On Screen Facebook Popup by Infofru

Receba todas as atualizações via Facebook. Basta clicar no botão "Curtir" abaixo.

Fechar

  

Defensoria tenta barrar aumento d’água

O Núcleo de Atendimento ao Consumidor (NUCOM) da Defensoria Pública do Estado do Pará, atendendo a reclamações da população, sobretudo de associações de moradores e usuários, ingressou ontem (18) com Ação Civil Pública contra o aumento de 35% na tarifa de água anunciado pela Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) no último dia 10 maio, considerado o maior do País este ano.

A ação conta com um pedido de Tutela de Urgência para suspender o reajuste. Segundo o defensor público, Rodrigo Ayan, faltou, principalmente, transparência para justificar um aumento tão alto enquanto o próprio funcionalismo amarga o segundo ano sem correção salarial sequer da inflação.

A qualidade do serviço também não justifica os 35%, para o defensor. A ação foi distribuída ao juízo da 7ª Vara Cível da Capital e aguarda apreciação em caráter de urgência. “Não existe um prazo ou uma data limite para que o Judiciário dê uma resposta, mas em conversa informal com o juiz, vi boa vontade e acredito que a ACP será apreciada em poucos dias”, avalia Rodrigo.

A Cosanpa anunciou há duas semanas que a tarifa da água receberá o segundo super aumento em 16 meses - em janeiro de 2016, o reajuste chegou a 22%. A nova cobrança começa a valer em junho. A justificativa é de que foram muitos anos sem repassar os custos à população. Órgãos de defesa do consumidor repudiaram o ato.

 

(Carolina Menezes/Diário do Pará)

Avalie este item
(0 votos)
Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/2M.gk-is-100jpeglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/coisadecrianarodape.gk-is-100jpeglink