O crime aconteceu em plena  manhã  de hoje, quinta-feira (08), por volta das 10 horas, quando a vítima transitava por uma das ruas do bairro, sendo surpreendida por dois elementos em uma motocicleta, modelo BROS, preta.

A vítima, identificada como Diogo Cláudio da Silva, 20 anos de idade, foi assassinada com quatro tiros de pistola 380. De acordo com informações, Diogo foi perseguido pelos assassinos enquanto caminhava na rua rua 118, bairro Jardim Canadá e, ao perceber que estava sendo perseguido, tentou correr, porém sem sucesso na fuga, foi atingido com tiros na cabeça.

De acordo com o tenente PM, Freitas disse a reportagem que  Diogo já tinha passagem pela polícia por assalto e roubo de moto.

A guarnição da polícia chegou ao local do crime pelo CCO (Centro de Controle Operacional). “Fomos informados via CCO, sobre o homicídio ocorrido nesta rua, de que este rapaz teria sido baleado. Chegamos aqui junto com o SAMU,  mas ele já estava sem vida”, informou o PM.

(Reportagem Caetano Silva)

A Polícia Civil busca por informações que possam levar ao paradeiro e identificação do assassino que executou, com três tiros, Ana Cristina Ferreira, 54 anos de idade e baleou o marido da mesma, Gilberto Maio Ferreira, 34. O caso aconteceu por volta das 17h30, sexta-feira 19, na Rua Cláudio Coutinho com Padre Josino, bairro da Paz, em Parauapebas.

De acordo com as primeiras informações repassadas pelo tenente PM Freitas, o casal era envolvido com ocupação de terra e no local, onde ocorreu o crime, funcionava um escritório onde Cristina realizava cadastros de pessoas interessadas em adquirir lotes rurais.

 "Os primeiros levantamentos que conseguimos aqui foi de que o casal tinha uma associação de cadastro de pessoas e que por volta das 17h30 desta sexta-feira, havia chegado  um desconhecido, com um capacete na cabeça, pedindo para fazer um cadastro, momento em que se dirigiu até a senhora e efetuou vários disparos na cabeça dela. O rapaz, que também se encontrava no local foi alvejado com um tiro no rosto, mas não corre risco de morte. O mesmo foi socorrido e conduzido ao Hospital Municipal, porém, infelizmente, ela não teve a mesma sorte, pois morreu instantaneamente no local, não tendo oportunidade de se defender. Agora cabe a Polícia Civil investigar o crime e para chegar ao criminoso e colocar o mesmo na cadeia”, ressaltou o policial.

 Na residência onde ocorreu o crime a polícia encontrou vários contratos em nome de uma associação de produtores rurais da região, como também vários santinhos de um candidato ao governo do Estado.

A polícia colocou a disposição da população o Disque Denúncia, nº 181 e lembrou à população, que as informações passadas são mantidas em absoluto sigilo.

(Caetano Silva)

Na tarde de ontem, domingo (23) uma briga de vizinhos resultou na morte de José dos Santos Neto, na chácara Terra de Davi, zona rural de Canaã dos Carajás.

Os homens discutiram por conta de animais. Informações dão conta que a briga começou porque o cachorro do vizinho de José estaria matando seus patos de criação.

Com raiva das mortes de seus bichos, José teria iniciado a discussão para pôr um fim de vez na situação, logo após teria voltado para casa, quando por volta das 15h foi surpreendido pelo vizinho que golpeou com faca José Neto, 59 anos, que faleceu no local.

Ainda segundo as informações de testemunhas, no momento da discussão os dois estariam embriagados.
 

(Fonte: Jornal In Foco)

O pedreiro Luis Nonato dos Santos,  39 anos de idade, foi executado com quatro tiros disparados por dois indivíduos que usavam capacetes amarelos e pilotavam uma moto Bros, preta.

Luis Nonato em vida, foto de arquivo pessoal. 

O crime aconteceu por volta das 07h30, da manhã de terça - feira, 28, na rua Belém com a rua 10, bairro Primavera, em Parauapebas.  A vítima foi assassinada quando chegava ao local para trabalhar.

De acordo com informações, ao chegar a casa onde trabalhava, a vítima se sentou em uma mureta, para mexer em seu celular, instante em que uma dupla chegou e efetuou os disparos contra ele.

 (Reportagem: Caetano Sillva)

Avelino Andrade Costa, 49 anos de idade, muito conhecido na cidade, como Andrade foi executado com 15 tiros de pistola 380. A execução ocorreu na Palmares, em um balneário denominado ‘Zé  Praça’, zona Rural de Parauapebas. A vítima era ex-candidato a vereador e suplente do vereador Rafael Ribeiro, na Câmara.

Andrade ainda conseguiu correr, porém ao cair no chão, foi executado com dois tiros na cabeça. 

O crime aconteceu por volta das 17h20, de domingo (26), minutos depois de a vítima chegar ao local, em sua camionete.  De acordo com informações os assassinos já se encontravam no  balneário, quando Andrade chegou.  Após alguns minutos o mesmo se dirigiu ao banheiro, instante em que teria sido acompanhado pelos criminosos. Dentro do banheiro os assassinos abordaram a vítima e a revistaram, não encontrando nenhuma arma na cintura da mesma, em ato contínuo, desferiram diversos disparos em Andrade, que ainda chegou a correr, vindo a cair quando os criminosos executaram a vítima com mais dois tiros na cabeça.

Após a execução a dupla deixou o local em um veículo Ônix de cor prata. Até o fechamento desta matéria, a polícia não tinha informações que pudessem levar ao paradeiro dos criminosos. Ainda não se sabe também o que motivou o crime. 

Em nota e emitida na tarde de hoje, segunda-feira (27) a prefeitura municipal lamentou a morte de Avelino Andrade Costa.

Veja nota na integra: 

Nota de pesar

É com grande consternação que a Prefeitura de Parauapebas recebe a notícia do falecimento prematuro de Avelino Andrade Costa, que ocorreu no último domingo, 26. O corpo de Avelino Andrade está sendo velado na Câmara Municipal e o sepultamento ocorrerá logo mais, às 17h.

A Prefeitura de Parauapebas deixa suas mais sinceras condolências à família e amigos por esta inestimável perda.

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

(Reportagem: Caetano Sillva)

Mais um empresário do ramo de ferro velho é assassinado em Parauapebas. O crime aconteceu na manhã desta terça-feira (14), por volta das 09h:30, em uma rua paralela à rodovia Faruk Salmen. A vítima identificada como Douglas Gomes, foi morta por um único tiro, provavelmente de uma pistola 380.

Segundo informações minutos antes de ser morto, Douglas que é dono de um ferro velho no bairro Beira Rio, teria recebido uma ligação telefônica onde combinou com o que estava do outro lado da linha de encontrá-lo na entrada do bairro Vale dos Carajás. Chegando ao local, Douglas foi surpreendido pelo assassino que o aguardava escondido atrás de uma árvore, instante em que teria acenado para o motorista, que ao parar, foi baleado com um único tiro na cabeça, morrendo instantaneamente no interior de sua camionete, uma  Hilux de cor branca, placa LSR-1914.

Apos o crime o assassino fugiu em uma moto de modelo e placa não anotada. De acordo com informações há mais ou menos oito meses, Douglas Santos sofrera uma tentativa de homicídio, quando dois indivíduos armados o surpreendeu, em sua fazenda, para roubar a camionete.

A vítima estava dentro de sua caminhonete quando foi assassinada. 

No local, ninguém se arriscou em falar sobre a ação dos pistoleiros. Ao que tudo indica o empresário andava preocupado. No bolso da vítima a polícia encontrou um carregador, municiado de pistola ponto 40, arma de uso exclusivo da polícia, porém a arma não foi encontrada.

Segundo informações na hora do ocorrido a vítima estava acompanhada de um carona, identificado apenas como Fernando que também foi baleado.

Até o fechamento desta matéria, às 12h: 00, a polícia ainda não tinha informações que pudessem levar ao paradeiro dos autores do crime.

(Reportagem: Caetano Silva)

Um assassinato ocorrido na madrugada de hoje, sábado (11), por volta das 02h20,  em um clube de festas da cidade, vitimou Jadson Oliveira da Silva, vulgo "Gdd", de 19 anos de idade, na rua 24 de Março com Cláudio Coutinho, bairro da Paz, Parauapebas.

A Polícia Civil de Parauapebas busca identificar o autor do crime, através das imagens das câmaras do sistema de segurança do clube, que podem identificar o homem armado de revólver calibre 38 que disparou diversos tiros em Jadson, no meio de diversas outras pessoas que participavam da festa.

De acordo com informações o assassino entrou no clube pela portaria e, como a festa possui entrada franca, o mesmo não teve nenhuma dificuldade de entrar armado no local.  Após localizar sua vítima o atirador, ainda não identificado pela polícia, descarregou a arma em Jadson Oliveira.

Na hora do ocorrido a vítima havia acabado de chegar ao local, onde estava sentando em uma mesa na companhia de sua namorada, na área vip do clube quando foi surpreendido pelo assassino, que após trocar algumas palavras com o mesmo sacou a arma e gritou a todos que estavam em sua volta para que saíssem e se dirigindo até "Gdd", desferiu vários disparos contra o mesmo, que não teve chance de defesa.

Após executar a vítima o assassino deixou o local em um veículo Fox prata que o aguardava na frente do clube. Na hora da fuga o veículo ainda bateu em outros dois carros, sendo um deles, um táxi que estava parado na frente do clube.

No celular da vítima a polícia encontrou várias fotografias de grande quantidade de drogas.

Ainda de acordo com informações, na mesa de Gdd havia alguns pacotes de droga do tipo cocaína e crack, que teria sido recolhida e levada pelo criminoso. Pela manhã, uma equipe de investigadores esteve na casa de Gdd e encontrou mais entorpecestes.

As informações que estão sendo apuradas pela polícia dão conta de que há um mês, naquele mesmo clube, a vítima teria se envolvido em uma discussão com uma mulher que o teria  fotografado dentro do clube, não gostando de ser fotografado, foi tomar satisfações com a mulher, desde então “Gdd” estaria recebendo ameaças de morte.

A vítima, segundo a polícia, seria traficante e integrante de uma facção criminosa e teria sido morto por outra facção rival.

(Caetano Silva)

 

A Divisão de Homicídio da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas investiga o assassinato do colono identificado apenas como Zé da Velha, morto com dois tiros de revolver calibre 38. O crime aconteceu por volta das 07h: 30 de segunda-feira (23), na comunidade rural Barra do Cedro, Palmares II, aproximadamente 37 quilômetros do centro de Parauapebas.

De acordo com informações, que estão sendo investigadas pela polícia, a vítima que residia a três quilômetros do local onde foi assassinado, havia chegado com um litro de cachaça e antes

Ainda segundo informações, no local havia outras duas pessoas, as mesmas teriam saído do local para olhar uma caeira, minutos depois teriam ouvido dois disparos de arma de fogo, no mesmo instante retornaram para o local e presenciaram o suposto assassino ainda com a arma em punho. “Afasta, afasta não encosta ninguém!”, teria dito o homicida, que deixou o local em seguida.

 Até o fechamento desta matéria a polícia ainda não tinha informações sobre o paradeiro do assassino. A Divisão de Homicídios coloca à disposição o número 181 do disk denúncia para que o cidadão de bem, possa auxiliar a polícia judiciária a prender o assassino.

Vale ressaltar que naquela mesma localidade, no dia 25 do mês de Junho, o braçal Adriano Anjos da Silva, de 32 anos de idade, também foi morto a tiros e ainda teve a orelha decepada e levada pelo autor do crime.  

(Reportagem Caetano Silva)

A equipe da Divisão de Homicídio da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas busca informações que possa levar ao paradeiro do assassino que supostamente armado com uma arma de grosso calibre ceifou a vida de Adriano Anjos da Silva, 32 anos de idade, natural de Belém-PA.

Foto de RG da vítima.

O crime aconteceu por volta das 13 horas de segunda-feira 25, na localidade denominada Barra do Cedro, zona rural de Parauapebas, localizado há 37 quilômetros do centro da cidade. De acordo com informações a vítima, oriunda da capital paraense, estava naquela região havia dois meses e há 10 dias estava fazendo uma casa para um colono local.

Ainda segundo informações era por volta das 11h40, quando a vítima teria sido chamada por uma vizinha para que fosse almoçar, após o almoço a vítima armou uma rede e se deitou quando teria chegado ao local, um desconhecido procurando por Adriano que ao atender foi induzido a um matagal do outro lado da rua, quando se ouviu um disparo de arma de fogo.

Ainda de acordo com  informações repassadas aos investigadores de Polícia Civil,  minutos depois do estampido, Adriano foi encontrado morto  com uma perfuração por trás da cabeça na altura da nuca e a orelha direita cortada. A polícia ficou de ouvir alguns colonos e moradores da região para tentar elucidar a autoria do crime. Há principio, de acordo com a forma com que a vítima foi assassinada, suspeita-se de crime de encomenda.

(Caetano Silva)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2018gk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016