O atacante Lucas Barrios, do Gimnasia y Esgrima (ARG), declarou que trocar o Palmeiras pelo Grêmio foi uma das melhores decisões que ele já tomou. O argentino naturalizado paraguaio contou que abriu mão de parte do seu salário para jogar no time gaúcho, mas que não se arrepende da escolha.

Barrios chegou ao Palmeiras em 2015 e conquistou a Copa do Brasil (2015) e o Campeonato Brasileiro (2016) pelo clube. Em 2017, com pouco espaço, rescindiu seu contrato para defender o Grêmio, onde foi campeão da Copa Libertadores da América no ano de sua chegada.

"Eu abri mão de parte do meu salário para jogar no Grêmio. Às vezes, a gente abre mão de algumas coisas para se sentir bem. Mas foi uma das melhores decisões que eu tomei. Fui campeão da América, recebi o carinho da torcida, fui recebido no aeroporto. Essas coisas a gente não esquece", declarou em entrevista ao Expediente Futebol, do Fox Sports.

Ainda na entrevista, o atacante recordou a campanha da conquista da Libertadores e apontou o confronto contra o Botafogo, nas quartas de final da competição, como o mais difícil.

Lucas Barrios foi decisivo contra os cariocas, marcando o gol que garantiu o Grêmio nas semifinais. Após empate no Rio de Janeiro, o Grêmio venceu em casa por 1 a 0 e avançou para encarar Barcelona (EQU) e Lanús (ARG).

"Vou falar uma coisa: o respeito que os outros times tinham pelo Grêmio quando íamos jogar fora de casa na Libertadores era muito grande. Por isso, dá para dizer que o Grêmio é copeiro. Naquela Libertadores, o confronto mais difícil foi com o Botafogo. Foi muito difícil ganhar deles em casa. Abrimos o placar só no segundo tempo e ficou por isso mesmo. Garantimos o lugar na semifinal e depois foi mais fácil, contra o Barcelona e o Lanús", continuou.

 

Relação com Maradona:

Após deixar o Grêmio, no fim de 2017, Barrios passou por Argentinos Juniors (ARG) e Colo-Colo (CHI), em 2018, e Huracán (ARG), em 2019. No início de 2020, o atacante foi anunciado como reforço do Gimnasia y Esgrima (ARG), time comandado por Maradona.

O atacante elogiou o treinador - e ídolo - e declarou que acredita que a sorte influencia muito na carreira dos técnicos.

"Temos o Maradona como ídolo. Jogou bem no mundo todo, ganhou Copa do Mundo. Então, é um prazer tê-lo como treinador, nos passando instruções. [...] Acho que o Maradona é um bom técnico, passa bem as instruções, mas nessa carreira é necessário muita sorte", completou.

 

Fonte:Colaboração para o UOL, em São Paulo

Fiquei sabendo há algumas semanas que a justiça teria dado ganho de causa para o ex-zagueiro Paulo André, hoje gerente do Athlético/PR, e o volante Maicon do Grêmio. A dupla processou Corinthians e São Paulo, respectivamente, cobrando entre outras pendências os dias trabalhados em horários noturnos e aos domingos. A notícia caiu como uma bomba nas rodas de dirigentes e em emissoras de rádio e TV que detém os direito de transmissão dos jogos.

O presidente Andrés Sanchez, por exemplo, aproveitou o rolo pra divulgar uma nota oficial no site do clube (feita por um advogado letrado, diga-se de passagem!), onde ele deixa claro que não vai colocar o Timão em campo nesses dias e horários, o que pelo prejuízo faria todo o sentido. Só fico curioso pra saber a postura de grandes potências de mídia como a Rede Globo, por exemplo. Vão aceitar isso passivamente?

A verdade é que acho isso um ABSURDO! Uma sacanagem por parte dos atletas. Veja bem, não questiono nenhuma pendência como salários atrasados, prêmios, FGTS, direito de arena e afins. Mas reclamar de jogar domingo e a noite soa como uma grande piada. Quero saber sinceramente se o Paulo André vai processar os outros clubes que ele jogou cobrando isso? Vai cobrar o Furacão? E o Maicon vai cobrar o Grêmio?

É verdade que essa ação foi julgada em primeira instância, mas se fosse concretizada seria o fim do futebol por aqui. A real é que acho mais fácil o Sargento Garcia prender o Zorro que isso ir pra frente, viu?

Fonte: https://craqueneto10.band.uol.com.br

Santarenos souberam segurar ''pressão'' do Pebas e venceram partida com dois gols do artilheiro Cadu. Equipes se mantém na disputa das vagas para próxima fase. Parauapebas e São Francisco fecharam a segunda rodada do Campeonato Paraense no estádio Rosenão. No Grupo A, os donos da casa tentavam embalar a segunda vitória seguida e manter a liderança da tabela, após o grande resultado contra o Remo em Belém. Já o São Francisco buscava a reação na competição. Mesmo empatando contra o Castanhal em 2 a 2, a equipe precisava de uma reação para se manter competitivo na chave. Os santarenos souberam segurar a pressão do Pebas e venceram a partida com dois gols do artilheiro Cadu.

Com a bola em jogo, nos minutos iniciais, o Parauapebas marcou pressão e o atacante Magno chegou com perigo, parando nas mãos do goleiro Paulo Wanzeler que executou boas defesas. Após os 15 minutos, o São Francisco respondeu as orientações do treinador Adailton Ladeira, que montou duas linhas de cinco jogadores, sendo uma barreira quase intransponível para o adversário, explorando os contra-ataques.

Aos 22 minutos, o lateral do Leão, Hugo Deleon cruzou a bola na área para o atacante Cadu, que matou no peito e antes da bola cair no chão, ele fuzilou as redes do goleiro Paulo Rafael, abrindo o placar para os visitantes. Os donos da casa ainda marcaram pressão, mas a partida seguiu para o intervalo, sem alteração no placar. Na etapa final, o treinador Léo Goiano pediu que a equipe melhorasse a marcação dos jogadores que criam as jogadas do São Francisco. Tentando a reação, o técnico também providenciou a entrada de Dedeco, que chegou a assustar o goleiro Paulo Wanzeler em alguns momentos. Um pouco mais recuado, o Leão se segurou atrás e se manteve no erro do oponente.

Aos 21 minutos, após cobrança de escanteio, o atacante Cadu subiu no terceiro andar e de cabeça ampliou o marcador- 2 a 0 para os santarenos, fazendo o terceiro gol dele no Parazão. Com o resultado, o São Francisco sai com mais três pontos do estádio Rosenão e assume a liderança da chave, com 4 pontos. Em segundo lugar, o Independente permanece com três pontos e o Parauapebas, cai para a terceira colocação com a mesma pontuação. O leão volta a jogar na próxima quarta-feira (11), contra o Independente em Tucuruí, no estádio Navegantão. O Pebas encara o Castanhal, fora de casa, no mesmo dia.

Por GloboEsporte.com Parauapebas, PA

Por GloboEsporte.com

*Parauapebas, PA

Técnico Léo Goiano conta com o volante Régis e o meia Evandro, que ficaram de fora da estreia diante do Remo

O Parauapebas segue sua preparação para enfrentar o São Francisco, no próximo domingo. O técnico Léo Goiano vai ajustando os últimos detalhes da equipe para segundo compromisso no Campeonato Paraense. No jogo diante do Leão Santareno, o comandante do Pebas poderá contar com o volante Régis e o meia Evandro, que ficaram de fora da estreia diante do Remo.

– Ganhei dois reforços para o jogo. O Régis, que cumpriu o terceiro amarelo, e o Evandro, que não foi regularizado a tempo. Agora vamos analisar qual a equipe que deverá entrar em campo. Acho que não deve ter tantas mudanças do time que atuou na estreia – revelou Goiano, por telefone, ao GloboEsporte.com.

Com o elenco todo à disposição, Léo Goiano falou das qualidades do São Francisco e chamou atenção para os cuidados que a equipe deverá ter na partida fora de casa

– Demonstrou uma capacidade de superação grande diante do Castanhal. É um adversário perigoso com bons atletas, sabe o que quer, onde que chegar, então, temos que estar preparados. Jogamos em casa e temos que fazer prevalecer o nosso mando de campo. Respeitamos o adversário e estamos preparando bem a equipe – contou.

Parauapebas e São Francisco duelam neste domingo, dia 8, no Estádio Rosenão, às 16h.

*Texto de Samara Miranda, com supervisão de Gustavo Pêna.

O Parauapebas estreou com vitória na tarde deste domingo sobre o Remo por 2 a 1, no estádio Mangueirão, em Belém, pela primeira rodada da fase principal do Parazão 2015. No primeiro tempo, o Parauapebas abriu o placar com Raphael Andrade (contra) e Juninho. Já na etapa final, o Remo descontou com Rafael Paty. Com o resultado, o Parauapebas assumiu a liderança do grupo A1, com três pontos. Na próxima quarta-feira, o Remo retorna a campo diante do Independente, no estádio Navegantão. Já o Parauapebas volta a campo no domingo diante do São Francisco, no estádio Rosenão.


Jogo 

Quem foi ao Mangueirão esperando uma boa atuação remista, acabou se decepcionando. Logo aos dois minutos, o time visitante conseguiu abriu o placar. Juninho arma jogada para Magno que avança, Raphael Andrade tenta cortar e finaliza contra o próprio gol, abrindo o placar para o Parauapebas. Após o gol, o Remo tenta chegar com perigo a meta do goleiro Paulo Rafael, mas o setor defensivo do Parauapebas estava bem postado em campo. Aos 43 minutos, o Parauapebas chegou novamente, desta vez, em bola parada. Juninho cobrou falta com perfeição e marca o segundo do Pebas.

Para a segunda etapa, o Parauapebas retorna a campo com a mesma proposta, tentando explorar os contra-ataques. Com um minuto de jogo, Magno avança sozinho e desperdiça a oportunidade de marcar o terceiro. No minuto seguinte foi a vez do Remo. Flávio Caça Rato cruza para Rony, que tenta bater de calcanhar e desperdiça a chance. Aos 10’, o Remo consegue descontar. Flávio Caça Rato manda chute cruzado para Rafael Paty, que cabeceou a bola para o fundo das redes. Aos 31’, Caça Rato finaliza com violência a direção do goleiro Paulo Rafael, que espalma. Dois minutos depois, Val Barreto avança sozinho e finaliza para fora.

 

Ficha Técnica
Remo 1 x 2 Parauapebas
Local: estádio Mangueirão (em Belém-PA);
Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso;
Auxiliares: Hélcio Araújo Neves e Rafael Ferreira Viana;
Gols: Raphael Andrade aos 2’ e Juninho aos 43’ do 1º; Rafael Paty aos 
Cartões amarelos: Dada, Eduardo Ramos e Max (Remo); Célio Codó, Henrique, Léo, Mocajuba e Paulo Rafael (Parauapebas);
Remo
Fabiano; Dadá, Raphael Andrade, Max e Jadílson; Ilaílson, Felipe Macena (George Lucas), Fabrício (Flávio Caça Rato) e Eduardo Ramos; Rony e Rafael Paty (Val Barreto). Técnico: Zé Teodoro.
Parauapebas
Paulo Rafael; Rodrigo, Negretti, Henrique e Mocajuba; Léo, Romeu, Juninho e Gustavo; Célio Codó e Magno (Fabiano). Técnico: Léo Goiano.

Fonte: Futebol do Norte

Página 11 de 11

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/00.Novo_Projeto_-_2021-09-24T142218530gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016