O Escritório de Gestão Socioambiental do Prosap está em novo endereço: Rua Rio Dourado, s/n, bairro Beira Rio I, no Setor Operacional da Prefeitura de Parauapebas. A região é bem localizada, próxima à rodoviária e atendida por transporte público. A mudança aconteceu na sexta-feira, 16. 

O local é bem amplo e representa uma melhoria importante no atendimento ao público-alvo do programa, e com maior capacidade para reunir as equipes técnicas que atuam no Prosap.

Em função do recesso funcional (Decreto n° 1.452), no período de 19 a 30 deste mês, o expediente no escritório será apenas interno. O atendimento ao público no novo endereço retornará em 2 de agosto, horário das 8h às 18h. Para informações, perguntas ou dúvidas, a comunidade deve acessar os canais eletrônicos do Prosap: WhatsApp: (94) 9 9973-0476; e-mail:

 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; site: prosap.parauapebas.pa.gov.br

 

Assessoria de Comunicação /PMP

 

A Prefeitura de Parauapebas comunica que na próxima segunda-feira, 12, será feita a retirada do ponto de embarque e desembarque de ônibus, localizado na PA-275 em frente à rua do Comércio. A medida é necessária para a realização de obras do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap).

A medida irá perdurar durante o tempo de execução das obras do Prosap. A prefeitura conta com a compreensão de todos para uma ação que visa à melhoria de vida de toda a cidade.

 

Assessoria de Comunicação – Ascom
Prefeitura de Parauapebas

Está perto do fim o pesadelo que comerciantes do Mercado Municipal e moradores do seu entorno enfrentam todos os anos no período chuvoso, a Prefeitura de Parauapebas iniciou a construção da galeria subterrânea que vai conter os alagamentos na região a partir do próximo inverno.

A galeria é formada por uma linha dupla de aduelas, estruturas de concreto que medem 2,5 x 2,5 metros. As águas da chuva e do Igarapé Guanabara, localizado nas proximidades do Mercado Municipal, irão escoar pela galeria até o encontro com o Igarapé Ilha do Coco, em frente ao prédio da prefeitura.

Manoel Afonso é um dos comerciantes no Mercado Municipal e relata as dificuldades enfrentadas com as chuvas, “o pessoal que vende farinha sempre teve muitos prejuízos na época da chuva, realmente a gente está contando com essa obra para que solucione o problema. Além disso, vai valorizar o mercado”, destacou o comerciante.

A galeria terá quase mil metros de extensão, a obra tem previsão de ser concluída no prazo de seis meses e as interdições no trânsito durante o período serão gradativas. “Fizemos um desvio na avenida Liberdade, para termos condições de trabalhar com o início das obras em frente ao mercado. Ao finalizarmos essa etapa, vamos liberar a via para o trânsito no local e iremos fazer a interdição da PA 275, interferindo o mínimo possível no trânsito e na vida das pessoas”, explicou Thiago Oliveira, engenheiro do Prosap.

 

Texto: Karine Gomes  
Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Iniciada dia 28 de abril, a obra de construção da nova ponte da rua 11 - que interliga os bairros Liberdade I e União, avança. De acordo com o engenheiro civil, Roginaldo Rocha, mais de 50% do cronograma já foi executado. A obra é realizada de forma emergencial e vai garantir a segurança do trânsito na ponte.

“Nós estamos trabalhando de domingo a domingo para que, o mais breve possível, volte à normalidade aqui para a população que transita no local”, afirma Roginaldo. A obra integra o Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap).

A contratação emergencial do serviço e a respectiva antecipação da obra que estava prevista no cronograma do Prosap ocorreu em função de problemas estruturais decorrentes das fortes chuvas do início do ano. O contrato prevê um prazo de 120 dias para a conclusão da ponte, mas a meta da equipe é reduzir esse tempo e entregar a ponte na segunda quinzena de julho.

Estrutura da ponte

A nova ponte terá 45 metros de comprimento por 11 metros de largura, com calçada dos dois lados, corrimão e guarda-corpo. Dez pilares de concreto darão suporte às vigas que estão em construção.

“As vigas estão sendo concretadas em um espaço próximo da ponte e já estão praticamente todas prontas. Quando os pilares estiverem finalizados vamos conduzir essas estruturas utilizando um caminhão munck para levá-las até o local da obra e assim fazer o encaixe nos pilares”, detalha Roginaldo.

 

 

Texto: Karine Gomes 
Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

 

Amanhã, 16, a Prefeitura de Parauapebas dá início à primeira etapa de obras do Projeto de Revitalização e Recuperação do Igarapé Lajeado. É mais uma importante frente de trabalho que integra o Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap).

O novo projeto abrange intervenções de micro e macrodrenagem, esgotamento sanitário, abastecimento de água, construção de unidades habitacionais, de parques urbanos e lineares, urbanização e paisagismo. “É um projeto belíssimo. O mais importante é que ele trará uma melhoria de vida extraordinária para a nossa gente”, enfatiza Darci Lermen, prefeito municipal.

As obras serão executadas pela empresa Transvias e vão começar pelo bairro Ipiranga, com a construção, nesse primeiro momento, da rede de coleta de esgoto. Com as execuções, as ruas G01, G17, E10, A8, C16, C17 e Avenida Dubai serão interditadas de forma programada.

“Vamos iniciar com a construção da rede dupla de esgoto nessa região. Nosso planejamento é executar 30 metros de rede, por dia. Assim como construir a Estação Elevatória de Esgoto”, antecipa o engenheiro da Transvias, Sérgio Sabia.

1º trimestre de obras

Nesses primeiros três meses de obras estão previstas a construção de 50% da rede coletora de esgoto do bairro Ipiranga, 100% das duas estações elevatórias dos bairros Ipiranga e Tropical, e ainda liberação da terraplanagem para execução do sistema viário [reconstrução e construção de novas vias]. “A meta é cumprir todo o planejamento”, reforça o engenheiro Sérgio.

O contrato com a empresa Transvias é na ordem de R$ 55 milhões, com previsão de execução  em 18 meses. Nessa primeira etapa, as obras vão alcançar os bairros Ipiranga, Jardim Tropical I e II, Novo Tempo, Jardim Ipê e Vale do Sol.

Com a revitalização e recuperação do Igarapé Lajeado, mais de 90 mil pessoas de dez bairros de Parauapebas serão beneficiadas com mais qualidade de vida, lazer e bem-estar.

O Projeto do Igarapé Lajeado tem duração de quatro anos, com o seu desenvolvimento em duas etapas. Com todas as intervenções previstas pelo Prosap, o município de Parauapebas estará entre as melhores cidades do Brasil em saneamento básico e infraestrutura urbana.

Conheça mais sobre o projeto aqui.

 

Texto: Jéssica Borges 
Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

O Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT) informa novo desvio de trânsito no bairro Liberdade devido às obras do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap).

O acesso ao bairro continua em sentido único pela Rua 10, seguindo para a rua Santa Catarina. Já a saída durante o período de obra será realizada pela rua Vinicius Morais, seguindo para a via Perimetral Norte. Barreiras de concreto (new Jersey) foram colocadas no cruzamento da Santa Catarina com a Perimetral Norte, para direcionar o fluxo de trânsito e evitar a circulação em mão dupla na rua Santa Catarina.

Os agentes de trânsito estão no local orientando os condutores sobre as mudanças e juntamente com equipes do Prosap irão reforçar a sinalização no perímetro da obra.

 

Assessoria de Comunicação/PMP

A área pública, localizada no bairro dos Minérios, é de proteção permanente e receberá um conjunto de obras do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap). Trata-se do Projeto de Revitalização do Igarapé Lajeado, que visa sanear e melhorar as condições de vida das comunidades de, pelo menos, dez bairros que margeiam o canal.

Após ação conjunta, na semana passada, envolvendo várias secretarias de governo para remanejar famílias da região, que é imprópria para moradia, e atendendo recomendação do Ministério Público, a Prefeitura de Parauapebas iniciou o cercamento de toda área onde serão desenvolvidas as obras da segunda etapa do Projeto do Igarapé Lajeado/Prosap.

As famílias da área recebem atendimento social e são direcionadas para o aluguel social (sobre isso, veja mais aqui); os barracos construídos no local são demolidos a medida com que as famílias são remanejadas. “Além do cercamento, também estamos instalando placas de identificação, reforçando que o local é uma área pública”, explica a engenheira civil do Prosap, Luana Borges.

A fiscalização no local também se intensifica graças à formação de um grupo de trabalho envolvendo servidores das secretarias municipais de Serviços Urbanos (Semurb), Meio Ambiente (Semma), Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), por meio da Guarda Municipal, e Prosap.  

Ajuda da população para coibir invasões

A população que mora próximo de áreas que são frequentemente alvos de ocupações irregulares pode denunciar, de forma anônima, no número 98414-9907, que também é o WhatsApp. “Qualquer movimentação que indique o início de uma nova invasão nesses locais pode ser denunciada, dessa forma a população nos ajuda muito a coibir essa prática”, reforça Jailton Santos, coordenador de fiscalização da Semurb.

Crime

Importante destacar que invadir área pública constitui crime, previsto no Artigo 50 da Lei Federal n° 6.766/79, o qual cita a pena para esse tipo de prática, "reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa de 5 (cinco) a 50 (cinquenta) vezes o maior salário mínimo vigente no país".

 

Texto/Fotos: Karine Gomes/Jéssica Borges

 Assessoria de Comunicação - Ascom/PMP

Técnicos sociais do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap) realizaram atividade de sensibilização com moradores que residem próximos e no entorno das obras do programa, nos bairros Liberdade e União. A comunidade recebeu informações, na última sexta-feira, 7, sobre os serviços que estão em execução [como a construção da nova ponte da rua 11], além das novas intervenções programadas para os próximos dias.

Segundo a assistente social do Prosap, Anne Jacqueline Amorim, nessa primeira mobilização é feito levantamento e mapeamento das famílias que residem na área, bem como os impactos diretos e indiretos que serão gerados com o início das novas frentes de serviço. “Esse levantamento é justamente para identificar imóveis residenciais, comerciais, condomínios, para que a equipe do programa desenvolva ações para amenizar os transtornos que serão gerados com as obras”, explica.

De acordo com ela, o diálogo social é um ponto importante do programa, que visa uma abordagem direta nas comunidades, antes mesmo do início dos serviços. “Com essa atuação transparente, o morador percebe e entende a necessidade do trabalho. A comunidade tem sido bem receptiva com a equipe”, acrescenta Anne Amorim.

O aposentado José de Souza Cruz, de 72 anos, foi um dos moradores visitados. Ele reside na rua 11, no bairro União, com a esposa, Luiza Duarte da Cruz, de 75 anos. “Eu sei que esses serviços dão trabalho. Mas a gente não sai de casa, então, vamos aguardar pelo início da obra”, comenta.

Intervenções nas Ruas 11, P e Q

As intervenções para o início da execução da rede de microdrenagem nas ruas 11, P e Q, bairro União, são fundamentais para o correto direcionamento da água das chuvas. De acordo com o engenheiro civil do Prosap, Thiago Batista, os serviços ocorrerão de forma programada, de modo que os transtornos sejam os menores possíveis aos moradores.

“Além da rede de microdrenagem, vamos executar a construção da rede de coleta de esgoto, tanto na rua 11 como na rua Q. Os fechamentos serão planejados, ou seja, com a intervenção sendo executada alternadamente”, completa o engenheiro.

Nas próximas semanas, as informações aos moradores também serão reforçadas por meio de mídia volante [carro som] e equipe de mobilizadores sociais do programa.

 

Texto: Jéssica Borges

Assessoria de Comunicação/PMP

Moradores que vivem próximos ao Igarapé Lajeado estão sendo acompanhados por técnicos da Prefeitura para início das obras do projeto que irá transformar, sanear e embelezar uma extensão de 12,4 quilômetros ao longo do igarapé, que contará, entre outras intervenções, com a construção de três grandes parques para o lazer e bem-estar da população.

Essa nova frente de obras faz parte do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap).

Para o início da primeira etapa do projeto, as famílias que vivem às margens do Lajeado estão sendo orientadas por equipe social do programa, conforme explica a assistente social, Francyelle Francisck, “esse trabalho teve início em agosto do ano passado, quando realizamos o mapeamento e a identificação de 660 imóveis localizados em toda a extensão do projeto do Igarapé Lajeado. Desse total, foram realizados 600 cadastros socioeconômicos das famílias residentes na área”.

Segundo a técnica, o levantamento social é uma etapa fundamental para o atendimento adequado a cada família com a construção de soluções para elas. “No início de março, retornamos à área da primeira etapa de obras do projeto, que reúne os bairros Tropical I e II, Jardim Ipiranga, Novo Tempo, Jardim Ipê e Vale do Sol. Já retiramos dezenas de famílias para o aluguel social e outras serão encaminhadas para indenização”, acrescenta Francyelle Francisck.

Um das famílias já cadastradas para o recebimento do aluguel social é a da vendedora autônoma, Maria Valdirene Pereira do Carmo. “Minha casa está embarreirando, afetando o banheiro, a cozinha e a área de serviço. O risco é de ela desabar, porque a água do Igarapé Lajeado vai tirando a sustentação da casa. Já me deparei com duas cobras dentro do banheiro e no quintal. Tenho fé de que vai dar tudo certo”, conta a moradora do bairro Ipiranga.

Maria Valdirene receberá, mensalmente, o valor de R$ 400 para auxiliar no pagamento de aluguel em uma moradia provisória, até que a unidade habitacional construída pela prefeitura seja entregue para ela. Atualmente, Maria Valdirene reside com o filho de sete anos.

Situação igualmente parecida é da dona de casa, Valterlicia Garcias, que mora pertinho do igarapé. “Estou com cinco anos morando aqui. Essa casa já até começou a rachar o piso, mas o pessoal do Prosap falou comigo e vai me tirar para o aluguel social. Eu realizo o meu sonho, se eu for para minha casa”, declara.

O atendimento presencial às famílias é realizado no escritório do Prosap, localizado na Rua Sebastião Leite, nº 181, no bairro Vale do Sol, com observância aos cuidados de higiene e distanciamento social por causa da pandemia do novo coronavírus. 

Projeto do Igarapé Lajeado

O Projeto de Recuperação e Revitalização do Igarapé Lajeado será executado em duas etapas, com recursos próprios da Prefeitura de Parauapebas, e prevê um conjunto de obras de micro e macrodrenagem, viárias, de abastecimento de água e esgotamento sanitário, reassentamento de famílias, urbanismo e paisagismo.

"A comunidade tem recebido muito bem a equipe, porque espera por esse momento há muito tempo. É muito gratificante ter esse respeito e confiança dos moradores", resume a técnica social do Prosap, Francyelle Francisck.

 

Texto/fotos: Jéssica Borges/Prosap

Assessoria de Comunicação - Ascom

A prefeitura antecipou a execução das obras de drenagem do Mercado Municipal que estavam previstas para etapas posteriores do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap). A decisão tem o aval do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que financia parte do programa.

“Com essa obra vamos resolver, em definitivo, o problema de alagamento recorrente em período chuvoso na região do Mercado Municipal. Conseguimos sensibilizar o banco para a urgência dessa drenagem no local, eles entenderam e aprovaram a antecipação das obras para a etapa atual do Prosap”, afirma o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen.

Na região será construída uma nova galeria subterrânea, com diâmetro maior. Serão mais de 1.500 metros de extensão, em duas linhas paralelas de aduelas tamanho 2,5m x 2,5m de concreto armado. A rede interligará o igarapé Guanabara, nas proximidades do Mercado Municipal, ao Ilha do Coco, em frente à prefeitura.

“O problema das enchentes na região do Mercado Municipal se dá em função da rede de drenagem pluvial instalada há muito tempo no local, ela é incapaz de escoar, de forma rápida, o grande volume de água que vem dessa região da cidade. Com a nova estrutura que vamos construir faremos galerias bem maiores, que facilitará o escoamento. Pra se ter uma ideia do tamanho dessas galerias, um carro pequeno passa facilmente por dentro delas”, explica o coordenador de projetos especiais da prefeitura, Cleverland Carvalho.

As obras devem iniciar no próximo dia 15 de dezembro, com a construção das caixas de passagens. Para instalar a rede de drenagem, a prefeitura depende da retirada de 40 postes de energia de alta tensão, responsabilidade da Equatorial - empresa de energia do estado, que já foi notificada e apresentou o cronograma para execução dessa retirada.

“Interditamos uma parte do estacionamento localizado em frente ao Mercado Municipal, onde as obras irão iniciar. Em determinado momento será necessário interditar trechos da PA-275 e da Avenida Liberdade, por um breve período. Nossa estimativa é concluir as obras nesses locais até o final de fevereiro”, informa Cleverland.

A justificativa técnica para a antecipação das obras no local é que, além da urgência em função do período chuvoso, há o risco de comprometer as obras já iniciadas na primeira etapa do Prosap.

 

Texto: Karine Gomes

Assessoria de Comunicação/PMP

Página 2 de 3

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/00.Novo_Projeto_-_2021-09-24T142218530gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016