a IV Semana de Dança – edição Balé -, em Parauapebas.

O evento tem como convidada a bailarina internacional Mariana Moraes. Na programação, oficinas e mostra de dança, palestras e bate-papos, com o objetivo de possibilitar a reciclagem, aperfeiçoamento, intercâmbio e o convívio entre os profissionais e alunos participantes de modalidades como balé clássico, dança moderna e contemporânea.

As inscrições para as oficinas irão começar na próxima segunda-feira, 13, e vão até sexta-feira, 17. As vagas são limitadas. Podem se inscrever interessados a partir de 10 anos de idade, diretamente pelo site https://sites.google.com/view/secult/p%C3%A1gina-inicial

A Semana de Dança irá ocorrer entre os dias 20 e 23 deste mês, no novo Centro Cultural de Parauapebas, localizado no bairro Alvorá.

 Um assaltante foi morto durante intervenção policial na noite desta segunda-feira (30), ocorrida no bairro Montes Claros, complexo Vicinal 10, em Parauapebas, por volta das 23h: 30. O corpo sem identificação encontra-se no Instituto Médico Legal (IML).

Segundo informações colhidas junto aos policiais militares do Grupo Tático Operacional (GTO),  a guarnição foi acionada pelo Centro de Controle Operacional (CCO) para averiguar uma informação de que havia uma moto suspeita de roubo escondida no alto do moro Motes Claros,  próximo às torres de telefonia no núcleo VS-10, local de difícil acesso.

Depois de muitas buscas, a referida moto foi encontrada escondida em um matagal. A polícia, ao averiguar a situação da motocicleta no sistema descobriu que a mesma tinha sido roubada na quarta feira (25/07).

De acordo com a polícia, a GU foi recebida a tiros no local, sendo necessário revidar, quando um dos suspeitos foi atingido fatalmente e o outro indivíduo conseguiu fugir pelo matagal.

Acionado pela GU uma equipe do SAMU tentou chegar ao local, porém como era de difícil acesso a ambulância não conseguiu subir o morro e os para médicos do SAMU receberam apoio da viatura do Tático para chegarem até o ferido, que veio a óbito a caminho do hospital.

Informado de que sua moto havia sido recuperada, a vítima e dono da moto CG Titan, 150, preta, placa OTY-7916, Parauapebas-PA, procurou  a delegacia e contou para a reportagem que no dia do roubo ele se dirigia para sua residência pela rua Mato Grosso no bairro Guanabara, quando teria sido abordado pela dupla que estava em uma Biz,  instante em que o garupa lhe obrigou a parar, apontando um revólver para ele e ameaçando a tirar no mesmo. "Na hora do assalto tive muito medo de morrer. Hoje estou muito feliz por saber que meu veículo foi recuperado. Agradeço primeiro a Deus e também aos policiais por terem recuperado minha moto. Você não sabe o quanto é difícil ter uma arma apontada para sua cabeça", relembrou a vítima.

A vítima ainda reconheceu o assaltante morto como sendo o indivíduo que apontou a arma para sua cabeça. A equipe do IML encontrou junto ao homem morto a chave da referida moto e apresentou a mesma  na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, juntamente com uma arma tipo garrucha de fabricação caseira com munição, além de uma munição de pistola 380.

As características do corpo indicam que o rapaz tem entre 107 e 20 anos de idade, é moreno e estava trajando um short azul com bolinhas brancas. Até o fechamento desta matéria, às 17 horas o corpo ainda continuava sem identificação.

 

Acionado pela GU uma equipe do SAMU tentou chegar ao local, porém como era de difícil acesso a ambulância não conseguiu subir o morro e os para médicos do SAMU receberam apoio da viatura do Tático para chegarem até o ferido, que veio a óbito a caminho do hospital

Informado de que sua moto havia sido recuperada, a vítima e dono da moto CG Titan, 150, preta, placa OTY-7916, Parauapebas-PA, procurou  a delegacia

(Caetano Silva)

Logo mais às 21h, desta sexta-feira, 13, o Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC) dará início ao festival Rock Fest, evento realizado por bandas locais em comemoração ao Dia Mundial do Rock. Serão dois dias de muito rock’in roll e apresentações de diversas bandas de Parauapebas, uma mistura de estilos, covers e autoral.

Neste primeiro dia as bandas Legionários, Madah e Elecktra Rock subirão ao palco e prometem shows inesquecíveis com covers das maiores bandas de pop rock nacional e internacional. A banda Legionários, que têm mais de 10 anos de estrada apresentará no show de hoje, a sua  nova formação, depois de alguns meses longe dos palcos.

No segundo dia as bandas covers Jack Dama e Cabrones iniciarão a programação de sábado (14). Logo mais A Rise Above, com seu punk autoral promete destruir no palco, e para finalizar a programação do Rock Fest, a Banda Céus de Abril, também autoral com seu estilo diferenciado, o shoegaze, se apresentará pela primeira vez em Parauapebas.

O evento é beneficente e para adquirir o seu ingresso é só trocar por dois quilos de arroz, feijão ou dois litros de óleo nos seguintes pontos de troca: Tabacaria Cubanos, localizada no Center da Cidade Nova ou na Art Rock Biju, na rua do Comércio, 105. 

 

(Ingrid Cardoso)

 

Diversão, cultura e conhecimento definiram o tradicional Arraiá dos Sophisticados do Colégio Sophos, festa que levou alunos, professores e demais membros da comunidade escolar à festejar o São João, festividade popular brasileira. O evento ocorreu na noite da última sexta-feira (15). Com uma vasta programação de apresentações de danças populares e concursos de Miss Caipira, com as alunas do ensino fundamental e médio, o evento mais uma vez foi considerado um grande sucesso.

Veja algumas fotos e acompanhe também o álbum de fotos completo em nossa página do Facebook.

Ganhadoras do Concurso Miss Caipira ensino médio

 

Apresentação de Zumba, dança latina de mistura de ritmos apresentada por alunos do ensino fundamental.

 Festa Junina do Colégio Sophos representou a diversidade cultural brasileira, trazendo ritmos e costumes presentes no país. 

Concurso Miss Caipira do 2º ano do ensino fundamental.

Apresentação estilizada com tema Copa do Mundo 2018.

Apresentação de quadrilha tradicional pelos alunos do Ensino Médio.

Apresentação de quadrilha tradicional pelos  alunos do ensino fundamental.

Show de ritmo e fofura, definiram as apresentações dos alunos.

Pais e familiares assistem emocionados as apresentações de seus filhos.

Momentos antes da apresentação, alunas posam para foto.

Correio do Amor dos alunos do ensino médio.

Familiares e alunos comemoram o São João. 

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink