A palestra sobre o rio Parauapebas que seria realizada na tarde desta quinta-feira, 6, não ocorreu em função de problemas técnicos. Por essa razão, o evento on-line foi reagendado para o dia 2 de junho, no horário das 15 às 17 horas, em conformidade com a agenda dos palestrantes. As pessoas inscritas no evento receberão informações no e-mail cadastrado. Com o tema: Hidrometeorologia, recursos hídricos e segurança química no rio Parauapebas, o evento é fruto de parceria entre o Instituto Tecnológico Vale (ITV) e o Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap).

 

Assessoria de Comunicação - Ascom

Ontem, 06, juntamente com uma comissão de moradores do bairro Cidade Jardim o Vereador Rafael Ribeiro participou de uma importante reunião na Secretaria Municipal de Habitação, onde na oportunidade foi discutido junto ao Governo Municipal a execução da lei do Subsídio, que ajudará centenas de famílias do bairro Cidade Jardim com a quitação das dívidas junto a Buriti.

Visando a redução dos juros nos loteamentos da Cidade Jardim reunir-me com Secretaria Municipal de Habitação, onde na oportunidade discutimos juntos sobre a execução da lei do Subsídio para beneficio das famílias de Parauapebas 

Em entrevista para nossa equipe Rafael falou da o quanto é necessário o diálogo sobre tal assunto. “É importante frisar que se faz mais do que necessário a abertura de diálogo junto a loteadora, visando a redução dos juros, para que de fato o subsídio auxilie na quitação total das dívidas dos moradores”.

Reunião para tratar da lei do Subsídio da Cidade Jardim

A reunião foi muito produtiva e outros encontros deverão acontecer nos próximos dias, até que de fato as famílias venham ser auxiliadas para conseguir o tão sonhado Subsídio da Cidade Jardim.

 

Por - Sarah Monteiro 

No total, 204 oportunidades de emprego estão sendo oferecidas para os trabalhadores de Parauapebas.

Para soldador de chaparia, são agora 33 vagas, sendo que há empresa querendo contratar profissional com experiência em solda MIG. Tem também 06 vagas para montador de estrutura civil.

O mercado de trabalho ainda procura por pedreiro, carpinteiro, auxiliar de almoxarifado, analista de TI, auxiliar administrativo, técnico em segurança do trabalho, bibliotecária, enfermeiro e muito mais. Veja todas as vagas no painel do Sine. Basta acessar AQUI.

Agende seu atendimento

Muito importante: devido à pandemia, você precisa agendar dia e horário para ser atendido pelo Sine. Compareça com máscara e mantenha o distanciamento social, evitando assim aglomeração e preservando a sua vida e a vida de quem você ama. E quando você for ao Sine, poderá pedir a Carteira de Trabalho digital.

Para agendar o horário, entre em contato por telefone ou pelo whatsApp.

Anote os números:

  • Seguro-desemprego: (94) 99183-2150
  • Vagas de emprego: (94) 99264-8990
  • Atualização de cadastro: (94) 98438-8749 e 99257-2227

Para a cidade não parar, pare de aglomerar!

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

A comunidade Nova Vitória foi a escolhida para o lançamento do programa Mais Horta, realizado na segunda-feira, 3, pela Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror). O programa vai fortalecer a produção de hortaliças na agricultura familiar do município.

“É um programa que viabiliza dar suporte aos produtores, nessa produção de hortaliças, com apoio dado pela prefeitura de mecanização e assistência técnica. Nesta comunidade são 52 famílias beneficiadas. Já fizemos a visita técnica em outras localidades e estamos com 250 famílias inscritas no programa Mais Horta até o momento”, explicou Milton Zimmer, secretário de produção rural.

O seu Francisco da Silva Costa, conhecido como Barbudo, é um dos produtores do Nova Vitória que se enquadra no perfil para ser beneficiado com o programa Mais Horta, ele avalia que a ajuda da prefeitura será fundamental para que a sua família consiga produzir hortaliças de qualidade e com boa aceitação no mercado.

“A gente sabe que é da agricultura que vem o nosso alimento, então nós lançamentos esse programa para que as famílias possam produzir seu próprio alimento e também comercializarem sua produção. É mais sustento às famílias e mais movimentação na economia”, afirma o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen

Critérios de participação

O produtor rural deve ter área que comporte o cultivo de hortaliças. Os interessados precisam entrar em contato pelos telefones 3346-8220 ou 3346-8221 da Sempor para o agendamento de cadastro, que deverá ser realizado por apenas um membro da família. Após a inscrição, será realizada triagem e vista técnica respectivamente para avaliar a viabilidade do espaço para implantação do programa mais horta.

 

Texto: Karine Gomes (Ascom)/Márcia Moura (Sempror) 

Assessoria de Comunicação - Ascom

Dando continuidade ao mutirão de limpeza realizado na cidade, as equipes da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semurb) estão nesta semana nos bairros Tropical I, II e Jardim Ipiranga. 

Antes de iniciar o mutirão nesses locais, a equipe de educação ambiental juntamente com os fiscais de urbanismo desenvolveram uma ação educativa de porta em porta para comunicar aos moradores sobre o mutirão e também falar a respeito do acondicionamento correto do lixo e ainda sobre limpeza dos lotes.

“Muito boa essa ação aqui no bairro. Aproveitei para limpar meu quintal que tinha muita coisa sem utilidade. Se cada um fizer a sua parte e ajudar o poder público a gente consegue manter a nossa cidade limpa”, declarou a dona de casa Maria Madalena, moradora do Tropical.

De acordo com o coordenador de educação urbana da Semurb, Daniel Barros, a ação tem a proposta de intensificar a limpeza geral na cidade, com a colaboração dos moradores. “Estamos nos bairros tropical I e II e Ipiranga. Uma semana antes de iniciar os serviços percorremos os bairros avisando nas residências e também colocamos carro som nas ruas sobre ação”, explicou o coordenador. 

“Também conversamos sobre o lixo domiciliar, pois algumas pessoas ainda colocam pra fora nos dias e horários inadequados, por isso pedimos a colaboração dos moradores para que façam o acondicionamento nos dias e horários corretos. E ainda falamos sobre a limpeza dos lotes”, concluiu Daniel.  

Além da retirada de entulhos e galhadas, as ruas recebem capina e roçagem. O mutirão segue em outros locais do município, conforme cronograma que será divulgado pelo Semurb. 

 

Texto: Liliane Diniz

 

A Vale abriu processo seletivo com cerca de 200 vagas para profissionais com deficiência. Há oportunidades para diversos cargos, em áreas operacionais e administrativas, incluindo o trabalho remoto. A seleção voltada para profissionais com deficiência faz parte do movimento da empresa de se tornar mais inclusiva e ampliar a diversidade. As oportunidades presenciais (em que não será possível o trabalho remoto) estão distribuídas nos estados do Pará, Maranhão, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Em terras paraense, há 95 vagas que abrangem os municípios de Canaã dos Carajás, Parauapebas, Marabá, Curionópolis e Ourilândia do Norte. As inscrições devem ser feitas em www.vale.com/oportunidades ou pelo perfil da empresa no LinkedIn até 14 de maio.

No site da Vale, o candidato poderá verificar qual vaga está mais alinhada ao seu perfil, realizar a inscrição e participar do processo seletivo 100% online. A avaliação de cada candidato acontecerá durante todas as etapas do processo seletivo, conforme modelo global de recrutamento, iniciando pela análise de enquadramento.

"Estamos em uma jornada de transformação e acreditamos que a evolução da Vale exige contribuições de múltiplas perspectivas e experiências. Somos uma empresa feita por pessoas e para pessoas e atrair talentos diversos é fundamental para que possamos inovar e construir uma companhia cada vez mais sustentável", explica Mira Noronha, gerente global de Atração de Talentos da Vale.

Evoluindo juntos

A evolução conjunta, movida pelas pessoas que fazem a Vale, está presente na trajetória de Sarah Lopes, que trabalha em Carajás, na cidade de Parauapebas, sudeste do Pará, mas está em regime de home office devido à pandemia. Formada em Engenharia Civil, ela integra a equipe de Gestão e Contratos do negócio de Metais Básicos desde dezembro de 2019, e sua presença estimulou uma mudança no olhar dos colegas sobre as pessoas com deficiência.

"O sonho de entrar na Vale e fazer parte de uma empresa global sempre existiu. E aos 25 anos isso foi possível. Vivo e desfruto desse sonho a cada dia", conta. Sua presença também tem provocado mudanças comportamentais entre os empregados. "Fui muito bem acolhida pela minha equipe e melhor, fui motivada a ter um olhar crítico, para que pudéssemos levantar todos os pontos de melhorias e com isso contribuir em fazer da Vale um lugar realmente acessível a todos", explica.

Na Vale desde 2014, o psicólogo Rafael Souza é analista de Recursos Humanos e lembra de, no início, ter que explicar para os colegas que precisava levantar com frequência para não sentir dor. Ele sofreu um acidente quando tinha 15 anos e, como sequela, teve um encurtamento na perna esquerda que trouxe dificuldade de locomoção. "Minha presença e o diálogo ajudaram a mudar a visão dos colegas", lembra.

Ele já fez diversas movimentações de carreira, trabalhando em diferentes áreas da Diretoria de Pessoas e, além de estar sempre atento às oportunidades, acredita que o diálogo aberto e transparente com os gestores foi fundamental para seu crescimento. E dá uma dica para os que ainda não se sentem protagonistas das suas carreiras: "Temos que dar a direção que queremos para nossa carreira e podemos crescer demonstrando habilidade, maturidade, comportamento adequado e entregas profissionais".

 

Fonte: Tami Kondo

A Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), por meio do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), ampliou o horário de funcionamento ao público.

A medida proporciona mais agilidade na emissão de documentos, sem gerar aglomerações, e beneficia a população, que contará com mais tempo para solicitar os serviços.

Assim, as atividades de emissão de carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho, da Junta Militar e para Seguro Desemprego passam a funcionar das 7h30 às 18h, de segunda a sexta-feira.

A coordenadora do SAC, Wangra Lisboa, ressalta que ampliação do atendimento já era prevista, mas com a demanda gerada pela pandemia, os horários foram ampliados para não gerar aglomerações. “Vimos a necessidade de ampliar os horários, devido à grande procura da população pelos serviços oferecidos. Dessa forma, podemos distribuir os atendimentos no decorrer do dia, gerando mais rapidez na emissão dos documentos”, explica.

Novos agendamentos para emissão de RG também já podem ser realizados   pelo site da Polícia Civil: https://agendamento.policiacivil.pa.gov.br/public/. Já os demais documentos serão atendidos durante todo o dia, por ordem de chegada.

O SAC reforça a necessidade dos cidadãos em redobrarem a atenção nos cuidados sanitários ao se deslocarem para o local. Algumas medidas, como o uso obrigatório de máscara, distanciamento social, uso de álcool gel e barreiras de acrílico, foram adotadas para a realização segura das atividades durante o atendimento ao público.

 

Texto: Édila Nunes/Semsi

Assessoria de Comunicação/PMP

O município de Parauapebas participa pela oitava vez da  campanha Maio Amarelo, que neste ano está com o  tema “Respeito e Responsabilidade: pratique no trânsito”. O objetivo é promover a empatia e a redução das estatísticas de acidentes de trânsito. Assim, a campanha promove uma reflexão sobre atitudes que têm faltado nos últimos tempos em diversos ambientes de convivência: o respeito e a responsabilidade.

Durante o mês, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), em conjunto com demais instituições parceiras, desenvolverá atividades de conscientização e educação no trânsito. Os trabalhos serão realizados respeitando todas as orientações de prevenção contra a Covid-19.

Entre as ações, está a realização de rodas de conversa, em parceria com o Samu, voltadas para mototaxistas, motoristas e motociclistas de delivery por aplicativo; além disso, a programação vai abordar também ações educativas relacionadas ao trânsito, como respeito a faixas de pedestres, uso do celular no trânsito, observância da sinalização e cuidado com os mais vulneráveis no trânsito (pedestres, motociclistas e ciclistas). Devido à pandemia, as atividades serão fortalecidas nas plataformas digitais da prefeitura.

 

O Maio Amarelo

O movimento Maio Amarelo nasceu em 2014 e fomenta uma ação coordenada entre o poder público, iniciativa privada e sociedade civil, para discutir o tema segurança viária e, assim, reduzir os acidentes e mortes no trânsito. Apesar da redução do número de mortes nos últimos anos, o trânsito brasileiro ainda mata milhares de pessoas todos os anos. Em 2019, quando foi divulgado o último levantamento pelo Ministério da Saúde, foram mais de 31.945 vidas perdidas.

 

 

Texto: Édila Nunes/Semsi

Assessoria de Comunicação/PMP

O Encontro da Mulher de Parauapebas é patrimônio cultural e imaterial do município. Um monumento que marca os 30 anos do evento e presta homenagem às mulheres que fizeram e fazem o encontro acontecer anualmente, desde os anos 90, será inaugurado durante as comemorações dos 33 anos de Parauapebas.

“Sabemos que Parauapebas tem uma linda história e que o Encontro da Mulher faz parte dessa história, um evento que agregou muito às mulheres da nossa cidade e que foi fundamental para a criação da Secretaria Municipal da Mulher. É por isso que idealizamos esse monumento, que terá a marca das mãos de mulheres reais. É uma singela homenagem a todas as mulheres de Parauapebas e, em especial, às pioneiras e àquelas que construíram o encontro”, destaca Edileide Batista, secretária da Mulher.

Ao longo do mês de março, durante a programação do Encontro da Mulher deste ano, dezenas de mulheres, inclusive pioneiras de Parauapebas, deixaram registradas as marcas das suas mãos em molduras que serão fixadas no muro construído na PA 275, próximo à rotatória do quartel da Polícia Militar. Este será o monumento, e a previsão de inauguração dele é para o dia 20 de maio.

Florindo o Mundo

O paisagismo do monumento também terá mãos de mulheres envolvidas. Na sexta-feira, 30 de abril, as integrantes do projeto Florindo o Mundo, desenvolvido pela Secretaria de Governo (Segov), em parceria com as secretarias da Mulher (Semmu), Meio Ambiente (Semma) e Produção Rural (Sempror) iniciaram o embelezamento do local, com a plantação de flores.

Francilma Dutra, coordenadora de educação ambiental da Semma, explica que a atividade foi uma vivência prática, para que as integrantes do Florindo o Mundo tivessem a oportunidade de aplicar algumas técnicas básicas repassadas em eventos online promovidos pela prefeitura para esse público, “A partir de agora elas iniciarão o curso de forma híbrida, com atividades online e presenciais, seguindo as normas de segurança”, acrescenta Francilma.

“A gente estava estudando online, desde o lançamento do Florindo o Mundo, e fomos contratadas pela prefeitura como auxiliar operacional. Nosso objetivo é aprender a cultivar flores e depois ensinar outras mulheres. A gente acredita que esse projeto vai dar oportunidade para muitas mulheres, mães de famílias. É um projeto grandioso”, afirma Atailde Silva que é uma das 50 multiplicadoras do Florindo o Mundo.  

 

Texto: Karine Gomes

Assessoria de Comunicação - Ascom

Moradores que vivem próximos ao Igarapé Lajeado estão sendo acompanhados por técnicos da Prefeitura para início das obras do projeto que irá transformar, sanear e embelezar uma extensão de 12,4 quilômetros ao longo do igarapé, que contará, entre outras intervenções, com a construção de três grandes parques para o lazer e bem-estar da população.

Essa nova frente de obras faz parte do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap).

Para o início da primeira etapa do projeto, as famílias que vivem às margens do Lajeado estão sendo orientadas por equipe social do programa, conforme explica a assistente social, Francyelle Francisck, “esse trabalho teve início em agosto do ano passado, quando realizamos o mapeamento e a identificação de 660 imóveis localizados em toda a extensão do projeto do Igarapé Lajeado. Desse total, foram realizados 600 cadastros socioeconômicos das famílias residentes na área”.

Segundo a técnica, o levantamento social é uma etapa fundamental para o atendimento adequado a cada família com a construção de soluções para elas. “No início de março, retornamos à área da primeira etapa de obras do projeto, que reúne os bairros Tropical I e II, Jardim Ipiranga, Novo Tempo, Jardim Ipê e Vale do Sol. Já retiramos dezenas de famílias para o aluguel social e outras serão encaminhadas para indenização”, acrescenta Francyelle Francisck.

Um das famílias já cadastradas para o recebimento do aluguel social é a da vendedora autônoma, Maria Valdirene Pereira do Carmo. “Minha casa está embarreirando, afetando o banheiro, a cozinha e a área de serviço. O risco é de ela desabar, porque a água do Igarapé Lajeado vai tirando a sustentação da casa. Já me deparei com duas cobras dentro do banheiro e no quintal. Tenho fé de que vai dar tudo certo”, conta a moradora do bairro Ipiranga.

Maria Valdirene receberá, mensalmente, o valor de R$ 400 para auxiliar no pagamento de aluguel em uma moradia provisória, até que a unidade habitacional construída pela prefeitura seja entregue para ela. Atualmente, Maria Valdirene reside com o filho de sete anos.

Situação igualmente parecida é da dona de casa, Valterlicia Garcias, que mora pertinho do igarapé. “Estou com cinco anos morando aqui. Essa casa já até começou a rachar o piso, mas o pessoal do Prosap falou comigo e vai me tirar para o aluguel social. Eu realizo o meu sonho, se eu for para minha casa”, declara.

O atendimento presencial às famílias é realizado no escritório do Prosap, localizado na Rua Sebastião Leite, nº 181, no bairro Vale do Sol, com observância aos cuidados de higiene e distanciamento social por causa da pandemia do novo coronavírus. 

Projeto do Igarapé Lajeado

O Projeto de Recuperação e Revitalização do Igarapé Lajeado será executado em duas etapas, com recursos próprios da Prefeitura de Parauapebas, e prevê um conjunto de obras de micro e macrodrenagem, viárias, de abastecimento de água e esgotamento sanitário, reassentamento de famílias, urbanismo e paisagismo.

"A comunidade tem recebido muito bem a equipe, porque espera por esse momento há muito tempo. É muito gratificante ter esse respeito e confiança dos moradores", resume a técnica social do Prosap, Francyelle Francisck.

 

Texto/fotos: Jéssica Borges/Prosap

Assessoria de Comunicação - Ascom

Página 1 de 120
Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink