Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

SÃO PAULO - "Por que você fez isso? Não sabe o lixo que estou me sentindo." O Estado teve acesso a uma conversa de Facebook entre a estudante de 12 anos, que diz ter sido estuprada por três adolescentes, e um dos adolescentes suspeitos de ter participado do ataque, dentro do banheiro de uma escola estadual, no Jardim Miriam, na zona sul de São Paulo, no dia 12 de maio. Na troca de mensagens e em depoimento à Polícia Civil na terça-feira, 19, o garoto negou participação. No entanto, um outro jovem que disse ter participado afirmou que o estudante ajudou a segurar a menina enquanto ela era atacada. 

"Oi, eu sou o moleque que você está acusando. Gostaria de saber só a verdade porque estou muito triste de saber que você está me acusando. Você tem certeza de que fui eu? Na hora em que aconteceu isso eu estava na diretoria e tenho provas", disse o jovem, em mensagem enviada às 20h31 de segunda-feira, 18, seis dias após a menina ter sido estuprada dentro de uma cabine do banheiro masculino da Escola Estadual Leonor Quadros.

Às 23h26, a vítima responde: "Você tem a cara de pau de falar isso para mim? Não fala comigo, não". No dia seguinte, o adolescente envia uma nova mensagem às 11h27. "Não, sem maldade. Você está me acusando e eu não estava." A estudante rebate, dizendo que ele estava dentro do banheiro.

Na mensagem seguinte da adolescente, ela diz que está se sentindo um "lixo". "Vocês acabaram comigo. Infelizmente, eu nunca mais vou esquecer isso. Não minta para você mesmo."

O adolescente manda uma última mensagem para a garota. "Tá bom, eu vou fazer os exames e mostrar que não estava. O moleque que te pegou mandou o áudio falando quem estava e, se você estiver mentindo, é pior. Então, por favor, fala a verdade porque, se tivesse sido eu, não tinha te ajudado a subir e o diretor sabe que eu estava lá em cima. Então, por favor, fala a verdade. Eu não tenho raiva de você." A mesma versão foi mantida pelo adolescente em depoimento. 

Justiça. Cerca de 24 horas depois de o processo ter sido entregue na Vara da Infância e da Juventude, a Justiça ainda não pediu a internação dos adolescentes em uma unidade da Fundação Casa. Até o fim da tarde desta quarta-feira, 20, o Ministério Público do Estado não tinha recebido o documento. "Eu acho que essa demora está havendo por causa da omissão da escola, que, se tivesse prestado as medidas cabíveis no momento, esses jovens já estariam internados em flagrante. Deu tempo até de um dos jovens fugir com a família", afirmou Yasmin Vasques Chehade, que representa a estudante no caso.

A Secretaria de Estado da Educação apura, internamente, a conduta da escola no dia em que a estudante foi atacada.

Fonte: MSN Notícia 

O ex-ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta quarta feira, 20, que a presidente Dilma Rousseff (PT) cometeu um 'erro político imperdoável' ao não vetar a lei aprovada pelo Congresso que aumentou os recursos destinados ao Fundo Partidário.

"Há cerca de um mês a presidente da República, em um gesto absolutamente insensato, deixou de vetar uma lei irracional votada pelo Congresso que aumentou o valor do fundo partidário. Essa verba do orçamento que banca as atividades dos partidos, essa verba era algo de duzentos e poucos milhões de reais, que já era uma quantia enorme, foi aumentada para 900 milhões de reais.A presidente da República deveria ter vetado, mas deixou passar, um erro político imperdoável", disse o ex-presidente da mais alta Corte judicial do País.

Barbosa participou em São Paulo do congresso da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima). Ele disse que "a corrupção pública é muito incentivada pelo modelo de organização da política que foi adotada".

"A evolução do sistema político brasileiro contribui para isso (a corrupção)", afirmou o ex-ministro. "Um sistema partidário fragmentado, sistema de partidos políticos destituídos de qualquer ideário, de qualquer conotação ideológica ou o que o valha. A atividade politica se tornou um meio para se atingir outros objetivos que não aquele de atender os interesses da coletividade. E impune".

Ele afirmou que "o esporte mais praticado pelo Congresso é a vontade de derrotar o Executivo nessa ou naquela proposta". Segundo Barbosa, o Congresso "em vez de contribuir propositivamente com políticas públicas, usa seu poder muito mais para chantagem, não é participativo" Em sua avaliação, "o Legislativo se acomodou ao presidencialismo de coalizão".

Ao criticar a ampliação dos recursos destinados ao Fundo Partidário, Joaquim Barbosa foi enfático. "Há hoje coisas inaceitáveis que o brasileiro sequer discute. A ideia de tirar uma parcela, uma fatia importante do orçamento público dedicada aos parlamentares para que possam usar lá em seus currais é algo absolutamente inaceitável."

"Eu vejo tudo isso com uma involução. O Poder legislativo, que é extremamente importante, está muito preocupado em se perpetuar nos cargos."

Da platéia que o aplaudiu demoradamente, o ex-ministro ouviu a pergunta. "O sr. vai nos dar o privilégio de se tornar candidato a presidente em 2018?". Ele disse que "tornar-se presidente de seu país é a honra suprema".

Em seguida, fez uma ressalva, em meio à ovação. "Mas, em primeiro lugar é preciso ter vontade e até hoje não tive essa vontade, é simples", disse Barbosa. "Pode ser que daqui a alguns anos, mas essa vontade até hoje não tive, não."

Fonte: Uol 

Conhecer a estrutura da rede de atendimento à mulher em Parauapebas. Este foi o objetivo da visita da equipe técnica da Prefeitura Municipal de Xinguara e do Centro de Referência Maria do Pará que aconteceu nesta semana.

A equipe composta por Cláudia Souza e Vanessa Souza, técnicas da Secretaria de Assistência Social de Xinguara e Herbene Nascimento, presidente do Conselho da Mulher de Xinguara, foi acompanhada pela secretária municipal da Mulher, Cimeire Silva.

Elas tiveram a oportunidade de conhecer toda a estrutura de atendimento à mulher, composta pela Defensoria da Mulher, Centro de Referência para a Mulher, Casa Abrigo e Casa da Mulher.

“Queremos ampliar o atendimento a mulheres em Xinguara e o trabalho desenvolvido pela Semmu em Parauapebas é uma referência para nós. O atendimento funcionada de forma completa, não se limita a mulheres em situação de violência, mas acolhe e lhes proporciona o exercício de seus direitos”, disse Cláudia Souza, técnica da secretaria de Assistência Social de Xinguara.

Para a secretária da Semmu, Cimeire Silva, a visita representou mais uma conquista. “Ser referência para municípios da região indica que estamos no caminho certo e nos dá ainda mais estímulo para aprimorar cada vez mais o atendimento às nossas mulheres”, avaliou Cimeire.

Ascom/PMP

É fácil observar que nesta década houve um aumento exponencial do número de dispositivos móveis (celulares, tablets, etc) fora a facilidade do acesso à internet por meio destes. Difícil hoje quem não possua um celular.

Pelas ruas, lojas, locais de trabalho, etc, todos praticamente podem ser vistos usando um celular ou tablet. Em qualquer lugar, principalmente quando se está esperando por algo, você pode se distrair manipulando um celular (jogando, ouvindo música, etc). Celular e distração e foi esta associação que me inspirou no desenvolvimento das orientações que se seguem.

A febre dos celulares invadiu as academias de musculação. Hoje quase todos os alunos treinam com algum dispositivo móvel em mãos, em sua maioria um celular. Essa febre provavelmente é alimentada pelas próprias academias que disponibilizam o sinal para acesso à internet. Somado a isto vem aquela vaidade das pessoas de expor o seu celular de último modelo. O cenário atual então é este: pessoas circulando por entre aparelhos de musculação se distraindo com seus celulares.

Entenda a INTENSIDADE DE ESFORÇO E OBJETIVO ESTÉTICO – Uma intensidade de esforço alta (pessoas sem doença ou limitações o grau de esforço é o ‘máximo’ ou o ‘submáximo intenso’ segundo a escala de Borg esta entre 19 e 20)esse número na escala é o ponto necessária para se obter resultados estéticos (hipertrofia ou qualidade muscular, por exemplo).

Trazendo essa informação para a prática é praticamente impossível alguém, por mais avançado que seja, produzir uma alta intensidade de esforço e se distrair com qualquer outra coisa que seja. Inclusive um celular. Treinar e manipular um celular é sinônimo de treino de moderada a baixa intensidade, mesmo que os pesos sejam considerados grandes.

A moda dos celulares parece ser mais forte do que a conscientização acerca da intensidade de treino adequada. Por isso decidi formular orientações para os praticantes que insistem em treinar ao mesmo tempo em que manipulam seus celulares. Os mesmos poderão ter consciência da intensidade que estarão produzindo e possíveis resultados.

As orientações são baseadas na pura observação em anos de atuação em academias de musculação. Observei a relação entre pessoas que treinam manipulando ou não um celular e a satisfação com o resultado. Baseado então em tais observações elaborei a seguinte escala de percepção da intensidade para a musculação:

 

Escala Raddi de Percepção do Esforço para a Musculação

 Veja onde você se encaixa:

Nível 1: TREINO INTENSO: Não consigo manipular meu celular durante todo o treino. Treino este que provoca a quebra da homeostase e consequente novas adaptações orgânicas. Objetivos: estéticos (hipertrofia/qualidade muscular) e performance. Público alvo: Adultos saudáveis.

Nível 2: TREINO MODERADO: Consigo manipular meu celular na primeira metade do treino, aproximadamente. Do meio para o final da sessão o cansaço já não me permite manipular direito meu celular ou de forma que me satisfaça. Objetivos: treino regenerativo. Treino sem exigências suficientes para quebrar a homeostase e provocar novas adaptações. Manutenção das aptidões físicas. Público alvo: Adultos saudáveis.

Nível 3: TREINO LEVE: Consigo manipular meu celular perfeitamente durante todo treino. O treino é incapaz de produzir a quebra da homeostase. A intensidade está muito abaixo que do é necessário para produzir qualquer tipo de novas adaptações em adultos saudáveis. Objetivos: treino regenerativo, certa manutenção das aptidões físicas. Público alvo: Iniciantes/Grupos Especiais.

 

A diretoria do Fluminense anunciou, na manhã desta quinta-feira, Enderson Moreira como novo técnico do clube. O contrato vai até o fim da temporada. Aos 43 anos, Enderson comanda o Tricolor pela segunda vez. Na primeira passagem, em 2011, ele substituiu Muricy Ramalho. O técnico já inicia o trabalho nesta tarde, nas Laranjeiras. A apresentação oficial será logo após a atividade.

Além de Enderson Moreira, os nomes de Ney Franco, que conta com a admiração do presidente Peter Siemsen, e Argel Fucks, estavam cotados. O Fluminense não ficou nem 24 horas sem treinador. No entanto, em entrevista após a saída de Drubscky, o diretor de futebol Fernando Simone, disse que o clube seria criterioso e não havia pressa.

Não temos prazo, queremos fazer com tranquilidade para dar um tiro certo. Se formos analisar resultados, realmente é pouco tempo. Mas nossa decisão foi em cima de uma série de fatores. Vamos fazer o que for melhor para o Fluminense. Não estou pensando em perfil, nem questão financeira. Vamos trazer quem acharmos que é o melhor para o clube - disse nessa quarta.

O último clube de Enderson Moreira foi o Atlético-PR. Foram apenas oito jogos à frente do Furacão, com 50% de aproveitamento: três vitórias, três empates e duas derrotas. Substituto de Claudinei Oliveira, Enderson pediu a contratação de Walter e foi atendido. Mas foi demitido antes de ver seu ex-comandado em campo. Deixou o Furacão após perder por 3 a 1 para o Rio Branco-PR no quadrangular contra o rebaixamento do Campeonato Paranaense.

Confira a nota oficial na íntegra:

"A diretoria do Fluminense agiu rápido e acertou a contratação de Enderson Moreira para substituir Ricardo Drubscky, que deixou o comando da equipe na última quarta-feira. O novo técnico tricolor firmou vínculo até o fim da temporada.

Esta será a segunda passagem de Enderson Moreira pelo Fluminense. Ele trabalhou no clube em 2011, em substituição a Muricy Ramalho. Na ocasião, ele participou da campanha na Libertadores, quando classificou a equipe para as oitavas de final, após assumir o time na última colocação em seu grupo.

Enderson já comandará o treinamento desta tarde, nas Laranjeiras, e concederá entrevista coletiva junto com o vice-presidente de Futebol, Mário Bittencourt, e o diretor executivo, Fernando Simone, na Sala de Imprensa Nelson Rodrigues, logo depois da atividade.

FICHA TÉCNICA
Nome completo: Enderson Alves Moreira
Data de Nascimento / Local: 28/9/1971 (43 anos) / Belo Horizonte (MG)
Clubes: Ipatinga, Internacional-B, Fluminense, Goiás, Grêmio, Santos e Atlético-PR
Títulos: Campeonato Goiano (2012 e 2013) e Campeonato Brasileiro Série B (2012)"

Fonte: G1 Esporte 

Muitas mulheres, ao receberem o diagnóstico de cistos no ovário, temem a impossibilidade de engravidar. E não são poucas, esse é um mal que atinge cerca de 25% das mulheres em idade fértil no Brasil. Ele aparece, sobretudo, nas que são portadoras de endometriose (afecção inflamatória provocada pelas células do endométrio que não foram expelidas durante o ciclo menstrual, pois migraram no sentido oposto e caíram nos ovários) ou que estão com doença inflamatória pélvica. 

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que uma em cada 15 mulheres, com idade entre 20 e 30 anos encontra dificuldades para engravidar. Nos casais em que a faixa etária está entre 30 e 40 anos, este número eleva para uma em cada oito mulheres. Esta dificuldade em conseguir concluir a fecundação pode estar relacionada ao cisto no ovário, um tipo de tumor benigno que apresenta poucos sintomas. 

O que é cisto de ovário?

É uma bolsa preenchida por meio líquido ou material semissólido e que se forma sobre ou dentro dos ovários. A incidência mais comum é a dos cistos funcionais, formados a partir de um funcionamento normal dos ovários. O ovário produz mês a mês um óvulo durante o ciclo menstrual que é colocado dentro de uma bolsa denominada de folículo e dentro dele é produzido o hormônio estrogênio. Assim ele é liberado e estimulado a ovulação.

Este processo serve para indicar ao útero que o óvulo está pronto para a fertilização. Porém, quando a ovulação não acontece ou quando um folículo não consegue abrir para liberar o seu óvulo, o líquido permanece dentro do mesmo, resultando no crescimento do cisto. Desta forma, eles aumentam e regridem com a variação do ciclo, sem que a mulher os perceba, pois são indolores a menos que, em alguns casos, provoquem sangramento intenso por ruptura ou torção, levando a dor aguda severa na região abdominal. 

Cistos versus gravidez

O cisto no ovário não causa infertilidade na mulher, mas gera dificuldades para que ela engravide por causa das alterações hormonais produzidas pelo problema. Além disso, se houver irregularidade na menstruação ou apresentar ausência da mesma, o processo ovulatório pode ser afetado. Diante disso, para tratar a doença é imprescindível buscar ajuda médica. 

Os cistos de ovário podem ser descobertos em um exame pélvico de rotina ou ecografia. Em alguns casos é necessário o uso de pílula anticoncepcional para regularizar a superfície dos ovários, mas na maioria das vezes eles desaparecem de forma espontânea. Contudo, deve-se ficar atento aos casos de cistos em mulheres acima dos 50 anos e que já estão na menopausa, porque eles podem ser malignos. 

Vale ressaltar que a maioria dos cistos que sobrevêm no útero são benignos e não necessitam de cirurgia. Mas em caso de descoberta do mal durante o primeiro trimestre de gestação é fundamental redobrar os cuidados, já que pode trazer risco para a mãe e obebê. Neste caso, é preciso manter o acompanhamento do pré-natal adequadamente. 

Fonte: MSN Brasil 

Com o estreitamento do relacionamento entre Estados Unidos e Cuba, uma nova relação médica está surgindo também. De acordo com a revista Wired, depois da visita do governador de Nova York ao país houve uma aproximação entre o Roswell Park Cancer Institute e o Centro de Imunologia Molecular de Havana, para falar principalmente sobre o desenvolvimento de uma vacina a possível prevenção do câncer de pulmão. A iniciativa é importante, visto que esse tipo de tumor é um dos tipos de maior mortalidade no mundo, correspondendo a 30% das causas de morte por câncer. Ele é a principal causa de morte por câncer entre homens e segunda causa entre as mulheres. Isso ocorre, principalmente, porque o câncer de pulmão. 

A ideia do acordo é que a vacina seja desenvolvida em conjunto com Cuba e que os testes clínicos sejam feitos nos Estados Unidos, para aprovação da Federal Drug Administration, órgão que regulariza a venda de medicamentos e alimentos nos EUA e é considerado como referência no mundo todo. A expectativa é que eles consigam aprovação para os teste em cerca de seis ou oito meses, relatou Candence Johnson, CEO do Roswell Park Center Institute à revista Wired americana. 

O acordo foi feito porque desde 2011 há em Cuba a Cimavax-EGF, uma vacina que hoje é usada principalmente para o tratamento do câncer de pulmão de células não pequenas. A tecnologia levou 25 anos de pesquisa no país, local em que esse tipo de tumor é a quarta causa de mortes. A vacina é composta de uma proteína que impede principalmente o crescimento e metástase desse câncer, ao criar anticorpos que ajudam o corpo a conter a doença. Isso acaba tornando a doença tratável, mesmo que ela continue sendo crônica. Esse tipo de tratamento é importante, já que o câncer de pulmão normalmente é diagnosticado tardiamente. 

Como existem outros medicamentos com essa finalidade nos Estados Unidos, os planos do Roswell Park Center Institute são testar a vacina como uma forma de prevenir esse tipo de doença, além de testar seu princípio para outros tipos de tumor, como câncer de próstata,câncer de mama e câncer de cólon

Fonte: MSN Brasil 

O Presidente americano,Barack Obama, proibirá o uso de certos armamentos militares por parte da polícia e restringirá rigorosamente a lista dos que poderão utilizá-lo, indicou a Casa Branca nesta segunda-feira (18).Esta iniciativa de Obama, que será anunciada em uma visita a Camden, Nova Jersey (leste), busca reduzir a tensão entre a população e as forças de ordem após uma série de incidentes violentos, de Ferguson (Mississippi, sul) a Baltimore (Maryland, leste), depois da morte de jovens negros pelas mãos de policiais.

Apoiando-se nas conclusões de um grupo de trabalho iniciado em janeiro, as medidas querem fortalecer a confiança entre "as forças de ordem que arriscam sua vida todos os dias e as comunidades que elas estão comprometidas a proteger e servir".

De acordo com a Casa Branca, o presidente proibirá, em particular, que as polícias adquiram junto às agências federais veículos blindados, armas de grosso calibre e inclusive certos uniformes de camuflagem.

Segundo a Agência de Logística do Pentágono, o departamento de Defesa entregou em 2013 material militar, avaliado em 450 milhões de dólares, às forças policiais locais, de binóculos de visão noturna a veículos blindados.

Para além das restrições, que se referem a equipamentos raramente utilizados (o documento também menciona a proibição de baionetas), o Executivo americano quer delimitar mais estritamente as condições de compra e utilização de material mais comum e colocar maior ênfase na formação.

Durante seu discurso em Camden, uma cidade com um dos índices mais altos de crimes violentos dos Estados Unidos, o presidente explicará algumas "inovações colocadas em funcionamento para ajudar a polícia a fazer seu trabalho da maneira mais segura e, ao mesmo tempo, reduzir a criminalidade", disse no sábado em seu discurso semanal.

O departamento de Justiça apresentará, por sua vez, um guia para impulsionar o uso por parte dos corpos policiais de câmeras incorporadas em seus uniformes.

Após os incidentes de Ferguson em agosto de 2014, quando um policial branco matou com um tiro um adolescente negro desarmado, o que gerou uma onda de protestos e distúrbios, Obama propôs um programa de 75 bilhões de dólares para cofinanciar, em associação com as autoridades locais, até 50.000 destas câmeras.

Fonte: Terra 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Terra 

Após oscilar entre leves altas e baixas nesta segunda-feira (18), o dólar fechou no azul, acima de R$ 3, pressionado pela renovada alta dos rendimentos dos títulos públicos dos Estados Unidos e por expectativas de que o Banco Central brasileiro aproveite o alívio recente no câmbio para reduzir sua intervenção.

A moeda norte-americana subiu 0,67%, a R$ 3,0184 na venda, após fechar abaixo de R$ 3 nas duas últimas sessões.Investidores adotaram cautela enquanto aguardavam a divulgação da ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve, na quarta-feira, e o possível anúncio do contingenciamento no Orçamento do Brasil, que deve ajudar os esforços fiscais do governo.

"O grande evento da semana para os emergentes ficará por conta da ata do Fomc", escreveram analistas da Lerosa Investimentos em nota a clientes, lembrando que os últimos indicadores apontam que a economia norte-americana enfrentou dificuldades para ganhar ímpeto no início do segundo trimestre.

Os números poderiam levar o Fomc a postergar o aumento de juros nos EUA, embora essa perspectiva esteja longe de ser certa. "Volatilidade cambial deve continuar elevada na medida em que a indefinição persiste", acrescentaram os analistas da Lerosa Investimentos.

No Brasil, o foco seguia voltado para o noticiário fiscal, após a presidente Dilma Rousseff se reunir com sua equipe econômica no domingo para discutir os termos do contingenciamento a ser anunciado para auxiliar no esforço fiscal do governo.

Cenário interno
Além disso, a queda recente do dólar tem levado alguns investidores a especularem que o BC brasileiro poderia aproveitar a oportunidade para reduzir sua posição em swaps cambiais, possivelmente limitando mais quedas da divisa.

"O mercado está olhando de perto o nível de R$ 3. Vai ser difícil furar", afirmou o superintendente de câmbio da corretora Tov, Reginaldo Siaca. Nesta manhã, o BC deu continuidade à rolagem dos swaps cambiais que vencem em junho, com oferta de até 8,1 mil contratos.

Última sessão
Na véspera, o dólar fechou em alta, mas voltou a ficar abaixo de R$ 3, após mais uma rodada de indicadores econômicos fracos sobre os EUA dar força à percepção de que o Federal Reserve, banco central do país, deve demorar para elevar os juros na maior economia do mundo.

Fonte: G1 

O ex-presidente Andrés Sanchez, que foi colocado no cargo de superintendente de futebol pela atual diretoria, deixou claro qual é seu pensamento sobre a renovação de contrato de Paolo Guerrero. Na noite deste domingo, em entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, o ex-mandatário do clube afirmou que não vê qualquer possibilidade de extensão do acordo com o peruano nas bases de salário e luvas pedidas pelos seus empresários (empresa OTB). Andrés fez a ressalva de que a decisão não é sua, e sim, do presidente Roberto de Andrade.Se for com o que está pedindo, se não abaixar, a minha opinião é de que não renovem. Ele que vá para o Palmeiras, Flamengo, São Paulo, para onde quiser ir. É direito dele. Ninguém tem que ficar bravo. Se ele estivesse mal, estaria tomando pontapé. Ele está no papel dele. Não tem mercenário. Quem está negociando é o Roberto. Não cabe o que estão pedindo. Quem vai decidir é o presidente. 'Pô, mas ele vai para o Palmeiras'. Que seja feliz. Agradecemos por tudo o que ele fez em campo, o gol do Mundial. Mas também não fez de graça. Ele que vá jogar onde quiser. É minha opinião, e já dei.

Além de R$ 500 mil mensais, os empresários de Guerrero pediram US$ 7 milhões de luvas (cerca de R$ 22 milhões) pela renovação do vínculo, que encerrará no próximo dia 30 de julho. O ex-presidente Mário Gobbi Filho chegou a oferecer US$ 4 milhões, valor que acabou sendo recusado pelos empresários.

— Sinto que ele tem vontade de continuar, o Corinthians também. Mas ele tem que viver a vida dele. E o Corinthians tem que viver a sua. Infelizmente, no Brasil, temos louco para tudo, principalmente no futebol - finalizou Andrés Sanchez, prevendo que haverá algum clube interessado em pagar os US$ 7 milhões de luvas.

O Corinthians vem tendo dificuldade para quitar os direitos de imagem com seus atuais jogadores.

Sul e Sudeste do Pará

Loading
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
http://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016