Uma das dez competências gerais da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é a Cultura Digital, que incentiva o uso da tecnologia na educação. Neste período de pandemia, ficou evidente a necessidade do uso das novas tecnologias no ensino, inclusive na rede municipal de ensino de Parauapebas, que adotou o ensino não presencial em 2020, passando a fazer uso de inúmeras ferramentas digitais para garantir o ensino e a aprendizagem.

Com objetivo de aperfeiçoar e dinamizar o método de aprendizagem, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Educação, implanta na rede de ensino a plataforma Google for Education. E, para gerir a plataforma e auxiliar na implantação de novas tecnologias no ambiente escolar, foi criado o Departamento de Tecnologias e Informática Educacional (DTIE), que dará todo o suporte para os educadores.

Felipe Campos é o técnico responsável pelo DTIE. Para ele o ganho com a nova plataforma é enorme. “Como a institucionalização, nossos educadores terão os recursos ampliados e a Semed terá maior controle de tudo que ocorre no ambiente virtual, contribuindo para a garantia de mais qualidade no processo educacional”, afirma Felipe.

“Durante a Jornada Pedagógica, realizada em janeiro, os educadores participaram de palestras e oficinas voltadas para o uso da nova ferramenta, que já era utilizada por alguns, mas que agora passa a ser oficialmente o meio digital em que o ensino será realizado”, comunica o secretário de Educação Leal Nunes, mencionado que as formações continuarão no decorrer do ano.

A plataforma Google for Education é uma das ferramentas digitais mais utilizadas em todo o mundo. Ainda segundo Leal, ela possui uma grande versatilidade e funcionalidades voltadas à educação e irá possibilitar uma maior organização, produtividade e interação entre professores e alunos da rede de ensino.

Para o professor Hermeson Sampaio da escola Olga da Silva, o uso dessa inovação faz com que os alunos tenham muito mais interação com o conteúdo apresentado. “O Google for Education é de fácil manuseio, tanto para alunos quanto para professores, por meio dela é possível postar vídeos, documentos em PDF, Word, gravar aulas. Os benefícios são inúmeros”, garante o educador.

O uso da ferramenta pode ocorrer por meio de tabletes, smartphones, notebooks ou qualquer aparelho eletrônico com acesso à internet, possibilitando que o aluno interaja de qualquer lugar e a todo momento. Os alunos que não tem acesso às novas tecnologias e a internet continuarão recebendo os cadernos de atividades.

 

Texto: Messania Cardoso

Assessoria de Comunicação -  ASCOM

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink