Por que o algoritmo do TikTok está no centro das tensões em torno do app

Poucas disputas no mercado de tecnologia em 2020 foram tão emblemáticas quanto a que está sendo travada em torno do TikTok. O aplicativo é um fenômeno na criação de conteúdo, alçou novos influenciadores ao estrelato e uniu milhões em torno da mesma plataforma, mas agora é pivô das disputas geopolíticas entre Estados Unidos e China.

Pelo tamanho que tomou em seus dois anos de existência — o TikTok já foi baixado mais de 2 bilhões de vezes no mundo —, a plataforma chamou a atenção. Por receio de como os dados dos usuários são usados e armazenados, o presidente americano Donald Trump chegou a assinar uma ordem executiva, exigindo a venda das operações americanas do app. A China, onde está sediada a Byte Dance, startup dona do aplicativo, não deixou por menos: traçou novas exigências sobre a venda de tecnologia, principalmente as que são baseadas em inteligência artificial.

Todos os fenômenos em questão têm origem numa mesma fonte: o algoritmo do TikTok. Ele é responsável por direcionar conteúdo aos usuários da plataforma e, consequentemente, pelo sucesso do aplicativo.

Avalie este item
(0 votos)