Imprimir esta página

Pesquisa revela que 79% dos paraenses acha que a saúde do Pará não está preparada para o Coronavírus

Foto: Carlos Sodré/ Agência Pará Foto: Carlos Sodré/ Agência Pará

60% acredita haver muitos mais doentes do que o informado oficialmente pelo governo. Sobre as medidas adotadas pelo governo do Estado, há uma nítida divisão das opiniões do paraenses: 43% acreditam que são suficientes; os outros 44% já dizem que não são suficientes.

Sobre o sistema público de saúde do Estado, 79% dos entrevistados afirmam que o sistema não está preparado para combater o coronavirus. Apenas 10% disseram que está preparado.

Vejam os dados completos:

PERFIL DOS ENTREVISTADOS: SEXO

Foram entrevistados 52% de homens e 48% de mulheres nas seis mesorregiões do Estado.

PERFIL DOS ENTREVISTADOS: FAIXA ETÁRIA

Quanto à faixa de idade, a de 35 a 44 anos foram as mais entrevistadas, seguida pela faixa de 45 a 59 anos. A faixa de 25 a 34 anos apresentou 24,2%. A menor faixa, 16 a 24 anos, foram entrevistados 10,2%. Os acima de 59 anos foram 8,1%.

PERFIL DOS ENTREVISTADOS: RELIGIÃO

A maioria dos entrevistados é católica, 56,5%. Os evangélicos somaram 25,8%. Os espíritas 4,8%. Os que se declaram sem religião são 10,2%.

PERFIL DOS ENTREVISTADOS: COR/RAÇA

OPINIÃO SOBRE A CRENÇA DE HAVER MUITOS DOENTES NO PARÁ 

A pesquisa mostra que 60% dos entrevistados acreditam que pode haver muitos doentes de coronavirus no Pará contra 31% que disseram que não acreditam nessa tendência.

OPINIÃO SOBRE A CRENÇA DE HAVER MUITOS DOENTES NO PARÁ X PERFIL

OPINIÃO SOBRE AS MEDIDAS ADOTADAS PELO GOV. DO ESTADO

Sobre as medidas adotadas pelo governo do Estado, há uma nítida divisão das opiniões do paraenses: 43% acreditam que são suficientes; os outros 44% já dizem que não são suficientes.

OPINIÃO SOBRE AS MEDIDAS ADOTADAS PELO GOV. DO ESTADO X PERFIL

Ao se analisar por gênero, as mulheres são as que afirmam em sua maioria que as medidas não sáo suficientes. Já entre os homens, a maioria diz que são suficientes.

Os jovens são os que dizem que as medidas não são suficientes; enquanto os mais velhos dizem que são suficientes.

OPINIÃO SOBRE O SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE DO PARÁ

 Sobre o sistema público de saúde do Estado, 79% dos entrevistados afirmam que o sistema não está preparado para combater o coronavirus. Apenas 10% disseram que está preparado.

OPINIÃO SOBRE O SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE DO PARÁ X PERFIL

CONTRIBUIÇÃO DO CIDADÃO PARA PARAR O AVANÇO DO CORONAVIRUS

Em relação à contribuição do cidadão para parar o avanço do coronavirus no Pará, a grande maioria, 68,2%, disseram que a melhor contribuição é ficar em casa/quarentena/isolamento social. Os outros itens com maiores relevâncias foram Higienização completa e obedecer as orientações oficiais.

OPINIÃO SOBRE PUNIÇÃO A QUEM DESOBEDECE QUARENTENA

86% dos entrevistados consideram que deve haver punição para quem não obedecer a quarentena. Apenas 9% disseram que não deve haver. E outros 5% não responderam.

OPINIÃO SOBRE PUNIÇÃO A QUEM DESOBEDECE QUARENTENA X PERFIL

Apesar dos índices de homens e de mulheres serem altos, o percentual das mulheres é muito maior que consideram que deve haver punição para quem não obedecer a quarentena. Em relação à faixa etária, entre os jovens esse índice é maior, diminuindo entre os mais velhos.

OPINIÃO SOBRE A POSSIBILIDADE DE SEGURAR A QUARENTENA

Sobre o tempo da quarentena, mais de 64,6% dos entrevistados não tem renda pra segurar o período. E mais de 31% disseram que seguram a quarentena.

OPINIÃO SOBRE A POSSIBILIDADE DE SEGURAR A QUARENTENA X PERFIL

OPINIÃO SOBRE GOVERNOS DAREM RENDA BÁSICA

94% dos entrevistados concordam que os governos devam dar uma renda básica para todas as pessoas que possuem renda baixa. Apenas 3% não concordam.

OPINIÃO SOBRE GOVERNOS DAREM RENDA BÁSICA X PERFIL

O universo da Pesquisa: População do Estado do Pará;

Estratos de controle: Pesquisa dirigida através de whatsap em que uma pessoa apenas por ID (aparelho) podia responder;

Amostra: Atingiu um retorno de 1246 entrevistas, abrangendo todas as seis Mesorregiões do Estado (Metropolitana, Nordeste, Sudeste, Sudoeste, Baixo Amazonas e Marajó);

Margem de erro: 3,5%; Intervalo de Segurança de 95%;

Checagem: 20% da amostra aplicada;

Questionário: Estruturado em perguntas abertas e fechadas;

Tratamento estatístico: software profissional  QuestionPro, Excel, Power Point.

Período de coleta:  22 A 24/03/2020

 

Fonte: www.amazonlive.com.br

Avalie este item
(0 votos)

Compartilhe na sua rede social...

Carajas o Jornal