Imprimir esta página

Jovem é detido em Parauapebas acusado de burlar prova do Enem Destaque

Jovem é detido em Parauapebas acusado de burlar prova do Enem Foto: Ana Carolina Moreno/G1

Júlio Henrique. 27 anos de idade, foi detido ao chegar na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, suspeito de fraudar a prova para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), na tarde deste domingo, 03. Ele foi conduzido até a delegacia por uma guarnição da Polícia Militar de plantão no local de prova.

O acusado foi ouvido em depoimento, pelo delegado José Aquino, sendo liberado após pagar fiança de dois salários mínimos. Júlio irá responderá pelo processo em liberdade.

Em esclarecimento à reportagem, Júlio disse que seu único erro foi não ter colocado o seu celular dentro do saquinho fornecido pela fiscal de prova, apesar de o aparelho estar no seu bolso, o mesmo estava desligado. Afirmando ele que o caso não se trataria de um crime federal, pelo fato de o celular estar desligado.

 “Foi eu que escolhi vir aqui, pois não quis assinar o documento de cancelamento da minha prova, pois o erro não foi meu, foi da mulher. Ela não conferiu o saquinho e não falou nada do celular. Pelo que entendi, o celular poderia ficar no meu bolso, desde que desligado”, declarou o estudante.

Saiba tudo que pode te eliminar no Enem:

  • Prestar declaração falsa ou inexata.
  • Perturbar a ordem no local de aplicação.
  • Comunicar-se, de qualquer forma, com pessoas que não sejam o aplicador ou o fiscal, a partir das 13h.
  • Utilizar ou tentar utilizar meio fraudulento em benefício próprio ou de outras pessoas.
  • Usar livros, notas, papéis ou impressos durante a aplicação.
  • Sair da sala, a partir das 13h, sem acompanhamento de um fiscal.
  • Sair da sala, definitivamente, antes das duas primeiras horas de prova.
  • Não entregar ao aplicador o Cartão-Resposta, a Folha de Redação e a Folha de Rascunho.
  • Não entregar ao aplicador o Caderno de Questões, caso saia da sala definitivamente antes dos 30 minutos finais.
  • Recusar-se a entregar ao aplicador o Cartão-Resposta, a Folha de Redação e a Folha de Rascunho após 5 horas e 30 minutos de prova, no primeiro dia, e após 5 horas, no segundo dia, com exceção das salas com tempo adicional.
  • Ausentar-se da sala com o Cartão-Resposta ou qualquer material de aplicação, com exceção do Caderno de Questões, ao deixar a sala definitivamente nos 30 minutos que antecedem o término das provas.
  • Realizar anotações no Caderno de Questões, no Cartão-Resposta, na Folha de Redação, na Folha de Rascunho e nos demais documentos do exame, antes do início das provas.
  • Descumprir as orientações da equipe de aplicação.
  • Recusar-se a ser submetido à revista eletrônica, à coleta de dado biométrico e a ter os objetos revistados eletronicamente.
  • Não aguardar, na sala de provas, entre 13h e 13h30, os procedimentos de segurança, exceto para ida ao banheiro, acompanhado por um fiscal.
  • Iniciar as provas antes das 13h30 ou da autorização;
  • Não permitir que o lanche seja vistoriado.
  • Não permitir que artigos religiosos (burca, quipá e outros) sejam revistados pelo coordenador.
  • Portar, na sala de provas,objetos proibidos pelo edital.
  • Usar óculos escuros e/ou artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou qualquer acessório que cubra os cabelos ou as orelhas).
  • Não permitir que materiais próprios (máquina Perkins, reglete, punção, sorobã ou cubaritmo, caneta de ponta grossa, tiposcópio, assinador, óculos especiais, lupa, telelupa, luminária e/ou tábuas de apoio) sejam revistados.
  • Portar armas de qualquer espécie, exceto para os casos previstos no art. 6º da Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003.
  • Receber informações referentes ao conteúdo das provas.
  • Realizar anotações em outros objetos ou qualquer documento que não seja o Cartão-Resposta, o Caderno de Questões, a Folha de Redação e a Folha de Rascunho.
  • Permanecer no local de provas sem documento de identificação válido.
  • Utilizar qualquer dispositivo eletrônico no local de provas.
  • Ingressar na sala com o telefone celular e/ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos fora do envelope porta-objetos.
  • Não manter, debaixo da carteira, o envelope porta-objetos lacrado e identificado, desde o ingresso até a saída definitiva da sala de provas.
  • Não manter aparelhos eletrônicos (celular e tablet) desligados no envelope porta-objetos desde o ingresso na sala de provas até a saída definitiva da sala de provas.
  • Permitir que o aparelho eletrônico, mesmo dentro do envelope porta-objetos, emita qualquer tipo de som, como toque ou alarme. (Fonte: https://enem.inep.gov.br/nodia#documents)

(Caetano Silva)

Avalie este item
(0 votos)

Compartilhe na sua rede social...

Carajas o Jornal