Junho já registra mais de 400 casos de falta de energia causados por pipas

Junho já registra mais de 400 casos de falta de energia causados por pipas Foto: Reprodução

De acordo com os dados da Celpa, nos primeiros quinze dias de junho deste ano, já foram registrados 479 casos de interrupções no fornecimento de energia elétrica em todo o Estado em consequência das pipas que ficam enroscadas na fiação. Em todo o ano de 2018, os números de ocorrências ocasionadas por essa prática próxima a rede elétrica impressionam, pois chegaram a 7,9 mil, prejudicando milhares de pessoas.

O executivo da área de Segurança da Celpa, Alex Fernandes, alerta para que os cuidados com a segurança sejam redobrados, já que a brincadeira se intensifica com a chegada do mês de julho. "Essa atividade, quando não executada com segurança, pode causar além das interrupções no fornecimento de energia, acidentes graves e até fatais", reforça. Alex também orienta os brincantes a manterem distância da rede elétrica em situações consideradas perigosas. "Quando as pipas ficarem engatadas na fiação elétrica, jamais deve ser feito qualquer esforço para soltá-las, pois o contato de um cabo com o outro pode causar curto-circuito e descargas elétricas, podendo levar o cidadão a morte", ressalta o executivo.

Na Região Metropolitana de Belém, as ocorrências de falta de luz por conta das pipas na primeira quinzena de junho já chegam a 67, seguido de Castanhal, com 40, e com Ananindeua com 39, representando milhares de famílias prejudicadas pela descontinuidade do serviço. O ideal é que esse indicador não volte a crescer, mas para isso, a população precisa ficar em alerta sobre os perigos envolvendo a brincadeira e ter responsabilidade na hora de soltar os 'papagaios'.  

SEGURANÇA - A concessionária destaca ainda que as linhas com cerol (mistura de cola com vidro moído, em alguns casos até com pó de ferro), ao entrar em contato com a fiação elétrica, também podem provocar curto-circuito e até mesmo romper cabos. O risco de acidentes com cortes, sobretudo, nas pessoas que circulam em motocicletas ou bicicletas é muito grande. Por isso o ideal é empinar as pipas sem linha com cerol.   

DICAS:

- Em hipótese alguma usar barras de ferro, pedaços de madeira e materiais condutores para retirar a as pipas da fiação.

 - Empinas pipas somente e locais abertos de boa visibilidade, longe da fiação elétrica, como parques, praias, praças ou campos de futebol

 - Não utilizar linhas com fios de cobre ou cerol, pois pode causar acidentes graves e até mesmo rompimento de cabos.

 - Atenção a motocicletas e bicicletas, pois a linha, mesmo sem cerol, é perigosa para os condutores

 - Caso a linha quebre, não correr atrás da pipa sem observar se o caminho é seguro.

 - Não soltar pipas em dias de chuva ou relâmpagos.

Fonte: CELPA

Avalie este item
(0 votos)
Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink