Uma aula de como fazer um evento, onde se tem o objetivo de crescer em economia para o bem do povo Destaque

Nesta semana, tive uma experiência, que fez meu pensamento voltar há alguns anos na cidade de Parauapebas; me lembro que nossa cidade fazia as festas para o povo, a chamada FACIPA (Feira Comercial e Industrial de Parauapebas), festa comandada pela prefeitura em parceira com a ACIP e CDL. Me lembro bem, que, na maioria das vezes, o acesso era trocado por quilos de alimentos, (dois ou cinco quilos), os barraqueiros eram convidados a participar e, como ainda tinha poucos barraqueiros, naquele momento, não havia taxa a ser cobrada; isso perdurou por muitos e muitos anos.  Me lembro de um show, do cantor Frank Aguiar que trouxe um público de 16 mil pessoas, era muita gente para a população ativa.  Naquele momento, imaginamos como se fosse hoje em show na FAP, 150 mil pessoas. Porque eram 02 quilos de alimentos que garantiam o acesso de todos que se propunha a adentrar o evento; foram anos de ouro, para a população pobre, ver grandes shows.

Já em 2005, com a chegada do Marcelo Catalão ao governo de Darci Lermen, que, naquele momento, era o homem de confiança do governo e ainda tinha a chave do cofre, ele como é produtor rural, veio com a ideia de retirar da PMP a responsabilidade de fazer a FACIPA e criaram a FAP (Feira Agropecuária de Parauapebas), na responsabilidade do produtor rural e ACIP (Associação Comercial de Parauapebas). No início foi muito bom, 2005, 2006. Aí, com a saída do Marcelo Catalão do governo, iniciaram os desentendimentos, o primeiro deles, foi a saída do bloco da ACIP, me lembro bem, que o Jorge Vieira, na época diretor geral da TV Liberal de Parauapebas e influente empresário na cidade, a ACIP, pela força e presidência do Jorge, saíram do jogo, abrindo mão. Desde então a feira ficou apenas sob o comando da SIPRODUZ (Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas).

Nesse novo formato, onde a feira passou a ser conduzida  apenas pela  SIPRODUZ,  deu-se iniciou a queda do império da FACIPA, porque agora, já era o sindicato, já diminuiu e muito o acesso dos cidadãos, representantes da classe menos favorecida, de salário mínimo, uma vez que, antes eram alguns quilos de alimento que garantiam a sua diversão na feira, agora, para ter acesso ao parque, é necessário em torno de 100 ou 200 reais, em uma noite! Pois, lá, e tudo é muito caro.

 A PMP não se entendia com a SIPRODUZ, porque quando doava as verbas, achava que estavam beneficiando o Marcelo Catalão, que foi candidato a prefeito pelo menos umas 3 vezes e, com isso, as ruínas chegaram e o povão não pôde mais ter acesso ao parque, - ai meu Deus! Que saudade da FACIPA! Já há vários anos, toda feira deixa um rombo nos barraqueiros e quem acessa a feira, no sentido de ganhar dinheiro e melhorar a renda, a FAP de Parauapebas, hoje já é sinônimo de desgosto dos seus munícipes, a maioria dos empresários ou barraqueiros que lá investem, com certeza saem no prejuízo.

Sabendo disso, boa parte dos que são de Parauapebas, já estão meio cabreiros, por conta de prejuízos, e agora mesmo com esse novo presidente, - esse sim, acabou de matar a feira de Parauapebas. Segundo denúncias de barraqueiros e comerciantes, ele fala uma coisa de manhã e, à tarde, já é outra bem diferente. Como podemos perceber, isso não sustenta uma feira daquela magnitude.

Todos devem estar perguntando porque eu retornei ao tempo e contei essa história; é porque agora essa semana, nós, da equipe do Portal Carajás o Jornal, participamos da IV Fenecan, na cidade de Canaã dos Carajás e eu revivi o tempo da FACIPA; uma festa organizada por uma comissão da PMCC, onde se trabalhou 6 meses antes, com todas as prevenções e foi um sucesso absoluto, a festa.  Nem mesmo 02 quilos de alimentos existia, foi entrada franca mesmo, shows a nível nacional e nós ficamos boquiaberto com tamanha integração da equipe da PMCC, onde o comando maior era da secretaria de desenvolvimento da cidade, na pessoa do senhor Jurandir José dos Santos, e com ele uma equipe capacitada, para resolver os problemas imediatos que aconteceram no evento. Não quero dizer que foi 100% de acerto na festa, houveram alguns percalços (energia, internet e outros), porém, todos resolvidos e a festa foi realizada com sucesso, especialmente para o povo de Canaã dos Carajás.

Em dado momento, pude ver a integração deles (secretários e diretores), trabalhando de forma integrada e harmoniosa, no sentido de fazer uma boa feira e garantir que os comerciantes colham um bom resultado; nossa área de trabalho, a Imprensa por exemplo, fomos tratados com respeito e cordialidade por todos os assessores e servidores daquela pasta, onde eu destaco aqui a batuta de Cleverson Zagad,(assessor de comunicação da PMCC), ele comandou com muita sabedoria sua equipe, para que desse o suporte necessário ao trabalho da imprensa, eu percebi em toda equipe dele, o prazer em servir com fotos, vídeos, informações, e tudo que fosse possível, para nós do Portal Carajás o jornal e outros veículos  presentes, desenvolvesse um bom trabalho e, por isso, o parabenizo aqui juntamente com toda sua equipe.

Peço aqui, mais uma vez, a atenção do prefeito de Parauapebas Darci Lermen, que reveja com carinho.  Realmente deve deixar ou (patrocinar) essa SIPRODUZ com a diretoria atual, com o presidente que ela tem hoje? Deixo aqui de forma lamentável minha insatisfação com o SIPRODUZ e que há uma necessidade de retornar o nosso tempo de FACIPA; tenho certeza que o povo de Parauapebas (classe menos favorecida), vai amar a ideia  do retorno do governo ao comando da Feira de Agronegócios e não apenas  realizando um patrocínio milionário para que, no final de todo ano, aconteça o que vem acontecendo anos a fio. Vamos lá Darci Lermen! foi no início do seu primeiro mandato que começou isso, vamos acabar com esse sofrimento do seu povo e retornar uma festa, onde o pobre possa acessar ela de verdade!

 Quero agradecer ao Jurandir José, pelo acolhimento e zelo pelo trabalho que fez, com a ACIACCA (Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Canaã dos Carajás) e com a imprensa que divulgou com muito entusiasmo toda Fenecan, inclusive nós, do Portal Carajás o jornal.

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016