Nova ferrovia chegará até Barcarena

O Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) confirmou, em reunião extraordinária, na última sexta(6), a inclusão de duas ferrovias no programa de concessões do governo: a Tramo Norte (EF 151), braço da Ferrovia Norte Sul, que liga Açailândia ao Porto de Vila do Conde, em Barcarena, no Pará; e a EF 118, entre Rio de Janeiro e Espírito Santo. A Secretaria-Geral da Presidência da República determinou que será elaborado um projeto de engenharia para a ligação entre Açailândia (MA) e Barcarena (PA), conectando a Ferrovia Norte- Sul ao porto de Vila do Conde. 

Depois de 12 anos, desde que foi assegurado pela Lei nº 11.297, de 09 de maio de 2006, da Presidência da República, que incorporou o trecho mais ao norte ao projeto do traçado inicialmente projetado para a Ferrovia Norte Sul, é a primeira vez que está determinada a ela- Na reunião que garantiu compensações ao Pará, o ex-ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho; o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha; o senador Jader Barbalho e o presidente da EPL, Jorge Bastos Jader Barbalho, senador Senador luta há anos pela Tramo Norte A luta do senador por esse trecho é antiga. Ele tem em mãos um amplo relatório obtido por meio de um requerimento de informações encaminhado ao Ministério dos Transportes no ano passado solicitando informações detalhadas sobre a Ferrovia Norte Sul e o trecho Tramo Norte. O relatório da Superintendência de Planejamento e Desenvolvimento da VALEC - Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. apresenta o resumo final dos estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental. A Superintendência de Infraestrutura e Serviços de Transportes Ferroviários de Cargas (Sufer) da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) também encaminhou ao senador relatórios sobre a Ferrovia Norte Sul, entre eles sobre o fluxo e natureza de carga até o ano de 2055. “Tenho em mãos todos os documentos e relatórios que mostram que os estudos estão em fase avançada. Temos em mãos um projeto concreto, um projeto federal de importância estratégica para o país”, ressaltou o senador. boração do projeto de engenharia do trecho Açailândia até Barcarena, com vistas agora para inclusão no programa de concessão de ferrovias do governo de federal. 

“Este é, seguramente, um motivo para comemoração. Significa incluir o Pará nos projetos estratégicos nacionais com vistas a ampliar a malha ferroviária nacional e possibilitar o aumento da arrecadação tributária municipal e a renda do nos municípios cortados pelos trilhos e pelos pátios de integração multi modais que virão ao longo dos 477 quilômetros de extensão do trecho Tramo Norte”, comemorou o senador Jader Barbalho (MDB-PA). 

Ele foi, juntamente com o ex-ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, responsável pela vitória do Pará, após serem surpreendidos, na última terça (3), com a notícia de que, na noite anterior, o Conselho de Parcerias Públicas de Investimentos da Presidência da República (PPI), havia definido por usar como contrapartida para renovação, por mais 30 anos, do contrato da mineradora Vale da concessão de uso da Ferrovia Carajás/Itaqui, a construção de um trecho da chamada Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), no Mato Grosso,no valor R$4bilhões. 

O ex-ministro Helder destacou os benefícios que o projeto trará para o desenvolvimento da produção no Pará.“É um avanço importante para o nosso Estado. Não podemos abrir mão de projetos estratégicos para o desenvolvimento,e sem dúvida, esse trecho chamado Tramo Norte da Ferrovia Norte Sul é fundamental para alavancar o desenvolvimento do Pará. Os paraenses merecem respeito. Vamos continuar de olho, fiscalizando e lutando pelo nosso estado”, ressaltou. 

“Foi uma decisão burocrática que não levou em consideração as necessidades econômicas e sociais do Estado do Pará em projetos estratégicos desta natureza. Por isso agimos com a urgência necessária e, no dia seguinte à reunião do Conselho conseguimos garantir, junto ao ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República e ao presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Jorge Bastos, a inclusão deste importante trecho que vai beneficiar o Pará ao colocar Vila do Conde como um dos mais importantes portos do país”, explicou o senador. 

A Presidência da República informou ainda, que, ao incluir o trecho Açailândia/ Barcarena (Vila do Conde) na concessão, “será possível identificar a melhor alternativa para esta conexão, que reforçará a estratégia de diminuir a distância entre a produção nacional e o mercado externo, providência esta fundamental para viabilizar um possível processo de concessão desta ferrovia”. 
Jader diz que Jatene quer criar “projeto pirotécnico” 

Jader Barbalho não poupou críticas ao governador Simão Jatene que vem agindo de forma tardia e contrária à conquista recente do Estado do Pará. “O governador tenta anular a decisão tomada pela PPI, pela Secretaria da Casa Civil da Presidência da República e pela Empresa de Planejamento e Logística, apelando ao presidente Michel Temer por um projeto pirotécnico, que não tem nenhum estudo de viabilidade aprovado, ao contrário do Tramo Norte, que é assegurado pela Lei nº 11.297, de 09 de maio de 2006, quando foi incorporado o trecho mais ao norte, ao projeto do traçado inicialmente projetado da Ferrovia Norte Sul”, protesta o senador. “É uma irresponsabilidade desse governador tentar “trocar” um projeto oficial, aprovado por Lei, com todos os estudos de viabilidade já elaborados e sob a responsabilidade da empresa oficial Valec, por uma tal ferrovia imaginária, sem nenhum planejamento, fruto da cabeça de pessoas sem nenhuma expressão nesse ramo. É mais uma tentativa de enganar a população paraense com esse tipo de propaganda, vendendo ilusões a um povo que precisa de projetos reais”, concluiu. 

 

COMPETITIVIDADE 

Jader lembra que a construção do trecho de Açailândia a Barcarena possibilitará a extensão da malha ferroviária nacional em direção à extremidade ocidental da Amazônia,onde a produção de bens de consumo e commodities também acompanha o crescimento em produtividade experimentado pelos demais produtores do Brasil. O senador ressaltou ainda que, uma vez construído o trecho Açailândia/Barcarena, a ferrovia criará condições favoráveis para a projeção de novos trechos ferroviários que vão permitir ampliar a competitividade dos produtos e serviços oriundos da Amazônia. “A ligação ferroviária com a região Norte do Brasil assegura as condições mínimas de aproveitamento para a conexão com a logística de transporte instalada nas regiões da América Central e do Caribe na possibilidade de acesso a esse mercado consumidor, com custos de logística mais competitivos”, concluiu o senador. Iniciada em 1987, a obra da Ferrovia Norte Sul prevê o Brasil integrado por um sistema de transporte que é, ao mesmo tempo, barato, durável e eficiente, dentre outros fatores. A falta de investimentos nas ferrovias vem desde a década de 1950. o Brasil tem apenas 3 km de ferrovia para cada quilômetro quadrado (km²) de território, enquanto os Estados Unidos têm 10.

Senador luta há anos pela Tramo Norte 

A luta do senador por esse trecho é antiga. Ele tem em mãos um amplo relatório obtido por meio de um requerimento de informações encaminhado ao Ministério dos Transportes no ano passado solicitando informações detalhadas sobre a Ferrovia Norte Sul e o trecho Tramo Norte. O relatório da Superintendência de Planejamento e Desenvolvimento da VALEC - Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. apresenta o resumo final dos estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental. A Superintendência de Infraestrutura e Serviços de Transportes Ferroviários de Cargas (Sufer) da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) também encaminhou ao senador relatórios sobre a Ferrovia Norte Sul, entre eles sobre o fluxo e natureza de carga até o ano de 2055. “Tenho em mãos todos os documentos e relatórios que mostram que os estudos estão em fase avançada. Temos em mãos um projeto concreto, um projeto federal de importância estratégica para o país”, ressaltou o senador.

(Reportagem de Luiza Mello/Diário do Pará)

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016