A Semana do Coração irá realizar nesta sexta-feira, 28, o “Dia D” de atendimento exclusivo aos homens, independentemente da idade. Eles podem procurar qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS) do município, de 8h as 12h e de 14h as 18h.

Serão ofertados serviços como verificação de pressão arterial, solicitação de exames de colesterol e triglicerídeos, palestras educativas, atendimento com nutricionista, consulta médica e de enfermagem, atendimento multiprofissional, entre outros.

O “Dia D” encerra a Semana do Coração realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) da Prefeitura de Parauapebas.

(ASCOM-PMP)

Existem hoje, em toda a rede privada no Estado, 984 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o que equivale a apenas 1,18 leitos para cada 10 mil pessoas. No que se refere aos leitos públicos a situação é ainda pior: as unidades de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) somam apenas 474, o que equivale a menos de um leito (0,57) para cada 10 mil paraenses.

A Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) aponta como proporção ideal o índice de 1 a 3 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes, o que coloca o Pará abaixo da média.

Segundo o levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM), o país conta atualmente com 2,13 leitos para cada grupo de 10 mil habitantes. No SUS, no entanto, essa razão é de apenas 1,04, enquanto a rede “não SUS” tem 4,84 leitos para beneficiários de planos de saúde – quase cinco vezes a oferta da rede pública.

Os números constam de um levantamento feito pelo conselho, que mapeou a distribuição dos leitos de UTI nos estados e nas capitais. Os números revelam um cenário que torturam milhares de médicos pelo país cotidianamente: hospitais com alas vermelhas superlotadas de pacientes à espera de infraestrutura apropriada.

REGIÕES

 O estudo do conselho mostra ainda a distribuição geográfica desigual dos leitos: o Sudeste concentra 23.636 (53,4%) das unidades de terapia intensiva de todo o País. Já o Norte tem a menor proporção: apenas 2.206 (5%). Apesar da situação crítica, o Pará ainda é o Estado do Norte que possui mais vagas privadas, com 984 unidades, e do SUS, com 474 unidades.

Wilson Machado, Diretor do Sindicato dos Médicos do Estado do Pará (Sindmepa) diz que a tendência nos últimos anos no serviço público é de redução de leitos, indo no sentido inverso do que seria o correto, já que a população só faz crescer.

“Essa queda de leitos até seria compreensível se houvesse um investimento do governo na atenção básica que pudesse justificar um melhor controle das doenças de média e alta complexidade”, analisa.

“Isso reduziria a pressão por necessidade de leitos, mas não é isso que ocorre. A população só cresce, os leitos diminuem e o governo não investe na atenção básica”.

Maior parte das vagas está distribuída nas capitais

 

O levantamento mostra que os leitos de UTI em estabelecimentos públicos, conveniados ao SUS ou particulares estão disponíveis em somente 532 dos 5.570 municípios brasileiros. Se considerados apenas os leitos de medicina intensiva da rede pública, apenas 466 destes municípios oferecem tratamento em Medicina Intensiva no País.

Ao todo, o Brasil possui quase 45 mil leitos de UTI, segundo informações do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. Pouco menos da metade (49%) está disponível para o SUS e a outra parte é reservada exclusivamente à saúde privada ou suplementar (planos de saúde), que hoje atende a 23% da população.

Outro alerta do CFM é de que 44% dos leitos SUS e 56% dos leitos privados do Brasil se encontram apenas nas capitais. Se observada a repartição entre as regiões metropolitanas, constata-se que 68% dos leitos de UTI do SUS e 80% dos leitos da rede privada e suplementar estão concentrados nestas áreas.

Estudos estimam que 60% dos leitos de UTI são ocupados por pacientes acima de 65 anos de idade e que o tempo médio de permanência desse grupo é sete vezes maior que o da população mais jovem. 

O 1º secretário e coordenador da Câmara Técnica de Medicina Intensiva do CFM, Hermann von Tiesenhausen, lembra que as mudanças epidemiológicas dos últimos anos demandam o empenho dos gestores púbicos.

“A infraestrutura de saúde do País precisa acompanhar as necessidades da população. Só as internações causadas por acidentes e violências aumentaram 25% nos últimos oito anos e os acidentes de trânsito aumentaram 30% neste mesmo período”, destacou.

(Fonte: Dol-Diário do Pará/ Luiz Flávio)

 

Na cessão ordinária da Câmara Municipal de Parauapebas a Vereador Francisca Ciza reafirmou mais uma vez e seu compromisso de levar mais infraestrutura e saúde para os bairros de Parauapebas. Na oportunidade a vereadora apresentou três indicações ao poder executivo do município.

A primeira indicação foi para que o chefe do executivo municipal, através da Secretaria Municipal de Obras (Semob), providencie a pavimentação asfáltica e a instalação da rede publica de iluminação no bairro Alto Boa Vista.

Francisca Ciza disse que o asfaltamento irá melhorar as condições de tráfego, contribuindo na melhoria da qualidade de locomoção das pessoas. Ela solicitou ainda que, além do asfaltamento, a prefeitura possa proceder em caráter de urgência a instalação da rede pública de iluminação. “A iluminação pública é essencial para a qualidade de vida da sociedade, por ser de fundamental importância para a segurança pública, uma vez que, a marginalidade vem crescendo e os casos de violência vêm aumentando assustadoramente naquela região” disse.

A vereadora também solicitou que através da Secretaria Municipal de Obras juntamente com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (SAAEP), providencie a pavimentação asfáltica, instalação da rede pública de iluminação e a implantação do sistema de abastecimento de água e obras de saneamento básico para bairro Soldado Daniel.

Compromisso com a saúde

Em sua terceira indicação ao Poder Executivo, a vereadora solicitou que o município proceda com a regulamentação do cargo de terapeuta ocupacional, para atuar junto às secretarias municipais: de Assistência Social, Segurança Institucional, Educação e de demais instituições onde tal profissional se faz necessário.

A vereadora destacou que o terapeuta ocupacional é um profissional dotado de formação nas áreas da saúde e social. Sua intervenção compreende avaliar o paciente, buscando identificar alterações nas suas funções práticas, considerando sua faixa etária e desenvolvimento da sua formação pessoal, familiar e social. A base de suas ações compreende abordagens e condutas fundamentadas em critérios avaliativos com eixo referencial, pessoal, familiar, coletivo e social, coordenadas de acordo com o processo terapêutico implementado. “As atividades do profissional estendem-se por diversos campos das ciências de saúde e sociais. Avalia seu paciente para a obtenção do projeto terapêutico indicado; que deverá, resolutivamente, favorecer o desenvolvimento e/ou aprimoramento das capacidades psico-ocupacionais remanescentes e a melhoria do seu estado psicológico, social, colaborativo e de lazer”, destacou Ciza.

Toda as solicitações da vereadora foram aprovadas por unanimidade  e agora seguem ao executivo.

 

Reportagem: Fernando Bonfim

A partir desta segunda-feira (10) passa a valer a suspensão temporária da comercialização de 26 planos de saúde de 11 operadoras definida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A medida foi tomada a partir das elevadas queixas relativas à cobertura assistencial. Os 26 planos, juntos, têm 75.500 beneficiários.

A ANS informou, há cinco dias, que os usuários terão a assistência regular garantida. No entanto, para que os planos voltem a ser comercializados para novos clientes, as operadoras deverão comprovar melhorias no atendimento.

Paralelamente, houve a reativação de 20 planos de 11 operadoras, que ficarão liberados para comercialização a partir de hoje (10).

Monitoramento

As operadoras são avaliadas por meio do Monitoramento da Garantia de Atendimento partir das reclamações registradas pelos beneficiários nos canais da ANS. Nessa etapa, foram consideradas as queixas sobre cobertura e demoras de atendimento no segundo trimestre de 2018.

De acordo com a ANS, o objetivo da suspensão é também estimular que as operadoras qualifiquem o atendimento prestado aos consumidores.

Queixas

No trimestre compreendido entre 1º de abril a 30 de junho de 2018, a ANS recebeu 17.171 reclamações de natureza assistencial. Desse total, 16.189 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento.

No período, 93,2% das queixas foram resolvidas pela mediação feita pela ANS via Notificação de Intermediação Preliminar (NIP), garantindo respostas aos problemas dos consumidores.

Lista

A lista completa dos 26 planos que serão suspensos está disponível no site da ANS.

(Fonte: Agência Brasil)

 

Um trabalho conjunto das secretarias de Saúde (Semsa), de Urbanismo (Semurb), de Obras (Semob), de Meio Ambiente (Semma) e a Secretaria de Produção Rural (Sempror) e ainda a Assessoria de Comunicação (Ascom) realizaram na manhã desta quinta-feira (23) mais uma etapa do mutirão de combate à leishmaniose em Parauapebas. Nesta semana foi a vez do bairro Betânia receber os diversos serviços de combate ao mosquito palha, principal transmissor da doença.

Serviços como, teste rápido em cachorros, panfletagem, carro de som e limpeza das ruas estão entre os principais serviços ofertados à comunidade. A expectativa é que em média de 100 a 200 animais devam ser atendidos. “Os agentes de endemias vão de casa em casa levando a informação sobre o que é a doença e conscientizando a população a trazer o seu animal para fazer o teste, a colocar o lixo pra fora, tendo em vista que as equipes estarão reforçando a coleta”, explica o coordenador.

O Médico Veterinário Eder Ramiro explica que teste rápido se dá prioritariamente aos animais sintomáticos, ou seja, que apresentam sintomas caraterísticos da doença, mas que há algumas exceções. “Animais que vêm de uma mesma residência, e que apenas um tem sintomas, nós fazemos os teste em todos os outros, independentemente de apresentarem sintomas ou não, pois há tendência de que os demais possam estar infectados”, explica o médico veterinário. Ele ainda acrescenta que, com o teste rápido, o resultado sai em poucos minutos, no caso de positivo o proprietário do animal pode optar eutanasiá-lo, que trata-se de outro serviço oferecido no local de atendimento ou realizar outro exame (Sorologia), este por sua vez  demora mais tempo, mas apresenta uma margem bem menos de erro.

Saiba mais

A Leishmaniose é uma doença causada por um protozoário considerada uma antropozoonose, ou seja, é própria de animais, mas pode ser transmitida de maneira acidental para seres humanos. No caso da Leishmaniose, o protozoário parasita é transmitido entre animais (cães e roedores) através da picada de certos tipos de mosquito. Quando o mosquito infectado pica um ser humano, a doença é transmitida para o homem.

A doença pode se manifestar de três maneiras diferentes e ser causada por até 30 tipos de protozoários do gênero Leishmaniose. Em ambientes urbanos, o animal mais afetado pela doença é o cachorro, que também serve de principal hospedeiro do parasita.

Existem 3 tipos diferentes de leishmaniose. São eles:

Leishmaniose cutânea

Este tipo da doença afeta a pele. Ela forma feridas e úlceras na pele, e é a versão mais comum da leishmaniose, sendo causada por quase 20 dos protozoários do gênero leishmania. As feridas podem ser grandes e doloridas.

Leishmaniose mucocutânea

Parecida com a versão cutânea, a leishmaniose muco cutânea afeta com úlceras, além da pele, as mucosas e cartilagem. A boca e o nariz são afetados e esse tipo da doença pode causar sérias deformações faciais, podendo praticamente devorar os lábios, orelhas ou nariz por inteiro.

Leishmaniose visceral

A versão visceral da leishmaniose também é conhecida como calazar. Está versão é a mais rara, mas a mais perigosa das três. Ela causa úlceras nos órgãos internos do paciente. O baço, o fígado e a medula óssea são afetados e, se não tratada, esta condição leva a morte.

 

“Os agentes de endemias vão de casa em casa levando a informação sobre o que é a doença e conscientizando a população a trazer o seu animal para fazer o teste, a colocar o lixo pra fora, tendo em vista que as equipes estarão reforçando a coleta”, explica o coordenador.

O Médico Veterinário Eder Ramiro explica que teste rápido se dá prioritariamente aos animais sintomáticos, ou seja, que apresentam sintomas caraterísticos da doença, mas que há algumas exceções.

 

Reportagem: Fernando Bonfim

32 pontos de Vacinação reforçam a imunização contra a Pólio e Sarampo neste sábado (18) em Parauapebas. Os pontos de vacinação receberam a demanda ate às 18h00. O objetivo é imunizar cerca de 14 mil crianças de 1 a menores de 5 anos de idade.

Dos 32 locais, além das unidades de saúde, 12 escolas também serão pontos de vacinação, o que facilita o acesso à vacina para todos os bairros. Além disso, sábado é o dia escolhido para possibilitar que os pais possam levar seus filhos, já que muitos deverão estar de folga do trabalho. Todos os pontos de vacinação estarão abertos entre 8h e 17h, sem interrupção.

A mãe do pequeno João Vitor de três anos de idade destaca que a campanha é muito importante, pois é uma prevenção para todas as crianças. “Facilita bastante, pois chegou em vários postinhos o que torna mais próximo das pessoas e faz com que a gente não perca muito tempo. Eu também gostei muito dos personagens, eles tiram a atenção das crianças, isso faz com que elas fiquem menos nervosa”, diz a mãe.

 Pontos de vacinação contra a pólio e sarampo no “Dia D”

 

  • Centro de Saúde Cidade Nova – Bairro Cidade Nova

 

  • Escola Paulo Fonteles – Bairro Rio Verde

 

  • Escola Cecília Meireles – Bairro União

 

  • Posto de Saúde Liberdade – Bairro Liberdade l

 

  • Posto de Saúde Liberdade ll – Bairro Liberdade ll

 

  • Posto de Saúde Rio Verde – Bairro Rio Verde

 

  • PSF Fortaleza – Bairro da Paz

 

  • Posto de Saúde da Paz – Bairro da Paz

 

  • Centro de Saúde Guanabara – Bairro Guanabara

 

  • Escola Antônio Matos Filho – Bairro Nova Vida

 

  • Escola Mário Lago – Complexo VS10

 

  • Escola Irmã Laura – Bairro Bela Vista

 

  • Escola Infantil Pingo de Gente – Bairro da Paz

 

  • Posto de Saúde Palmares Sul – Bairro Palmares Sul

 

  • Posto de Saúde Palmares ll – Posto de Saúde Palmares ll

 

  • Escola Nova Vitória – Nova Vitória

 

  • Posto de Saúde – Cedere l

 

  • Posto de Saúde – Bairro Novo Brasil

 

  • Escola Milton Martins – Bairro Nova Carajás

 

  • Escola Terezinha de Jesus – Bairro Cidade Jardim

 

  • Escola Doroth Stang – Bairro Cidade Jardim

 

  • Posto de Saúde – Bairro dos Minérios

 

  • Creche Ribamar Leite – Bairro Casas Populares ll

 

  • Posto de Saúde Tropical – Bairro Tropical

 

  • Centro de Saúde Altamira – Bairro Altamira

 

  • Escola Eunice Moreira – Bairro Vila Rica

 

  • Escola Novo Horizonte – Bairro Novo Horizonte

 

  • Posto de Saúde Jardim Canadá – Bairro Jardim Canadá

 

  • Posto de Saúde – Vila Sansão

 

  • Posto de Saúde – Vila Paulo Fonteles

 

  • Posto de Saúde – Garimpo das Pedras

 

  • Hospital Yutaka Takeda – Núcleo Urbano de Carajás

 

 

(Reportagem Fernando Bonfim/ Com Informações Ascom PMP)

 

Este sábado, 18, será inteiramente dedicado à vacinação contra a poliomielite e o sarampo para crianças de 1 a menores de 5 anos de idade. Serão 32 pontos de vacinação, incluindo postos de saúde na zona rural de Parauapebas. 

A Campanha Nacional de Vacinação contra a pólio e o sarampo começou dia 6 deste mês e terminará dia 31, mas o dia ‘D’ de vacinação neste sábado deverá impulsionar a cobertura vacinal no município, cuja meta é a de imunizar mais de 14 mil crianças, com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) preparada para receber a comunidade.

Dos 32 locais, além das unidades de saúde, 12 escolas também serão pontos de vacinação, o que facilita o acesso à vacina para todos os bairros. Além disso, sábado é um dia escolhido para possibilitar que os pais possam levar seus filhos, já que muitos deverão estar de folga do trabalho.

Todos os pontos de vacinação estarão abertos entre 8h e 17h, sem intervalo para almoço. A diretora da Vigilância em Saúde, Michele Ferreira, alerta os pais e responsáveis sobre a importância da carteira de vacinação. “Todas as crianças nessa faixa etária devem ser vacinadas. E, para que o profissional de saúde identifique a situação vacinal de cada criança, pais e responsáveis não podem esquecer a carteira de vacinação, sem ela não há como comprovar a situação vacinal”, explica Michele. 

Embora a pólio e o sarampo sejam doenças consideradas já eliminadas no Brasil, o objetivo da campanha é evitar que elas sejam reintroduzidas em razão da baixa adesão à vacina, forma de imunização mais eficaz das crianças, segundo o Ministério da Saúde.

PONTOS DE VACINAÇÃO CONTRA A PÓLIO O SARAMPO NO "DIA D"

  • Centro de Saúde Cidade Nova – Bairro Cidade Nova 
  • Escola Paulo Fonteles – Bairro Rio Verde 
  • Escola Cecília Meireles – Bairro União 
  • Posto de Saúde Liberdade – Bairro Liberdade l 
  • Posto de Saúde Liberdade ll – Bairro Liberdade ll
  • Posto de Saúde Rio Verde – Bairro Rio Verde 
  • PSF Fortaleza – Bairro da Paz 
  • Posto de Saúde da Paz – Bairro da Paz
  • Centro de Saúde Guanabara – Bairro Guanabara 
  • Escola Antônio Matos Filho – Bairro Nova Vida 
  • Escola Mário Lago – Complexo VS10
  • Escola Irmã Laura – Bairro Bela Vista 
  • Escola Infantil Pingo de Gente – Bairro da Paz 
  • Posto de Saúde Palmares Sul – Bairro Palmares Sul
  • Posto de Saúde Palmares ll – Posto de Saúde Palmares ll 
  • Escola Nova Vitória – Nova Vitória 
  • Posto de Saúde – Cedere l 
  • Posto de Saúde – Bairro Novo Brasil 
  • Escola Milton Martins – Bairro Nova Carajás 
  • Escola Terezinha de Jesus – Bairro Cidade Jardim 
  • Escola Doroth Stang – Bairro Cidade Jardim 
  • Posto de Saúde – Bairro dos Minérios 
  • Creche Ribamar Leite – Bairro Casas Populares ll 
  • Posto de Saúde Tropical – Bairro Tropical 
  • Centro de Saúde Altamira – Bairro Altamira 
  • Escola Eunice Moreira – Bairro Vila Rica 
  • Escola Novo Horizonte – Bairro Novo Horizonte 
  • Posto de Saúde Jardim Canadá – Bairro Jardim Canadá 
  • Posto de Saúde – Vila Sansão 
  • Posto de Saúde – Vila Paulo Fonteles 
  • Posto de Saúde – Garimpo das Pedras 
  • Hospital Yutaka Takeda – Núcleo Urbano de Carajás 

 

Texto: Jéssica Diniz
Foto: Piedade Ferreira
Assessoria de Comunicação - Ascom | PMP

 

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio da Supervisão da Rede Cegonha, começou nesta segunda-feira, 1º, a Semana de Aleitamento Materno, que irá prosseguir até dia 08 com o tema “Amamentação é a base da vida”.

Durante esse período, a Semsa irá orientar a comunidade sobre a importância do aleitamento materno e treinar profissionais da rede pública de saúde para o manejo e orientação da família sobre o aleitamento materno.

Programação:

• 1°/08/18 – (Quarta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 10h, na Unidade Básica de Saúde Liberdade (UBS) 2.

• 1°/08/18 – (Quarta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 16h, na UBS Guanabara.

• 02/08/18 – (Quinta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 10h, na UBS Da Paz.

• 02/08/18 – (Quinta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 16h, na UBS Altamira.

• 03/08/18 – (Sexta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 10h, na UBS Fortaleza.
• 03/08/18 – (Sexta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 16h, na UBS Novo Brasil.
• 06/08/18 – (Segunda-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 10h, na UBS Tropical.

• 06/08/18 – (Segunda-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 16h, na UBS Cidade Nova.
• 07/08/18 – (Terça-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 16h, na UBS Rio Verde.
• 08/08/18 – (Quarta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 16h, nas UBS Minérios e Casas Populares.

• 09/08/18 – (Quinta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 10h, nas UBS Cedere I.
• 09/08/18 – (Quinta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 16h, nas UBS Jardim Canadá.

• 10/08/18 – (Quinta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 10h, nas UBS Palmares Sul.

• 10/08/18 – (Quinta-feira) – Roda de conversa e orientações com profissionais da saúde, às 16h, nas UBS Palmares II.

(Assessoria de Comunicação – Ascom/Semsa/PMP)

O cirurgião-dentista Ricardo Gadelha, 44 anos, foi diagnosticado com poliomielite pouco antes de completar 2 meses de vida. Em meio às sequelas que a doença deixou, sobretudo nos membros inferiores, ele garante fazer a sua parte pra que a chamada paralisia infantil não volte a fazer novas vítimas. Os filhos de Gadelha, Samuel, 14 anos, e Davi, 11 anos, foram devidamente imunizados contra a pólio. “Não quero nem desejo essa sequela pra ninguém. Filho protegido é filho vacinado. Nós, pais, temos essa responsabilidade”, reforçou.

A partir da próxima segunda-feira (6), todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem ser levadas aos postos de saúde para receber a dose contra a pólio e também contra o sarampo. O Dia D de mobilização nacional foi agendado para o dia 18, um sábado, mas a campanha segue até o dia 31 de agosto. A meta do governo federal é imunizar 11,2 milhões de crianças e atingir o marco de 95% de cobertura vacinal nessa faixa etária, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o Ministério da Saúde, foram adquiridas 28,3 milhões de doses de ambas as vacinas – um total de R$ 160,7 milhões. Todos os estados, segundo a pasta, já estão abastecidos com um total de 871,3 mil doses da Vacina Inativadas Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice Viral, que protege contra o sarampo, a rubéola e a caxumba. 

A campanha de vacinação deste ano é indiscriminada, ou seja, pretende imunizar todas as crianças na faixa etária estabelecida. Isso significa que mesmo as que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço. No caso da pólio, crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida devem receber a VIP. As que já tomaram uma ou mais doses devem receber a VOP. E, para o sarampo, todas devem receber uma dose da Tríplice Viral – desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Queda nas coberturas

Doenças já erradicadas no Brasil voltaram a ser motivo de preocupação entre autoridades sanitárias e profissionais de saúde. Baixas coberturas vacinais, de acordo com o próprio ministério, acendem "uma luz vermelha" no país. Até o momento, a pasta contabiliza 822 casos confirmados de sarampo – sendo 519 no Amazonas e 272 em Roraima. Ambos os estados têm ainda 3.831 casos em investigação. Casos considerados isolados foram confirmados em São Paulo (1), no Rio de Janeiro (14), no Rio Grande do Sul (13), em Rondônia (1) e no Pará (2).

Em junho, países do Mercosul fizeram um acordo para evitar a reintrodução de doenças já eliminadas na região das Américas, incluindo o sarampo, a poliomielite e a rubéola. Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile se comprometeram a reforçar ações de saúde nas fronteiras e a fornecer assistência aos migrantes numa tentativa de manter baixa a transmissão de casos. Dados do governo federal mostram que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal contra pólio abaixo de 50%.

Sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade. 

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus. Atualmente, entretanto, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, além de casos já identificados em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Rio de Janeiro.

Pólio

Causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, a poliomielite geralmente atinge crianças com menos de 4 anos de idade, mas também pode contaminar adultos. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas, e há semelhanças com infecções respiratórias – como febre e dor de garganta – e gastrointestinais – como náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

(Fonte: Agência Brasil)

A FAMAP (Faculdade Master de Parauapebas) abriu dia 16 de julho, as inscrições para o Novo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Você que sonha em ingressar na carreira de Enfermagem, Nutrição, Farmácia, Administração, Gestão Comercial e Engenharia Ambiental tem até amanhã, 22 de Julho, para se inscrever na FAMAP pelo Fies.

Imagem: Divulgação

Um pouco mais sobre a Famap

A Faculdade Master de Parauapebas encontra-se entre os melhores e mais inovadores cursos de graduação em Enfermagem da cidade. Uma das grandes preocupações da FAMAP é inovar também na metodologia de ensino e na formação do profissional desde o início do curso, oferecendo oportunidades de monitoria, Programa de Estágio Extracurricular e incentivo a Iniciação Científica.

 Para se inscrever é só acessar o link http://fies.mec.gov.br/ .

Imagem : Site Fies

Sobre o novo Fies:

O novo Fies é um modelo de financiamento estudantil moderno, que divide o programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. O novo fies traz melhorias na gestão do fundo, dando sustentabilidade financeira ao programa a fim de garantir a sustentabilidade do programa e viabilizar um acesso mais amplo ao ensino superior.

 Venha ser um universitário Famap!

(Da redação com informações do Sites: Fies e Famap)

 

 

Página 1 de 5

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016