No geral, o ambiente escolar é um local de aprendizado considerado seguro, mas não está isento de eventualidades, inclusive acidentes, mal súbitos, como o caso do estudante Lucas Begallo, falecido em Campinas (SP), depois de ter engasgado em uma excursão organizada pela escola.

Por meio de incentivo da família do estudante foi criada a Lei n° 13.722/18, chamada de Lei Lucas, que versa sobre a assistência necessária para agravos súbitos de saúde nas escolas, incluindo a oferta de curso de primeiros socorros a professores e funcionários, tanto de escolas públicas quanto de instituições privadas, que lidam com a educação básica de crianças.

Em cumprimento a Lei Lucas e observância a Lei Federal nº 12.645/2012 que estabelece o Dia Nacional da Segurança e Saúde nas Escolas, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) criou o Projeto Saúde e Segurança na Escola (PSSE), que visa atuar no apoio e prevenção de acidentes no ambiente escolar, por meio de palestras, treinamentos, além de prever a criação de uma rede de apoio interna em cada instituição.

O PSSE iniciou suas atividades nas escolas na última semana do mês de agosto ao realizar um curso de primeiros socorros para servidores de três escolas municipais: Jozias Leão, Jean Piaget e Novo Horizonte.

O curso teve como objetivo capacitar os profissionais dessas unidades educacionais para atendimentos de situações emergenciais e, consequentemente, torná-las mais seguras para eventualidades, uma vez que as escolas estão sendo preparadas para a retomada gradual do ensino presencial.

Segundo o coordenador do projeto, João Batista Viana Everton, que também é professor e bombeiro, todas as escolas municipais serão contempladas. “Neste primeiro momento, queremos levar treinamento básico de primeiros socorros para o corpo docente das escolas. Caso ocorra algum problema que necessite a aplicação desse conhecimento, as equipes vão estar preparadas”, enfatiza o coordenador, informando que muitas outras ações serão realizadas.

 

Texto: Messania Cardoso

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), informa aos pais e estudantes da rede municipal de ensino que, devido os processos burocráticos relacionados à licitação, não foi possível efetivar a recarga do cartão Merenda em Casa referente ao do mês de agosto. Por mais que o governo municipal tenha buscado dar celeridade ao processo, as etapas precisam ser respeitas garantindo a transparência e lisura dos trâmites.

A Semed informa que assim que o processo for concluído, uma nova recarga será efetivada imediatamente e que mesmo com a retomada das aulas presenciais de forma gradual, a partir do mês de outubro com ensino híbrido, as recargas continuarão a ser garantidas até o retorno de 100% dos alunos.

Vale destacar que a educação é prioridade do governo municipal. Os investimentos realizados mesmo com a pandemia têm garantido bons resultados dos alunos e a valorização dos profissionais da educação. 

 

 

Assessoria de Comunicação/PMP

Um congresso técnico sobre as regras em campo foi o pontapé dado pela Prefeitura de Parauapebas para o início da I Copa Municipal da Juventude organizado pela Secretaria da Juventude (Sejuv), com apoio das secretarias de Educação (Semed) e de Esporte e Lazer (Semel).

Realizado na noite de segunda-feira, 2, o congresso reuniu a equipe de coordenação do evento e representantes dos 48 times de futsal que irão se enfrentar a partir do dia 14 deste mês. São 32 equipes masculinas e 16, femininas.

A reunião técnica foi aberta pelo secretário municipal da Juventude, Yuri Sobieski, que detalha sobre um evento esportivo com objetivos que vão além da disputa em quadra. “A grande novidade da Copa da Juventude é que não ficaremos nas competições entre os polos. Serão realizadas também rodas de conversas de cunho social com os times, com temas que precisamos abordar constantemente com os nossos jovens e adolescentes”, diz o titular da Sejuv.

Serão quatro rodas de conversa, que irão começar na próxima segunda-feira, 9, e seguirão até dia 12, no Centro de Referência da Juventude, no Casas Populares II, sempre à noite.

Entre os assuntos, primeiro emprego, respeito à adversidade, direitos humanos, drogas e racismo. Depressão e ansiedade também estão na pauta do debate por serem os principais ingredientes para o suicídio.

“Com essas rodas de conversas, vamos acrescentar mais função social ao evento além daquela que o esporte por si só já possibilita. Precisamos conversar sobre o suicídio entre a juventude, um problema que infelizmente ainda é gigante não só em nosso País, mas em todo o mundo”, pontua Yuri Sobieski. E com toda razão.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), no Brasil uma pessoa tira a vida a cada 46 minutos - são 12 mil vítimas, por ano. No mundo, um suicídio acontece a cada 40 segundos, ceifando a vida de 800 mil pessoas, por ano.

Além das rodas de conversa, será realizada uma palestra para os participantes da copa no dia 14, no auditório da prefeitura.

Polos da copa

A partir do dia 14 deste mês, os jogos da I Copa Municipal da Juventude serão realizados sempre aos finais de semana e em quatro polos da cidade: Praça da Juventude, no Popular II, e nas quadras das escolas Nelson Mandela (Tropical I), Chico Mendes (Cidade Nova) e Antônio Matos (Guanabara).

Os confrontos serão sempre aos sábados, das 14 às 22 horas. Apenas a final do torneio será no domingo, das 8 às 18 horas.

 

Texto: Hanny Amoras
Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), lamenta profundamente o falecimento do servidor Josiel Pereira de Sá, 56 anos, ocorrido na manhã do dia, 18, em Parauapebas. O servidor foi vítima de um câncer no pâncreas.


Josiel era professor efetivo do município desde 2006. Ele lecionava as disciplinas de geografia e religião, tendo atuado em escolas como Paulo Fonteles, Carlos Drummond e Elisaldo Ribeiro. Atualmente estava afastado por causa do problema de saúde.


Além de um excelente educador, Josiel, que também era pastor da igreja Batista Renovo, realizou um brilhante trabalho social no município. Ele fundou e era o gestor administrativo do Projeto de Resgate e Inclusão Social (Pris), que buscava regatar e recuperar dependentes de substâncias psicoativas, álcool e outras drogas.


Neste momento de profunda tristeza e dor, o Governo Municipal se solidariza com a família e toda a comunidade enlutada e pede que Deus lhes dê forças para superar essa perda.

A educação em todo o mundo tem passado por constantes transformações e com a pandemia do novo coronavírus alguns processos foram acelerados e muitos desafios surgiram. Pensando em superar esses desafios e garantir uma educação de excelência, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), elaborou seu Plano Estratégico - 2021-2024.

O processo de construção ocorreu por meio de parceria com a Fundação Itaú Social, adesão ao Programa Melhorias da Educação. Segundo Leila Lobato, coordenadora do Departamento de Assessoria de Planejamento e Gestão da Semed, a elaboração do Plano foi um processo coletivo realizado por um Comitê Gestor e departamentos estratégicos.

“Inicialmente realizamos o diagnóstico de toda a rede municipal de ensino, fizemos o levantamento dos nossos desafios e, na sequência, de uma forma conjunta e colaborativa construímos o plano, que será um marco para a educação de Parauapebas”, conclui Leila, mencionando a importância de poder contar com assessoramento de uma instituição com o know-how do Itaú Social e sobre a expectativa do município ser um dos 10 contemplados com a implementação do plano pelo Programa.

A educação de Parauapebas tem se destacado em relação a todo o estado do Pará. Mesmo com a pandemia, as ações desenvolvidas têm gerado bons frutos, refletidos em grandes conquistas. E o Planejamento Estratégico apontará os caminhos a serem trilhados para garantir o sucesso da educação municipal nos próximos anos.

“Ele possui objetivos estratégicos e metas bem claros que nortearão às ações da rede de ensino e possibilitarão elevar a eficiência do nosso trabalho, garantido assim acesso, permanência e aprendizado com equidade para todos”, destaca o secretário de Educação, Jose Leal Nunes, ao citar a relevância do Plano.

ENCERRAMENTO

Ontem, 21 de junho, o Itaú Social realizou uma reunião de encerramento do Planejamento Estratégico com as 25 secretarias de Educação do Brasil que foram assessoradas pelo Programa Melhorias da Educação. A divulgação dos 10 municípios selecionados para a próxima etapa do Programa será divulgado entre 12 a 20 de julho.

 

Texto: Messania Cardoso

Em 2021, o Departamento de Valorização do Servidor, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), ampliou o leque de serviços e passou a oferecer atendimentos diversos aos profissionais da pasta.

Segundo a coordenadora do Devass, Kelly Betânia Reis, o departamento busca proporcionar ações de valorização e apoio aos servidores da Semed, com vistas às práticas de autocuidado e melhoria da qualidade de vida. “Temos uma equipe multidisciplinar, composta por esteticista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo, educador físico e neuropsicopedagogo, disposta a orientar e contribuir com a saúde física e mental de nossos servidores, além de promover ações preventivas e de melhoria da qualidade de vida e autoestima”, ressalta a coordenadora.

O secretário de Educação, Leal Nunes, lembra que a Prefeitura de Parauapebas já instituiu há bastante tempo uma política de valorização dos servidores e que o Devass vem somar com a estratégia. “Precisamos valorizar e cuidar melhor daqueles que trabalham em prol de toda a sociedade, o servidor público. A Semed tem buscado dar atenção especial a seus profissionais, e todos nós carecemos de cuidados, principalmente neste momento em que estamos vivendo”, destaca o gestor.

O Devass oferece serviços individuais e coletivos (palestras, rodas de conversas, oficinas, etc.). Para mais informações e para realização de agendamentos, os servidores podem entrar em contato com o departamento por meio do telefone (94) 98403-2786, do email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou comparecer ao espaço localizado na Rua 9, bairro Cidade Nova, no prédio do antigo Colégio Fênix.

 

Texto: Messania Cardoso

 

A escola tem um papel social relevante que vai além do ensinar. É por isso que a comunicação entre família e escola é essencial, sobretudo em tempo de pandemia. Pensando nisto, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realiza o primeiro encontro virtual voltado para as famílias dos alunos da rede municipal de ensino de Parauapebas.

O evento, que ocorrerá dia 16 de março, às 19h30, com transmissão pelo canal da Semed no Youtube, contará como a palestra “As atribuições da família no processo de ensino no regime de aulas não presenciais”, ministrada pelo professor doutor Geraldo Peçanha, além da participação do secretário de Educação, José Leal Nunes e do diretor pedagógico, Edson de Oliveira.

Segundo o diretor pedagógico o propósito do evento consiste em ampliar a comunicação entre família e escola a fim de orientar os pais para contribuírem na manutenção e continuidade do processo pedagógico durante a transição do regime de aulas não presenciais para o sistema híbrido de ensino. “A ideia visa fortalecer a premente parceria com a intencionalidade de qualificar o processo de transposição didática, sem confundir as atribuições da escola e da família, mas evidenciá-las”, destaca Edson.

“Nós sabemos o quanto este momento está sendo difícil para todos, inclusive na educação, por isso, temos buscado unir forças para juntos encontrarmos melhores soluções e obtermos bons resultados. A participação das famílias é essencial para o sucesso dos estudantes”, afirma o secretário de Educação, convidando os pais para o encontro “sem duvida será um evento com grandes contribuições. Participem!”.

As famílias poderão ter acesso ao evento por meio do acesso ao link: https://www.youtube.com/watch?v=JYKDyvghEXI

 

 

 

Texto: Messania Cardoso

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Devido à pandemia, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) teve de inovar durante a Jornada Pedagógica 2021. O evento, que antecede o início das atividades letivas na rede municipal de ensino, se realiza online pelo canal da instituição no Youtube e conta com cerca de dois mil educadores participantes e milhares de visualizações.

A Jornada iniciou dia 26 e segue até amanhã. O tema “Ensino híbrido e a nova sala de aula”, tem como objetivo preparar os educares para esse novo desafio do ensino híbrido, que em breve deverá fazer parte da realidade da educação municipal de Parauapebas.

Segundo o secretário de Educação, José Leal Nunes, a Jornada é “um momento importante de formação continuada, de capacitação, que busca preparar os educadores para iniciar o ano letivo como mais conhecimento e motivação”. Para ele o resultado alcançado até o momento com certeza trará ganhos para a qualidade do ensino.

Durante os dois primeiros dias, a programação contou com palestras como “Ensino híbrido e a reinvenção do professor”, ministrada por Geraldo Peçanha; “Ensino remoto e o ensino híbrido”, por Júlio César Furtado; “Gestão para a qualidade do Ensino”, com Francisco Herbert Lima. Todos os palestrantes são professores doutores renomados e com expertise no assunto. Outras palestras, oficinas e treinamentos também integram a programação da Jornada.

Luciana Duarte é professora da Unidade Educacional Jonas Pereira de Melo. Ela é surda e devido à acessibilidade pôde assistir toda a programação, que contou com intérprete de Libras. “Quero agradecer a Semed por ter pensado em contemplar a todos. Gostei muito das palestras, das novidades trazidas pelos palestrantes. Isso vai ajudar muito minhas práticas”, agradece a educadora.

No dia 28, foi realizada as reuniões administrativas. A programação será encerrada amanhã com o planejamento didático, deixando assim tudo preparado para receber os alunos na próxima segunda-feira, 1º de fevereiro, data do início das atividades letivas.

Devido os protocolos de segurança adotados por causa da Covid-19, as aulas continuarão de forma remota. Contudo, segundo o diretor pedagógico da Semed, Edson de Oliveira, a Semed já está se preparando para o ensino híbrido. “Nós retornaremos ainda com as aulas não presenciais, mas já utilizando uma nova plataforma, que é uma ferramenta tecnológica muito rica que irá fazer a diferença no ensino e será mantida com o ensino híbrido”, afirma Edson.

 

Texto: Messania Cardoso

Assessoria de Comunicação -  ASCOM 

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), vem a público externar o mais profundo pesar pelo falecimento da professora Márcia Maria Guedes da Costa, 60 anos, natural da cidade Paulo Afonso (BA), na tarde de ontem, 30 de junho, em sua cidade natal, onde lutava contra um câncer.

Márcia Guedes foi pioneira no município, começou a trabalhar na rede de ensino de Parauapebas ainda na década de 1990, quando atuou como professora, coordenadora, gestora e técnica, na maior parte do tempo na Escola Municipal de Ensino Fundamental Chico Mendes.

Ela também foi uma das responsáveis por lançar a base da educação inclusiva em Parauapebas, quando ajudou a estruturar o Núcleo de Apoio e Atendimento Psicossocial e Pedagógico (Napp) da Semed. A educação especial é, hoje, referência na região por causa de sua contribuição. A pedagoga foi também uma das fundadoras do Instituto Vencendo o Câncer (Ivecan), que apoia e dá suporte às mulheres vítimas de câncer em Parauapebas. Dona de um carisma inesquecível, Márcia Guedes deixa três filhos, uma neta, e uma rede de amigos enlutados.

Neste momento de profunda tristeza e dor, o governo municipal se solidariza com a família, amigos e colegas de profissão da educadora e pede que Deus conforte seus corações e lhes dê forças para transformar toda a dor desta perda irreparável em fé e bom ânimo.

Por conta do protocolo adotado de combate à Covid-19 para evitar aglomerações, não houve velório e o enterro ocorreu ainda na noite de ontem (30) na cidade de Paulo Afonso.

 

Fonte: Ascom/PMP/Semed

Conforme o decreto (Municipal e Estadual) as aulas estão suspensas. Os professores estão sendo orientados a prepararem conteúdos online para seus alunos, entretanto, isso não é considerado uma “ordem” pelo fato de nem todos os alunos terem acesso a internet.

Assessoria de Comunicação (Ascom), já está produzindo um material para falar oficialmente sobre o assunto, dessa forma, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) só poderá agir conforme determinação da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Assim que a Seduc encaminhar as orientações que serão postas em prática no mês de abril que deu inicio nesta quarta-feira, 01, serão divulgadas mais informações para a comunidade estudantil do município de Parauapebas, todas as medidas estão sendo tomadas para que nem um aluno saia prejudicado no seu ano letivo.

Fonte: Redação

Página 1 de 2