Crianças internadas no Metropolitano participam de oficina de máscaras de carnaval Destaque

Crianças internadas no Metropolitano participam de oficina de máscaras de carnaval Foto: Comunicação / HMUE

O pequeno Luiz Guilherme, de apenas quatro anos, acabou se acidentando em uma corrente de moto no município paraense de Viseu. Ele está sendo tratado no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, referência em traumas no Pará.

Brincalhão, o menino foi um dos participantes da “Oficina de Máscara de Carnaval” realizada na manhã de terça-feira, 16, no Hospital Metropolitano. “Ele ficou bem animado, pois ele ama Carnaval, né?”, admite a mãe, Maria Cleiciane.

Criatividade na hora de produzir a máscara de carnaval

A oficina de confecção de máscaras carnavalescas foi idealizada como atividade lúdica para os pacientes internados no HMUE. A atividade foi realizada com crianças da Unidade de Internação Pediátrica (UIPedi).

Para que a oficina ocorresse com total segurança no atual momento da pandemia, todos os cuidados foram promovidos e respeitando as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Todos participaram usando máscaras, não a de Carnaval, mas a de proteção contra o coronavírus. O ambiente foi todo higienizado e o uso de álcool em gel foi obrigatório”, explicou Natalia Failache, coordenadora de humanização.

Após a confecção das máscaras, as crianças irão participar de um desfile com suas respectivas criações. A atividade é alusiva ao mês de fevereiro, mês tradicional de festas do Carnaval em todo o Brasil.

Humanização

A oficina contou com a presença de crianças do Hospital Metropolitano. 

A ação é uma forma de descontração para os pacientes mirins, promovendo bem-estar, promoção da qualidade de vida, humanização e sustentabilidade, pilares da gestão da Pró-Saúde, entidade filantrópica com mais de 50 anos de história, que administra o HMUE, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

De acordo com a psicóloga Elzelis Santiago, a oficina gera benefícios para a criança e, sobretudo, é possível trabalhar temas atuais, como a proteção contra o vírus que ainda tem feito muitas vítimas em todo mundo.

A psicóloga explica ainda que as atividades propostas pelo Metropolitano auxiliam no tratamento e recuperação. “Geralmente, os atendimentos hospitalares acabam causando estresse para os pacientes, principalmente para as crianças”, pontuou.

‘Buscamos alternativas, por exemplo, para ajudar na superação do medo, aumentar a confiança e fortalecer a musculatura, a coordenação motora e as articulações”, complementa a psicóloga.

O Hospital Metropolitano, que pertence ao Governo do Pará e presta atendimento 100% gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade possui uma ala exclusiva para o atendimento de crianças vítimas de traumas e/ou queimaduras.

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016