Com o início da Semana Santa, de acordo com a tradição católica de não realizar o consumo de carne vermelha, principalmente na Sexta-feira Santa, é praticada pelos fieis há milhares de anos depois de cristo em todo o mundo. Neste sentido o aumento da venda de pescado, nesta época do ano chega a triplicar, segundo os comerciantes.

De olho nesta perspectiva de mercado, e tendência de aumento dos preços já é esperado pelo consumidor. Em Parauapebas, quem trabalha com este tipo de mercadoria, as vendas estão de ‘vento em poupa’. Com pouquíssima diferença de preço, se comparado ao mesmo período do ano passado, a procura está grande e a ‘balança equilibrada’, tem deixado alegre, tanto os comerciantes como os consumidores.

O preço por quilo de qualquer peixe, em média, está cerca de R$ 2,00 mais caro, se comparado ao mesmo período no ano passado, afirma com propriedade, Carlos Campelo, dono de uma peixaria no município há mais de 17 anos. Na expectativa de aumento da procura, ele que vende em média, 250kg de pescado por semana, reforçou o estoque para 700kg e já está quase no fim.

“Os peixes mais procurados são, a Dourada, a Pescada Amarela, Filhote e o Tambaqui. O preço não está muito diferente do ano passado e a procura está grande desde o início da semana”, destacou o comerciante.

Apesar do pequeno aumento, a diferença no preço já era esperada pelo consumidor, que tenta se desdobrar para conseguir um desconto na hora de levar o melhor peixe para casa. “A gente percebe que toda Semana Santa tem um aumento e isso é de modo geral. Este ano não está sendo diferente e eu acho que todo mundo já está acostumado com isso, no entanto está mais equilibrado”, disse o técnico em mecânica, Claudenor Aguiar.

Peixes de água salgada como bacalhau e o camarão também são bastante requisitados. No jogo de que oferece o menor preço a alternativa encontrada pela comerciante, Nayara Marques, foi comprar antecipara congelar tudo. A estratégia deu certo e o filé de bacalhau congelado, está saindo até mais barato que o tradicional.

“O pessoal têm comprado bastante, tanto o congelado quanto o salgado. As vendas esta sendo bem intensa, pois, apesar de ser a Semana Santa, o valor estar equilibrado. Nós estamos vendendo camarão de R$ 45, ano passado a gente conseguia fazer este valor”, pontua a comerciante.

Carlos Campelo, dono de uma peixaria no município.

,

A diferença no preço já era esperada, disse o técnico em mecânica, Claudenor Aguiar.

 Nayara Marques, Comerciante. 

  

(Por Fernando Bonfim)

No mês de aniversário da cidade, comemorado em maio, milhares de estudantes da rede pública de ensino ganharão um presente especial: espaços mais confortáveis e bonitos para o desenvolvimento das atividades educacionais, uma vez que, a reforma de muitas das 43 escolas, iniciadas na segunda quinzena de março, estão a todo vapor.

As obras de reforma ocorrem simultaneamente às atividades letivas, com os devidos cuidados e adequações necessárias, sem prejudicar o andamento das aulas. Os serviços são intensificados principalmente aos finais de semana e nos demais períodos em que não há aulas.

Na escola Antônio Matos, localizada no bairro Nova Vida, os dois blocos de salas de aula já foram concluídos, restando apenas a área administrativa e a parte externa da escola. Josiane Martins Rezende é mãe de dois alunos da escola, ela tem acompanhado o trabalho na instituição e está ansiosa pelo término da obra. “Infelizmente a escola não estava em boas condições. Hoje, muita coisa já mudou, imagina quando concluída a reforma: vai ficar excelente!”, avalia a mãe.

O primeiro bloco da Escola Faruk Salmen também já foi entregue e, na próxima semana, outro será finalizado. Maria Eduarda Alves da Silva, aluna do 9º ano, está satisfeita com o resultado do trabalho realizado. “O meu bloco está ótimo. Acredito que a escola ficará linda. Nós, estudantes, precisamos de um ambiente agradável para aprender mais”, destaca a jovem.

Segundo o secretário de Educação, Luiz Vieira, a reforma contempla serviços de infraestrutura em geral como: reparos ou troca de telhados, pisos, forros e ar-condicionado; manutenção elétrica e hidráulica; pintura; entre outros. “Em uma escola bonita e mais confortável, com certeza, o ensino e a aprendizagem serão mais bem efetivados”, afirma Vieira.

EMPREGO E RENDA

Com esse volume de obras, cerca de 600 novos postos de trabalho diretos são gerados no município, garantindo assim mais emprego e renda para a população. “A contratação de mão de obra local foi uma recomendação do prefeito e  está sendo cumprida”, garante o gestor da Educação.

O pedreiro Josafá Araújo é um dos beneficiados. Ele estava desempregado há quase um ano e viu nas reformas uma oportunidade de emprego. “É muito bom ter o salário garantido no final do mês. Estou contente demais com esta oportunidade, onde posso desempenhar a minha função e contribuir com os estudantes”, festeja o servidor.

Texto: Messania Cardoso

 

 

Nesta sexta-feira, 19 de abril, o Parque Zoobotânico Vale (PZV) estará fechado, em virtude do feriado da Paixão de Cristo. A visitação será retomada, normalmente, no sábado (20), das 10h às 16h.

O Parque Zoobotânico Vale está dentro de Unidade de Conservação, fiscalizada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), com o apoio da Vale. O espaço é um local de conservação e possui espécies ameaçadas de extinção, como a harpia (gavião-real), onça pintada, suçuarana, macaco aranha da testa branca, macaco aranha da cara vermelha e o macaco cuxiú.

O parque desenvolve um programa de conservação (reprodução) de espécies, em cativeiro, a exemplo da ararajuba (Guaruba guarouba), e também um programa de pesquisa botânica no Herbário de Carajás.

O PZV conta com plantel de aproximadamente 270 animais, com destaque para as espécies de aves e mamíferos da fauna amazônica. O parque abre diariamente. A entrada é gratuita.

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural (SEMPROR), informa a abertura de Edital para seleção de 65 famílias de produtores rurais que serão beneficiadas com os programas agropecuários Leite a Pasto (bovinocultura) e Ovinocultura. Por meio dos programas serão disponibilizados fomentos e apoio técnico.

No projeto Leite a Pasto serão contemplados 40 produtores na modalidade Implantação, que disponibilizará sistema de irrigação de pastagem em piquetes rotacionados, divididos por cerca elétrica, com captação de água em fonte natural (rios e igarapés). Outros 20 produtores que já possuem o sistema rotacionado serão contemplados na modalidade Reestruturação e serão beneficiados com a doação de cinco matrizes leiteiras. O Edital também estabelece que as 10 propriedades com maior produção leiteira receberão a implantação de um sistema de ordenha mecânica.  

Já o programa de Ovinocultura beneficiará cinco famílias de produtores rurais com a implantação do sistema de irrigação de pastagem com captação natural (rios e igarapés) e implantação de piquetes rotacionados, divididos por cerca elétrica. Os produtores participantes do programa receberão a doação de 25 matrizes e um reprodutor ovino.     

Os interessados em participar do processo seletivo devem fazer o credenciamento junto à SEMPROR até o dia 26 de abril, entregando todos os documentos previstos no Edital (que pode ser acessado aqui). No dia 29 de abril será divulgada a relação dos produtores com credenciamento aprovado.

O sorteio dos contemplados será realizado dia 30 de abril, no auditório do Centro Administrativo da Prefeitura. A assinatura do Termo de Compromisso para participação no programa e o recebimento dos fomentos ocorrerá no dia 19 de junho. 

Texto: Karine Gomes

Foi realizada nos dias 10 e 11 de abril as eleições para a nova diretoria e conselho fiscal do O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará - Subsede de Parauapebas (SINTEPP).

Duas chapas disputaram as eleições: Chapa 1, com o lema, ‘Somos [email protected] Sintepp’, encabeçada por Raimundo Moura e Manu Melo e na outra extrema, a Chapa 2, com o lema, ‘Professor Exige Respeito’, liderada por Rosemiro Laredo Fiel e Evaldo José N. Morais.

Com 501 votos, contra 354 para diretoria e 495 contra 349 para o Conselho Fiscal, a Chapa 1 foi a vencedora das eleições e agora passará a comandar o sindicato pelos próximos três anos. Entre as principais proposta da chapa estão: ‘Mais reconhecimento e valorização dos educadores, saúde dos trabalhadores e mais qualidade de vida, ambiente de trabalho com respeito e paz, e formação profissional para o novo mundo do trabalho’.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará - Subsede de Parauapebas é uma associação sem fins lucrativos fundada em 1988, quando realizado o VI Congresso Estadual da Federação Paraense dos Profissionais da Educação Pública - FEPPEP com sede e foro central na cidade de Belém/PA.

(Por Fernando Bonfim)

 

 

Pós-graduada em gestão escolar e trazendo em seu currículo cargos de grande relevância na área da educação, como a de ex-diretora geral escola sede Estadual Eduardo Angelim, e de ex-Secretária Municipal de Educação de Parauapebas. Quando o assunto é educação a vereadora, Francisca Ciza, tem norral para falar sobre o assunto.

Neste sentido, visando melhorar a qualidade da educação que é direcionada aos alunos e a capacitação de professores, Ciza solicitou nesta terça-feira (16), na Câmara Municipal que a prefeitura determine às secretarias municipais, de Educação e de obras, que providencie a construção de um auditório e um laboratório multifuncional para alunos e professores da escola Chico Mendes.

Ciza pontuou que tal investimento na educação se faz necessário, pois atualmente, o espaço não dispõe de um local adequado para ofertar cursos de capacitação aos discentes e docentes. “Esta obra contribuirá diretamente com a melhoria da qualidade da educação em nosso município”, disse.

A indicação 085/2019, que trata do assunto foi aprovada por unanimidade na sessão ordinária e agora segue para análise do executivo.  

   

Para garantir água com mais qualidade à população, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep) tem investido no processo de tratamento e distribuição de água na cidade.

Um exemplo é a Estação de Tratamento de Água I. A ETA I passa por reformas que tornam o sistema ainda mais eficiente aumentando a capacidade de produção. O Saaep também realizou a troca das comportas da ETA I. Essas comportas não passavam por manutenção desde que foram inauguradas, há mais de mais de 20 anos. 

As comportas ficam alocadas nos filtros e auxiliam o processo de retrolavagem, tornando a operação mais eficiente, diminuindo as perdas de água no sistema e evitando paradas no fornecimento de água durante a limpeza dos filtros.

A Estação de Tratamento de Água II também recebeu melhorias nos filtros descendentes com a instalação de janelas de visita que auxiliam na troca do material filtrante e ainda colocou em operação válvulas que estavam inoperantes. A iniciativa trouxe mais agilidade para o sistema de tratamento.

Já as Estações da Palmares e Tropical receberam manutenção nas válvulas de distribuição e impermeabilização dos filtros ascendentes e descendentes respectivamente. As reformas ainda estão acontecendo e contam com avanços no sistema de iluminação e segurança do complexo ETA, instalação de novo laboratório para análise de água e reativação do sistema de envasamento de água.

 “Nós acompanhamos de perto todas as operações e estamos trabalhando para ampliar a produção de água da ETA I com a construção de mais uma ilha de tratamento”, afirma Sérgio Balduíno, diretor do Saaep.

Fato: Prefeitura de Parauapebas

A Prefeitura de Parauapebas vai promover um Workshop com agências de viagens de São Paulo, em setembro. O objetivo é capacitar os novos agentes que irão comercializar em suas plataformas os produtos turísticos de  Parauapebas. Essa ação é fruto da  participação do município na WTM Latin America, que garantiu a Parauapebas, além da promoção de seus produtos e atrativos turísticos, a oportunidade de gerar negócios para fomentar essa nova matriz econômica que se desenvolve. 

O estande do município recebeu mais de quatro mil visitantes durante o evento, que ocorreu de 2 a 4 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo. Foram realizadas cerca de 350 rodadas de negócios, além de 15 grandes reuniões com operadoras de viagens, entre elas a CVC Corporativo, Manchester, Soar, Huapi, Casual Free,  Schultz e Confiança. Também foram realizadas reuniões com agentes de viagens do Brasil, com destaque para a Casa dos Agentes, que possui cerca de mil agências associadas.  

Vale destacar as 10 reuniões com agentes internacionais, que expressaram claramente o desejo por comercializar o destino. “Parauapebas é uma maravilha, o paraíso do Brasil. Vi que muitas agências estão interessadas em visitar o município. Será uma honra e um prazer firmar essa parceria”, disse o sócio proprietário e diretor de vendas da Travel Corner (uma agência do Egito), Haitham Mohamed.

“Fiquei surpreso! A parceria com os índios, águas termais, minas, trilhas, é um universo muito grande. Vai ser um prazer mudar a ideia do Brasil, que só fica no Rio e São Paulo e agora começar a abrir um monte de coisas novas para os estrangeiros”, comentou o operador de viagem da Travelander Group, Raul Benitez. De acordo com Raul, os destinos comercializados pela empresa atende clientes do México, EUA, Singapura, Perú, Colômbia, Guatemala e Índia.  

Encantada com os roteiros turísticos do município, a operadora de viagens da Indonésia, Sinta Stepani, pretende oferecer o destino aos seus clientes, “Parauapebas despertou meu interesse. O Brasil é vasto e sempre tem coisas novas para conhecer. Nunca fui para o Pará e espero visitar Parauapebas em breve. Espero também levar vários grupos de turistas tanto do Brasil quanto do exterior para conhecerem as rotas turísticas do município”.

A diretora da WTM, Luciane Leite, elogiou a participação do município no evento. “O estande de Parauapebas ficou lindo. Vocês trouxeram empresários a até representantes indígenas. A WTM ganhou muito com a presença de vocês. Parabéns pelo trabalho e pela visão do prefeito. Teve um trabalho técnico muito bom. Espero tê-los no próximo ano”, disse.

Para o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, “a participação de Parauapebas nessa feira foi um sucesso”. Agora o município se prepara para colher os resultados. “Com certeza isso vai trazer um resultado extraordinário para nosso município e principalmente para a nossa gente. O governo acredita que essa pode ser uma matriz econômica significativa a ser desenvolvida”, frisou.

Texto: Rayssa Pajeú

O anseio de conseguir enxergar melhor foi atendido por dezenas de pacientes que receberam cirurgia oftalmológica de pterígio - raspagem da famosa carne crescida, neste domingo (14), no Hospital Geral de Parauapebas (HGP).

“Agradeço à Prefeitura, porque quase não enxergo do olho direito. A pessoa que chega até aqui é porque é humilde e graças a Deus o governo está fazendo isso por nós. E é pra fazer sempre, pra quem precisar”, disse dona Albenita Silva, uma das usuárias contempladas com a cirurgia.

A dona de casa Luzia Marques e o açougueiro Claudeni Silva ficaram felizes com o atendimento. “A gente não tem condição de fazer e conseguir essa ajuda é bom demais. Estou muito feliz”, afirmou Luzia. “Eu não estava mais aguentando, tinha que fazer essa cirurgia e estava sem condições, porque fica muito caro e tive essa oportunidade, bom demais”, disse Claudinei.

Atendimento

As cirurgias oftalmológicas são consideradas eletivas, ou seja, não são classificadas como de urgência. A realização das cirurgias deste fim de semana integra um plano de ação para eliminar a demanda reprimida, desde 2016, por cirurgias oftalmológicas. Portanto, os atendimentos continuarão ocorrendo. Quase 30% da demanda reprimida foi atendida somente neste domingo.  

As cirurgias são realizadas por prioridade de agendamento, com preferência para idosos e pacientes com classificação de risco mais elevado, identificado por um médico regulador.

Para receber atendimento o paciente deve se dirigir até a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima do seu bairro para se consultar com o médico clínico geral, que avalia a necessidade de encaminhamento para o oftalmologista.

Em seguida, a Diretoria de Regulação, Controle e Avaliação (DIRCA), da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), faz o agendamento para a cirurgia.

Texto: Rayssa Pajeú

Em busca do tão sonhando emprego e com os comentários que circulando através das redes sociais de que algumas empresas estariam se instalando em Parauapebas, deste o último sábado (13), dezenas de pessoas formaram filas no Sistema Nacional de Emprego (SINE), Muitos até dormiram no local.

Sem conseguir as vagas almejadas, nesta segunda-feira (15), centenas de desempregados bloquearam a portaria da Floresta Nacional de Carajás, principal rota de acesso para as minas da Vale. De acordo com eles as empresas, que prestam serviços para a multinacional estariam contratando mão-de-obra de fora, dispensando os trabalhadores locais.

Com o acesso bloqueado, por várias horas, apenas alguns veículos foram autorizados a passar o bloqueio. Inclusive, a equipe técnica da banda Zé Neto e Cristiano, que havia realizado um show na noite anterior no município, que também foi impedida de seguir viagem. Com o voo quase atrasado e após vários diálogos com os manifestantes a passagem da equipe foi autorizada.

O Chefe de Obras, agora desempregado,  Valmar Mariando, disse que Parauapebas é um dos maiores canteiro de obras do Brasil. Ele afirma com veemência que existem pessoas qualificadas na cidade para preencher qualquer vaga, o que falta é uma política pública para obrigar as empresas que se instalam na cidade, a dar preferência o para a  mão-de-obra  local.

“Neste canteiro de obras [Parauapebas] há gente qualificada para exercer as funções, desde o ajudante ao diretor de contrato, mas o que tá acontecendo é que todas as vagas estão sendo preenchidas por gente de fora e nós estamos a ver navios”, disse Valmar.

Era por volta das 13h quando a portaria foi liberada e o fluxo de veículos voltou ao normal.

Juvenal Ribeiro, que já foi inclusive gestor do SINE em Parauapebas, reforça a opinião de que há falta de incentivo para efetivar a contratação de mão-de obra local. “Até o Seguro Desemprego que a gente dava entrada aqui não tem mais, é preciso ir para outra cidade e dormir numa fila, para dar entrada em algo que é um direito. Há empregos o que falta é gestão para administrar e criar formas para empregar o povo”, disse Juvenal.

O então Coordenador do SINE em Parauapebas, José Braz Mendonça encaminhou à nossa redação uma nota, onde a mesma atesta os seus desligamentos do órgão. Segue a nota:

À Sociedade de Parauapebas COMUNICO,

Que a partir de hoje, 02/04/2019, não desempenho as funções de coordenador do SINE Parauapebas.

Durante estes 2 anos e 3 meses, tive a oportunidade de fazer amigos e amigas nas empresas atendidas pelo SINE, nas comunidades onde executamos o SINE MÓVEL e tantos outros serviços que tive a honra de executar no prédio do SINE para o benefício da população.

Importante frisar que para além das responsabilidades que desempenhei, eu e minha equipe, conduzida pelo Secretário Municipal de Assistência Social, Jorge Guerreiro, recuperamos a imagem do SINE junto a população e ao conjunto de empresários locais, agregando parcerias institucionais que muito nos orgulham como o SENAC, SENAI, SEBRAE e a VALE; que depositaram em nossa equipe a confiança e responsabilidade próprias do serviço público. A estes parceiros afirmo, fizemos o nosso máximo graças à vocês. Em todos os momentos, honramos nossa parceria com correção, profissionalismo e harmonia.

A população em geral que sempre atendi com respeito e atenção, deixo como legado um SINE austero, de boa conduta e institucionalmente altivo, fruto do trabalho sério e cercado de bons profissionais que me ajudaram ser um servidor melhor, fazendo o melhor.

Uma nova coordenação  se inicia hoje. É dela a responsabilidade de manutenção dos avanços que duramente conquistamos. Desejo em especial a esta nova gestão, que tenham sucesso e que mirem-se no exemplo deixado por nós.

Em nota a Vale se posicionou informando que tem realizado a efetiva contratação de moradores das áreas de influência. Segue a nota:

A Vale ressalta que tem sido realizada a efetiva contratação de moradores das áreas de influência do empreendimento, que, inclusive já estão atuando nas obras de construção.

A empresa tem também mantido a orientação às empresas contratadas para mediação e contração por meio do Sine. Cabe esclarecer que qualquer processo de contratação segue a legislação brasileira e varia conforme cronograma das obras, da disponibilidade de vagas, da qualificação técnica e/ou experiência exigida para cargo.

 

 

 

Por Fernando Bonfim

 

 

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink

Vídeos

Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016