Andando pelas ruas e avenidas da cidade percebe-se o início da temporada de floração dos ipês, perfeito cartão postal de Parauapebas. Árvore considerada símbolo da cidade, que todo inicio do mês de Agosto proporciona lindas paisagens a quem visita o calçadão da PA 275, para fazer caminhadas ou mesmo passeios nos fins de tarde de Parauapebas.

As flores caem e espalham-se pelo chão formando um elegante tapete que cobre a grama verde, criando então um cenário perfeito para tirar varias fotos. Muitos se inspiram e esperam por este momento para realizarem ensaios fotográficos, filmagens, entre outros.

Esta estação deixa a cidade mais linda, tal exuberância colorida enfeita os locais onde estão. Um dos pontos principais está localizado nos dois lados da PA-275, onde os ipês amarelos são os que mais chamam a atenção de quem passa pelo local, uma vez que o movimento nesta região da cidade é muito intenso. Aos fins de tarde, há as pessoas que se exercitam periodicamente no calçadão que circunda os Ipês ou mesmo os casais e amigos que passeiam pelo local, de todas as formas, é impossível não contemplar essa beleza da natureza. As floradas costumam durar uma semana, ou um pouco mais, dependendo do clima.

Ipês amarelos chamam bastante atenção por sua cor vibrante que embelezam as tardes de Parauapebas. 

A floração dura em média uma semana ou mais, dependendo do clima. 

O que muitos não sabem é que a casca, a entrecasca e a folha do Ipê possuem propriedades medicinais, as mesmas são consideradas anti-inflamatórias, antidiarreicas, anti-infecciosas e cicatrizantes. O Ipê também, já foi considerado a árvore nacional brasileira, porém no dia 7 de dezembro de 1978, a lei nº 6507 veio declarar que o pau-brasil (caesalpinia echinata) seria a Árvore Nacional e, a flor do Ipê, a flor do símbolo nacional.

(Da redação)

 

 

A FAMAP (Faculdade Master de Parauapebas) abriu dia 16 de julho, as inscrições para o Novo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Você que sonha em ingressar na carreira de Enfermagem, Nutrição, Farmácia, Administração, Gestão Comercial e Engenharia Ambiental tem até amanhã, 22 de Julho, para se inscrever na FAMAP pelo Fies.

Imagem: Divulgação

Um pouco mais sobre a Famap

A Faculdade Master de Parauapebas encontra-se entre os melhores e mais inovadores cursos de graduação em Enfermagem da cidade. Uma das grandes preocupações da FAMAP é inovar também na metodologia de ensino e na formação do profissional desde o início do curso, oferecendo oportunidades de monitoria, Programa de Estágio Extracurricular e incentivo a Iniciação Científica.

 Para se inscrever é só acessar o link http://fies.mec.gov.br/ .

Imagem : Site Fies

Sobre o novo Fies:

O novo Fies é um modelo de financiamento estudantil moderno, que divide o programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. O novo fies traz melhorias na gestão do fundo, dando sustentabilidade financeira ao programa a fim de garantir a sustentabilidade do programa e viabilizar um acesso mais amplo ao ensino superior.

 Venha ser um universitário Famap!

(Da redação com informações do Sites: Fies e Famap)

 

 

A GU do sargento PM Evaldo e cabo PM Ivanilson apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas para o delegado plantonista Gabriel Henrique, o nacional Railson Ferreira Marinho, 18 anos de idade, ele foi preso por volta das 09h30 da manhã de sexta-feira, 20, por tráfico de entorpecentes.

Ele foi preso quando se encontrava na porta de sua residência, localizada na Rua São Lucas, bairro Betânia, Parauapebas, segundo o cabo Ivanilson o acusado foi surpreendido pela guarnição quando estava  preparando a droga para venda.

Ele disse que estava fumando um Black quando os canas chegaram em sua residência. Com ele foi a apreendido pela PM, 10 papelotes de maconha pensada, 07 de  cocaína e 04 petecas de  crack.

 

 

(Reportagem: Caetano Silva)

 

 A União Municipal dos Estudantes de Parauapebas (UMESPA) mudou recentemente de endereço, agora a instituição, que atua em Parauapebas há 26 anos estará funcionando a partir do dia 1º de agosto no seguinte endereço: Rodovia Faruk  Salmen; Bairro Porto Seguro, Quadra Especial, Sem Número, 1° Piso, Boxe 42, Feira do Produtor.

Além do novo endereço, a Umespa lançará uma super novidade para os estudantes de Parauapebas, a partir do dia 10 de agosto os mesmos poderão solicitar a sua carteirinha estudantil de forma online, pelo portal da Umespa, www.umespa.com.br . O portal surgiu para dinamizar e facilitar a vida do estudante que pode solicitar sua carteirinha de onde estiver.

 A Umespa também recebeu, no dia três de abril,  o Título de Utilidade Pública Estadual, lei estadual nº 8.612 de 03 Abril de 2018, que reconhece a entidade como um importante órgão do estado do Pará no atendimento aos interesses e direitos dos jovens estudantes do município.

 

Saiba mais sobre a UMESPA

A União Municipal dos Estudantes de Parauapebas foi fundada em 27 de março de 1992, é uma sociedade civil de direito privado, sendo pessoa jurídica sem fins lucrativos. Nos moldes do Código Civil em vigor, pela Lei Municipal de n° 1572 de 25/04/95.

Atua em todo território do município de Parauapebas, como federação dos Grêmios Estudantis, congregando e coordenando, em nível territorial deste município.  As entidades estudantis buscam sempre a unidade de ação na defesa dos interesses comuns e melhorias na qualidade de vida das pessoas, além de ter finalidade e caráter: reivindicatório, educacional, cultural, cívico, desportivo, social e beneficente, regendo-se pelo presente estatuto.

(Ingrid Cardoso)

 

Mateus Silva Sousa, 20 anos de idade e seu comparsa, um adolescente de 16 anos de idade foram apresentados na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, e apresentados ao delegado plantonista Dufrae Abade acusados de roubo de moto. A dupla caiu nas garras da patrulha, por volta das 00h40 da madrugada de quinta-feira 19, na rua L, bairro Cidade Jardim, minutos após a dupla ter tomado de assalto uma moto Biz vermelha de uma mulher, no bairro São Lucas, VS-10.

Mateus Silva Sousa, 20 anos de idade.

Menor de 16 anos também envolvido no crime.

A vítima contou que por volta das 23h40 retornava para sua residência e ao chegar no bairro São Lucas II, onde ela  mora, faltando duas esquinas para chegar em sua casa, ela ouviu barulho de outra moto que vinha atrás dela, quando de repente encostando, ordenaram que ela parasse e saísse da moto. "Eles ordenaram que eu descesse da moto e um pessoal que estava em um prédio em frente começaram a gritar, eles ficaram assustados, mas ainda perguntaram pelo meu celular, respondi que não tinha, então eles montaram na moto e saíram, tirei o celular que estava em meu bolso e informei o ocorrido para a polícia,  não observei se eles estavam ou não armados. Através do rastreador que colocamos na moto foi que a encontramos", contou a vítima.

A dupla não imaginava que a moto possuía rastreador, o que levou a polícia ao local onde outras duas motos, uma Pop e outra Biz estavam também escondidas. As três motocicletas  foram recuperadas pela guarnição composta pelo sargento PM R. Filho e soldado PM Leoni. Segundo o policial Leoni, sua GU chegou ao local após receber uma ligação informando que através do rastreador a vítima teria encontrado sua moto que havia sido roubada.

O PM contou que foi através das coordenadas do rastreamento, que eles chegaram até a moto. "Fomos até​ o local onde a moto estava e lá encontramos outro acusado que mora na casa de frente onde a moto estava escondida.  Entramos na residência dele e lá  mesmo o suspeito se entregou.  Quando chegamos ele estava escondido debaixo da cama  da mãe dele e no quintal da casa tinha outra biz branca sem placa  e sem documento junto com uma  Pop, que teria sido usada para cometer o crime que  também foi levada para delegacia para averiguação, uma vez que, ela foi utilizada para praticar o delito e  nenhuma delas possui documentação" finalizou o policial.

 

(Reportagem: Caetano Silva)

Apesar de o poder público definir normas padrões para os tamanhos das calçadas, ainda sim é visível a dificuldade de mobilidade nas mesmas, não só em Parauapebas, mas em diversos outros municípios brasileiros. Pensando nisso, a equipe de reportagem do Portal Carajás o Jornal foi às ruas ouvir o que os cidadãos têm a dizer.

Pedro Saraiva fala sobre as dificuldades diárias que é se aventurar pelas ruas de Parauapebas.

São diversos os problemas, entre eles a falta de acessibilidade para deficientes e dificuldade de andar entre as calçadas em vias públicas onde o trânsito é intenso o que causa riscos de acidentes, pois muitas vezes os pedestres têm que se aventurar nas ruas, disputando espaço com veículos e motocicletas, como relata o cadeirante Pedro Saraiva, auxiliar administrativo. “Muitas são as dificuldades de acessibilidade, é uma luta diária onde disputamos espaço com os carros. As melhores avenidas da cidade são as Ruas do Comercio e Rua 14, e isto é mínimo, diante do imenso número de avenidas existentes na cidade,” disse Pedro Saraiva, que é cadeirante há 10 anos.

Pedro acrescentou ainda, que recentemente seu amigo Romário de Sousa Silva, músico e servidor público, que também é cadeirante foi atropelado por um carro a cerca de um mês, durante seus exercícios de rotina, quando corria em sua cadeira de rodas na Avenida Faruk Salmen, junto com outros amigos cadeirantes. No acidente, Romário fraturou a clavícula e as duas pernas sendo socorrido por populares e amigos que passavam pelo local, pois quem o atropelou fugiu sem prestar socorro.

De acordo com Pedro, a falta de educação e respeito aos deficientes e pedestres é o maior problema.  “O grande problema é que os próprios motoristas não respeitam as faixas e nem espaços de estacionamento destinados a nós”, concluiu ele.

Jean Nascimento fala da dificuldade de andar em algumas vias.

Jean Nascimento, morador de Parauapebas falou um pouco sobre a dificuldade de caminhar por algumas ruas do município e sobre a responsabilidade do poder público acerca da mobilidade urbana. “Muitas ruas são de difícil acesso, tanto pelo trânsito como pelas calçadas. Acredito que os órgãos públicos poderiam fiscalizar mais as construções e, assim, notificar quando necessário os proprietários para que ajuste e regularize suas calçadas”, concluiu Jean.

Renan  Mateus de 20 anos de idade também chamou a atenção para o problema de mobilidade em Parauapebas.

Já o skatista Renan Mateus, 20 anos, auxiliar administrativo falou sobre responsabilidade do poder público e dos moradores no planejamento das calçadas. “Independente de possuir algum tipo de deficiência ou não, é obrigação da prefeitura planejar calçadas que ofereçam fácil acesso a cadeirantes, deficientes visuais e idosos. Meus parentes vieram me visitar esses últimos dias e tiveram certa dificuldade em caminhar pelas calçadas por conta destas irregularidades. Cabe também a própria vizinhança ter consciência e entrar em acordo para que haja certa padronização”, disse.

Atendendo à concepção de desenho universal, os espaços e mobiliários devem ser criados na cidade para atender a todos (gestantes, idosos, criança, pessoas com deficiência permanente ou temporária, etc.) de forma simples e segura.

Uma calçada mal conservada pode ocasionar muitos problemas e para saber se uma calçada está em boas condições, basta verificar se não existem desníveis, como degraus, buracos, pedras soltas ou outros obstáculos na passagem de pedestres. Caso não haja essa conformidade, o ideal é procurar o poder público para orientação de como proceder com uma reforma que assegure o trânsito livre.

De acordo com o decreto nº 5.296/04, que regulamenta as leis de nº 10.048/00 e nº 10.098/00, que estabelecem normas gerais e critérios básicos para a acessibilidade das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.  É recomendado que as faixas livres possuam largura de no mínimo 1,20 m , faixas de serviço 0,75m, Focando na mobilidade urbana, construção dos espaços nos edifícios de uso público e legislação urbanista. 

Veja algumas ruas:

(Da redação)

 

Por volta das 08h00, da manhã de terça-feira, 17, foram apresentados na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, pela GU da Polícia Militar, os nacionais Francinaldo Pereira Costa, 23 anos de idade, foragido do Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRAMA), de Marabá, desde 06/05/2018, capturado em sua casa na rua V-8, bairro Cidade Jardim, Parauapebas.

Foram apreendidos com o traficante papelotes de maconha, celulares e dinheiro.

Em ato continuo, a PM também apresentou Thiago Fernandes Carvalho, de 20 anos, preso na rua Fortaleza bairro Rio Verde acusado de tráfico de entorpecente com foi encontrado 12 papelotes de maconha prensada pronta para a comercialização e uma certa quantia em dinheiro. A reportagem tentou falar com os acusados, porém os mesos não quiseram papo com a imprensa. (Caetano Silva)

Iniciou ontem, segunda-feira (16), no bairro Vila Rica, um mutirão de limpeza e disponibilização do serviço médico veterinário, que visa combater a Leishmaniose. A ação no bairro será realizada até o dia 20, nos horários de 08h às 15h, na Oficina Mecânica Mix Center localizada na Avenida Havana, Quadra 22, Lote 25.  A meta de atendimento é definida por bairro, no Vila Rica, os agentes pretendem fazer o atendimento de no mínimo 700 animais dentro de uma semana. O objetivo final de toda esta ação é atender 20 mil animais em toda a cidade.

Em entrevista, Carlos Damasceno, coordenador de vigilância ambiental, disse: “Esta ação tem por objetivo conscientizar a população em relação aos cuidados com os animais e combate à Leishmaniose, pois muitos pensam que o animal é quem transmite a doença, porém ele é tanto vítima quanto nós, uma vez que ele também é infectado pelo mosquito palha, vetor da Leishmaniose. Se todos tiverem o cuidado de manter seus quintais e o local do animal, limpos, evitando o acúmulo de matéria orgânica, ajudariam a evitar a proliferação do mosquito”, explicou o coordenador.

Carlos Damasceno, coordenador de vigilância ambiental.

Ainda segundo Carlos Damasceno, a ação tem sido bem aceita pela comunidade. “Os agentes têm visitado as residências do bairro, os veterinários da SEMPROR (Secretaria Municipal de Agricultura de Parauapebas) também têm prestado auxilio durante todo o mutirão, além destes contamos com a parceria das demais secretarias de governo e de carros de som, que passam pelas ruas informando a comunidade acerca da ação”, disse.

Lúcia da Silva e sua cachorrinha, Raika.

Aproveitando o momento Lúcia da Silva levou sua cachorrinha, Raika, de um ano e meio para realizar o teste. “Acho muito importante esta ação, pois existem muitos cães abandonados nas ruas e, estes, por sua vez, estão mais vulneráveis ao mosquito transmissor da doença, podendo transmiti-la para os nossos animais. Por isso é importante que os moradores tragam seus cães para serem examinados, haja vista, que esta é uma doença que mata tanto os animais como as pessoas,” declarou a moradora.

População do bairro leva seus animais de estimação para fazer o exame.

(Da redação)

 

 

A polícia Militar em conjunto com a Polícia Civil, Secretaria Municipal de Segurança Institucional, Guarda Municipal, DMTT e Secretaria Municipal Meio Ambiente (SEMMA) realizaram durante todo o último fim de semana, a operação denominada ‘Tolerância Zero’ que iniciou na sexta-feira (13). Durante os três dias de intensa ação nos quatro cantos da cidade,  ao todo foram 318 abordagens realizadas.

 Durante a operação os agentes percorreram diversos locais da cidade entre eles, bares, boates, lanchonetes e também locais considerados como zona vermelha para o crime.

De acordo com o Major Wilson que conversou com a reportagem do Portal Carajás O Jornal, na tarde desta segunda-feira (16) a operação visa combater o tráfico de entorpecentes e demais tipos de crime, além de primar pela segurança dos cidadãos de bem.

 

O Major ainda fez um balanço geral das abordagens e apreensões da Operação. “A operação Tolerância Zero foi um trabalho macro, com várias ações pontuais, realizadas principalmente no período noturno e agora estamos trabalhando em cima dos resultados dela”, informou o Major.

Ainda segundo o Major foram fechados na sexta-feira, 17 estabelecimentos que não possuíam licença de funcionamento, sendo estes notificados pela fiscalização; no sábado, 14 e no domingo, 13 estabelecimentos fechados.   “No primeiro dia chegamos a conduzir para a delegacia 84 pessoas que se encontravam em via pública em atitudes suspeitas e pessoas que estavam sem documento de identificação, sendo que 17 desses já tinham procedentes criminais, seja de Maria da Penha, Tráfico De Entorpecentes, Furtos e demais casos. Na parte da fiscalização de trânsito só no primeiro dia foram registrados  25 auto de infração, o que deixou perceptível a falta de educação do condutor no trânsito, mesmo que tais ações sejam continuas pelo departamento de trânsito” explicou o Major.

Major Wilson explicou ainda que os resultados da operação foram satisfatórios e que os órgãos de segurança, bem como a polícia Civil e Militar agora, trabalham em cima da análise desses resultados para direcionar o trabalho dos órgãos.

(Da redação)

 

 

 

Dando prosseguimento à nossa série de reportagem sobre o turismo em Parauapebas, esta semana iremos falar sobre duas novas rotas de exploração do ecoturismo no município. Além de grande potencial para o desenvolvimento deste seguimento, as novas alternativas proporcionarão um leque mais abrangente de atrações variadas para turistas e também para os habitantes da “Capital do Minério”.

Além da Rota Carajás e Rota das Águas, O Departamento de Turismo de Parauapebas está estudando acrescentar mais duas novas rotas turísticas para fomentar  o seguimento na cidade. A Rota Indigna e Rota do Búfalo são novas apostas futuras para somar o ecoturismo no Município. Também está prevista a criação de uma terceira rota (City Tour), está última será desenvolvida dentro zona urbana da cidade.

 

Com infinitas possibilidades de exploração do ecoturismo em Parauapebas prevista a inauguração da Rota Indígena a partir de Agosto, sendo este um dos principais atrativos turísticos que proporcionarão aos visitantes uma imersão na cultura indígena local. Entre os principais atrativos estão: Impressão da cultura indígena, artesanato, pinturas indígenas, pesca com artefatos indígenas, passeios de canoa pelo Rio Cateté; afluente que beira a Aldeia Indígena Xikrin do Cateté.

De acordo com o Coordenador do Departamento de Turismo de Parauapebas, Marcos Alexandre, o município tem um gigantesco potencial turístico. “Parauapebas é uma cidade riquíssima em belezas naturais que são únicas. A nossa expectativa é que dentro de cinco anos o município seja reconhecido como um grande roteiro turístico do Brasil”, disse.

Voltada ao Turismo Rural, também prevista para ser inaugurada em Agosto a Rota do Búfalo pretende atrair o turista pelo paladar com a gastronomia local derivada do búfalo. Esta alternativa também proporcionará ao visitante, saber como é feita a criação deste belíssimo animal, além de outros processos de produção sustentável, como a apicultura e produção de abacaxi, além ainda de balneários e trilhas.

Ainda em desenvolvimento, mas prevista para começar a ser explorada até o final deste ano, a Rota City Tour, está, por sua vez será realizada dentro do município de  Parauapebas e tem como objetivo mostrar ao visitante os pontos turísticos do perímetro urbano, tais como o artesanato local, Centro Mulheres de Barro, Lago Nova Carajás, Mirante da Praça da Bíblia, Pórtico do Jubileu, praças históricas, Prefeitura de Parauapebas, Mercado Municipal e Feira do Produtor Rural.

 

 

(Texto: Fernando Bonfim/ Fotos: Departamento de Turismo de Parauapebas)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016