O Amazônia 1, primeiro satélite completamente brasileiro, opera normalmente e iniciou nesta quarta-feira (3) o envio das primeiras imagens ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O equipamento foi lançado ao espaço na madrugada de domingo (28) e a operação segue como prevista, segundo o Inpe.

Clézio di Nardin, diretor do Inpe, afirmou que o satélite está em órbita sem apresentar nenhum problema. O esclarecimento foi feito após uma empresa de rastreamento de satélites indicar irregularidades de sinal do Amazônia 1.

“Não é fato que ele está descontrolado. O lançamento do satélite foi um sucesso. Não há registro de qualquer intercorrência”, disse Clézio ao G1.

Nesta quarta-feira (3), o satélite enviou do espaço as primeiras imagens ao Inpe. Apesar disso, o Amazônia 1 segue em fase de testes, que devem ser concluídos no dia 15 de março. Somente disso, o Inpe terá a primeira imagem oficial feita pelo satélite.

"É uma fase de testes, estamos testando todos os subsistemas do satélite. Bateria, painéis, câmera, liga e desliga, inclusive umas manobrazinhas para colocar ele na órbita precisa dele. Essa fase inicial leva até o dia 15 de março, aí teremos a primeira imagem definitiva, oficial do Inpe", explicou Clézio.

Lançamento

O Amazônia 1 foi lançado ao espaço na madrugada deste domingo (28). O lançamento ocorreu às 1h54, no Centro de Lançamento Sriharikota, na Índia. O satélite brasileiro foi ao espaço juntamente com os satélites Sindhu Netra (India), Nanoconnect-2 e SpaceBee (12 ) (ambos dos Estados Unidos).

O equipamento é o primeiro satélite completamente brasileiro, um projeto de oito anos desenvolvido no Inpe, em São José dos Campos.

O Amazônia 1 é o terceiro a formar o sistema Deter e vai auxiliar na observação e no monitoramento do desmatamento na região amazônica. Com 4 metros de comprimento e 640 kg, o Amazônia 1 vai ficar a 752 quilômetros acima da superfície da Terra em uma órbita entre os polos norte e sul e vai capturar imagens em alta resolução.

Do espaço, ele vai mandar o sinal para três estações de monitoramento no Brasil: uma em Cuiabá (MT), a outra em Alcântara (MA) e a terceira em Cachoeira Paulista (SP). Todos os movimentos do satélite serão coordenados de uma outra estação, que fica no Inpe.

Investimentos e paradas no projeto

O projeto começou há oito anos, na sede do Inpe, e teve um investimento de R$ 400 milhões e envolvimento de diversos pesquisadores.

Após oito anos para construção, com ameaças de paradas no projeto por falta de orçamento, ele foi concluído para testes em dezembro de 2020. No Inpe, o equipamento passou por uma bateria de análises até a liberação para transporte, que foi feita ainda em dezembro.

Inicialmente, o lançamento estava previsto para o dia 22 de janeiro, mas a data foi remarcada. A mudança foi feita a pedido da equipe de lançamento, que pediu mais tempo para as etapas finais de preparação. Com isso, a data foi alterada para este domingo.

Foi montado um esquema de transporte com o satélite desmontado. Ele foi levado por um avião cargueiro e passou pelo Senegal antes de chegar ao seu destino final, na Índia.

 

Fonte: Por Poliana Casemiro, G1 Vale do Paraíba e Região

A promotora de Justiça Titular da 4ª Promotoria de Defesa Comunitária e da Cidadania de Castanhal, Maria José Vieira de Carvalho Cunha, que responde pela 2ª Promotoria de Capanema, instaurou na sexta (20) Procedimento Administrativo com o objetivo de acompanhar o cumprimento das normas previstas na legislação referentes à transição de governo na administração municipal.

A medida foi necessária devido a casos concretos em todo o território nacional que demonstram em algumas situações que a transição de mandatos municipais, em razão de questões políticas, é marcada por atos atentatórios aos princípios da Administração Pública, o que inviabiliza a continuidade dos serviços públicos prestados pela municipalidade, no início dos mandatos, com grande prejuízo para a população.

Na portaria de instauração do procedimento, a promotora de Justiça Maria José Cunha destaca que a transição de mandatos eletivos deve se dar “de modo responsável, dentro da legalidade, moralidade, impessoalidade e eficiência administrativas, a fim de que se garanta a continuidade dos serviços públicos, em especial dos serviços essenciais, bem como a integridade da Administração”.

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece vedações ao aumento de despesa com pessoal no final do mandato político, a efetivação de operações de crédito por antecipação de receita, a aprovação de despesas sem que haja suficiente disponibilidade de caixa nos meses finais de mandato político, bem como disciplina a observância do limite da dívida pública consolidada.

A própria Constituição do Estado do Pará exige que o prefeito institua, no prazo de até 15 dias úteis após a proclamação do resultado das eleições municipais, uma Comissão de Transição Governamental, com o objetivo de munir o candidato eleito de informações acerca do funcionamento dos órgãos e das entidades das administrações públicas estadual ou municipal, bem como de preparar os atos de iniciativa da nova gestão.

"O descumprimento das normas estabelecidas na Constituição do Estado e nas leis poderá levar a responsabilização dos agentes públicos, por ofensa aos princípios da administração pública", reforça a promotora.

 

Texto: Assessoria de Comunicação
Imagem: Freepik

Em resposta aos efeitos da crise no setor de aviação global, a Helvetic Airways está diversificando sua capacidade de frota e avança no lançamento do que chama “uma inovadora rede de rotas” no final de julho.

A essa iniciativa de rotas inovadoras a empresa batizou de voos POP-UP. Basicamente, o que a empresa está procurando é atender à demanda por viagens de turismo, reprimida pela pandemia, oferecendo voos-surpresa a destinos que tenham menos restrições para os turistas suíços e, colocando um elemento a mais, ligando cidades que não tinham rotas diretas para Zurique.

Voos POP-UP

“Em vez de uma rede tradicional com a mesma frequência de voos, estamos sendo flexíveis e inovadores em nossas operações. Os voos POP-UP da Helvetic serão uma oportunidade para nossos clientes suíços e internacionais visitarem uma seleção exclusiva de destinos de alto nível, todos com reserva de hotel em um curto espaço de tempo e em conformidade com rigorosas medidas de higiene. Se as restrições de viagem significam que uma rota precisa ser alterada, podemos ser muito flexíveis na maneira como a fazemos. Em outras palavras, não há risco para nossos passageiros”, explica Tobias Pogorevc, CEO da Helvetic Airways.

O primeiro voo POP-UP será realizado em colaboração com a empresa Meersicht, especialista em viagens para o sudeste da Europa, e o hotel Chedi Lustica Bay de 24 a 26 de julho. O destino é Tivat, Montenegro. Depois, entre 27 a 30 de julho, os passageiros da Helvetic Airways podem relaxar nas praias de areia branca da ilha croata de Brač – um ponto conhecido pelo windsurf.

Não há voos diretos para esses dois destinos a partir de Zurique. Os preços são fixados entre 595 e 775 francos suíços e incluem o voo e o hotel. Os pacotes estão disponíveis para reserva nos canais das empresas.

Os voos POP-UP inaugurais terão as seguintes características:

Voo 1 – Destino a Tivat


– 2L8164 (24/07) ZRH 10:00 TIV 11:50


– 2L8165 (26/07) TIV 18:00 ZRH 20:00

Voo 2 – Destino a Brač


– 2L8140 (27/07) ZRH 10:00 BWK 11:35


– 2L8141 ​​ (30/07) BWK 16:30 ZRH 18:15

Todos os destinos são atendidos pelas aeronaves da frota da Helvetic Airways: a última geração do Embraer E190-E2. Dois outros destinos POP-UP – Dubrovnik e Vilnius, capital da Lituânia – serão adicionados à rede Helvetic em agosto.

Cliente Embraer

A empresa suíça se tornou um importante cliente da Embraer na Europa. Como parte de sua estratégia para enfrentar a situação atual no setor de aviação e se posicionar o mais ideal possível para o futuro, a companhia regional atualizou um pedido de quatro aeronaves E190-E2 para o Embraer E195-E2, de maior capacidade.

“O Embraer E195-E2 encontra um bom equilíbrio entre capacidade de assento, alcance, consumo de combustível e operação ecológica. Com capacidade entre 120 e 150 assentos, praticamente não há concorrência no segmento regional de aeronaves. Operar uma frota padronizada com capacidades variadas de assentos nos permitirá expandir a flexibilidade operacional e a autonomia da nossa organização”, explica Pogorevc.

A Helvetic Airways possui uma frota de 13 aeronaves, compreendendo oito Embraer E190-E1s e cinco Embraer E190-E2s. Os sete E2 restantes serão entregues em etapas a partir do final de 2020. Conforme relatado anteriormente, a Helvetic Airways encomendou 12 E190-E2s no total à Embraer em setembro de 2018, com a opção de comprar mais 12. Se a empresa fizer uso completo dessa opção, a transação totalizará cerca de US$ 1,25 bilhão no total, de acordo com o preço do catálogo. A Helvetic Airways declarou que deseja operar a frota regional mais moderna e ambientalmente sustentável da Europa até 2021.

O E195-E2 é o maior jato comercial fabricado no Brasil. Medindo 41,5 metros de comprimento, com envergadura de 35,1 metros e um peso inicial máximo de 62 toneladas, a aeronave pode transportar até 146 passageiros por 4.815 quilômetros. Em comparação com o E195 (geração E1), o consumo de combustível no E195-E2 é 25,4% menor por assento. Além disso, o E195-E2 é a aeronave mais ecológica da sua classe, certificada, com níveis de ruído e emissões externos excepcionalmente baixos.

 

Fonte: https://www.aeroin.net

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou nesta terça-feira (14) que a exoneração de Lubia Vinhas do cargo de coordenadora-geral de Observação da Terra não tem relação com os alertas sobre desmatamento na Amazônia.

Marcos Pontes deu a declaração ao conceder uma entrevista coletiva sobre a "nova estrutura" do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), órgão vinculado ao ministério.

O departamento até então chefiado por Lubia Vinhas, que integra a estrutura do Inpe, é responsável pelo monitoramento da devastação da Amazônia. A exoneração dela foi publicada três dias após o Inpe ter informado que a Amazônia registrou novo recorde nos alertas de desmatamento em junho.

"Ela não foi demitida. Só que aconteceu no momento desses alertas. O pessoal achou que tinha uma coisa a ver com a outra. Não tem. Ela não foi demitida, continua no time. Nós ampliamos as funções do Inpe, ela vai assumir uma delas. Então, é isso, talvez eu devesse ter olhado com mais cuidado, deixar mais para frente. Eu não prestei a atenção nesse item. Esse mal-entendido com relação a Lubia está esclarecido", declarou Pontes nesta terça.

Nova função

Na avaliação do ministro, a exoneração de Lubia Vinhas "chamou a atenção por causa do momento", mas foi motivada pela "reestruturação" do órgão.

De acordo com o diretor interino do Inpe, Darcton Damião, Lubia Vinhas assumirá a "base de informações georreferenciadas", área que, segundo ele, "é um projeto estratégico".

Nesta segunda (13), ela afirmou à TV Globo que não sabia o motivo da exoneração, acrescentando que ficou sabendo da mudança pelo "Diário Oficial da União".

Carta sobre 'estrutura paralela'

Presente à mesma entrevista de Marcos Pontes, o diretor interino do Inpe, Darcton Damião, foi questionado sobre a carta na qual servidores do instituto afirmaram que há uma "estrutura paralela" criada no órgão para beneficiá-lo no processo de escolha do diretor definitivo.

"A 'estrutura paralela' é uma visão superficial. [...] Em fevereiro, quando ela estava delineada, veio a escolha dos nomes. Quando foi feita a escolha, as pessoas foram indicadas. Mas elas não podem assumir porque ainda não existe a estrutura, de fato. Se você olhar os documentos, todos são pelas cadeiras anteriores. O que existe é que toda semana me reúno com os gestores das novas cadeiras para planejar e não improvisar quando a estrutura estiver aprovada", respondeu.

"Tudo isso é discutido com essa 'estrutura paralela'. Mas não é paralela porque serão as pessoas que serão gestores. O que existe é uma discussão da estrutura futura", acrescentou.

Fonte: Por Pedro Henrique Gomes, G1 — Brasília

O Ministério Público do Estado ajuizou no domingo (12) ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen e o secretário Adjunto de Educação, Antônio Alves Brito, por contratação irregular de servidores temporários em detrimento aos aprovados em concurso público que continua vigente, sem apresentar justificativa aceitável.

Por meio de uma ação ordinária ajuizada por uma candidata aprovada, o promotor de Justiça de Parauapebas, Emerson de Oliveira, constatou que o Município promoveu concurso público (Edital nº 001/2017) para o provimento de cargo de professores para o quadro de pessoal efetivo da Prefeitura.

Foi apurado e comprovado que durante o prazo de validade do concurso o Município contratou vários professores “área I”, ou seja, para educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental, conforme quadro do magistério da educação municipal, isto é, para o mesmo cargo para o qual a autora foi aprovada.

O Ministério Público anexou à ação de improbidade diversos contratos administrativos que comprovam que o prefeito e o secretário adjunto de Educação efetuaram contratação temporária de 56 servidores para o cargo de professor “área I”, para o período de 1º/2/2019 a 31/12/2019, ou seja, durante o prazo de validade do concurso, preterindo sem justificativa os aprovados no concurso público.

“Em outros termos, o prefeito e o secretário preferiram, dolosamente, contratar temporariamente em vez de convocar os aprovados no concurso público, sem justificativa plausível para tanto”, enfatizou o promotor de Justiça Emerson de Oliveira.

Na ação a Promotoria requereu que sejam aplicadas as sanções da Lei de Improbidade Administrativa aos gestores, com a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

 

Texto: Assessoria de Comunicação

A Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça recebeu, na segunda-feira (13), a denúncia criminal proposta pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) onde foram denunciados por crimes da lei de licitações o prefeito do Município de Dom Eliseu Ayeso Gaston Siviero; o vereador e presidente da Câmara Municipal, Zoene Borges Lima; o empresário Antônio Marcos de Lima e Lima; o servidor Antônio Borges Lima; o presidente da Comissão de Licitação Hugo Rafael Alves de Almeida; o pregoeiro Michel da Silva Maranhão; e controladora-geral do Município, Ana Gorety Guedes Feio Filha Jorge.

Como requerido pelo Ministério Público, a Justiça manteve o bloqueio de bens do prefeito Ayeso Siviero e do vereador e presidente da Câmara Municipal Zoene Lima e ainda da empresa A.M. de Lima e Lima Informática envolvidos na fraude. A ação penal, assinada pelo procurador-geral de Justiça, Gilberto Martins, e pelo promotor de Justiça Alexandre Couto Neto, também requer medida cautelar de suspensão da função pública do prefeito e do presidente da Câmara.

Na ação penal, o Ministério Público do Estado apresenta provas de que o prefeito e o presidente da Câmara se juntaram para forjar um pregão presencial para prestação de serviço de digitalização e gerenciamento de documentos da municipalidade.

O pregão foi direcionado para contratar a empresa fantasma A.M. de Lima e Lima Informática criada pelo presidente da Câmara e administrada por “laranjas”, parentes do vereador. Tal empresa nunca chegou a prestar qualquer serviço para a Prefeitura, apesar de vários pagamentos terem sido efetuados.

O pregão presencial fraudado resultou num contrato no valor de R$ 319 mil, 840 reais dos quais foram realizados pelo menos 14 pagamentos até o ano de 2018. Parte desse valor foi transferido para as contas do vereador Zoene Lima e de seu irmão, Antônio Marcos de Lima, donos da empresa fantasma.

Os responsáveis pela regularidade e licitude do procedimento licitatório foram os denunciados Hugo de Almeida, presidente da Comissão de Licitação; Michel Maranhão, pregoeiro; e Ana Gorety Jorge, controladora-geral do Município os quais não adotaram nenhuma providência para evitar ou denunciar as fraudes.

O Ministério Público confirmou ainda que a empresa fantasma A.M. de Lima e Lima Informática recebeu dinheiro exclusivamente da prefeitura Municipal de Dom Eliseu, ou seja, não possuía outros clientes, e não realizou nenhum gasto com insumos, manutenção ou pagamentos de funcionários, o que reafirma sua total inatividade.

Em relação ao procedimento licitatório, ele foi autorizado pelo prefeito Ayeso Siviero que atestou a existência de saldo orçamentário. A empresa A.M. de Lima e Lima Informática foi a única participante do pregão presencial.

Para o Ministério Público, “as condutas praticadas são gravíssimas. A ação levada a termo pelos denunciados demonstra absoluto descaso com a lei e total crença na impunidade”, destacam os membros do MPPA no texto da ação.

 

Texto: Assessoria de Comunicação/ MPPA


 

 

Em coletiva concedida na última segunda-feira (13) no condado de Ventura, no estado norte-americano da Califórnia, o departamento de polícia local disse crer na possibilidade de Naya Rivera ter morrido afogada.

A artista teria conseguido salvar o filho Josey, de quatro anos, mas ficou sem forças para conseguir retornar para a embarcação. Para a polícia, o menino revelou que viu a mãe sumir debaixo d’água.

“Foi durante esse período que o garoto descreveu que a mãe o ajudou. Ele disse aos investigadores que olhou para trás [ao subir no barco] e a viu desaparecer na água. Acreditamos que ela reuniu energia suficiente para colocar seu filho de volta no barco, mas não conseguiu se salvar”, disse o xerife.

O Departamento de Polícia de Ventura disse hoje, na coletiva em que anunciou a morte de Naya Rivera, que acredita que a atriz conseguiu socorrer o filho, mas não teve força suficiente para se salvar e acabou morrendo afogada.

inda de acordo com os departamentos de polícia, a correnteza do lago em que Naya desapareceu estava forte na data do incidente. Além disso, o xerife local revelou que o barco alugado pela atriz não estava ancorado quando ela mergulhou na água com o filho.

Depois de encontrar o corpo de Naya, as autoridades locais trabalham com a hipótese de afogamento. Josey está com o pai Ryan Dorsey, ex-marido da atriz, o menino foi encontrado no barco dormindo.

 

Fonte: https://istoe.com.br

 

O avanço dos casos do novo coronavírus voltou a preocupar e a aversão ao risco prevalece nesta quarta-feira, com as os principais indicadores do mercado acionário global operando em terreno negativo.

No Brasil, o Senado vota hoje o marco regulatório do saneamento básico. Nas contas do Ministério da Economia, esse arcabouço pode ter um impacto de mais de R$ 750 bilhões na economia do país.

Na área corporativa, Banco Central e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) suspenderam o uso do WhatsApp para transações em parcerias com instituições financeiras no Brasil.

Bolsas mundiais

O avanço dos casos do novo coronavírus volta a preocupar os investidores e as Bolsas europeias e os futuros americanos operam em queda nesta quarta-feira.

O ressurgimento de casos no Japão e Alemanha, além do avanço da Covid-19 na América do Sul, eleva o temor de que os governos precisem reduzir o ritmo de reabertura das economias, o que pode prejudicar ainda mais a economia global.

O EuroStoxx cai 2,18% e o DAX, de Frankfurt, 2,41%. Os futuros do mercado americano também operam em terreno negativo, com Dow Jones caindo 1,05% e o S&P, 0,92%.

Na terça-feira, o consultor de saúde da Casa Branca, Dr. Anthony Fauci, alertou que certas regiões do país estão enfrentando uma “onda perturbadora” de casos do Covid-19.

Veja o desempenho dos mercados, às 7h43

Nova York

*S&P 500 Futuro (EUA), -0,87%

*Nasdaq Futuro (EUA), -0,50%

*Dow Jones Futuro (EUA), -0,99%

Europa

*Dax (Alemanha), -2,12%

*FTSE 100 (Reino Unido), -2,26%

*CAC 40 (França), -1,82%

*FTSE MIB (Itália), -1,41%

 

Fonte: Por Equipe InfoMoney

Na segunda-feira, 22, acontece a WorldWide Developers Conference (WWDC) 2020, evento da Apple onde, espera-se, será revelada uma mudança no nome do sistema operacional dos iPhones. Vazamentos indicam que a empresa vai abandonar a terminologia iOS e passar a chamar o sistema dos celulares de iPhoneOS. E um novo rumor não apenas confirma isso, como revela que o sistema vai fazer sua estreia como iPhoneOS 14.

O número faz sentido, é uma maneira de alinhar o novo nome com a versão atual do iOS, tentando mostrar que não é um sistema "zero", mas apenas uma mudança no nome do sistema operacional que todos já conhecemos. O vazamento da vez é bem interessante também porque revela, supostamente, a lista de iPhones que serão compatíveis com o iPhoneOS 14.

Pra ficar mais fácil de localizar se o seu aparelho será compatível, listamos abaixo em texto:

- iPhone 11
- iPhone 11 Pro
- iPhone 11 Max
- iPhone Xs
- iPhone Xs Max
- iPhone Xr
- iPhone X
- iPhone 8
- iPhone 8 Plus
- iPhone 7
- iPhone 7 Plus
- iPhone 6s
- iPhone 6
- iPhone 6s Plus
- iPhone SE (1ª geração)
- iPhone SE (2ª geração)
- iPod touch (7ª geração)

A WWDC, que vai acontecer exclusivamente online neste ano, será transmitida às 14h (horário de Brasília). A Apple costuma reservar o evento para falar de sofware, por isso a maior expectativa para Hoje com a confirmação do novo nome iPhoneOS e, claro, quais novidades serão trazidas pela atualização 14 do sistema. É bem possível que a empresa reserve um tempo para comentar também sobre novidades da Apple TV e seus serviços de streaming por assinatura, inclusive de jogos. Mas não espere ver informações sobre novos iPhones.

 

 Fonte: https://mundoconectado.com.br

 

Canaã dos Carajás confirma mais 47 casos positivos de infecção pelo novo coronavírus nesta quinta-feira (18). Todos os novos casos estão em isolamento domiciliar. Com isso, Canaã dos Carajás passa a ter 1858 casos confirmados, dos quais: 10 estão internados, 916 já se recuperaram e há 19 óbitos. Os demais estão em isolamento domiciliar.

Canaã dos Carajás tem ainda 26 casos suspeitos. Outros 59 já foram descartados.

As equipes de saúde monitoram 848 pacientes, que testaram positivo ou que apresentam sintomas gripais.

Nas últimas 24 horas, o Disk Coronavírus e a Unidade de Referência do Novo Horizonte realizaram 143 atendimentos, com 58 recomendações de isolamento.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, no momento há 80.072 casos e 4.469 óbitos no Pará.

Página 1 de 5

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016