Área pública é cercada e fiscalização se intensifica para coibir novas ocupações

Área pública é cercada e fiscalização se intensifica para coibir novas ocupações Fotos: Arquivo Ascom

A área pública, localizada no bairro dos Minérios, é de proteção permanente e receberá um conjunto de obras do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap). Trata-se do Projeto de Revitalização do Igarapé Lajeado, que visa sanear e melhorar as condições de vida das comunidades de, pelo menos, dez bairros que margeiam o canal.

Após ação conjunta, na semana passada, envolvendo várias secretarias de governo para remanejar famílias da região, que é imprópria para moradia, e atendendo recomendação do Ministério Público, a Prefeitura de Parauapebas iniciou o cercamento de toda área onde serão desenvolvidas as obras da segunda etapa do Projeto do Igarapé Lajeado/Prosap.

As famílias da área recebem atendimento social e são direcionadas para o aluguel social (sobre isso, veja mais aqui); os barracos construídos no local são demolidos a medida com que as famílias são remanejadas. “Além do cercamento, também estamos instalando placas de identificação, reforçando que o local é uma área pública”, explica a engenheira civil do Prosap, Luana Borges.

A fiscalização no local também se intensifica graças à formação de um grupo de trabalho envolvendo servidores das secretarias municipais de Serviços Urbanos (Semurb), Meio Ambiente (Semma), Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), por meio da Guarda Municipal, e Prosap.  

Ajuda da população para coibir invasões

A população que mora próximo de áreas que são frequentemente alvos de ocupações irregulares pode denunciar, de forma anônima, no número 98414-9907, que também é o WhatsApp. “Qualquer movimentação que indique o início de uma nova invasão nesses locais pode ser denunciada, dessa forma a população nos ajuda muito a coibir essa prática”, reforça Jailton Santos, coordenador de fiscalização da Semurb.

Crime

Importante destacar que invadir área pública constitui crime, previsto no Artigo 50 da Lei Federal n° 6.766/79, o qual cita a pena para esse tipo de prática, "reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa de 5 (cinco) a 50 (cinquenta) vezes o maior salário mínimo vigente no país".

 

Texto/Fotos: Karine Gomes/Jéssica Borges

 Assessoria de Comunicação - Ascom/PMP

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016