O Datafolha divulgou nesta quarta-feira (10) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado nesta quarta, dia 10, e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.
Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:
 

Jair Bolsonaro (PSL): 58%
Fernando Haddad (PT): 42%

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
 

Jair Bolsonaro (PSL): 49%
Fernando Haddad (PT): 36%
Em branco/nulo/nenhum: 8%
Não sabe: 6%

Pesquisa Datafolha - Votos totais, segundo turno entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad — Foto: Arte/G1

Apoio dos candidatos
 
O Datafolha também levantou a opinião dos entrevistados sobre o apoio dos presidenciáveis que disputaram o primeiro turno.
Marina Silva
O instituto perguntou: "O apoio de Marina Silva a um candidato a presidente no segundo turno da eleição deste ano...?”:
 

Poderia levar você a escolher esse candidato: 11%
Faria você não votar nesse candidato: 11%
Seria indiferente: 72%
Não sabe: 6%
 
O Datafolha também perguntou: “Na sua opinião qual dos dois candidatos Marina Silva deveria apoiar no segundo turno”?
 

Fernando Haddad (PT): 43%
Jair Bolsonaro (PSL)% 38%
 
Ciro Gomes
O instituto perguntou: “O apoio de Ciro Gomes a um candidato a presidente no segundo turno da eleição deste ano...?”:
 

Poderia levar você a escolher esse candidato: 21%
Faria você não votar nesse candidato: 11%
Seria indiferente: 63%
Não sabe: 4%
 
O Datafolha também perguntou: “Na sua opinião qual dos dois candidatos Ciro Gomes deveria apoiar no segundo turno?”:
 

Fernando Haddad (PT): 46%
Jair Bolsonaro (PSL): 40%
 
Geraldo Alckmin
O instituto perguntou: “O apoio de Geraldo Alckmin a um candidato a presidente no segundo turno da eleição deste ano...?”:
 

Poderia levar você a escolher esse candidato: 14%
Faria você não votar nesse candidato; 13%
Seria indiferente: 69%
Não sabe: 4%
 
O Datafolha também perguntou: “Na sua opinião qual dos dois candidatos Geraldo Alckmin deveria apoiar no segundo turno:”?
 

Jair Bolsonaro (PSL): 46%
Fernando Haddad (PT): 37%
Nenhum: 9%
Não sabe: 7%
 
 

Momento de decisão do voto
 
O instituto perguntou: “Em que momento você decidiu seu voto para (______) pelo menos um mês antes da eleição, 15 dias antes da eleição, uma semana antes da eleição, na véspera da eleição ou no próprio dia da eleição?”.
As respostas foram:
Presidente
 

Pelo menos um mês antes: 63%
15 dias antes: 10%
Uma semana antes: 8%
Na véspera: 6%
No dia da eleição: 12%
 

Governador
 

Pelo menos um mês antes: 49%
15 dias antes: 12%
Uma semana antes: 12%
Na véspera: 9%
No dia da eleição: 17%
 
Senador
 

Pelo menos um mês antes: 42%
15 dias antes: 13%
Uma semana antes: 13%
Na véspera: 10%
No dia da eleição: 22%
 
Deputado federal
 

Pelo menos um mês antes: 45%
15 dias antes: 11%
Uma semana antes: 13%
Na véspera: 10%
No dia da eleição: 20%
 
Deputado estadual
 

Pelo menos um mês antes: 47%
15 dias antes: 11%
Uma semana antes: 13%
Na véspera: 10%
No dia da eleição: 20%
 
 

Sobre a pesquisa
 
 

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 3.235 eleitores em 227 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 10 de outubro
Registro no TSE: BR-00214/2018
Nível de confiança: 95%
Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo"
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Fonte G1

 

Após várias rodadas de reuniões com dirigentes petistas, a direção do PCdoB decidiu no fim da noite deste domingo retirar a candidatura da deputada federal Manuela D’Ávila à Presidência da República. A decisão permite ao partido coligar-se oficialmente com o PT na disputa presidencial, em chapa que a princípio é liderada por Lula e tem Fernando Haddad como vice.
Embora sua candidatura tenha sido encerrada, na prática, Manuela D’Ávila não ficará sem espaço na chapa petista. Isso porque de acordo com os termos do acordo celebrado neste domingo, nos próximos meses ela deverá ser indicada para o posto hoje ocupado por Haddad.

Condenado em segunda instância no caso do tríplex do Guarujá, Lula deve ter sua candidatura ao Palácio do Planalto impugnada, com base na Lei da Ficha Limpa. Neste caso, a previsão é que Haddad assuma a cabeça da chapa e Manuela ocupe o lugar de vice.

Caso Lula consiga levar adiante a candidatura, Haddad está disposto a abrir mão do posto para dar espaço à aliada na chapa. De acordo com a legislação eleitoral, nomes da chapa presidencial podem ser alterados até 20 dias antes do pleito.

Nos próximos dias, Haddad e D’Ávila devem iniciar uma série de viagens pelo Brasil, para divulgar propostas de governo.

Ao lançar sua pré-candidatura à Presidência, na última quarta-feira, em Brasília, D’Ávila já dava sinais de que estava disposta a dialogar para tentar “unidade” entre as forças de esquerda.

A deputada federal tem defendido Lula com regularidade. Em discurso, afirma que o ex-presidente está preso “porque lidera as pesquisas” e que “o maior líder do país está encarcerado injustamente”.

— Nossa campanha sempre se somou ao grito de Lula livre — disse Manuela.

(Correio de Carajás-O Globo)

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, em vídeo divulgado na noite de quinta-feira em sua página no Facebook, que o PT vem sendo destruído desde 2005, numa referência ao ano em que veio à tona o escândalo do mensalão.

'O PT vem sendo destruído pelo seus adversários desde 2005. O PT já foi mais do que atacado, ninguém nunca foi tão atacado neste país como o PT', disse o ex-presidente.

No vídeo que tem o objetivo de convocar os petistas para participar do congresso que o partido realizará em junho, Lula afirmou ainda que ele pessoalmente já está acostumado a ser perseguido.

'A destruição continuou até o impeachment da presidente Dilma (Rousseff). Eu nem vou dizer da cassação ao Lula, da perseguição ao Lula porque estou acostumado com isso desde que comecei no movimento sindical.'

Lula conclama ainda os petistas a reagirem. 'Está na hora de a gente levantar a cabeça porque pode ter igual, mas neste país não tem ninguém melhor do que nós. Não tem nenhum partido melhor do que o nosso.'

(Fonte:Correio News/ ORM)

O candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, usou seu programa eleitoral nesta terça-feira (14) para rebater as críticas disparadas pela campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) e para abraçar bandeiras defendidas pelo movimento sindical.

Logo no início da propaganda do tucano, apresentadores alegam que, ao contrário do que diz o PT, o governo de Minas Gerais paga o piso salarial dos professores e está entre as unidades da Federação que melhor remuneram o magistério.

— O PT adora apostar na confusão.

É o que dizem os apresentadores, que destacam que os "piores salários" estão em lugares como Rio Grande do Sul e Bahia, administrados por petistas.

— Contra a mentira, o melhor remédio é a mudança. E a mudança é o Aécio.

Ao final do programa eleitoral do PSDB, nova investida contra a oponente: duas pessoas aparecem sussurrando a uma mulher críticas a Aécio feitas pelos petistas, dentre as quais a de que ele, uma vez eleito, acabaria com programas sociais. Em seguida, um apresentador afirma que "o PT quer amedrontar" o eleitor "com fofocas e boatos", atitude movida pelo "medo de perder a eleição e os privilégios" e de que as denúncias de corrupção na Petrobras sejam investigadas.

 

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa disse em depoimento à Justiça que o esquema de corrupção na estatal financiou partidos políticos na campanha eleitoral de 2010. O PT, oPMDB e o PP seriam os beneficiados.

Antes de embarcar de volta para casa, no Rio de Janeiro, Paulo Roberto Costa deixou o prédio da Justiça Federal no banco traseiro de um carro, escoltado por policiais federais. O ex-diretor da Petrobras falou duas horas sobre o esquema de propina e desvio de dinheiro na refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Uma obra que, segundo o Ministério Público Federal, foi orçada inicialmente em R$ 2,5 bilhões e já custou mais de R$ 20 bilhões.

Paulo Roberto Costa citou empreiteiras, deu detalhes sobre contratos e planilhas que registravam operações ilegais.

Quem também deu informações importantes para a Justiça Federal foi o doleiro Alberto Youssef, que respondeu a várias perguntas do juiz Sérgio Moro. Segundo o advogado do doleiro, esse foi um depoimento decisivo para selar o acordo de delação premiada de Youssef com a Justiça.

O advogado de Youssef disse que tanto o ex-diretor da Petrobras quanto o doleiro deram depoimentos muito parecidos. Segundo ele, Paulo Roberto Costa afirmou que o esquema de desvio de dinheiro na Petrobras ajudou a financiar a campanha eleitoral de 2010. Os partidos beneficiados seriam PT, PMDB e PP.

“Paulo Roberto e Alberto agiam em nome dos políticos. O que foi dito é que isso financiava um esquema político, inclusive o Paulo deixou bem claro que esse esquema financiou a campanha de 2010. Não posso dizer de quem, mas de muita gente”, afirmou Antonio Figueiredo Basto.

O PT e o PP, por enquanto, não vão se manifestar sobre a denúncia. A assessoria do PMDB não teve acesso ao conteúdo da delação e disse que não vai comentar o assunto.

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016