Dois pioneiros de Parauapebas recebem Título de Cidadão Honorário

Dois pioneiros de Parauapebas recebem Título de Cidadão Honorário Fotos: Kleiber de Souza / Ascomleg

Os trabalhos parlamentares desta terça-feira (4) iniciaram de maneira especial e emocionante. Dois dos desbravadores e pioneiros do município receberam o reconhecimento por suas trajetórias e conquistas.

Os senhores Augusto Francisco da Silva e Osvaldo Pereira Lopes receberam o Título de Cidadão Honorário. Os projetos de decreto legislativo para concessão das honrarias são de autoria do vereador Luiz Alberto Moreira Castilho (Pros).

Na sessão solene, convocada especialmente para entrega dos títulos, Luiz Castilho destacou ser comum que se homenageie aqueles que estão sob os holofotes, porém homens como Augusto e Osvaldo fizeram com que Parauapebas tomasse a dimensão que a cidade possui hoje.

“Ao chegarem aqui, eles lutaram pela emancipação do município, criaram suas famílias e hoje são seus filhos e netos que continuam fazendo Parauapebas crescer”, destacou.

Por meio dos Projetos de Decreto Legislativo nº 15/2018 e 3/2019, Augusto e Osvaldo, respectivamente, tornaram-se oficialmente cidadãos do município de Parauapebas, apesar de não terem nascido em solo parauapebense.

A honraria é um meio de homenagear suas trajetórias e agradecê-los pela relevante contribuição com o desenvolvimento social local.

O primeiro a receber a comenda foi Augusto Francisco. O vereador Castilho convidou a filha de Augusto e servidora de carreira do Legislativo, Vanusa Silva, para entregar o título ao pai.

Antes de entregar a comenda a Osvaldo Lopes, segundo homenageado da manhã desta terça, Castilho destacou que Osvaldo é um dos servidores públicos mais antigos do município, tendo sido, inclusive, seu primeiro chefe, em 1995. Em seguida, o Título de Cidadão Honorário foi entregue pela esposa, que o acompanhou no decorrer de toda sua trajetória.

Ao se pronunciarem, os homenageados agradeceram aos presentes e aos vereadores pela oportunidade e honraria concedida.

Trajetória dos homenageados

Augusto Francisco da Silva, 73 anos, chegou a Parauapebas em 10 de dezembro de 1985, aos 40 anos de idade, quando a localidade ainda pertencia a Marabá.

Casado, pai de quatro filhos e avô de 10 netos, ele e a família vieram do Nordeste, de São José do Piauí. Aqui se dedicou à atividade rural e ajudou ativamente na construção da Estrada Jader Barbalho, de 43 quilômetros de extensão, ligando a área urbana da vila à Colônia Jader Barbalho, da qual participou da demarcação dos lotes e da criação.

Assim, foi um dos pioneiros de Parauapebas e teve importante papel na colonização da zona rural do futuro município, com participação destacada na criação da Associação dos Pequenos Produtores da Gleba Ampulheta, em janeiro de 1995; da criação da Cooperativa Mista dos Produtores Rurais da Região de Carajás (Cooper) como sócio fundador, em 1997; e da antiga Feira do Produtor, um grande passo para a comercialização do que era produzido no campo.

Porém, o que ele considera sua mais destacada atuação em favor do município foi a luta que abraçou, ao lado de outros, pela emancipação. Foram muitas idas a Marabá, para se reunir com a Câmara Municipal, com o objetivo de convencer os vereadores a também abraçarem a causa, tendo conseguido sucesso.

Já Osvaldo Pereira Lopes trabalhou na construção da Rodovia PA 275 e no início do Projeto Carajás, como encarregado de campo e apropriador; na implantação da mina N4, acompanhando, inclusive, montagem dos primeiros equipamentos.

Em 1989, no primeiro governo do município de Parauapebas, Osvaldo foi chamado pelo então prefeito Faisal Salmen para atuar como fiscal de tributos e, depois, no então Hospital do Sesp, por onde passou pela administração, pela contabilidade e pelo almoxarifado.

Estimulado pela confiança que havia adquirido no serviço público, ele decidiu voltar aos estudos e concluiu o ensino médio. Trabalhou por oito anos na antiga Fumep (Fundação Municipal de Ensino de Parauapebas), hoje Secretaria Municipal de Educação; depois, passou um período na Câmara Municipal como assessor parlamentar; e na Secretaria Municipal de Assistência Social, na área contábil e financeira.

Atualmente, aos 67 anos, Oswaldo é diretor contábil-financeiro da Secretaria Municipal de Saúde. Após 30 anos de bons serviços prestados ao município, desde a sua criação, Osvaldo Lopes, que hoje é tecnólogo em Gestão Pública, avalia Parauapebas como uma cidade jovem, que tem um futuro brilhante e espaço para muitas pessoas que, como ele, querem crescer junto com o município.

Texto: Josiane Quintino / Revisão: Waldyr Silva 

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016