Um dia de grande aprendizado. Esta é a definição da visita que os jovens que participam do Projeto Tutoria do Programa Jovem Aprendiz, iniciativa do Ministério Público do Pará com a parceria da Vale, realizaram ao Complexo de Carajás. A programação ocorreu neste mês de agosto e contou com a participação dos 18 jovens tutores.

Para a coordenadora pedagógica do projeto junto à Secretaria Municipal de Educação (Semed), a professora Elisângela Santos Martins, a visita amplia os horizontes dos alunos. "Visitas como esta ampliam a visão de mundo dos nossos jovens tutores. Eu acredito que isso contribuirá, de forma contundente, para quais carreiras eles desejam seguir", comenta.

O objetivo da jovem tutora Jairany Pereira da Silva, de 17 anos, foi aprender e apreender. "Procuramos reter o máximo de conhecimento possível. Para mim é um desafio descrever a sensação de conhecer um sistema tão complexo, onde a idealização é superada pela realidade", destacou.

Grupo acompanha cerca de 225 alunos da rede municipal com reforço nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática

Sobre o Projeto Tutoria

A primeira turma do Projeto-piloto Tutoria do Programa Jovem Aprendiz, iniciada em janeiro de 2017, conta ainda com parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e as secretarias de Educação do Estado (Seduc) e do município (Semed), e tem como objetivo contribuir com o melhor rendimento e aprendizado dos estudantes, contribuindo para sua formação intelectual, cidadã e de futuro profissional.

Por meio do Projeto Tutoria, alunos do ensino médio oferecem reforço escolar para estudantes da rede municipal de ensino referente às disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Os jovens tutores hoje acompanham cerca de 225 alunos de seis escolas municipais: Olga da Silva, Novo Horizonte, Eurides Santana, Paulo Fonteles de Lima, Jean Piaget e Antônio Matos Filho.

(ASCOM - Vale)

Na última semana, 20 jovens com deficiência, que ingressaram no programa Jovem Aprendiz da Vale em fevereiro deste ano, tiveram uma aula especial. Eles participaram de rodas de conversa com os gestores da empresa, que atuam nas áreas que os receberão no início do segundo semestre.

A gerente de Recursos Humanos da Vale no Pará, Carmene Abreu, explica que este momento com futuros gestores foi um dos diferenciais previstos para a formação desses jovens. "Nós avaliamos que seria positivo para o processo de adaptação deles. Nós dividimos os jovens de acordo com a área de atuação e eles tiveram a oportunidade de conversa e conhecer um pouco mais sobre a fase prática da formação, que deve iniciar a partir de agosto", explica.

Caique das Chagas Soares, de 23 anos, gostou da iniciativa. "A gente fica muito ansioso e esse contato ajudou e esclareceu bastante. Eles nos explicaram como vai funcionar a nossa atividade e esse diálogo foi muito importante, porque a gente já vai chegar na área, sabendo o que ele vai cobrar e de como vai funcionar a nossa formação lá", destacou.

Jovens aprendizes com deficiência conheceram gestores das áreas que atuarão na fase prática da formação

O programa é desenvolvido pela Vale em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Os jovens estão recebendo qualificação na área de Mecânica e Elétrica. A partir de agosto eles iniciarão a fase prática, nas áreas operacionais da Vale, no Complexo de Carajás e na mina do Salobo, onde poderão vivenciar a rotina de trabalho e os conteúdos vistos em sala de aula.

(Assessoria de Comunicação-Vale)

 

 

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink