O governador Helder Barbalho e o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, trataram na tarde desta quarta-feira (06) sobre o desbloqueio de recursos do Fundo de Desenvolvimento Regional com Recursos da Desestatização (FRD) para o investimento de R$ 40 milhões em 14 municípios, localizado na área de influência da ferrovia Carajás, no sudeste do Estado. A reunião ocorreu no escritório do BNDES, em Brasília (DF).

Atualmente, os valores bloqueados pelo Banco aguardam a resolução de pendências burocráticas, detectadas pela instituição em projetos. “Recebemos o governador após a visita presencial que fizemos em Belém e falamos de temas importantes. Discutimos recursos para segurança pública, liberação de recursos do FRD, que estão há décadas represados e falamos das oportunidades de saneamento básico no Estado do Pará”, informou Gustavo Montezano.

Helder Barbalho destacou que o encontro teve como objetivo destravar recursos historicamente bloqueados, por meio de ferramentas modernas de gestão e parceria entre a instituição financeira e o Executivo estadual.

Garantia de direitos - “Tratamentos de temas sensíveis para a população paraense, particularmente aos 14 municípios do Estado que têm a ferrovia Carajás em seus territórios e o direito em receber recursos do FRD. Estes recursos precisam ser destravados. A burocracia não pode cercear estes municípios de terem esta conquista, com cerca de R$ 40 milhões, em que Governo e BNDES construam soluções com obras e equipamentos”, detalhou o governador do Pará.

Já na área da segurança pública, o BNDES e o Governo do Estado sinalizaram parceria que pode render investimentos da ordem de R$ 40 milhões, para serem aplicados em tecnologia na área da segurança pública. “Recursos estratégicos para estruturar a Secretaria de Segurança, além das polícias Civil e Militar, para prosseguirmos na estratégia de redução da violência em território paraense”, destacou o chefe do Executivo.

Também foi alinhada a atuação estratégica entre BNDES e Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), visando à modernização do sistema de saneamento básico. Além de Helder Barbalho e Gustavo Montezano, participaram da reunião o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Ruy Cabral, e o presidente da Cosanpa, José Antonio De Angelis.

 

Fonte: Por Leonardo Nunes (SECOM)

Os servidores efetivos da Universidade do Estado do Pará (Uepa) tem até o dia 31 de janeiro para atualizar seus dados pessoais e funcionais pelo site sistemas.uepa.br/recadastramento. Segundo a Diretoria de Gestão de Pessoas (DPG) da instituição, a meta é obter a atualização dos dados cadastrais de 673 técnicos e 937 docentes. Até o dia de hoje, 5, respectivamente, 224 e 213 funcionários públicos realizaram o procedimento.

O recadastramento é uma demanda da gestão superior e atende orientações do setor jurídico, bem como dos órgãos de controle interno e externo. Para facilitar o preenchimento das informações por parte dos servidores e viabilizar a migração dos dados para outras bases, a DGP solicitou à Diretoria de Serviços de Processamento de Dados (DSPD) da Uepa o desenvolvimento de um sistema específico. Assim como os servidores veteranos, os 116 concursados, que entraram em efetivo exercício no dia 1º de outubro, também devem realizar o recadastramento.

O sistema é simples e as pessoas não devem ter dificuldades para inserir as informações, mas caso essa dificuldade ocorra, o servidor poderá fazer um print da tela e entrar em contato com a DSPD para notificar o problema. São documentos obrigatórios a serem anexados no ato de recadastramento uma foto (formato JPG), o RG (formato PDF), a certidão de nascimento ou casamento (formato PDF), um comprovante de residência (formato PDF), o e-social (formato PDF), diploma da última formação (formato PDF), e no caso dos ocupantes do cargo de motorista também será necessário anexar a Carteira Nacional de Habilitação (formato PDF). 

De acordo com o diretor de Gestão de Pessoas, Neivaldo Fialho, não haverá restrições ou punições a quem não fizer o procedimento, porém ele estimula os servidores a fazerem mesmo assim. "Essas informações poderão subsidiar as tomadas de decisão daqui pra frente, sem contar que é mais segurança para nós e para quem trabalha", explica. A determinação vale para todos os 16 campi do interior e mais os cinco da capital paraense.

Christian Couto é servidor da Universidade há dez anos e atualmente na função de motorista, já tratou de fazer o recadastramento. "Foi tudo muito fácil e sei da importância de termos nossa ficha funcional sempre atualizada", reconhece.

 

Fonte: Por Carol Menezes (SECOM)

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) divulgou, na tarde de terça-feira (5), o resultado final da 2ª fase da Operação Festas Seguras, que abrangeu, de forma integrada, cerca de 40 localidades do Pará, com o objetivo de garantir maior segurança aos frequentadores que se deslocaram para municípios do interior a fim de passar as festas de final de ano. A Operação também agiu para que todos cumprissem as normas do Decreto 800/2020, do governo estadual, destinadas ao combate à Covid-19 nas principais praias e balneários.

A 2ª fase da “Festas Seguras” foi iniciada em 22 de dezembro de 2021, e finalizada na última segunda-feira (4), com o balanço final da produtividade e índice de criminalidade. Neste período foi observada grande movimentação de pessoas para o interior do Estado, mas também a efetividade nas atuações de prevenção e nas reduções dos índices de criminalidade em relação ao ano passado. Os dados foram consolidados pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Segup.

“Trabalhamos intensamente neste período de maior deslocamento da população para o interior do Estado, especialmente naqueles municípios mais procurados pelos paraenses e turistas de outros estados para garantir uma virada de ano tranquila. As equipes das polícias Civil e Militar atuaram, ainda, na fiscalização de estabelecimentos para garantir o cumprimento do decreto estadual e das demais normativas de combate à proliferação da Covid-19. Apesar da grande movimentação, conseguimos apresentar uma redução na criminalidade, e isso mostra a força da nossa atuação integrada para garantir lazer com segurança a todos”, disse o secretário adjunto de Operações da Segup, coronel Alexandre Mascarenhas.

Segundo os dados levantados, entre 22 de dezembro e 4 de janeiro de 2021, houve uma redução de 22% nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), e de 45% e 21%, respectivamente, nos furtos e roubos, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram registrados 110 crimes violentos cometidos entre 22 de dezembro de 2019 a 4 de janeiro de 2020. No mesmo período de 2020 a 2021, foram registrados 86. O número de furtos foi de 3.816, de 2019 para 2020, e 2.117, de 2020 a 2021. Os roubos chegaram a 2.528 no ano passado. Neste ano, foram 2.004 casos.

“Visibilidade” - Na Região Metropolitana de Belém (RMB), a Polícia Militar promoveu a Operação Visibilidade, reforçando o policiamento ostensivo e preventivo em pontos estratégicos, nos grandes corredores urbanos e na área de saída e entrada da cidade.

Segundo a Siac, na RMB a redução totalizou 25% de CVLI (16 registros em 2019/2020, e 12, em 2020/2021), 49% nos furtos (1.687, em 2019/2020, e 852, em 2020/2021) e 33% nos casos de homicídio (15 em 2019/2020, e 10 no período entre 2020/2021).

“Conseguimos apresentar uma redução de 22% nos crimes violentos durante o período mais sensível da Operação, que compreendeu o feriado prolongado do Natal seguido do Ano Novo. Conseguimos, também, obter redução nos crimes de roubo e furto, tanto na RMB quanto no interior. Isso é reflexo das ações de ostensividade planejadas pelos órgãos de segurança, que empreenderam esforços de forma conjunta”, destacou o secretário adjunto de Inteligência e Análise Criminal da Segup, André Costa.

Resultados - Entre as ações nas localidades que receberam reforço da Operação Festas Seguras destacam-se a fiscalização de 1.854 bares e similares, e a abordagem de 39.343 pessoas, com 460 prisões feitas por policiais militares, além da instauração de 108 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO).

A Polícia Civil fiscalizou 116 estabelecimentos e 113 veículos, devido à poluição sonora, e fechou 16 estabelecimentos. Já os militares do Corpo de Bombeiros orientaram 8.981 pessoas, fizeram 107 atendimentos pré-hospitalares e o resgate por afogamento de 21 pessoas, e ainda localizaram 20 crianças que haviam se perdido dos responsáveis.

Trânsito e efetivo – Agentes do Departamento de Trânsito (Detran) autuaram 3.592 condutores por excesso de velocidade nas rodovias e removeram 98 veículos. Foram autuados, ainda, 80 condutores por dirigirem sobre influência de bebida alcoólica. “Realizamos também o monitoramento das vias de acesso aos municípios, com a finalidade de prevenir acidentes e resguardar a incolumidade física das pessoas e do patrimônio público e privado, fiscalizando o excesso de velocidade, associado ao uso de bebidas alcoólicas e direção veicular”, informou o coronel Alexandre Mascarenhas.

A Operação Festas Seguras contou com o reforço no efetivo de 1.500 agentes de segurança, 227 viaturas (de duas e quatro rodas), além de viaturas de busca e salvamento e unidades de resgate do Corpo de Bombeiros, embarcações do Grupamento Fluvial (Gflu) e duas aeronaves do Grupamento Aéreo de Segurança (Graesp).

 

Fonte: Por Walena Lopes (SEGUP)

Com o objetivo de reduzir, cada vez mais, os índices de criminalidade no Pará, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), investe, desde o início da atual gestão, em equipamentos, aparelhamentos e novas viaturas para o Sistema de Segurança Pública do Pará. Logo no primeiro dia de 2021, o Estado apresentou redução de 60% em crimes letais e intencionais, em comparação ao 1º dia de 2020.

A política de reestruturação e modernização das instituições da segurança estadual é, segundo o secretário adjunto de Inteligência e Análise Criminal, André Costa, essencial para alcançar esses resultados positivos. “O ano de 2020 foi desafiador pra nós. Estávamos concorrendo com o primeiro ano da nossa gestão, onde já tínhamos uma redução muito grande da criminalidade, por isso, era necessário reinventar, fazer novos investimentos e diferenciar o trabalho, para conseguir continuar reduzindo os índices”, explica.

O secretário adjunto afirma que investimentos, como o aumento e renovação da frota de viaturas das Polícias Militar e Civil, as aquisições da área da inteligência, entre eles, equipamentos de software modernos para as unidades da PM, PC, Seac, Bombeiros e Detran, além do trabalho integrado dos órgãos são importantes aliados para reduzir a ocorrência de crimes.

“Todas as ferramentas que adquirimos, tanto na área da inteligência como para a atuação operacional, trabalham em conjunto e integradas. Isso produz conhecimento muito mais rápido e favorece que a elaboração do plano operacional possa ter resultados muito mais eficientes. Tudo para que a gente consiga dar continuidade na redução da criminalidade no Estado”, assegura.

No primeiro dia de 2021 também foi registrada redução nos casos de homicídio e roubo em geral. Em 2020, no primeiro dia do ano, foram computados 24 casos de homicídio, enquanto em 2021 foram registradas oito ocorrências, o que representa uma queda de 67%. Quanto ao roubo em geral, os dados apontaram uma diminuição de 84% em comparação a 2020, quando foram registrados 197 roubos. Em 2021, foram computados 31 casos em todo o Estado.

NOVAS VIATURAS

Pela primeira vez na história da Polícia Militar do Pará, a corporação teve sua frota totalmente renovada com caminhonetes, que garantem maior segurança aos agentes, mais resistência e agilidade nas operações. São 1.154 viaturas do tipo Hilux e Duster, em substituição aos 899 Palio Weekend, Logan e Amarok utilizados nas ações policiais. Também foram entregues mais 418 viaturas para a Região Metropolitana de Belém. 

Em dezembro de 2020, foram entregues os primeiros veículos blindados para o combate à criminalidade no Pará. Uma lancha blindada também foi entregue para assegurar a eficiência do trabalho dos agentes de segurança pública pelas águas do Estado. O investimento total na construção da embarcação foi de mais de R$ 2 milhões do tesouro estadual.

TECNOLOGIA 

A modernização de equipamentos que compõem o Sistema de Segurança Pública do Pará é um dos investimentos prioritários da atual gestão. Em novembro de 2020, a Segup instalou 350 novas câmeras de videomonitoramento e módulo de análise forense, em substituição às câmeras que operam na Região Metropolitana de Belém e em mais oito municípios paraenses. Algumas delas fazem reconhecimento facial e leitura de placas veiculares. 

Em dezembro de 2020, o governo do Estado entregou também 1.637 equipamentos de comunicação, sendo 1.018 microcomputadores, 500 rádios portáteis digitais e 119 rádios móveis digitais, além do serviço de atualização e interligação do sistema de radiocomunicação digital APCO 25.

Outro importante avanço foi a implantação do Sinesp-Cad, que oferece um moderno sistema sofisticado para atendimento de ocorrências de urgência e emergência. Quem precisar ligar para o Centro Integrado de Operações (Ciop) - 190 - e para o Corpo de Bombeiros (193) será atendido com a nova tecnologia.

 

Fonte: Por Giovanna Abreu (SECOM)

O Governo do Pará recebeu na conta do Tesouro Estadual, no dia 31/12, o primeiro repasse dos recursos referentes ao ressarcimento das perdas da Lei Kandir, feito de acordo com a lei complementar 176/2020, que regulamentou o pagamento de compensações pela União aos Estados, Distrito Federal e municípios.

A lei garantiu o repasse de R$ 58 bilhões da União aos entes federativos no período de 2020 a 2037, formalizando acordo feito entre governo federal e Estados para encerrar disputas judiciais pela isenção do ICMS nas exportações.

O repasse de dezembro totalizou R$ 312,294 milhões. O Governo do Pará recebeu R$234,220 milhões, que equivalem a 75% do total e os municípios receberam 25% dos valores.

O valor total a ser recebido pelo Pará em 17 anos deve ficar em torno de R$ 4,537 bilhões. 

A previsão é de que, entre 2020 e 2030 deveriam ser repassados aos Estados e municípios, R$ 4 bilhões ao ano. A partir de 2031, haveria uma redução de R$ 500 milhões ao ano até zerar a entrega, a partir de 2038.

Outros 3,6 bilhões, que totalizariam R$ 65,5 bilhões, serão repassados caso a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo seja aprovada.

Há, ainda, a possibilidade de haver o repasse de mais R$ 4 bilhões, que completam o total de R$ 62 bilhões, e que devem vir dos futuros leilões de petróleo dos blocos de Atapu e Sépia, na Bacia de Santos. 

A medida aprovada é resultado de acordo entre União e representantes de estados brasileiros, homologado pelo STF em maio de 2020. As perdas na arrecadação do ICMS, resultantes da Lei Kandir geraram demandas judiciais que se estendem há mais de 20 anos.

 

Fonte: Por Ana Márcia Pantoja (SEFA)

Os alunos da rede estadual de ensino vão receber a 7ª recarga do vale-alimentação a partir do dia 11 de janeiro. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (4), pelo governador do estado, Helder Barbalho, ao lado da secretária de Educação, Elieth de Fátima Braga. 

“Nós vamos continuar com este benefício para assegurar a alimentação de todos os nossos alunos, nos 144 municípios. Vamos também continuar nos protegendo, usando máscara e higienizando as mãos. O vírus ainda está circulando, mas unidos com muita consciência e responsabilidade nós vamos vencer esta pandemia”, disse o chefe do executivo estadual. 

Com mais esta recarga no valor de R$ 80, o governo totaliza R$ 560 já depositados para cada um dos 576 mil alunos da rede estadual, o equivalente a setes recargas. Um investimento de R$ 312 milhões oriundos do Tesouro Estadual. 

A iniciativa foi uma alternativa adotada pelo Governo do Estado, por meio da Seduc, para assegurar a merenda escolar dos alunos da rede estadual de ensino, mesmo com a suspensão das aulas presenciais, no dia 18 de março, como uma das medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). 

Cronograma de distribuição do vale-alimentação escolar:

Dia 11/01: Região Guajará: Ananindeua, Belém, Benevides, Marituba e Santa Bárbara do Pará

Dia 12/01: Região Rio Capim: Abel Figueiredo, Aurora do Pará, Bujaru, Capitão Poço, Concórdia do Pará, Dom Eliseu, Garrafão do Norte, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá, Ourém, Paragominas, Rondon do Pará, Tomé-Açu e Ulianópolis

Dia 13/01: Região Tapajós: Aveiro, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Rurópolis e Trairão

Dia 14/01: Região Tocantins: Abaetetuba, Acará, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju, Oeiras do Pará e Tailândia

Dia 15/01: Região Xingu: Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Placas, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará e Vitória do Xingu

Dia 18/01: Região Araguaia: Água Azul do Norte, Bannach, Conceição do Araguaia, Cumaru do Norte, Floresta do Araguaia, Ourilândia do Norte, Pau D'Arco, Redenção, Rio Maria , Santa Maria das Barreiras, Santana do Araguaia, São Felix do Xingu, Sapucaia, Tucumã e Xinguara

Dia 19/01: Região Baixo Amazonas: Alenquer, Almerim, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Santarém e Terra Santa

Dia 20/01: Região Carajás: Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado dos Carajás, Marabá, Palestina do Pará, Parauapebas, Piçarra, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia e São João do Araguaia

Dia 21/01: Região Guamá: Castanhal, Colares, Curuçá, Igarapé-Açu, Inhangapi, Magalhães Barata, Maracanã, Marapanim, Santo Antônio do Tauá, Santa Maria do Pará, Santa Izabel do Pará, São Caetano de Odivelas, São Domingos do Capim, São Francisco do Pará, São João da Ponta, São Miguel do Guamá, Terra Alta e Vigia

Dia 22/01: Região Lago de Tucuruí: Breu Branco, Goianésia do Pará, Itupiranga, Jacundá, Nova Ipixuna, Novo Repartimento e Tucuruí

Dia 25/01: Região Marajó: Afuá, Anajás, Bagre, Breves, Cachoeira do Arari, Chaves, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Muaná, Ponta de Pedras, Portel, Salvaterra, Santa, Cruz do Arari, São Sebastião da Boa Vista e Soure

Dia 26/01: Região Rio Caeté: Augusto Corrêa, Bonito, Bragança, Cachoeira do Piriá, Capanema, Nova Timboteua, Peixe-Boi, Primavera, Quatipuru, Salinópolis,  Santa Luzia do Pará, Santarém Novo, São João de Pirabas, Tracuateua e Viseu.

 

Fonte: Por Lilian Guedes (SEDUC)

O ano de 2021 iniciou com saldo positivo para o Sistema de Segurança Pública do Pará. No primeiro dia do ano, o Estado apresentou uma redução de 60%, quando comparado com o 1º dia de 2020, no índice de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), que englobam homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Os dados foram divulgados pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Secretária de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

De acordo com as informações, em 1º de janeiro de 2020 foram computados 25 casos de CVLI em todo o Estado. Já em 2021, no mesmo período foram registradas 10 ocorrências do mesmo crime. Para o secretário Estado de Segurança Pública e Defesa Social em exercício, André Costa, esse resultado é a soma de um esforço integrado entre as forças de segurança para garantir maior tranquilidade à população.

“Essa redução representa a soma de uma ação integrada entre os órgãos de segurança pública, somada às ações de inteligência e aos investimentos do governo, que contribuíram para a manutenção da redução dos índices, cada vez mais favoráveis, em benefício da nossa população”, avaliou.

André Costa ressaltou ainda a atenção mais intensificada, sobretudo em datas comemorativas. “O 1º dia do ano é sempre um momento muito delicado para a segurança, pois as pessoas costumam exceder nas comemorações de final de ano, fazendo uso de bebidas alcoólicas. Isso faz com que nossas equipes aumentem o alerta. Porém, neste ano, conseguimos superar os bons resultados já apresentados em 2020, o que nos mostra que estamos no caminho certo e iremos continuar seguindo o mesmo plano para 2021”, disse o secretário em exercício.

Manutenção de resultados – Também foi registrada redução nos casos de homicídio e roubo em geral. Em 2020, no primeiro dia do ano foram computados 24 casos de homicídio, enquanto em 2021 foram registadas oito ocorrências, o que representa uma queda de 67%.

Quanto ao roubo em geral, os dados apontaram uma diminuição de 84% em comparação a 2020, quando foram registrados 197 casos de roubo. Em 2021 foram computados 31 casos em todo o Estado.

“Nosso objetivo principal é continuar mantendo esses resultados positivos em 2021. Estamos conseguindo nos superar a cada ano, e isso é reflexo da atuação dos nossos agentes e dos investimentos na área da segurança pública. Para este ano esperamos utilizar mais recursos tecnológicos e a inteligência artificial a nosso favor, para garantirmos sempre bons resultados”, informou André Costa.

 

Fonte: Por Walena Lopes (SEGUP)

 

Uma parceria entre o Governo do Pará e a Prefeitura de Ananindeua vai garantir um investimento de quase R$ 35 milhões em obras de pavimentação em vários bairros do município. O convênio foi assinado pelo governador Helder Barbalho e pelo prefeito Daniel Santos na manhã de domingo (3), durante a programação comemorativa pelos 77 anos de emancipação política de Ananindeua. Também foram entregues no local 400 títulos de terra a moradores do bairro Águas Lindas, dos 795 documentos já emitidos pelo Instituto de Terras do Pará (Iterpa) para famílias do bairro, dentro do projeto de regularização fundiária urbana.

Segundo o chefe do Executivo, o ato corrobora o trabalho do governo estadual em todos os municípios. Ele anunciou que 2021, assim como os dois anos anteriores, será um ano de muitas realizações voltadas ao desenvolvimento do Pará. "E, claro, priorizando os desafios que são mais sensíveis para nossa população. Ananindeua estará sempre como prioridade para o Governo, com as ações de infraestrutura, para o melhoramento da urbanização, da limpeza, principalmente no momento do inverno amazônico”, frisou Helder Barbalho.

Ao mencionar os desafios que precisam ser enfrentados na Região Metropolitana de Belém (RMB), o governador disse que “vamos buscar convergir dentro da união necessária para soluções estratégicas, com o Daniel, com o Edmilson Rodrigues, em Belém, trazendo também Marituba, Benevides e Santa Bárbara, para soluções do destino final do lixo, de mobilidade urbana, nas áreas limítrofes. Aproveito o aniversário de Ananindeua para reafirmar ao prefeito que o Governo do Estado e a Prefeitura estarão trabalhando lado a lado, unidos, juntos para fazer uma cidade melhor de se viver".

Cooperação - O prefeito Daniel Santos - que inspecionou a obra do Hospital Infantil de Ananindeua, que tem contrapartida do Estado, no valor de R$ 18,8 milhões, e deve ser entregue já em 2021 -, agradeceu o empenho do Governo do Estado em contribuir para uma gestão construtiva desde os primeiros dias de mandato. “Isso nos dá a expectativa de construir uma Ananindeua melhor. Depois da missa de aniversário, visitei as obras do Hospital, no qual o Governo também é nosso parceiro, e assinamos um termo de cooperação que tem a ver com saneamento, asfalto e limpeza urbana, uma importante prioridade nesse início dos trabalhos", acrescentou o gestor municipal.

"Esperamos que essa parceria sirva de modelo para o restante do Pará e do Brasil. Estamos falando de um município onde é preciso racionalizar recurso o tempo todo para se investir onde mais precisa. Uma ajuda dessas deixa o caixa mais disponível para garantir que os serviços cheguem até quem mais precisa: a população", reafirmou Daniel Santos.

Direito à habitação - Foram quase 40 anos de espera, mas a moradora Maria Aparecida da Costa, 55 anos, que trabalha com serviços gerais, recebeu o título do terreno onde mora, no bairro de Águas Lindas. A família dela é uma das 400 beneficiadas com o documento. "Muito feliz em saber que agora moro em um lugar que é meu, e depois será dos meus filhos, netos e bisnetos", afirmou Maria Aparecida.

Há 38 anos, contou a moradora, tudo era muito diferente no local. Grávida, e com muita dificuldade, ela construiu a própria casa. "Não tinha nenhuma, só a minha. Depois que foram 'subindo' outras. Não tinha energia, a gente dormia com as portas abertas. As paredes eram de papelão com plástico", lembrou Maria Aparecida. Segundo ela, "para um dia como hoje não há palavras; é muita emoção".

Flávio Azevedo, vice-presidente do Iterpa, órgão responsável pela efetivação da política pública de regularização fundiária em áreas rurais e urbanas, ressaltou a importância da parceria com os municípios nesse processo. "Estamos falando de dignidade, de um dos direitos constitucionais mais importantes, que é o direito à habitação. A partir do momento em que a gente regulariza um imóvel ou habitação, garante esse direito", reiterou.

Vizinho de Maria Aparecida, Raimundo Nonato dos Santos também voltou para casa neste domingo como dono definitivo da área onde mora. "É uma dádiva, um benefício do Governo, a chance de ter uma propriedade, saber que é meu. Essa documentação nos traz maior segurança. Outra alegria nesse aniversário", declarou.

Aos 74 anos, Elpídia Santana de Oliveira mora no mesmo bairro há 20 anos, na casa onde criou os filhos. Emocionada, ela lembrou o tempo de espera até receber o título. "É muita felicidade. Chegaram a entregar outro documento antes, mas que depois disseram que não valia. Uma emoção grande a gente receber justamente no dia do aniversário!", disse a moradora.

 

Fonte: Por Carol Menezes (SECOM)

Final de ano é tempo de ser solidário com quem precisa e pensando nisso dois projetos em Belém se reúne todos os anos para arrecadar alimentos e brinquedos que são doados. Eles fazem a diferença todos os anos na vida dessas pessoas.

O projeto "Natal Solidário: faça uma criança feliz", arrecada materiais escolares, comida e brinquedos até o dia 22 de dezembro. Esse ano Dona Milene que é a idealizadora do projeto está realizando uma campanha especial para conseguir uma cadeira de rodas para uma criança de 05 anos.

Também pensando nessas pessoas o Instituto Arraial do Pavulagem realiza há 13 anos o projeto “Cordão do Galo”. A arrecadação de brinquedos e alimentos acontece em oito pontos de coleta distribuídos em Belém, e um em Cachoeira do Arari, até esta quinta-feira (10). Todo material arrecadado será distribuído entre os dias 12 e 13 de dezembro, no próprio município de Cachoeira, seguindo as medidas de prevenção contra a Covid-19.

SERVIÇO:

Projeto natal solidário
Ação será no dia 23 de dezembro

Contato: 98220-3069
Endereço : cj cidade nova, quadra 217 , numero 120

Cordão do Galo – Natal da Criança do Marajó
Coleta de brinquedos e alimentos não perecíveis: até 10 de dezembro

Postos de arrecadação:
-Pedreira

Grupo de Carimbó Sancari - Av. Marques de Herval Passagem Álvaro Adolfo, nº 7
-Umarizal
Unama Alcindo Cacela - Avenida Alcindo Cacela, nº 287. Procurar a Central de Atendimento ao Aluno (CRA).
-Casa da Dona Maroca - Tv. Dom Romualdo de Seixas, nº 1686, entre Boa Ventura da Silva e Domingos Marreiros).
-Parque Verde
Unama Parque Shopping – Avenida Augusto Montenegro, nº 4300 (Subsolo). Procurar a Central de Atendimento ao Aluno (CRA)
-São Brás
Teatro Estação Gasômetro (Parque da Residência) - Av. Gov. Magalhães Barata, nº 830. Contato: João 98884-2125
Tambores de Louvação - Avenida Ceará, nº 256. Contato: Cris 98909 2318
-Coqueiro
Coletivo Mãos Solidárias do SAT - Conjunto Satélite, WE 3 / nº 14. Contato: Ivana / 3248-3774
-Icoaraci
Casa do Artista - Rua Pe. Júlio Maria, nº 163. Contato: Alda / 98891 3224
-Cachoeira do Arari
Sede da IDGSS - Rua Dr. Lélio Silva. nº 70 (Entre Rua da Frente e Coronel Guilherme Feio)

Fonte: Por G1 PA — Belém

O governador Helder Barbalho assinou, na tarde desta quarta-feira (02), a ordem de serviço que autoriza o início imediato das obras para revitalização e modernização do prédio histórico utilizado pelo Comando de Missões Especiais (CME), no bairro da Cremação, em Belém.

“Este prédio centenário, construído ainda pelo então prefeito de Belém, Antônio Lemos, há 12 anos foi esquecido e abandonado. Hoje, estamos aqui para iniciar as obras que resgatam essa história e, acima de tudo, para que a estrutura aqui existente possa efetivamente permitir que a Polícia Militar e Comando de Missões Especiais voltem a servir, a partir deste quartel, à nossa sociedade”, destacou o governador.

A solicitação de suplementação do orçamento da Polícia Militar para execução do projeto de reconstrução dos dois prédios, foi uma proposta do comandante-geral da corporação, coronel Dilson Júnior. O comandante justifica que a recuperação total do local vai possibilitar a formação de mil novos policiais militares a cada 10 meses.

“O projeto vai respeitar as características históricas do local. O trabalho de modernização do quartel simboliza o trabalho de reconstrução que o Governo está fazendo no sistema de segurança pública do Estado. Esse é um dia muito importante para Polícia Militar, pelo resgate de nossa bicentenária história”, destacou o coronel da PM.

O engenheiro civil que atua na obra de modernização do local, José Junior, ressalta que as intervenções irão priorizar a área estrutural e características históricas. A previsão é que o canteiro de obras gere 25 empregos diretos. “A obra compreende uma readequação completa do prédio e adequação do layout. Vamos restaurar pisos e paredes, construir um novo telhado e dar reforço à estrutura que está deteriorada. A estimativa é de realizarmos a obra em oito meses”, disse.

O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, destacou a importância histórica do edifício para a Polícia Militar e a comunidade do entorno. “Mais uma vez estamos resgatando a história e a imagem da Polícia Militar. Entregar esse prédio exerce uma importante missão dentro da PM. Vamos entregar essa obra para toda sociedade, em especial, a comunidade aqui da Cremação que, historicamente, acompanha o trabalho desenvolvido por este Comando”, ressaltou.

Também participaram do evento o delegado-geral da Polícia Civil, Walter Resende, e diferentes representantes das instituições ligadas à segurança pública, entre elas, o Ministério Público Militar.

 

Fonte: Por Leonardo Nunes (SECOM)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016