Nova gestora do SAAEP faz medidas paliativas para resolver problemas no abastecimento Destaque

Zequinha é o diretor operacional e diz esperar bons resultados da equipe de engenharia. Zequinha é o diretor operacional e diz esperar bons resultados da equipe de engenharia. Francesco Costa

Pioneira em Parauapebas, tendo profundo conhecimento dos problemas da população, Francisquinha de Almeida Vieira, assumiu a diretoria operacional do SAAEP (Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Parauapebas) e já encontrou um grave problema.

Trata-se do racionamento de água no Complexo Tropical que envolve os bairros Tropical I, Tropical II, Ipiranga e arredores. O caso se deu por causa da seca da represa responsável pelo abastecimento daqueles logradouros. Porém, segundo ela, a equipe de engenharia foi acionada para fazer algo emergencial e atender a população.

A medida paliativa foi a disponibilização de mais caminhões pipas para o abastecimento das caixas residenciais. “Não tem como disponibilizar quantidade suficiente de caminhões para resolver em definitivo o problema, pois trata-se de apenas 10 mil litros por caminhão”, afirma Francisquinha alegando também a distância da fonte de abastecimento para os bairros.  

Outros problemas existentes nesta modalidade de abastecimento é o caso de muitas pessoas não estar em casa na hora em que se disponibiliza o abastecimento além da constante tentativa de corrupção dos motoristas que cobram dos moradores para entregar água. “Tivemos que tirar servidores de administrativo para fiscalizar os motoristas o que desfalcou o atendimento na autarquia”, reclama Francisquinha, assegurando que o SAAEP está trabalhando em cima de medida emergencial.

Em detalhes ela contou que existe uma rede de 150 milímetros vinda do bairro Betânia que foi alongada por mais 1.200 metros o que permite o abastecimento de 25% da área afetada pela seca, mas o restante continua sendo atendido pelos caminhões pipas.

Outra ação que faz parte das medidas paliativas são os poços artesianos, um total de três, que tem ajudado a abastecer parte dos bairros. A maneira usada foi, segundo ela, primeiro mapear os bairros Tropical, Ipiranga e Linhão depois criado planejamento para o atendimento das aproximadamente 16 mil pessoas que ali moram. Mas a conta não é tão simples quando se multiplica 150 litros diários por pessoa o que significa 2,4 milhões de litros de água por dia.    

Mas há outro agravante neste modelo de abastecimento, é o caso de que as pessoas acostumadas com a água da rede não possuírem reservatórios na frente das casas. Isso compromete o serviço, pois os carros pipas possuem mangueiras de apenas 10 metros. “É preciso que a população entre neste esforço e disponibilizem reservatórios”, pede Francisquinha, tranquilizando a população que o gestor municipal, Valmir Mariano, já tem conhecimento do problema e deu a missão à equipe do SAAEP para resolver em definitivo o problema.  

 

Por: Francesco Costa  

Avalie este item
(0 votos)

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016