Na sessão de terça-feira, 14 temas relevantes para a realidade de Parauapebas foram pauta para os vereadores discutirem em busca de melhorias. A Sessão trouxe debates sobre a implicação de uma unidade de pronto atendimento para os animais da cidade, também foi tratado durante a sessão sobre o programa Gira Renda para que o mesmo possa ser realizado por 2 anos com um acréscimo de 25% na parcela. A sessão pode mais uma vez contar com a presença do público no auditório central, todas as medidas de prevenção contra a covid-19 foram mantidas.

Os vereadores apresentaram suas indicações à casa para que a mesma votasse contra ou a favor, a mesa diretora estava composta pelo Presidente Ivanaldo Braz; Vice-presidente Josemir Silva; Primeiro-Secretário Rafael Ribeiro, e o Segundo-Secretário Zacarias Marques.

O vereador Josivaldo da Farmácia indicou uma UPA para atender os animais da cidade, e que o programa Gira Renda possa ser realizado por 2 anos com um acréscimo de 25% na parcela

Quem apresentou sua indicação à casa foi o vereador Josivaldo da Farmácia, onde o mesmo indicou uma UPA para atender os animais da cidade, e que o programa Gira Renda possa ser realizado por 2 anos com um acréscimo de 25% na parcela. “Indiquei ao poder Executivo Municipal que fosse visibilizado a implantação de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para atender aos animas domésticos da cidade zelando por sua vida com a prevenção de doenças, também indiquei junto aos meus colegas Vereadores Miquinha e Josemir Silva, que o programa Gira Renda que atende a populações que faz uso de tal benefício, possam contar com o mesmo por 2 anos com um acréscimo de 25% na parcela, assim beneficiando ainda mais a população”.

Ivanaldo Braz Presidente da Câmara

O presidente da Câmara Ivanaldo Braz demonstrou seu total apoio para dialogar em busca de soluções para os impactos sociais na ausência de uma qualidade no bem-estar dos animais e de todos os moradores do município. A aproveitou a oportunidade para convidar a todos para a próxima sessão de terça-feira 21. 

 

Acompanhe o PDF em anexo no topo da página e veja todas as indicações do dia.

 

Fonte: Redação

Estão abertas as inscrições para o Fórum de Governança Pública do Pará, evento que será realizado entre os dias 21 e 24 de setembro em Parauapebas pelo governo do estado, em parceria com a prefeitura do município. Servidores públicos receberão formação em seis eixos: Educação; Saúde; Assistência Social; Plataforma + Brasil; Educação Fiscal; Administração/Planejamento.

Estão disponíveis 30 vagas para cada município e as inscrições devem ser feitas neste link https://docs.google.com/forms/d/1bWGfdmDUlXeVg5Ty4OhB0salCf-BlPtwbVr7aeTTe8Y/viewform?edit_requested=true

O evento será sediado em Parauapebas graças ao Termo de Cooperação Técnica firmado entre a prefeitura e a Escola de Governança Pública do Pará (EGPAS). A Secretaria Municipal de Administração (Semad) e a Coordenadoria de Treinamento e Recursos Humanos (CRTH) são responsáveis pela organização do evento no município.

O público-alvo são servidores dos seguintes municípios: Parauapebas; Bom Jesus do Tocantins; Marabá; Palestina do Pará; Piçarra; São Domingos do Araguaia; São Geraldo do Araguaia; São João do Araguaia; Canaã dos Carajás; Curionópolis; Eldorado do Carajás.

Programação

A abertura do fórum ocorrerá às 17 horas, do dia 21 de setembro, na Câmara Municipal de Vereadores. Os cursos serão ministrados de acordo com os eixos entre os dias 22 e 24, no horário de 8h as 12h e 14h as 18h, na Faculdade Pitágoras, localizada à PA 160 e Rua das Orquídeas, sem número, bairro Linha Verde.  

Sobre o fórum

O Fórum de Governança é um projeto desenvolvido pela EGPA para descentralizar a formação continuada das áreas básicas e investir na integração entre Estado e Município na governança pública, capacitando servidores em temas como o Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle da Educação e orientações para gestores na implementação de políticas públicas.

 

Texto: Karine Gomes

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Esta quarta-feira, 15 de setembro, será um dia histórico para Parauapebas:  a prefeitura irá apresentar o maior pacote de obras de toda a história do município, com o lançamento do Programa Municipal de Investimentos (PMI). Será no Centro Cultural de Parauapebas, com a presença do prefeito Darci Lermen, do vice-prefeito João do Verdurão, dos secretários municipais e demais gestores do município.

Para o evento, foram convidados os representantes do Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-seção Parauapebas), representantes da indústria e do comércio, entre outros. Um vídeo de cinco minutos irá mostrar, em 3D, as grandes obras escolhidas pelo programa.

Com o PMI, aliado ao Prosap, a Prefeitura de Parauapebas promove uma profunda transformação no município, que irá garantir à cidade e, especialmente, à população a certeza de um futuro independente da área minerária, com qualidade de vida e expectativas de mais avanços em seu desenvolvimento.

O PMI está previsto no Plano Plurianual (PPA) de Parauapebas para o quadriênio 2022-2025 e tem sete eixos de desenvolvimento, entre os quais o que prevê investimentos em infraestrutura tecnológica para a modernização dos sistemas de tecnologia no município.

A meta, que já começou a ser trabalhada pela Secretaria Especial de Governo (Segov), é conduzir Parauapebas ao status de Smart City – Cidade Inteligente para oferecer maior segurança, agilidade e eficiência dos serviços públicos.  

Os grandes investimentos em infraestrutura, paisagismo, saneamento básico, programas sociais e tecnologia de ponta irão assegurar todas as condições para que Parauapebas se transforme também em polo turístico do Brasil. As obras devem gerar cerca de dois mil empregos diretos.

O PMI apresenta entre as grandes obras: construção da nova rodoviária, novo mercado municipal, Teatro Municipal, Museu, Polo Tecnológico de Gemas e Joias, Centro Administrativo, Complexo Florindo o Mundo, Complexo Multicultural, Arena Poliesportiva (olímpica e paralímpica), Centro de Convenções, nova Biblioteca Municipal e campus da Universidade Estadual do Pará (Uepa).

Na zona rural, a prefeitura irá asfaltar o trecho entre as vilas Carimã e Conquista e da Palmares I (sul) até Três Voltas, cuja licitação se encontra em andamento, e irá construir a estrada entre Parauapebas e Marabá via Palmares II. Além disso, todas as pontes na zona rural serão de concreto.

 

Texto: Hanny Amoras
Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), mediante aos recorrentes casos de fraude, má-fé e estelionato com relação à venda de lotes e unidades habitacionais no município de Parauapebas decorrentes de programas sociais habitacionais, vem mais uma vez a público reiterar que não realiza e nunca realizou vendas de lotes e casas e tampouco cobra pelos serviços prestados à população.

A Sehab reforça que a entrega de unidades habitacionais e lotes que beneficiam cidadãos mais vulneráveis de Parauapebas segue uma análise rígida e minuciosa da sua equipe de assistentes sociais, assim como do corpo jurídico da secretaria. Todo processo de cadastramento é feito de forma gratuita e seguindo as regras legais.

Infelizmente, pessoas mal-intencionadas que não possuem qualquer vínculo com a Secretaria de Habitação estão tentando enganar o cidadão de bem, oferecendo suposta venda de lotes e casas de programas habitacionais.

NÃO COMPACTUE COM ESTE CRIME. DENUNCIE!

QUALQUER NEGOCIAÇÃO DE CASAS OU LOTES QUE FORAM OU SERÃO DISTRIBUÍDOS POR MEIO DE PROGRAMAS HABITACIONAIS OU POR MEIO DE OCUPAÇÃO IRREGULAR É CRIME, É GOLPE, É ESTELIONATO!

A Sehab reforça que não vende lotes e nem cobra para realizar os cadastros habitacionais. Esta é uma prática criminosa. A secretaria já está tomando as devidas providências para combater esses atos ilegais e punir os responsáveis pelo crime.

Ressalte-se que o beneficiário que estiver realizando este tipo de prática será processado e responderá pelo desacatamento previsto na Lei nº 4.426/2010, em seu art. 2º, § 3º, e art. 8º, além de ser responsabilizado pelos crimes cabíveis.

Qualquer pessoa que tiver informação desta prática ilícita pode denunciar para a Ouvidoria Municipal pelos telefones: (94) 99191-1787, 3356-0772 ou 0800-0330202.

 

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

“Uma segunda chance!” É assim que o biólogo do Parque Zoobotânico Vale (PZV), Tarcísio Rodrigues, fala sobre a chegada da macaca Chicó, uma fêmea da espécie macaco-aranha-de-testa-branca, vítima de maus tratos, que foi mantida durante 20 anos acorrentada em uma propriedade rural, no estado do Mato Grosso. O animal foi resgatado e agora convive em recinto com outros macacos da sua mesma espécie.

Chicó iniciou a reabilitação no hospital veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e desde que chegou ao PZV, em julho desse ano, tem recebido todos os cuidados médicos veterinários, além de acompanhamento para reabilitação. “Criar animais silvestres sem autorização é crime! A Chicó é uma espécie de primata, endêmica da Amazônia, que está ameaçada de extinção. Ficou tanto tempo sob cuidados humanos que não há mais condição para ser reintegrada na natureza. Nesse sentido, o zoológico se torna a segunda chance para ela”, destaca Rodrigues.

Além dos cuidados veterinários e a alimentação adequada, o trabalho da equipe do parque foi estimular Chicó a voltar a ter comportamento de um primata. “Apesar de ter chegado saudável, ela tinha um vínculo muito forte com humanos, muito dependente das pessoas e sempre que alguém se aproximava, ela pedia afago e carinho, e apresentava algumas dificuldades de locomoção. Agora ela já iniciou escaladas nos poleiros do recinto e está usando seus longos membros e sua calda preênsil para se mover”, ressalta o veterinário Nereston Camargo.

Após dois meses de acompanhamento da equipe multidisciplinar do PZV, envolvendo tratadores, biólogo e veterinário em área mais reservada, Chicó pôde finalmente agrupar com os indivíduos da espécie que ocupam recinto no parque. “Depois de passar por um período de quarentena para se adaptar ao novo lar, à rotina de alimentação e a nossa equipe, nós transferimos Chicó do setor de quarentena para a área de manejo do recinto da espécie, de forma a aproximá-la do grupo de macaco-aranha-de-testa-branca que já faz parte do plantel do parque. A tentativa foi um sucesso. Agora seguimos com a expectativa de gerar filhotes e contribuir com a conservação da espécie”, ressalta o biólogo Tarcísio.

 

Os animais que estão hoje no Parque Zoobotânico Vale, em Carajás, em grande parte foram entregues por órgãos ambientais, como o IBAMA, ICMBio e Secretarias de Meio Ambiente vindos de apreensões ou entrega voluntária de criações ilegais. Também vieram de permuta com outros zoológicos do país ou nasceram em cativeiro no próprio parque. No PZV, eles recebem acompanhamento diário dos tratadores de animais e atendimento veterinário.

O parque também faz parte do programa nacional de conservação da espécie sob cuidados humanos, juntamente com a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (AZAB), ICMBio e MMA. Recentemente o parque enviou dois animais (onça-pintada melânica e urubu-rei) para o GramadoZoo, no Rio de Grande do Sul e uma onça-pintada melânica para o Parque Ecológico Municipal de Americana (SP).

Parque Zoobotânico Vale
Entre as principais atividades desenvolvidas no PZV também está o programa voltado à reprodução em cativeiro de espécies do bioma amazônico e que estão ameaçadas de extinção. Já foram alcançados importantes resultados, como o nascimento de filhotes de ararajuba, onça-pintada e harpia.


O espaço contribui com a conservação das espécies, servindo como estoque genético e formando profissionais especializados para trabalhar em benefício da preservação da fauna e flora brasileiras, dentro do Programa de Manejo Reprodutivo para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção e Relevância Biológica. Em virtude da pandemia, o parque ainda permanece fechado para visitação.

 

Fonte: Tami Kondo

 

Com o objetivo de concluir mais uma etapa da campanha de vacinação, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizará nesta segunda-feira, 13, de 16h às 21h, na escola Chico Mendes e na Unidade Básica de Saúde VS-10, a vacinação para 1ª dose para pessoas com idade a partir de 12 anos.

O secretário municipal de Saúde, Gilberto Laranjeiras, destaca o avanço da campanha no município de Parauapebas. "O governo do nosso prefeito, Darci Lermen, não tem medido esforços para conter este mal em nosso município. Prova disso são os mutirões que estamos realizando constantemente para atingir cada vez mais o maior número da população. Neste último sábado, 11, foram realizadas mais de 7.332 aplicações de doses da vacina no público em geral, para pessoas que buscavam a segunda dose que estavam aprazados no período de 11 e 12 de setembro, isso é o compromisso da nossa gestão".

A ação ocorreu de 9h às 17h, nas escolas Dorothy Stang, no bairro Cidade Jardim, e Chico Mendes, no bairro Cidade Nova e também nas Unidades Básicas de Saúde VS-10 e Tropical. A população que reside na zona rural também recebeu a segunda dose do imunizante, nas unidades básicas de saúde Palmares Sul, Palmares 2, Cedere, Paulo Fonteles e Vila Sanção.

2ª dose para pessoas aprazadas para os dias 13 a 17 de setembro

Nesta segunda-feira (13), na Escola Chico Mendes, no horário de 9h às 14h, continuará tendo vacinação de segunda dose, para população em geral que esteja aprazada no período de 13 a 17 de setembro.

 

Texto: Nívea Lima/Semsa

Colaborou: Luciana Queiroz/Pmp

Assessoria de Comunicação – Ascom/PM

Servidores que atuam diretamente no atendimento ao público participaram na sexta-feira, 10, do curso “Serviço público como garantidor dos direitos humanos, abordagem e atendimento da comunidade LGBT nas repartições públicas”, promovido pela Secretaria Municipal de Administração (Semad), por meio da Coordenadoria de Treinamento e Recursos Humanos (CTRH), com apoio do Coletivo Unificado LGBT Parauapebas.

“É um evento de formação para os nossos servidores públicos, para que eles consigam entender um pouco melhor as peculiaridades da nossa comunidade, como por exemplo, o significado das siglas da comunidade LGBT”, pontuou Elton Reis, que é servidor público e coordenador do Coletivo Unificado LGBT Parauapebas.

O curso contou com 150 inscritos e foi ministrado por Aldenilson Silva, especialista em Recursos Humanos, e Rafael Carmo Ramos, gerente de proteção à livre orientação de gênero da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH) do Pará.

“A gente veio aqui em Parauapebas para trazer aos servidores públicos da cidade um novo método de abordagem, para que as pessoas LGBTQIAP+ possam ser acolhidas e tratadas de forma digna”, compartilhou Aldenilson Silva. A coordenadora de treinamento e recursos humanos da prefeitura, Elveni Dalferth, destacou que “é um assunto importante, temos público e precisamos chegar aos servidores com esse curso”.

A ação faz parte da política de inclusão social da Prefeitura de Parauapebas. “Nós, enquanto servidores, temos que estar preparados para atender a todos. Estamos capacitando nossos servidores para que eles possam acolher bem uma parte da sociedade que é tão discriminada. Pra nós é importante para que ninguém sofra preconceito dentro da prefeitura”, destacou o prefeito Darci Lermen.

“Minha missão é colaborar na formação dos servidores públicos, e, para além disso fortalecer, junto com a gestão municipal, reforçar a importância da criação do tripé da cidadania com a questão da criação da coordenadoria, conselho municipal LGBT e um plano municipal de políticas públicas para essa população, nos moldes do que a gente já faz a nível de estado”, explicou Rafael Carmo.

 

Texto: Karine Gomes

Do Vale do Jequitinhonha (MG) para Parauapebas (PA), onde já mora há 22 anos, Olinto Vieira trouxe consigo o gosto pela arte, sendo uma delas a literatura. O garoto, descendente de mineiros simples do interior, já escrevia poesias desde sua adolescência, tendo depois se arriscados nos rabiscos que hoje são lindas telas nas quais estampam sua “realidade oculta”.


“No período escolar, na época chamado de primário, eu fazia caricatura dos professores; e hoje sou surpreendido por algumas que foram guardadas”, lembra Olinto, mensurando que, de risco a rabiscos, já e grande sua coleção de arte. Mas, como todo poeta, Olinto é um sujeito discreto e, de certo modo, tímido. Tendo revelado suas habilidades poéticas apenas para amigos e nas colunas de diversos jornais impressos, estando entre eles: O Regional, Carajás o Jornal e Correio do Pará; que publicaram suas poesias e crônicas por vários anos. Porém, chegou o momento de tornar, ainda mais, público suas poesias através a publicação de um livro.

 

 Amigos de Olinto Vieira marcaram presença no lançamento de seu livro 

 

 

 

E nada mais digno e justo do que reunir os amigos para testemunhar essa conquista. O que ocorreu na NOITE DE AUTÓGRAFOS, na noite de quinta-feira, 09, momento em que Olinto Vieira autografou diversos exemplares de seu livro QUANDO ÉRAMOS REIS, obra que reúne mais de 100 poemas de sua autoria, publicado pela editora FOLHEANDO. “A primeira edição esgotou. Não esperava tamanha aceitação. Mas, providenciaremos outra tiragem para que outras pessoas possam ter acesso à coletânea de poesia”, afirmou Olinto Vieira, com a modéstia que cabe aos poetas.

Olinto Vieira bateu um papo descontraído com a jornalista Hanny Amoras, momento em que, além de contar um pouco de sua trajetória artística, demonstrou seu bom humor


Não foi apenas a venda dos livros que mostrou a aceitação dos presentes. Mas, além de lerem ali mesmo o conteúdo, muitos deles declamaram a poesia que elegia como a melhor. Depois, foi a vez do escritor bater um papo descontraído com a jornalista Hanny Amoras, momento em que, além de contar um pouco de sua trajetória artística, demonstrou seu bom humor e a fé na vida e no ser humano; o que ele deixou claro na primeira frase da primeira poesia publicada no livro: “Poesia é poeira de estrelas, deixada por Deus para brilhar o mundo”.


O livro QUANDO ÉRAMOS REIS traz o prefácio de Geraldo Abdala, médico neurologista, cronista, professor universitário e professor de vida. A dedicatória da obra foi à Marlene Campos Vieira, mãe de Olinto Vieira, a quem qualifica como sua inspiradora.


NOITE DE AUTÓGRAFOS: Contando com a presença de vários amigos (maioria advogados e jornalistas), representante da APL - Academia Parauapebense de Letras, e OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, a noite de autógrafos para o lançamento do livro QUANDO ÉRAMOS REIS ocorreu no Espaço Dom Mendonça, a partir das 19 horas de quinta-feira, 9.


A música ficou a cargo dos amigos que se juntaram e formaram um trio que deu show à altura do evento: Dulci Cunha (voz e flauta), Felipe de Judah (voz e violão) e Peixinho (vibes – bateria).

 

Fonte: Francesco Costa

No geral, o ambiente escolar é um local de aprendizado considerado seguro, mas não está isento de eventualidades, inclusive acidentes, mal súbitos, como o caso do estudante Lucas Begallo, falecido em Campinas (SP), depois de ter engasgado em uma excursão organizada pela escola.

Por meio de incentivo da família do estudante foi criada a Lei n° 13.722/18, chamada de Lei Lucas, que versa sobre a assistência necessária para agravos súbitos de saúde nas escolas, incluindo a oferta de curso de primeiros socorros a professores e funcionários, tanto de escolas públicas quanto de instituições privadas, que lidam com a educação básica de crianças.

Em cumprimento a Lei Lucas e observância a Lei Federal nº 12.645/2012 que estabelece o Dia Nacional da Segurança e Saúde nas Escolas, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) criou o Projeto Saúde e Segurança na Escola (PSSE), que visa atuar no apoio e prevenção de acidentes no ambiente escolar, por meio de palestras, treinamentos, além de prever a criação de uma rede de apoio interna em cada instituição.

O PSSE iniciou suas atividades nas escolas na última semana do mês de agosto ao realizar um curso de primeiros socorros para servidores de três escolas municipais: Jozias Leão, Jean Piaget e Novo Horizonte.

O curso teve como objetivo capacitar os profissionais dessas unidades educacionais para atendimentos de situações emergenciais e, consequentemente, torná-las mais seguras para eventualidades, uma vez que as escolas estão sendo preparadas para a retomada gradual do ensino presencial.

Segundo o coordenador do projeto, João Batista Viana Everton, que também é professor e bombeiro, todas as escolas municipais serão contempladas. “Neste primeiro momento, queremos levar treinamento básico de primeiros socorros para o corpo docente das escolas. Caso ocorra algum problema que necessite a aplicação desse conhecimento, as equipes vão estar preparadas”, enfatiza o coordenador, informando que muitas outras ações serão realizadas.

 

Texto: Messania Cardoso

O mês de setembro é dedicado a prevenção ao suicídio. Neste ano, a Prefeitura de Parauapebas através da secretaria municipal de saúde (Semsa), preparou uma vasta programação visando mobilizar a população para conscientização sobre o assunto, discutir sobre como identificar sinais da ideação suicida, além de informar como ajudar e buscar apoio psicológico.

Com o tema: conceito, prevenção, conscientização, locais de ajuda, quebra de paradigmas, frases a não serem ditas para uma pessoa com ideação suicida, as unidades básicas de saúde (UBS), que são a porta de entrada e oferecem um espaço de escuta, acolhimento e acompanhamento de atenção à saúde mental, assim como o centro de atenção psicossocial (CAPS), e clínica psicossocial, realizarão palestras em salas de espera, para o público presente (usuários e familiares e/ou acompanhantes), de acordo com a rotina de cada unidade.

Para o coordenador de saúde mental do município, Wagner Dias, a campanha é importante também para divulgar os serviços que a rede pública municipal oferta no atendimento de pessoas que buscam apoio psicológico.

Para o secretário de saúde, Gilberto Laranjeiras, alertar a população sobre a importância da saúde mental é uma preocupação constante do governo Darci Lermen. “Sem dúvidas essa campanha é de extrema importância e vem com o objetivo de combater, alertar, prevenir e conscientizar as famílias e a sociedade de um modo geral sobre as causas e consequências gravíssimas que a depressão pode causar na vida de um ser humano. Nosso prefeito Darci Lermen está sempre atento a esta questão, pois sabemos que é uma doença que causa morte, tanto como qualquer outra doença se não for tratada a tempo”.

Confira a programação do Setembro Amarelo:

  • 14/09 - Sessão Solene na Câmara de Vereadores – 9h;
  • 15/09 – Açaí Filosófico - Câmara de Vereadores – 8h às 12h;
  • 15/09 - Roda de conversa - Clínica Psicossocial (com familiares) – 9h;
  • 17/09 - Blitz Caps – Praça de eventos – Cidade Nova – 8h30;
  • 18/09 -Teste rápido de Depressão (Com pontuação) – Partage Shopping – 10h às 18h.

 

Texto: Nívea Lima/Semsa

Colaborou: Luciana Queiroz/Pmp

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Novo_Projeto_-_2021-07-05T111350990gk-is-100.jpglink