Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

O Serviço de Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep) apostou na gestão eficiente de recursos e conseguiu fechar o primeiro trimestre de 2021, alcançando uma economia de até 70% na aquisição de produtos para tratamento da água, em relação às compras anteriores.

Os quatro componentes principais usados no processo de tratamento da água são o sulfato de alumínio, policloreto de alumínio, hipoclorito de cálcio e antiespumante, produtos indispensáveis e de alto valor comercial. Um exemplo foi a aquisição do hipoclorito de cálcio, comprado anteriormente a R$ 24,68 o quilo e agora é adquirido a R$ 14,70 o quilo.

A economia é resultado da adequação do sistema licitatório à modalidade de pregão eletrônico, a implantação de rotinas mais rígidas do controle de recebimento de insumos e do investimento em produtos com maiores benefícios. 


Com a adesão ao pregão eletrônico, a equipe responsável tem um maior poder de negociação, já que os preços sofrem bastante alteração quando há uma ampla concorrência, diferente do modelo anterior, pregão presencial, onde a participação das empresas era limitada.

A maior rigidez no ato do recebimento possibilita a fiscalização amostral, o que garante o controle e avaliação da qualidade dos produtos adquiridos. Além disso, o laboratório das Estações de Tratamento de Água (ETAs) passará por reestruturação e modernização tecnológica para que o controle químico também seja intensificado.

A economia desses recursos garante margem para realizar mais investimentos em melhorias dos serviços oferecidos à comunidade.

 

Assessoria de Comunicação -  Saaep

A Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF) emitiu na manhã desta sexta uma nota para defender o alagoano Dênis Ribeiro Serafim. Quinta à noite, antes da partida entre Boavista e Goiás, pela Copa do Brasil, o árbitro urinou em campo, e as imagens foram captadas pelas câmeras do Sportv (veja no vídeo acima).

Em nota, a associação explica que Dênis Ribeiro sofre de incontinência urinária e não tomou o remédio antes do jogo. Mencionou ainda que, de acordo com estimativa da Sociedade Brasileira de Urologia, mais de 10 milhões de pessoas são acometidas pela doença no país.

A nota ainda ressalta que Dênis é um árbitro qualificado, que ganha espaço no cenário nacional e passou por um grande constrangimento. O vídeo viralizou na noite de quinta e logo tomou conta das redes sociais.

"(Dênis) não merece receber qualquer tipo de punição na esfera desportiva. Já basta a condenação pública e equivocada das redes sociais nas últimas horas", defende a ANAF.

Em outra parte, a nota chama atenção para os julgamentos precipitados nas redes sociais.

"As redes sociais são implacáveis. Condenam, difamam e transformam em chacota sem ao menos dar oportunidade de “defesa” à vítima", destaca a Associação dos Árbitros.

Presidente da ANAF, Salmo Valentim também usou o Twitter para prestar solidariedade a Dênis.

Recentemente, Dênis Ribeiro Serafim participou do curso para árbitro de vídeo e se tornou o primeiro alagoano a compor o grupo do VAR. Ele faz parte também do quadro da CBF.

 

Veja a nota na íntegra

 

As redes sociais são implacáveis. Condenam, difamam e transformam em chacota sem ao menos dar oportunidade de “defesa” à vítima. Posturas que a @anaf.brasil não só repudia como combate. A entidade vem a público prestar solidariedade ao árbitro Dênis da Silva Ribeiro. A sua boa atuação em Boavista x Goiás, na noite da última quinta-feira pela Copa do Brasil, terminou ofuscada por uma situação extremamente incômoda para quem, assim como ele, tem incontinência urinária. No Brasil, cerca de 10 milhões* de pessoas são acometidas por essa doença. Dênis não havia tomado o remédio antes da partida e, por isso, acabou passando por esse constrangimento flagrado pelas câmeras de TV. Pedimos empatia à sociedade e discernimento à CNA da @cbf_futebol para avaliar esse caso. Dênis é um árbitro experiente, de qualidade técnica reconhecida e não merece receber qualquer tipo de punição na esfera desportiva. Já basta a condenação pública e equivocada das redes sociais nas últimas horas.

 
 
Salmo Valentim
Presidente da ANAF
 
 
Fonte: Por Redação do ge — Maceió

As vendas do comércio varejista caíram 0,2% em janeiro de 2021 ante dezembro de 2020, na série com ajuste sazonal, informou nesta sexta-feira (12) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com janeiro do ano passado, o varejo registrou baixa de 0,3%, primeira taxa negativa após sete meses consecutivos de taxas positivas.

A estimativa, de acordo com consenso Refinitiv, era de queda de 0,3% na comparação com dezembro e de baixa de 0,25% na comparação com janeiro de 2020.

O indicador acumulado nos últimos 12 meses ficou em 1,0%.

Das oito atividades investigadas, quatro tiveram taxas negativas frente a dezembro, influenciando o resultado de janeiro. Entre elas, hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, setor de maior peso do varejo, recuou 1,6%. Outras quedas vieram de livros, jornais, revistas e papelaria (-26,5%), tecidos, vestuário e calçados (-8,2%) e móveis e eletrodomésticos (-5,9%). Já combustíveis e lubrificantes (-0,1%) ficaram estáveis.

Por outro lado, os setores de outros artigos de uso pessoal e doméstico (8,3%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (2,6%) e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (2,2%) impactaram positivamente o indicador na passagem de dezembro para janeiro.

“Com a diminuição do aporte de recursos do auxílio emergencial, a partir de outubro, a capacidade de consumo das famílias diminuiu, com impacto direto no comércio, levando os indicadores à estabilidade em novembro (-0,1%), uma queda em dezembro (-6,2%), e, agora, outra estabilidade em janeiro (-0,2%)”, afirmou o gerente da PMC, Cristiano Santos.

Varejo ampliado: queda de 2,1%

No comércio varejista ampliado, que inclui, além do varejo, veículos e materiais de construção, o volume de vendas caiu 2,1% em janeiro, frente a dezembro, sendo o segundo mês com resultado negativo seguido. Essa queda foi puxada pelo setor de veículos, motos, partes e peças (-3,6%), enquanto material de construção variou positivamente (0,3%).

“Janeiro foi um mês de repique da pandemia, com restrições de funcionamento de estabelecimentos comerciais em alguns estados, que refletiram de maneira mais forte no setor de veículos. Veículos tem o segundo maior peso no comércio, e já vinha de uma queda em dezembro (-3,3%)”, comentou Santos.

Na comparação com janeiro de 2020, o comércio varejista ampliado caiu 2,9%, primeiro resultado negativo após seis meses de variações positivas. O indicador acumulado nos últimos doze meses sinalizou intensificação na perda de ritmo na passagem de dezembro (-1,4%) para janeiro (-1,9%).

O gerente da PMC observa, ainda, que o comércio varejista teve variações negativas em 23 das 27 unidades da federação em janeiro. O menor resultado veio do Amazonas, onde as vendas caíram 29,7%, mais que o triplo de outros estados, na comparação com dezembro de 2020.

“Com o agravamento da pandemia em janeiro no estado, foi decretado um lockdown, que fechou todo o comércio novamente, assim como aconteceu em março de 2020. Isso fez os indicadores do comércio do Amazonas caírem bastante no período”, explica Cristiano Santos.

Regionalmente, as outras maiores quedas do varejo ficaram com Rondônia (-9,1%), Ceará (-4,9%), Mato Grosso (-4,2%) e Santa Catarina (-4,1%). Por outro lado, os únicos quatro estados que tiveram aumento nas vendas, em janeiro, foram Minas Gerais (8,3%), Tocantins (3,7%), Acre (1,1%) e Mato Grosso do Sul (0,8%).

 

Por: Agência de Notícias do IBGE

Após oito horas de duração, Fiuk e Rodolffo são os últimos a deixar a Prova de Resistência da Gillette no BBB21. A dupla comemorou muito e pulou na piscina de isopor. Segundos antes, Arthur e Projota desistiram da disputa.

Gilberto e Sarah foram os primeiros a deixarem a competição e algum tempo depois, Juliette e Carla Diaz também desistiram. A terceira dupla a sair foi a formada por Viih Tube e Thaís, que não conseguiram completar a rodada a tempo e, na sequência, Camilla de Lucas e João Luiz.

Os participantes da casa foram divididos em duplas e apenas Pocah, vetada pelo Líder Rodolffo, e Caio ficaram de fora da dinâmica.

ENTENDA A PROVA DO LÍDER DE RESISTÊNCIA DA GILLETTE

Cada integrante da dupla fica de um lado da área de prova. Quando o cronômetro dispara, o brother que está com a Gillette na mão, deve atravessar até o seu par e lhe entregar a Gillette. Depois, segurando o objeto, o segundo participante da dupla deve atravessar a área de prova e apertar o botão vermelho dentro do tempo estipulado pelo cronômetro. Não cumprir a dinâmica dentro do tempo do cronômetro, derrubar a Gillette durante a travessia ou cair na passarela são fatores eliminatórios. A dupla vencedora vai escolher entre si quem fica com o reinado e com um prêmio de R$20 mil.

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou, nesta sexta-feira (12), o registro do primeiro medicamento para pacientes hospitalizados com Covid-19, o antiviral remdesivir, que ainda está em estudos.

O que é o Remdesivir e como será administrado:

  • É um antiviral usado de forma intravenosa (injetado) e não é vendido em farmácias;
  • Ele funciona impedido replicação do vírus;
  • No Brasil, deve ser usado em adultos e adolescentes com mais de 40 kg hospitalizados com pneumonia;
  • Nos EUA, é usado desde novembro. OMS desaconselhou o uso;
  • Não poderá ser administrado em paciente que esteja em ventilação mecânica;
  • Ele não substitui as vacinas contra a Covid-19

O medicamento poderá ser usado, de acordo com o registro, em adultos e adolescentes com mais de 12 anos e que pesem pelo menos 40 kg, hospitalizados com quadro de pneumonia, e que requerem administração suplementar de oxigênio, mas desde que não esteja em ventilação mecânica.

Um estudo usado pela Anvisa para justificar a liberação apontou que os pacientes que tomaram o medicamento se recuperaram mais rapidamente que os demais: os que receberam o remdesivir tiveram melhora clínica em 10 dias, enquanto que os que não receberam tiveram melhora em 15 dias.

Nos estudos, segundo a Anvisa, nenhum paciente que utilizou o antiviral morreu. Entre os efeitos adversos, foi observado, em alguns casos, toxidade no rim.

O Remdesivir é produzido pela biofarmaceutica Gilead Sciences e o seu nome comercial é Veklury. Trata-se de um medicamento sintético usado de forma intravenosa (injetado na veia). Ele age impedindo a replicação viral.

O medicamento já está sendo usado de maneira emergencial nos Estados Unidos desde novembro. Por lá, ele também é usado em adultos e crianças a partir de 12 anos que estejam hospitalizadas, e só pode ser administrado por via injetável em um centro médico ou meio equivalente. Outra autorização emergencial foi acordada paralelamente para crianças com menos de 12 anos que pesem pelo menos 3,5 quilos.

Em outubro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que o Remdesivir não é recomendado para pacientes hospitalizados com Covid-19, uma vez que o antiviral não evita mortes, nem o agravamento da doença.

O gerente geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa, Gustavo Mendes. Ele esclareceu que o remdesivir não é vendido em farmácia e pode ser utilizado apenas com supervisão médica.

"É uso restrito pelos hospitais para que os pacientes possam ser adequadamente monitorados", disse Mendes.

Apesar de o registro ter sido concedido nesta sexta, o especialista em Regulação e Vigilância Sanitária da agência, Raphael Sanches, afirmou que "ainda restam algumas pendências" que estão sendo pesquisadas sobre o produto, como o comportamento do insumo farmacêutico ativo, mas que a segurança e eficácia já foram comprovadas.

O medicamento pode ser armazenado em temperatura ambiente e com prazo de validade de 36 meses. O seu tratamento deve ser de no mínimo 5 dias e no máximo 10 dias.

Ainda nesta sexta, Anvisa também informou que o registro definitivo à vacina da AstraZeneca/Oxford contra a Covid-19, com etapa de fabricação no Brasil. A vacina é a segunda a obter o registro sanitário definitivo no país e já teve o uso emergencial liberado em janeiro.

"A vacina já vinha sendo utilizada pelo uso emergencial no Brasil, mas que agora vai ser registrada aqui na agência com uma etapa de fabricação aqui no Brasil. O que a gente acredita que representa maior autonomia, maior acesso à vacina", disse Gustavo Mendes.

Em mais uma ação de valorização dos servidores municipais, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Administração (Semad), realiza ao longo desta semana um acolhimento especial às servidoras que trabalham no Centro Administrativo, em alusão ao Dia Internacional da Mulher.

A programação iniciou na segunda- feira e seguiu até hoje , (12), no horário de 8 às 9 horas. As servidoras são recepcionadas com música ao vivo e recebem uma máscara de brinde, um dos itens fundamentais na prevenção ao novo coronavírus. Nesta quinta-feira, 11, a atração musical foi por conta da Banda Legis.

“Nosso quadro funcional da prefeitura é formado predominantemente por mulheres, elas são mais de 65% do total de servidores e merecem toda valorização. Pensamos nessa programação especial ao longo desta semana para homenageá-las”, afirma o titular da Secretaria Municipal de Administração (Semad), Cássio Flausino.

A auxiliar administrativo Reobe Lima, que é servidora pública há dez anos, diz que essas ações são importantes no processo de valorização dos servidores públicos, “quando a gente é recepcionado dessa forma, nos sentimos mais acolhidos. Ações como essas nos dão um gás e com certeza ajudam a melhorar, ainda mais o nosso atendimento à população”.

Ação de saúde

Na programação desta quinta-feira também foi realizada ação em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) com a oferta de exame PCR para covid-19. “Essa é uma medida preventiva, os servidores que tiverem o exame positivo e forem assintomáticos, serão encaminhados para o isolamento social, contribuindo assim para evitar a proliferação do vírus”, afirma Givanilson Teixeira, coordenador de vigilância epidemiológica da Semsa.

 

Texto: Karine Gomes
Ascom – PMP

Em parceria com o IBGE, a Prefeitura de Parauapebas reforça que ainda está em aberto o processo seletivo para Recenseadores, Agente Censitário Municipal e Agente Censitário Supervisor.

As inscrições seguem até a próxima segunda-feira, 15 de março, conforme edital. Para os Recenseadores, as inscrições vão até 19 de março.

Para o município de Parauapebas são 192 vagas para Recenseadores que receberão uma remuneração por produção, calculada por setor censitário, conforme taxa fixada. O candidato poderá simular valores de remuneração por meio de link disponível no endereço http://www.cebraspe.org.br/concursos/ibge_20_recenseador. 

Também estão disponíveis duas vagas para Agente Censitário Municipal, com remuneração de R$ 2.100,00 e carga horária de trabalho de 40 horas semanais e 18 vagas para Agente Censitário Supervisor, com remuneração de R$ 1.700,00 e também 40 horas de trabalho. 

A prova objetiva será realizada nos municípios sede de Postos de Coleta/UF constantes do Anexo I do edital, divulgado no endereço eletrônico http://www.cebraspe.org.br/concursos/ibge_20_agente.

Segue abaixo os editais de processo seletivo e os quadros de vagas disponíveis.

Edital 01 – Agente Censitário Municipal (ACM) e Agente Censitário Supervisor (ACS).

Edital 02 – Recenseador

Quadro de Vagas ACMS/ACS

Quadro de  Vagas Recenseador

 

WhatsApp Image 2021 03 11 at 13.58.36

 

WhatsApp Image 2021 03 11 at 13.58.36 1

 

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

É sempre bom lembrar que a máscara, o álcool e o distanciamento social são seus amigos do peito. Na quinta-feira, 11 de março, infelizmente registramos o óbito de um homem de 39 anos e notificamos 164 novos casos de Covid-19.

A taxa geral de ocupação de leitos está em 72%.

- Leitos de enfermaria SUS: 79%

- UTI/SUS: 80%

- Taxa de leitos particulares: 61%

- UTI Particular: 80%

Caso tenha sintomas, faça seu teste nas Unidades de Saúde polo: VS-10, Minérios, Liberdade 1 e Cidade Nova. 

Registro de óbito:

- Homem de 39 anos, com diabetes e obesidade. Óbito em 09/03:

Histórico dos pacientes:

1             .              Homem               de          87           anos.     Internado.          PCR

2             .              Homem               de          62           anos.     Internado.          TR

3             .              Homem               de          36           anos.     Internado.          TR

4             .              Homem               de          28           anos.     Internado.          PCR

5             .              Homem               de          66           anos.     Internado.          PCR

6             .              Mulher                 de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

7             .              Mulher                 de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

8             .              Homem               de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

9             .              Mulher                 de          44           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

10           .              Mulher                 de          58           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

11           .              Mulher                 de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

12           .              Mulher                 de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

13           .              Mulher                 de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

14           .              Mulher                 de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

15           .              Mulher                 de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

16           .              Mulher                 de          26           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

17           .              Mulher                 de          44           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

18           .              Homem               de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

19           .              Homem               de          51           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

20           .              Mulher                 de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

21           .              Mulher                 de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

22           .              Mulher                 de          17           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

23           .              Mulher                 de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

24           .              Mulher                 de          43           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

25           .              Mulher                 de          50           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

26           .              Homem               de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

27           .              Mulher                 de          48           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

28           .              Homem               de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

29           .              Homem               de          74           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

30           .              Mulher                 de          44           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

31           .              Mulher                 de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

32           .              Homem               de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

33           .              Homem               de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

34           .              Homem               de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

35           .              Mulher                 de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

36           .              Mulher                 de          47           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

37           .              Mulher                 de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

38           .              Homem               de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

39           .              Mulher                 de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

40           .              Homem               de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

41           .              Mulher                 de          53           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

42           .              Mulher                 de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

43           .              Homem               de          50           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

44           .              Mulher                 de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

45           .              Homem               de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

46           .              Homem               de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

47           .              Mulher                 de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

48           .              Homem               de          45           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

49           .              Mulher                 de          48           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

50           .              Homem               de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

51           .              Mulher                 de          69           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

52           .              Mulher                 de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

53           .              Homem               de          64           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

54           .              Mulher                 de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

55           .              Mulher                 de          16           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

56           .              Homem               de          45           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

57           .              Homem               de          45           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

58           .              Mulher                 de          01             ano.       Isolamento domiciliar.  PCR

59           .              Mulher                 de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

60           .              Mulher                 de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

61           .              Homem               de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

62           .              Homem               de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

63           .              Homem               de          52           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

64           .              Mulher                 de          43           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

65           .              Mulher                 de          23           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

66           .              Mulher                 de          16           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

67           .              Mulher                 de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

68           .              Mulher                 de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

69           .              Criança                 de         05            anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

70           .              Homem               de          48           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

71           .              Homem               de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

72           .              Homem               de          49           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

73           .              Mulher                 de          22           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

74           .              Homem               de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

75           .              Homem               de          16           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

76           .              Homem               de          51           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

77           .              Homem               de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

78           .              Mulher                 de          14           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

79           .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

80           .              Criança                 de         08             anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

81           .              Homem               de          43           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

82           .              Homem               de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

83           .              Homem               de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

84           .              Homem               de          15           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

85           .              Mulher                 de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

86           .              Homem               de          17           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

87           .              Mulher                 de          58           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

88           .              Mulher                 de          36           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

89           .              Homem               de          47           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

90           .              Homem               de          49           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

91           .              Homem               de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

92           .              Homem               de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

93           .              Homem               de          49           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

94           .              Mulher                 de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

95           .              Homem               de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

96           .              Homem               de          34           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

97           .              Mulher                 de          43           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

98           .              Homem               de          22           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

99           .              Mulher                 de          63           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

100         .              Homem               de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

101         .              Homem               de          68           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

102         .              Mulher                 de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

103         .              Homem               de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

104         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

105         .              Homem               de          17           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

106         .              Homem               de          59           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

107         .              Mulher                 de          66           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

108         .              Homem               de          13           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

109         .              Mulher                 de          27           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

110         .              Mulher                 de          16           anos.     Isolamento domiciliar.  PCR

111         .              Mulher                 de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

112         .              Homem               de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

113         .              Mulher                 de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

114         .              Homem               de          46           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

115         .              Homem               de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

116         .              Mulher                 de          57           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

117         .              Mulher                 de          45           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

118         .              Homem               de          39           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

119         .              Mulher                 de          66           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

120         .              Mulher                 de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

121         .              Mulher                 de          45           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

122         .              Mulher                 de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

123         .              Homem               de          63           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

124         .              Homem               de          13           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

125         .              Homem               de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

126         .              Homem               de          58           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

127         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

128         .              Homem               de          57           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

129         .              Mulher                 de          61           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

130         .              Homem               de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

131         .              Mulher                 de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

132         .              Criança                 de        10           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

133         .              Homem               de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

134         .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

135         .              Homem               de          45           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

136         .              Mulher                 de          35           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

137         .              Mulher                 de          64           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

138         .              Mulher                 de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

139         .              Mulher                 de          40           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

140         .              Homem               de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

141         .              Mulher                 de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

142         .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

143         .              Homem               de          25           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

144         .              Mulher                 de          61           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

145         .              Mulher                 de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

146         .              Mulher                 de          52           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

147         .              Mulher                 de          66           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

148         .              Homem               de          31           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

149         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

150         .              Mulher                 de          24           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

151         .              Homem               de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

152         .              Mulher                 de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

153         .              Homem               de          20           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

154         .              Homem               de          28           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

155         .              Homem               de          33           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

156         .              Homem               de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

157         .              Mulher                 de          67           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

158         .              Mulher                 de          38           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

159         .              Homem               de          42           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

160         .              Homem               de          32           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

161         .              Homem               de          41           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

162         .              Homem               de          50           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

163         .              Mulher                 de          29           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

164         .              Homem               de          82           anos.     Isolamento domiciliar.  TR

O empresário Alexandre Artur Mendes Soares morreu vítima de covid-19 no início da noite de quinta-feira (11). Segundo informações, Alexandre estava internado em Marabá e não resistiu às complicações da doença. Não se sabe se o jovem empresário tinha comorbidades.

Empreendedor, Alexandre era proprietário do Cartório Mendes Soares e da loja Space Store. O empresário tinha um importante trabalho social em Canaã, na regularização fundiária, que beneficiou centenas de moradores do bairro Paraíso das Águas. Carismático e querido pela sociedade, Alexandre deve ser contabilizado como a 60ª vítima da doença no município.

O empresário tinha 46 anos, deixa mulher e um filho com poucos meses de vida. 

O Gazeta Carajás se solidariza com a família e amigos de Alexandre Artur neste momento de imensa dor e tristeza.

 

Fonte: Por Gazeta Carajás

Na tarde de quarta-feira, 10, após um vídeo começar a circular nos grupos de WhatsApp na cidade de Parauapebas com falas do Vereador Aurelio Goiano do Partido Social Democrático (PSD), após proferir durante a última Sessão Ordinária no dia, 9, na Câmara Municipal que não sossegaria enquanto o Secretário de Obras da cidade, Wanterlor Bandeira fosse parar na cadeia.  

Segundo o Vereador Aurelio a Secretaria de Obras que é liderada por Wanterlor tem desdenhado do povo de Parauapebas com os numerosos gastos milionários que foram feitos para as empresas HB20, TRANSVIA e JM, supostamente com o intuito de trazer melhorias para acidade, mas que na verdade as mesmas são de péssima qualidade e estão servido somente para tirar dinheiro do povo.

Em resposta o Secretário de Obras de Parauapebas Wanterlor Bandeira se pronunciou para contestar as insinuações feitas ao mesmo pelo Vereador Aurelio. “Em primeiro lugar que a função de um Vereador é fiscalizar e legislar as leis do município, e não de ser agente de polícia, sou morador de Parauapebas há 35 anos estou a quase 25 anos em serviços públicos, já trabalhei na Vale, na Justiça do Trabalho, Vereador e também fui diretor da Câmara Municipal por cinco vezes entre outros, estou agora como Secretario de Obras pela segunda vez. Durante todo este período não tenho nem uma condenação, denuncia ou até sequer uma acusação com relação as minhas atividades enquanto servidor publico e isso muito me orgulha pois sou ficha limpa, todos os contratos e pagamentos feitos pela Secretaria de Obras consta no portal de transparência; Para deixa bem claro ao Vereador a Secretaria de Obras não tem contrato com a empresa TRANSVIA quem tem é o Prosap, mas sim, temos contratos com as demais empresas obtidas pelo Vereador, como por exemplo a CTC, TSC e a CONSTRUMAB  que estão trabalhando para a Prefeitura após ganharem licitação. Portanto estamos tranquilos e qualquer informação que o Vereador queira ou mesmo a população, as mesmas estarão disponíveis no portal da transparência quanto na Secretaria de Obras ou mesmo na Prefeitura, assim sendo, não tenho medo das ameaças que me foram feitas pelo Vereador, muito pelo contrário, isso me estimula a continuar a trabalhar para fazer mais e melhor para nossa cidade, um forte abraço e estou à disposição”.  

 

Por: Sarah Monteiro 

 

 

 

 

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016