Para garantir água com mais qualidade à população, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep) tem investido no processo de tratamento e distribuição de água na cidade.

Um exemplo é a Estação de Tratamento de Água I. A ETA I passa por reformas que tornam o sistema ainda mais eficiente aumentando a capacidade de produção. O Saaep também realizou a troca das comportas da ETA I. Essas comportas não passavam por manutenção desde que foram inauguradas, há mais de mais de 20 anos. 

As comportas ficam alocadas nos filtros e auxiliam o processo de retrolavagem, tornando a operação mais eficiente, diminuindo as perdas de água no sistema e evitando paradas no fornecimento de água durante a limpeza dos filtros.

A Estação de Tratamento de Água II também recebeu melhorias nos filtros descendentes com a instalação de janelas de visita que auxiliam na troca do material filtrante e ainda colocou em operação válvulas que estavam inoperantes. A iniciativa trouxe mais agilidade para o sistema de tratamento.

Já as Estações da Palmares e Tropical receberam manutenção nas válvulas de distribuição e impermeabilização dos filtros ascendentes e descendentes respectivamente. As reformas ainda estão acontecendo e contam com avanços no sistema de iluminação e segurança do complexo ETA, instalação de novo laboratório para análise de água e reativação do sistema de envasamento de água.

 “Nós acompanhamos de perto todas as operações e estamos trabalhando para ampliar a produção de água da ETA I com a construção de mais uma ilha de tratamento”, afirma Sérgio Balduíno, diretor do Saaep.

Fato: Prefeitura de Parauapebas

A Prefeitura de Parauapebas vai promover um Workshop com agências de viagens de São Paulo, em setembro. O objetivo é capacitar os novos agentes que irão comercializar em suas plataformas os produtos turísticos de  Parauapebas. Essa ação é fruto da  participação do município na WTM Latin America, que garantiu a Parauapebas, além da promoção de seus produtos e atrativos turísticos, a oportunidade de gerar negócios para fomentar essa nova matriz econômica que se desenvolve. 

O estande do município recebeu mais de quatro mil visitantes durante o evento, que ocorreu de 2 a 4 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo. Foram realizadas cerca de 350 rodadas de negócios, além de 15 grandes reuniões com operadoras de viagens, entre elas a CVC Corporativo, Manchester, Soar, Huapi, Casual Free,  Schultz e Confiança. Também foram realizadas reuniões com agentes de viagens do Brasil, com destaque para a Casa dos Agentes, que possui cerca de mil agências associadas.  

Vale destacar as 10 reuniões com agentes internacionais, que expressaram claramente o desejo por comercializar o destino. “Parauapebas é uma maravilha, o paraíso do Brasil. Vi que muitas agências estão interessadas em visitar o município. Será uma honra e um prazer firmar essa parceria”, disse o sócio proprietário e diretor de vendas da Travel Corner (uma agência do Egito), Haitham Mohamed.

“Fiquei surpreso! A parceria com os índios, águas termais, minas, trilhas, é um universo muito grande. Vai ser um prazer mudar a ideia do Brasil, que só fica no Rio e São Paulo e agora começar a abrir um monte de coisas novas para os estrangeiros”, comentou o operador de viagem da Travelander Group, Raul Benitez. De acordo com Raul, os destinos comercializados pela empresa atende clientes do México, EUA, Singapura, Perú, Colômbia, Guatemala e Índia.  

Encantada com os roteiros turísticos do município, a operadora de viagens da Indonésia, Sinta Stepani, pretende oferecer o destino aos seus clientes, “Parauapebas despertou meu interesse. O Brasil é vasto e sempre tem coisas novas para conhecer. Nunca fui para o Pará e espero visitar Parauapebas em breve. Espero também levar vários grupos de turistas tanto do Brasil quanto do exterior para conhecerem as rotas turísticas do município”.

A diretora da WTM, Luciane Leite, elogiou a participação do município no evento. “O estande de Parauapebas ficou lindo. Vocês trouxeram empresários a até representantes indígenas. A WTM ganhou muito com a presença de vocês. Parabéns pelo trabalho e pela visão do prefeito. Teve um trabalho técnico muito bom. Espero tê-los no próximo ano”, disse.

Para o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, “a participação de Parauapebas nessa feira foi um sucesso”. Agora o município se prepara para colher os resultados. “Com certeza isso vai trazer um resultado extraordinário para nosso município e principalmente para a nossa gente. O governo acredita que essa pode ser uma matriz econômica significativa a ser desenvolvida”, frisou.

Texto: Rayssa Pajeú

O anseio de conseguir enxergar melhor foi atendido por dezenas de pacientes que receberam cirurgia oftalmológica de pterígio - raspagem da famosa carne crescida, neste domingo (14), no Hospital Geral de Parauapebas (HGP).

“Agradeço à Prefeitura, porque quase não enxergo do olho direito. A pessoa que chega até aqui é porque é humilde e graças a Deus o governo está fazendo isso por nós. E é pra fazer sempre, pra quem precisar”, disse dona Albenita Silva, uma das usuárias contempladas com a cirurgia.

A dona de casa Luzia Marques e o açougueiro Claudeni Silva ficaram felizes com o atendimento. “A gente não tem condição de fazer e conseguir essa ajuda é bom demais. Estou muito feliz”, afirmou Luzia. “Eu não estava mais aguentando, tinha que fazer essa cirurgia e estava sem condições, porque fica muito caro e tive essa oportunidade, bom demais”, disse Claudinei.

Atendimento

As cirurgias oftalmológicas são consideradas eletivas, ou seja, não são classificadas como de urgência. A realização das cirurgias deste fim de semana integra um plano de ação para eliminar a demanda reprimida, desde 2016, por cirurgias oftalmológicas. Portanto, os atendimentos continuarão ocorrendo. Quase 30% da demanda reprimida foi atendida somente neste domingo.  

As cirurgias são realizadas por prioridade de agendamento, com preferência para idosos e pacientes com classificação de risco mais elevado, identificado por um médico regulador.

Para receber atendimento o paciente deve se dirigir até a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima do seu bairro para se consultar com o médico clínico geral, que avalia a necessidade de encaminhamento para o oftalmologista.

Em seguida, a Diretoria de Regulação, Controle e Avaliação (DIRCA), da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), faz o agendamento para a cirurgia.

Texto: Rayssa Pajeú

Em busca do tão sonhando emprego e com os comentários que circulando através das redes sociais de que algumas empresas estariam se instalando em Parauapebas, deste o último sábado (13), dezenas de pessoas formaram filas no Sistema Nacional de Emprego (SINE), Muitos até dormiram no local.

Sem conseguir as vagas almejadas, nesta segunda-feira (15), centenas de desempregados bloquearam a portaria da Floresta Nacional de Carajás, principal rota de acesso para as minas da Vale. De acordo com eles as empresas, que prestam serviços para a multinacional estariam contratando mão-de-obra de fora, dispensando os trabalhadores locais.

Com o acesso bloqueado, por várias horas, apenas alguns veículos foram autorizados a passar o bloqueio. Inclusive, a equipe técnica da banda Zé Neto e Cristiano, que havia realizado um show na noite anterior no município, que também foi impedida de seguir viagem. Com o voo quase atrasado e após vários diálogos com os manifestantes a passagem da equipe foi autorizada.

O Chefe de Obras, agora desempregado,  Valmar Mariando, disse que Parauapebas é um dos maiores canteiro de obras do Brasil. Ele afirma com veemência que existem pessoas qualificadas na cidade para preencher qualquer vaga, o que falta é uma política pública para obrigar as empresas que se instalam na cidade, a dar preferência o para a  mão-de-obra  local.

“Neste canteiro de obras [Parauapebas] há gente qualificada para exercer as funções, desde o ajudante ao diretor de contrato, mas o que tá acontecendo é que todas as vagas estão sendo preenchidas por gente de fora e nós estamos a ver navios”, disse Valmar.

Era por volta das 13h quando a portaria foi liberada e o fluxo de veículos voltou ao normal.

Juvenal Ribeiro, que já foi inclusive gestor do SINE em Parauapebas, reforça a opinião de que há falta de incentivo para efetivar a contratação de mão-de obra local. “Até o Seguro Desemprego que a gente dava entrada aqui não tem mais, é preciso ir para outra cidade e dormir numa fila, para dar entrada em algo que é um direito. Há empregos o que falta é gestão para administrar e criar formas para empregar o povo”, disse Juvenal.

O então Coordenador do SINE em Parauapebas, José Braz Mendonça encaminhou à nossa redação uma nota, onde a mesma atesta os seus desligamentos do órgão. Segue a nota:

À Sociedade de Parauapebas COMUNICO,

Que a partir de hoje, 02/04/2019, não desempenho as funções de coordenador do SINE Parauapebas.

Durante estes 2 anos e 3 meses, tive a oportunidade de fazer amigos e amigas nas empresas atendidas pelo SINE, nas comunidades onde executamos o SINE MÓVEL e tantos outros serviços que tive a honra de executar no prédio do SINE para o benefício da população.

Importante frisar que para além das responsabilidades que desempenhei, eu e minha equipe, conduzida pelo Secretário Municipal de Assistência Social, Jorge Guerreiro, recuperamos a imagem do SINE junto a população e ao conjunto de empresários locais, agregando parcerias institucionais que muito nos orgulham como o SENAC, SENAI, SEBRAE e a VALE; que depositaram em nossa equipe a confiança e responsabilidade próprias do serviço público. A estes parceiros afirmo, fizemos o nosso máximo graças à vocês. Em todos os momentos, honramos nossa parceria com correção, profissionalismo e harmonia.

A população em geral que sempre atendi com respeito e atenção, deixo como legado um SINE austero, de boa conduta e institucionalmente altivo, fruto do trabalho sério e cercado de bons profissionais que me ajudaram ser um servidor melhor, fazendo o melhor.

Uma nova coordenação  se inicia hoje. É dela a responsabilidade de manutenção dos avanços que duramente conquistamos. Desejo em especial a esta nova gestão, que tenham sucesso e que mirem-se no exemplo deixado por nós.

Em nota a Vale se posicionou informando que tem realizado a efetiva contratação de moradores das áreas de influência. Segue a nota:

A Vale ressalta que tem sido realizada a efetiva contratação de moradores das áreas de influência do empreendimento, que, inclusive já estão atuando nas obras de construção.

A empresa tem também mantido a orientação às empresas contratadas para mediação e contração por meio do Sine. Cabe esclarecer que qualquer processo de contratação segue a legislação brasileira e varia conforme cronograma das obras, da disponibilidade de vagas, da qualificação técnica e/ou experiência exigida para cargo.

 

 

 

Por Fernando Bonfim

 

 

Fortalecer as políticas públicas e os Conselhos que tratam das questões relacionadas à criança e ao adolescente é prioridade para o governo municipal, que aceitou o desafio de participar do Prêmio Prefeito Amigo da Criança.

Uma das atividades necessárias para se participar do prêmio é a construção de um Plano Municipal da Criança e do Adolescente. Uma oficina técnica, visando preparar os atores envolvidos com o público infanto-juvenil da cidade, foi realizada na sexta, 12.

Criado pela Fundação Abrinq em 1996, o prêmio busca mobilizar e apoiar tecnicamente os municípios na implementação de ações e políticas que resultem em avanços na garantia dos direitos. Entre os compromissos do município está a execução do Orçamento da Criança e do Adolescente (OCA), de acordo com as necessidades da população do município.

“Enquanto articuladores do programa Prefeito Amigo da Criança, nosso trabalho é identificar e consolidar o quanto é investido para este público na saúde, educação, assistência social, cultura, esporte e lazer”, afirmou Suely Guilherme, adjunta da Secretaria Municipal de Assistência Social (SOCIAL).

André Reis, um dos articuladores, destaca o trabalho técnico do programa que tem quatro etapas dentro do eixo de gestão pública. “Estamos trabalhando com o planejamento, o orçamento e o fortalecimento dos Conselhos de direitos e os tutelares. Esta etapa é de mobilização e identificação de pontos positivos e de melhoria. Também vamos definir indicadores e parceiros. O resultado desta etapa será a construção do Plano Municipal da Criança e do Adolescente”, explicou André.

“Prêmios e troféus só têm sentido se não forem ocos. Mais importante que ganhar o prêmio é ter certeza que as políticas públicas estão funcionando. Que as secretarias estejam unidas e com informações consolidadas. Precisamos contribuir para a formação de pessoas de bem” concluiu o Prefeito Darci Lermen.

O Programa

O programa oferece subsídios técnicos e recomendações, bem como promove seminários que possibilitam o diálogo, a troca de experiências e a disseminação de conhecimentos úteis à construção ou à consolidação de políticas públicas voltadas à melhoria das condições de vida de crianças e adolescentes.

Ao final da gestão, são avaliados os resultados obtidos pelos municípios, por meio de uma avaliação técnica e política, concedendo aos prefeitos que impulsionaram avanços nas linhas de ação propostas o Reconhecimento Pleno da Fundação Abrinq de Prefeitos Amigos da Criança.

Compromissos do programa Prefeito Amigo da Criança

  • Desenvolver a política de forma planejada, participativa, intersetorial e sustentável;
  • Realizar processo de planejamento com alocação orçamentária nas políticas para a Infância e Adolescência;
  • Qualificar as políticas de atendimento à Primeira Infância;
  • Estabelecer, ampliar e fortalecer a relação entre Executivo Municipal, Ministério Público, Poder Judiciário, Legislativo e organizações sociais, articulando uma Rede Municipal de Proteção Integral às crianças e adolescentes;
  • Fortalecer a atuação do Conselho Municipal dos Direitos, Conselhos Tutelares, Setoriais e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente;
  • Ampliar os mecanismos de transparência e controle social.

Com informações do Site da Abrinq.

Texto: Andréa Reis

Dando início a programação da Semana Santa, em Parauapebas, foi realizada neste domingo (14) a tradicional ‘Missa de Ramos’. A atividade remete a entrada de Jesus em Jerusalém aclamado por ramos de Palmeiras e Oliveiras.

A missa teve início na Comunidade Nossa Senhora Aparecida, no bairro União, de onde os fiéis saíram em uma procissão de cerca de 1km até a Paróquia São Sebastião, no bairro Cidade Nova. Durante todo o domingo diversas comunidades também realizaram procissões em diversos pontos da cidade.

Pe. Patrick Fernandes, Pároco da Paróquia são Sebastião enfatiza a importância e a representação desta data para os católicos, pontuando que a missa de Domingo de Ramos introduz, de fato, a Semana Santa na vida dos cristãos, onde os fiéis relembram a caminhada de Jesus à Cruz.

“Durante esta semana, em todas as comunidades da cidade, serão realizadas programações diversas, mas de maneira especial. Nós queremos lembrar do grande Tríduo Pascal, [ Quinta-feira santa, Sexta-feira Santa e Sábado Santo] é o ápice de nossa fé, onde celebraremos, em memória, a Paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo”, disse Pe. Patrick.

A fé é passada de geração em geração. A aposentada, Creuza Lira, conta que desde criança participa da ‘Missa de Ramos’. “Meus pais me levavam. Era a devoção deles, a igreja deles. Já adolescente, eu comecei a frequentar outras igrejas, mas foi por pouco tempo. Voltei e desde então eu participo da Igreja católica”, disse a aposentada.

Pe. Patrick Fernandes, Pároco da Paróquia são Sebastião.

Os fiéis percorreram cerca de 1km.

Creuza Lira, aposentada. 

Durante toda esta semana as comunidades católicas de Parauapebas realizarão uma programação diversa em toda a cidade, confira:

 

 

 

 

 

 

 

 

(Por Fernando Bonfim)

A Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Parauapebas (Apaut) realizou nesta sexta-feira (12) a 3ª edição do ‘Encontro de Pais, Familiares e amigos dos Autistas do município. Neste ano o evento trouxe como lema “Apaut: superando desafios”, em apoio aos autistas do município; uma forma de promover a compreensão, aceitação, estimulo, acolhimento e compartilhamento de conhecimento entre seus membros, além de arrecadação de recursos com a venda de produtos.

O autismo, ou Transtorno do Espectro do Autismo é um transtorno neurológico caracterizado por comprometimento da interação social, comunicação verbal e não-verbal e comportamento restrito e repetitivo. Um dado da Apaut aponta que, em Parauapebas há cerca de 200 pessoas com esta deficiência.

Para Edivânia da Silva Araújo, que tem um filho de 6 anos com autismo, eventos como este levam mais informação, tanto para quem já convive com a pessoa com a síndrome, quanto para quem quer conhecer mais sobre o assunto, pois de acordo com  ela, quando as pessoas entendem como é todo o processo elas veem o autismo com outros olhos. “Sou uma mãe privilegiada por que eu pude conhecer no meu filho, o melhor das pessoas”, disse a mãe.

Edivânia destacou que mesmo com a deficiência as pessoas com autismo podem ter uma vida normal. ”Descobri o autismo do Davi [seu filho] a um ano e com o acompanhamento correto ele só tem progredido. Ele [Davi] é uma criança normal, um ser humano como nós e ama de uma forma, sem pedir nada em troca”, pontuou a mãe.

O presidente da Apaut, Nélio Mol, informou que todos os anos o evento encerra com uma caminhada, mas este ano não teve. A mudança se deu por conta de que, como se trata de pessoas especiais a caminhada acaba os deixando estressados. “Andar três ou quatro quarteirões pra eles são estressantes, cansativo e não traz o efeito que a gente quer que é levar mais informações e orientações sobre o autismo. Esta é uma oportunidade de diminuir conflitos e problemas, por que quando você conhece você ajuda, você educa, e nós estamos querendo mostra exemplos para os pais, que é possível educar seus filhos que tem esta deficiência”, disse Nélio.

 

 

O evento contou com apresentações teatrais realizada pelos autistas.

Edivânia da Silva Araújo, tem um filho de 6 anos com autismo.

 

 

Nélio Mol, O presidente da Apaut.

 

(Por Fernando Bonfim)

 

Nesta segunda-feira, 08, foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro a ‘Lei de Cadastro Positivo’, que consiste em diferenciar os consumidores dos que pagam suas contas sem atrasos [em dia], dando uma pontuação para eles. O texto já havia recebido aprovação no último dia 13/03. As mudanças devem entrar em vigor dentro seis meses.

Esta lei foi criada em 2011, mas entrou em vigência em 2013, no entanto contou com pouca participação, por conta de que os consumidores precisavam solicitar a adesão ao Cadastro positivo. Com a mudança os nomes passam a ser incluídos automaticamente, ou seja, sem a necessidade de uma autorização previa.

O cadastro positivo baseia-se em um Banco de Dados, para reconhecer os bons pagadores. Consistem em pegar as informações de cartão de credito dos clientes e repassar para os Bancos de Dados.

As empresas de Análise de Crédito identificam os ‘bons pagadores’, sendo estes beneficiados, por exemplo, na hora de fazer um empréstimo reduzindo seus juros.  O objetivo é que eles consigam separar os que pagam as contas em dia, dos que mantenham pagam com atraso. Essa modificação faz com que os bons consumidores sejam incluídos automaticamente.

Para quem não quiser participar do Cadastro Positivo, tem que comunicar as instituições para que seus dados não sejam divulgados. Essa inclusão do cadastro é opcional, ou seja, quem não quiser participar é só pedir para sair.

Aqui em Parauapebas, a equipe de reportagem do portal Carajás O Jornal, conversou com alguns lojistas sobre o assunto. Um deles foi o gerente de vendas, Roniere Ferreira, que avaliou de forma positiva a lei do Cadastro Positivo. “Avalio de forma muito positiva, no que confere a facilidade de aprovação do crédito. O cliente, às vezes, vem na loja para abrir um crediário, e muitas vezes depende de muita burocracia, para que ele possa abrir o crédito, mas agora com esta nova lei vai ajudar a desburocratizar o processo de abertura de créditos dos clientes, uma vez que irá agilizar o processo de aprovação do cliente”, disse.

Outra pessoa, que também opinou sobre o assunto foi a servidora pública, Juliana Francisca. “Acho que vai ser um benefício a mais para as pessoas que pagam impostos e são pouco retribuídos, vai compensar de uma forma. Dá também um incentivo para as pessoas pagarem suas contas em dia, por que na medida que paga, vai alimentando esse banco de pontos positivos.”, disse.

Ainda segundo Juliana Francisca, apesar dos benefícios, existe também um grande risco, frisou ela no caso de que haja um vazamento nas informações dos consumidores. O que corrobora também com a opinião do gerente de vendas Roniere, de acordo com ele, como as informações dos clientes estarão expostas, não se pode ter controle de como essas informações poderão ser utilizadas por quem for analisá-las. “Desta forma é uma situação bem complicada, pois acredito que depende da individualidade de cada cliente. Com esse novo conceito, para o mercado pode ser muito vantajoso, para o cliente, assim como pode ser vantajoso, da mesma forma pode ser negativo, por não sabermos quais as reais intenções de quem vai ter acesso e como vai utilizar estas informações”, explicou.

Em relação a esta preocupação dos consumidores, de dados informacionais serem utilizados em situações duvidosas, a lei é bem clara, pois a segurança da base de dados dos consumidores será administrada pelas empresas de análise de crédito, que agora passam a ter a responsabilidade de garantir o segredo das informações nos moldes de sigilo bancário.

Saiba sobre as informações que estarão disponíveis no Cadastro Positivo:

  • Empréstimos pessoais;
  • Contratos;
  • Financiamentos;
  • Crediários (número do contrato, valor contratado, número de parcelas, valor de cada parcela, data de vencimento das parcelas, vigência do contrato, entre outras;
  • E também contas de consumo como: água, gás, telefone fixo e energia. Dados de telefonia celular não constarão nas informações.

 

(Da redação)

Um conjunto de obras de infraestrutura em vias de vários bairros vai melhorar a trafegabilidade na cidade. A assinatura da Ordem de Serviço (OS) da construção da ponte que interliga os bairros Novo Brasil e Amazônia, na semana passada, marca o início dessas obras que contemplarão também outras localidades: Residencial Alto Bonito, Jardim Canadá, Liberdade II e Beira Rio II.           

“Todas essas obras que vamos iniciar já estão licitadas, mas dependemos de condições climáticas para começar os trabalhos, é preciso esperar o período chuvoso encerrar. Mas, mesmo com chuva, temos equipes atuando em vários pontos da cidade, em ações emergenciais”, informou o secretário de Obras, Wanterlor Bandeira.

Integram o conjunto de obras que serão iniciadas nos próximos dias: construção de uma passarela na PA 160, nas proximidades do Residencial Alto Bonito; construção de duas pontes que integrarão a obra de duplicação da PA 275, no trecho entre a entrada do bairro Nova Carajás e o viaduto; infraestrutura e pavimentação asfáltica da via que interliga a Avenida A, no bairro Jardim Canadá, ao Residencial Alto Bonito; construção de uma ponte que vai interligar o bairro Beira Rio II ao Jardim Canadá, nas proximidades do SAMU; infraestrutura e pavimentação asfáltica da parte alta do bairro Betânia; infraestrutura e pavimentação asfáltica do Alto do Liberdade II; pavimentação asfáltica de vias do bairro Beira Rio II; conclusão das obras de infraestrutura da Avenida J, no bairro Jardim Canadá; asfaltamento da estrada de acesso à Vila Carimã.

Revitalização de praças públicas

Além das obras em vias, a Secretaria Municipal de Obras (SEMOB), também fará a reforma completa de três importantes praças públicas do município: a Mahatma Gandhi, no bairro Cidade-Nova, a Faruk Salmen, no bairro Guanabara e a Praça do bairro Populares I. 

Texto: Karine Gomes

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte da comerciária Dayse Sousa e Silva e indiciou o agente de trânsito do Detran, Diógenes dos Santos Samaritano, por feminicídio. O crime aconteceu no último dia 31 de março, na casa onde o casal vivia com um filho pequeno, que agora está com a avó materna.

Em tese, se condenado em tribunal do Júri com base no Art. 12, §2º, e IV do Código Penal Brasileiro, ao qual está sendo indiciado, Samaritano pode pegar até 30 anos de prisão.

Para a Polícia Civil, dois fatos deixaram claro que Dayse não cometera suicídio e sim foi morta pelo companheiro. O Primeiro fato é que as informações do suposto suicídio foi repassada às autoridades pelos advogados do Agente, o que soou estranho para a polícia, pois a reação esperada de alguém que presenciou sua mulher tirar a própria vida é pedir socorro: entrar em conto com o SAMU, ou familiares, por exemplo, imediatamente. O que não aconteceu. O acusado entrou em contato com os advogados e eles tomaram esta iniciativa.

O segundo ponto intrigante é o silêncio de Samaritano, que diante de uma tragédia familiar a qual ele é o principal acusado, preferiu não falar nada para a polícia. “Ele usou do direito ao silêncio na delegacia. Geralmente quando uma pessoa está encrencada e não sabe qual a linha de defesa vai adotar, ele usa o silêncio e o silêncio não pode ser interpretado em desfavor, em prejuízo  do acusado, mas são compartimentos de condutas humanas que não se coadunam com a defesa de suicídio”, analisa o advogado, Ricardo Moura, que atua como assistente de acusação no caso.

“Como é que uma pessoa comete suicídio, jogando-se da janela do seu quarto, e a pessoa mais próxima, que é o marido, não comunica a autoridade, mas sim o seu advogado? Ou seja: Por que esse temor de ele diretamente não comunicar a autoridade policial? Outra coisa: Por que esse temor de ele não colaborar com os fatos, alegando o que ele sabe? Ou seja, por que ele se escondeu por trás do direito do silêncio? São duas incógnitas que chamaram atenção da autoridade policial”, questiona.

Ainda de acordo com o advogado, o inquérito já foi encaminhado ao Poder Judiciário, que, por sua vez, já remeteu ao Ministério Público, para o possível oferecimento de denúncia. “Nosso temor era que a polícia capitulasse como homicídio qualificado e não como feminicídio. Ainda bem que ele [o delegado] entendeu que os fatos têm a ver com a questão de gênero”, comentou o advogado.

Segundo o advogado, uma junta de 10 advogados de Marabá e Parauapebas está atuando na assistência da acusação, na tentativa de evitar que o caso caia no esquecimento. “Nós estamos com esperança de que no mais tardar, até semana que vem, o Ministério Público apresente a denúncia e o juiz já despache, determinando a citação do Diógenes para que apresente sua defesa”, disse.

 

(Com informações do Portal Correio de Carajás)

 

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_UNAMAgk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016