Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

O ano de 2016 tem sido particularmente difícil para alguns torcedores do Rio de Janeiro. Por causa do fechamento de Engenhão e Maracanã para a Olimpíada, os fãs cariocas de Botafogo e Flamengo sofrem com a ausência de seus times, que, por necessidade, têm atuado mais fora do estado. Mas pelo menos neste sábado, 15 mil poderão matar a saudade. Às 16h (de Brasília) os rivais se enfrentam na Arena Botafogo - como o Alvinegro passou a chamar o Estádio Luso-Brasileiro depois de custear sua reforma e ampliação -, no bairro da Ilha do Governador, na Zona Norte, em duelo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Este é apenas um dos elementos que cercam uma partida que reúne adversários em viés de alta, ainda que em posições distintas na tabela. Enquanto o Botafogo mostra reação para se distanciar da zona de rebaixamento, o Flamengo busca engatar uma sequência de vitórias para manter-se perto do G-4. Os dois times voltam a duelar no Rio após mais de um ano, e o Luso-Brasileiro, estádio da Portuguesa da Ilha, será novamente palco do clássico depois de mais de uma década.

 

Fonte: Ge

Paixão à primeira vista é o acontece entre você e aquele shortinho da vitrine. Você entra na loja, experimenta a peça e se sente um escândalo! Porém, no dia seguinte, você põe o shorts para uma caminhada e se sente um horror. Percebe que uma perna é mais curta do que a outra, que lhe apertam as coxas, retratam as gordurinhas. A seguir, conheça algumas dicas para nunca ter quaisquer contratempos com esta peça de vestuário.

Nunca mais erre nos shorts

1. Se deformam durante o dia
Você se sente perfeita na parte da manhã, mas no final do dia acha que os shorts ficam deformados? Opte por shorts de tecido elástico, inclusive os jeans, para manter a sua melhor forma.

2. Quando deixam o bumbum caído
A melhor opção é escolher um modelo mais longo ou um tamanho maior, para que ele não vai fique pressionando a parte de trás, mas recaia sobre quadris e pernas.

3. Fazem marcas nas suas coxas
A solução mais simples para não ter coxas marcadas é optar por shorts mais longos ou folgados. Escolha um estilo que se adapte às suas pernas para minimizar o atrito também por dentro das pernas.

 

Publicidade

4. Que saem do lugar o tempo todo
Um ligeiro movimento da peça quando você caminha é inevitável, mas se você fica o tempo todo arrumando o shorts para voltar ao lugar ou você sente que ele te "prende" em certas partes do seu corpo, talvez você deva considerar um número maior.

5. Uma perna parece ser maior que a outra
Pode ser que os shorts não estejam perfeitamente simétricos, e que uma perna seja mais estreita do que a outra. Também pode ser que suas pernas não tenham exatamente o mesmo comprimento em cada perna mesmo. Na verdade, ninguém tem as duas pernas de tamanho exatamente idêntico. Seja como for, escolha uma peça um pouco mais ampla.

6. Fica amassado na frente toda vez que você senta
Rugas nas roupas enquanto estão em uso são inevitáveis, mas não serão tão acentuadas se você escolher tecidos mais grossos para os shorts. Jeans e sarja são boas opções.

7. São transparentes e deixam a calcinha aparente
Para evitar surpresas, melhor escolher shorts de tecido grosso. Dito isto, você também pode fazer o teste de olhar a peça de roupa contra a luz sempre antes de comprar. Se não quiser provar, ao menos, levante o cabide contra a luz e tente enxergar através do shorts.

8. Acabam parecendo a parte de baixo do pijama
Você nunca vai parecer estar de pijamas se você evitar as cores em tom pastel e detalhes que lembram lingerie, como rendas e laços.

 

Fonte: Bolsa De Mulher

A Polícia Civil prendeu três homens e deteve outras duas pessoas nesta sexta-feira (15) por suspeita de participação no mega-assalto à empresa de transporte de valores Prosegur em Ribeirão Preto (SP). Parte do dinheiro roubado também foi recuperado - a polícia estima que ao menos R$ 50 milhões foram levados pela quadrilha.

Todos os suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Ribeirão.Dois homens presos em um resort de luxo em Rio Quente (GO) e um homem encontrado em uma casa na zona norte de Ribeirão Preto vão cumprir prisão temporária.

Um casal que estava no mesmo imóvel - na Rua Antônio Moreira Vasconcelos, bairro José Sampaio - prestou depoimento e foi liberado. No local, os investigadores apreenderam um carro e dinheiro supostamente do crime.

A quantia recuperada não foi confirmada. Em nota, a Delegacia Seccional de Ribeirão Preto informou apenas que "as investigações permanecem sob sigilo, razão pela qual o nome do preso e valores não serão informados", diz o comunicado.

Entretanto, a Polícia Civil de Goiás informou que no hotel onde dois homens presos estavam hospedados foram apreendidos R$ 160 mil. O dinheiro estava guardado no cofre do apartamento.

Polícia acha R$ 160 mil com suspeitos de mega-assalto presos em Goiás (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Polícia acha R$ 160 mil com suspeitos de mega-assalto presos em Goiás.

Arsenal encontrado
Durante a manhã, agentes da DIG já havia prendido um homem que supostamente também participou do assalto. Na casa dele, os policiais encontraram um arsenal: armas de alto poder de fogo, dinamite, coletes à prova de bala e máscaras de gás foram apreendidos.

Segundo o delegado Cláudio Sales Júnior, o homem disse em depoimento que apenas guardava os objetos em casa, mas a polícia vai investigar se ele tem envolvimento com a quadrilha que atacou a Prosegur na madrugada de 5 de julho.

O advogado do suspeito, César Luiz Beraldi, negou a participação dele no crime.

Arsanal foi encontrado com suspeito preso em Ribeirão Preto (Foto: Maurício Glauco/EPTV)
Arsanal foi encontrado com suspeito preso em Ribeirão Preto.

Mega-assalto
A PM estima que ao menos 20 homens tenham explodido o prédio da Prosegur e usado 15 veículos na fuga – três foram queimados e outros sete abandonados em um canavial em Jardinópolis (SP). Vizinhos da empresa ficaram no meio do fogo cruzado.

Na fuga, a quadrilha atirou contra dois policiais rodoviários na Rodovia Anhanguera (SP-330). Um deles, de 43 anos, foi atingido na cabeça e morreu. Um morador de rua que foi usado como escudo, também morreu. A polícia investiga se um corpo achado no Rio Pardo pode ser de uma terceira vítima do crime.

De acordo com a Polícia Militar, o grupo estava fortemente armado e tinha desde pistolas a fuzis 556, 762 e ponto 50, munição capaz de derrubar aviões, além de dinamite. O diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 3), João Osinski Junior, disse que o grupo estava preparado para enfrentar um batalhão.

Apesar de reconhecer que a Polícia Militar não conseguiu evitar a fuga dos suspeitos, o coronel Humberto de Gouvêa Figueiredo, responsável pelo Comando de Policiamento do Interior (CPI 3)afirmou que o plano de atuação da PM foi “adequado” e “eficiente”.

Este foi o terceiro crime do mesmo tipo no Estado de São Paulo só em 2016, o que leva a polícia asuspeitar que a mesma quadrilha esteja coordenando os ataques.

Prédio da Prosegur e imóvel vizinho ficaram destruídos em Ribeirão Preto, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

 

 

Fonte: G1

Além de melhorar a circulação sanguínea, proteger o coração de doenças cardiovasculares, aumentar a imunidade do organismo e trazer longevidade, o suco de uva integral ainda é conhecido por ajudar no processo de emagrecimento. Vale ressaltar, no entanto, que a bebida precisa ser 100% natural para garantir todos os benefícios.

Suco de uva ajuda a emagrecer

 

Segundo Bridget Murphy, nutricionista ouvida pela reportagem do site “Prevention”, um pequeno copo de suco de uva 100% integral antes de dormir pode ajudar a queimar gordura durante o sono e, de acordo com pesquisa publicada na International Journal of Obesity, o resveratrol, um antioxidante presente nas uvas, converte gordura de armazenamento em gordura que contribui para a queima de calorias.

O resveratrol também é encontrado no vinho tinto, mas especialistas não recomendam o consumo da bebida antes de dormir, pois o álcool, apesar de aparentemente provocar relaxamento, é conhecido por atrapalhar uma boa noite de sono.

 

Fonte: Bolsa Corpo De Mulher

SÃO PAULO – Não há uma fórmula mágica para ganhar dinheiro, muito menos para mantê-lo. Porém, algumas atitudes financeiras podem ajudar você a ver com maior transparência os erros que estão dificultando a construção do seu tão sonhado patrimônio.

Carollyne Mariano, economista, sócia da Atlas Invest e com mais de nove anos de experiência no mercado financeiro, aponta os seis erros mais comuns na hora de organizar as finanças pessoais:

1- Não poupar

Guardar dinheiro é fundamental para aumentar o seu patrimônio e mais do que poupar, é importante que isso seja frequente e faça parte do seu cotidiano.

O recomendado, de acordo com Carollyne, é guardar no mínimo 10% do salário. "É bem provável que se eu tivesse guardado dinheiro desde o meu primeiro emprego, já teria alcançado minha independência financeira", diz.

2- Investir em produtos ruins

Não basta apenas guardar dinheiro, é preciso também, investi-lo da melhor forma possível. Se você não aplicar em produtos rentáveis e com baixas taxas de administração, por exemplo, no futuro o erro será tão danoso como não ter poupado desde cedo.

Outro ponto que deve ser analisado é a inflação. Procure sempre por produtos que superem a inflação para evitar redução na rentabilidade e para que você possa manter o seu padrão de vida.

3- Entrar em financiamentos longos

Endividar-se por um longo período é arriscado, pois além da lembrança constante da sua dívida, empecilhos podem acontecer no decorrer do caminho e impossibilitar que o seu débito seja quitado. Além disso, você acaba pagando muito mais caro por conta das elevadas taxas de juros.

"No fundo é muito mais fácil a pessoa se planejar, guardar dinheiro e comprar à vista, do que se enrolar em um financiamento de 20, 30 anos, em que a situação financeira pode se alterar", explica a assessora de investimento.

4- Não definir um padrão de consumo

Ter desenhado quais são os seus objetivos é fundamental, pois somente com planos claros e definidos que você saberá quanto de dinheiro será necessário para se ter uma renda específica no futuro. Além disso, traçar metas a longo prazo evita gastos no decorrer do caminho.

"Se você não segue piamente os seus sonhos, você acaba gastando o seu dinheiro com coisas supérfluas", conta a consultora. E afirma: "É o gasto com o cafezinho, que se colocarmos na ponta do lápis todos os meses, é bem relevante no orçamento".

5- Cair nas "pegadinhas" dos bancos

Uma das escolhas que geralmente traz arrependimento é a "aplicação" em produtos indicados por bancos. As "pegadinhas", como aponta Mariano, encontram-se nos títulos de capitalização, que oferecem baixa rentabilidade e nas previdências oferecidas por estas instituições financeiras, que cobram altas taxas de carregamento e administração.

6- Viver no cheque especial

Viver no cheque especial é uma das formas de você se afundar ainda mais nas suas dívidas. "Você nunca ganhará no mundo, uma rentabilidade como a que o cheque especial cobra", afirma Carollyne.

Vale lembrar que os juros do cheque especial estão entre os mais altos cobrados no sistema financeiro brasileiro, perdendo apenas para os cartões de crédito.

 

Fonte: UOL

A crise, o desemprego e a dificuldade para conseguir empréstimo fizeram aumentar a procura pela antecipação da restituição do Imposto de Renda.  

O Itaú Unibanco registrou um salto de 81% no total emprestado de 1º de março até o fim de maio, na comparação com o mesmo período do ano passado. No Bradesco, a procura por essa linha aumentou 30% em relação a 2015.

O Banco do Brasil estima um crescimento de 6% em relação ao ano passado, a Caixa Econômica Federal informa que deve manter o mesmo nível de 2015 e o Santander não divulga sua estimativa. Os dados foram informados pelas assessorias de imprensa dos bancos. 

Mais endividadas, as pessoas estão procurando todas as formas de levantar dinheiro.

Miguel Ribeiro de Oliveira, diretor-executivo da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade)

Segundo ele, o aumento nos calotes deixou os bancos mais seletivos na hora de liberar crédito. Como a linha de antecipação do IR tem uma garantia, que é a restituição do IR, os bancos emprestam esse dinheiro com mais facilidade. "Para o banco, é uma operação com menor risco."

Por isso, os juros são mais baixos. "A antecipação de restituição cobra juros, na média, entre 3% e 3,5% ao mês, enquanto o empréstimo tradicional tem taxa média de 4,63% ao mês (dados da Anefac em junho)", diz Oliveira.

Como funciona a antecipação do IR?

O banco adianta a quantia pedida pelo cliente. O limite é o que ele tem para receber de restituição do Imposto de Renda, mas cada banco também pode estipular um limite máximo (veja condições abaixo). É preciso ser cliente e ter indicado o banco para receber a restituição do IR.

Esse empréstimo é quitado, normalmente, quando o cliente recebe a restituição oficial da Receita, que fica com o banco. Se a restituição não sai, o cliente tem que quitar o valor no fim do contrato --em dezembro, para a maioria dos bancos e em janeiro, no Banco do Brasil.

Qual é o risco?

O risco é o contribuinte cair na malha fina do IR. Nesse caso, ele não recebe a restituição que estava esperando, mas mesmo assim precisa pagar o banco ou contratar um novo empréstimo.

Quando vale a pena?

É só para quem está enforcado, uma coisa de urgência, não é algo que a pessoa deva fazer de forma trivial.

André Massaro, educador financeiro

Vale a pena, por exemplo, para uma pessoa que está com dívidas no cheque especial ou no cartão de crédito, porque elas têm taxas de juros muito mais altas.

Não vale a pena pegar esse dinheiro para investir, por exemplo, pois os juros cobrados na operação são muito superiores ao rendimento das aplicações.

Segundo Massaro, só com muita sorte um investidor consegue um retorno de 1% líquido (já descontadas as taxas e IR) do investimento. A caderneta de poupança rende 0,5% ao mês, mais TR.

As pessoas acham que taxa de 3% ao mês é pequena, mas compare com o retorno de um investimento para ver quão cara é.

Veja as condições de antecipação do IR nos principais bancos:

Banco do Brasil

  • Taxa de juros: a partir de 2,25% ao mês
  • Limite financiado: até 100% do valor a restituir, limitado a R$ 20 mil
  • Data limite para contratação: 30/9

Bradesco

  • Taxa de juros: a partir de 2,31% ao mês
  • Limite financiado: até 80% do valor da restituição, limitado a R$ 20 mil, para clientes que não recebem salário com crédito em conta no banco; até 100% da restituição, limitado a R$ 20 mil, para clientes que recebem salário com crédito em conta no banco
  • Data limite para contratação: 15/12

Caixa Econômica Federal

  • Taxa de juros: a partir de 2,82% ao mês
  • Limite financiado: até 75% do valor a restituir, limitado a R$ 30 mil
  • Data limite para contratação: até 30/11

Itaú Unibanco

  • Taxa de juros: variam de acordo com o relacionamento com o cliente
  • Limite financiado: de R$ 200 a R$ 5.000 (clientes varejo e Uniclass) e R$ 200 a R$ 10.000 (clientes Personallité)
  • Data limite para contratação: até 30/9

Santander

  • Taxa de juros: entre 2,59% e 4,59% ao mês
  • Limite financiado: até 100% do valor a restituir, limitado a R$ 20 mil
  • Data limite para contratação: até 31/10

 

Fonte: UOL

Maria* viveu 20 anos com o companheiro. Juntos, tiveram uma filha. Ele ficava violento quando bebia ou usava drogas. Maria pegava a menina e fugia. Só voltava quando não havia mais risco. Mas, no primeiro dia deste ano, não houve tempo suficiente.

Pouco depois do meio-dia, eles discutiram. Ele disse para ela largar o emprego, porque tinha ciúmes. Maria é artesã. Confecciona cestas em uma pequena cooperativa em Lages, na serra catarinense. Ela se recusou.

Ele se levantou e pegou uma faca na cozinha. Ela saiu correndo para a rua, gritando por ajuda, mas tropeçou e caiu no asfalto. Ele deu três facadas. Perfurou o pulmão, o intestino e o pâncreas da mulher. Ela ainda conseguiu se levantar. Correu. E novamente caiu. Dessa vez, ele acertou seu rosto e a mão direita. O dedo médio ficou dependurado. Maria ficou um mês internada entre a vida e a morte no hospital.

Ela conta que das dores que carrega, físicas e emocionais, a pior foi tentar mexer a mão sem resposta. A facada comprometeu os movimentos. "Entrei em desespero, porque preciso trabalhar", disse a artesã.

Maria* teve o dedo decepado pelo marido, com quem viveu por 20 anos

Felizmente, seu tendão foi reconstruído. Na última quarta-feira (13), todos os pontos foram retirados e ela já consegue mexer os dedos.

Maria está entre as mulheres que foram operadas em um projeto proposto pelo núcleo catarinense da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), que faz cirurgias reparadoras gratuitamente. O projeto tradicionalmente ocorre em outubro, atendendo, sem custos, pessoas que tiveram câncer de mama, mas um novo "braço" foi criado para mulheres, crianças e homens vítimas de violência.

Até agora, 30 pessoas aceitaram participar do voluntariado, entre cirurgiões plásticos, anestesistas, enfermeiros e técnicos. A iniciativa vai durar no mínimo um ano. Santa Catarina é o Estado idealizador do projeto, mas a SBCP pretende estendê-lo para todo o Brasil.

A primeira ação foi realizada no dia 2 de julho. Sete mulheres foram operadas no Estado e três passaram por uma avaliação. Elas também foram acompanhadas no pós-cirúrgico e nesta semana serão liberadas.

O coordenador da campanha, dr. Zulmar Accioli, disse que o único jeito que os cirurgiões têm de ajudar é "tirar as marcas que existem no físico". "Nós também gostaríamos de chamar atenção para o problema. Praticamente, todos os dias leio notícias sobre a violência doméstica no Estado", completou.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina, a cada hora cinco mulheres são agredidas no Estado. Seis são violentadas por dia.

Rosângela* foi uma delas. Foi estuprada diversas vezes pelo avô. No mutirão em Santa Catarina, fez uma ninfoplastia, cirurgia que reverte a dilatação dos lábios vaginais. Ela não queria as marcas do agressor no seu corpo. Mas não consegue falar sobre o assunto.

Marta* já está na fila de espera. Ela conviveu a vida inteira com a violência. Primeiro do pai e dos irmãos, depois do companheiro.

Na última vez em que foi espancada pelo marido, teve todos os ossos da face quebrados. Segurando-a pelos cabelos, ele bateu seu rosto contra a parede tantas vezes que não foi possível limpar as marcas de sangue. Seu olho direito ficou deformado.

Marta fala pouco e sempre com medo. No meio da conversa com a reportagem, inventa nomes falsos, nega sua identidade, depois a reafirma. Seu depoimento é narrado entre desconexões e uma frase repetida com frequência: "Ele vai terminar o que começou. Um dia vai me matar".

* As mulheres que contaram suas histórias optaram pelo uso de um nome fictício. Como muitas vítimas da violência, elas carregam o estigma da vergonha.


 
Fonte: UOL

O sorteio do concurso 1.838 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 25 milhões para quem acertar as seis dezenas neste sábado (16). O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília), em Barreiras (BA).

De acordo com a Caixa Econômica Federal, se um apostador levar o prêmio sozinho e aplicá-lo integralmente na poupança, receberá cerca de R$ 170 mil por mês em rendimentos. Caso prefira poderá comprar 31 imóveis de R$ 800 mil cada ou 38 carros esportivos de luxo.

O sorteio extra faz parte do especial "Mega Semana de Férias" e altera o calendário dos demais sorteios desta semana: o concurso 1.836 foi realizado na terça-feira (12) e o 1.837 na quinta-feira (14).

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

 

Fonte: G1 Barreiras

A guarnição do cabo PM C. Freitas apresentou na 20º Seccional Urbana de Polícia Civil em Parauapebas, o segurança noturno Raimundo Silva de Brito, de 34 anos de idade, conhecimento por "Henrique" Segundo o cabo C. Freitas, a prisão de "Henrique", se deu após denúncia de moradores da 5ª etapa do bairro Cidade Jardim que segundo o polícia, estariam sendo coagidos e ameaçados a se cadastrarem para não terem suas residências furtadas.

Ao averiguar a situação os policiais aprenderam em poder do segurança um revólver calibre 38, e cinco munições intactas e um punhal, bastante conhecido como "Soco inglês". Perguntado pela reportagem sobre a arma o acusado disse que trabalha na área de segurança há um ano, e como a Cidade de Parauapebas vem ficando cada vez mais perigosa, ele se sentiu na obrigação de trabalhar armado.

Quanto à acusação de estar coagindo e ameaçando os moradores a pagar o serviço de vigilância no bairro, Raimundo Silva, disse não ser verdade e que é inocente. Após ser ouvido pelo delegado plantonista Nelson Alves Júnior, o segurança foi liberado após pagamento de fiança.

 

PM C. Freitas disse que o acusado não resistiu à prisão.

Os pertences encontrado pelo segurança.

 

(Caetano Silva)

Dois menores foram espancados após outros dois, que estavam no mesmo grupo, vindo de Nilópolis, roubarem o celular de uma turista estrangeira na Pedra do Leme, nesta sexta-feira. Na confusão, eles fugiram para o interior das obras do estúdio olímpico da rede de TV americana "NBC", na areia da praia.

Após a invasão, os seguranças que prestam serviço para empresa americana retiveram os infratores até a chegada da Guarda Municipal. 

VÍDEO: Ronaldinho salva menino da polícia do Rio após perder a carteira

Antes de os guardas chegarem, contudo, os seguranças não conseguiram evitar que um garoto de 13 anos e outro menor fossem espancados a pauladas por jovens do Morro da Babilônia e do Chapéu Mangueira, duas favelas do Leme.

Eles gritavam palavras de ordem como: "roubo, aqui, não". O menino de 13 anos foi socorrido por bombeiros da praia rapidamente, mas a chegada da ambulância demorou mais de 30 minutos. Ele foi levado para o Hospital  Miguel Couto, com a cabeça sagrando e o olho esquerdo bastante inchado.

 

Fonte: Globo

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016