Região Oeste do Pará realiza Dia D de Vacinação contra o Sarampo

Região Oeste do Pará realiza Dia D de Vacinação contra o Sarampo Foto: Marcleo Camargo/Agência Brasil

Este sábado (29) é o Dia D de Mobilização da Campanha de Vacinação contra o Sarampo nos 20 municípios da região Oeste do Pará. Em Santarém, a abertura oficial acontecerá às 10h, na Praça da Matriz, com a presença da secretária municipal de Saúde de Santarém, Dayane da Silva Lima; da diretora do Departamento de Epidemiologia da Sespa, Ana Lúcia Ferreira; e da diretora do 9º Centro Regional de Saúde, Marcela Tolentino, entre outras autoridades.


Para o Departamento de Epidemiologia da Sespa (Depi), o sucesso da campanha depende de estratégias diferenciadas para alcançar os jovens de 15 a 29 anos que estejam com o esquema de vacinação incompleto. "Deve haver busca ativa em festas, escolas, universidades, pontos de ônibus, braços de rios e em outros locais de concentração de jovens nessa faixa etária", é o que sugere a diretora do Depi, Ana Lúcia Ferreira. "Para isso, é fundamental o envolvimento dos gestores e profissionais de saúde de todos os municípios e o apoio de instituições de ensino, igrejas, sociedade civil organizada e organizações não governamentais", acrescentou a diretora da Sespa.


A Campanha de Vacinação contra o Sarampo começou no dia 10 de junho, nos 20 municípios do Tapajós e Baixo Amazonas, com o objetivo de atualizar o cartão de vacinação com duas doses de vacina contra o sarampo na população de 15 a 29 anos e, assim, reduzir a circulação do vírus do sarampo para evitar que se dissemine por todo o território paraense.


A campanha está acontecendo nos municípios de Alenquer, Almeirim, Aveiro, Belterra, Curuá, Faro, Itaituba, Jacareacanga, Juruti, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Novo Progresso, Óbidos, Oriximiná, Placas, Prainha, Rurópolis, Santarém, Terra Santa e Trairão.
A meta é vacinar 204 mil jovens até 12 de julho, no entanto, de acordo com o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações-Estratégia Rotina (SIPNI), até esta sexta-feira, só tinham sido vacinadas 1.020 pessoas, uma cobertura de apenas 0,49%, sendo que cinco municípios dos 20 da região ainda não tinham registrado nenhuma dose.


Doses aplicadas– A imunização contra o sarampo acontece com a aplicação de duas doses da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba, por isso a campanha está sendo realizada de forma seletiva. Quem nunca tomou a vacina, deve tomar a primeira dose nessa campanha e uma dose de reforço 30 dias depois da primeira. Quem tiver feito uma dose há mais de 30 dias, deve fazer a segunda dose na campanha. E aqueles que já fizeram duas doses e têm o registro na sua carteira de vacinação estão dispensados da vacinação nessa campanha.


Casos – A preocupação existe porque o Pará teve confirmados 80 casos de sarampo em 2018 e 54 em 2019, totalizando 134 casos, dos quais 122 ocorreram em municípios do Oeste. Santarém foi o local mais afetado em 2018, com 39 casos confirmados e, neste ano, está sendo Prainha, já com 39 casos.


Ana Lúcia informou, ainda, que a Sespa solicitou recursos financeiros à Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde para ajudar os municípios nas ações da campanha, em função das peculiaridades da região, tais como ser cortada pelos rios Amazonas e Tapajós e pelas rodovias Santarém-Cuiabá e Transamazônica, ter grande dispersão territorial, e trechos de difícil acesso com estradas sem asfalto e prejudicados pelo grande volume de chuva. Os recursos devem ser destinados, principalmente, para combustível e manutenção de veículos e embarcações.

Fonte: Agencia Pará

Avalie este item
(0 votos)
Loading
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.galpogk-is-100.jpglink