Materiais escolares não tem agradado o bolso dos consumidores Destaque

O ano de 2018 já iniciou, e a procura pela famosa lista de materiais escolares já se iniciou também. Nas papelarias do município de Parauapebas o movimento é frequente, pois antes de colocar a mão no bolso é bom fazer uma pesquisa de preço.

A equipe de reportagem do Portal Carajás o Jornal foi até as papelarias da cidade para saber como estão as vendas neste começo de ano. Em conversa com a empresária Eliete Cândida, proprietária da papelaria Gaby, as vendas dos materiais escolares tiveram início na segunda quinzena de dezembro. “Os pais foram bem ágeis e vieram buscar os materiais logo no mês de Dezembro. Porém a procura ainda continua, estamos recebendo muitas listas de materiais escolares para a realização do orçamento, indo do valor mais em conta até o mais caro”, disse a empreendedora.

Os consumidores estão pesquisando a dedo os valores para economizarem na hora de passar pelo caixa. Durante o momento em que a equipe de reportagem passava pelas papelarias encontramos Joynara Flavia, 28 anos, que estava na companhia de seus filhos que ajudaram bem na hora da escolha. “Este ano os materiais estão muito caros, temos que pesquisar bastante para encontrar um preço razoável. Fui a três papelarias com meus filhos para poder comprar o que a escola pediu na lista”, disse Joynara, acrescentando ainda que nas listas escolares às vezes pedem materiais desnecessários.

Os pais que desejam economizar nos materiais escolares podem estar buscando com antecedência o preço, isso irá ajudar a fazer uma boa pesquisa. De acordo com o consumidor Josiclan Oliveira, seu posicionamento é o mesmo de Joynara, pois achou bem “salgado” o preço dos materiais. “Comprei o básico, como caderno, lápis e borracha, porém ainda faltam algumas coisas que estou pesquisando para ver onde irei comprar mais barato”, comentou Josiclan Oliveira.

 

Empresária Eliete Cândida. 1Empresária Eliete Cândida.

 

Joynara Flavia relatou que este ano os materiais estão muito caros. 2Joynara Flavia relatou que este ano os materiais estão muito caros.

 

Texto: Jussara Alves

Fotos: Fernando Bonfim

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016